Protestos contra investimentos na Copa marcam final da competição no Rio de Janeiro

Manifestação terminou com confrontos entre manifestantes e a Polícia Militar

387 0

Manifestação terminou com confrontos entre manifestantes e a Polícia Militar

Por Igor Carvalho

Manifestantes questionaram privatização do Maracanã (Foto: Mídia Ninja)

Por volta das 18h30, manifestantes e a Polícia Militar entraram em confronto a 500 metros do Maracanã. A passeata, que começou três horas antes do jogo, seguiu direto para o estádio onde está sendo disputada a final da Copa das Confederações.

A manifestação foi organizada para protestar contra os gastos brasileiros com a Copa das Confederações e a Copa do Mundo 2014. Segundo a Polícia Militar, 1.200 pessoas participaram do ato.

Durante a cerimônia de encerramento da Copa das Confederações, um dos figurantes, vestido de bola, saiu da coreografia e abriu uma faixa, onde estava escrito: “Imediata anulação da privatização do Maracanã”. A organização retirou o manifestante, imediatamente.

Violência

Quando se aproximaram do Maracanã, pela avenida de mesmo nome do estádio, os manifestantes encontraram uma formação bélica, montada pela PM. Eram quatro barreiras: Na primeira, policiais militares com escudos, na segunda haviam agentes da Força Nacional, na terceira o Batalhão de Choque e por último Caveirão.

Durante o confronto, muitos civis saíram feridos. As bombas de gás lacrimogênio não surtiam efeito, pois o vento estava contra a polícia, mas, as balas de borracha continuaram a ser utilizadas, pelo menos um manifestante tomou um tiro de bala de borracha na cara. Dois ativistas foram presos.



No artigo

x