Após repercussão negativa, autor do “Cura Gay” derruba o projeto

Feliciano reage pelo Twitter e afirma que retomará o PDC 234 quando o número de deputados evangélicos for maior

337 0

Feliciano reage pelo Twitter e afirma que retomará o PDC 234 quando o número de deputados evangélicos for maior

Por Igor Carvalho

Nesta terça-feira (02), o autor do PDC 234, conhecido como “Cura Gay”, deputado federal João Campos (PSDB-GO), protocolou um pedido para que o projeto saia de tramitação.

Como já havia sido aprovado na Comissão de Direitos Humanos, a retirada do projeto precisa ser aprovada em plenário. Caso saia de tramitação, o PDC será arquivado, e não cancelado. Isso significa que poderá ser retomado em outro momento. O fato já foi explorado pelo deputado Marco Feliciano (PSD-SP) em sua conta no Twitter. “Voltará na próxima legislatura qdo teremos 1 número maior de deputados evangélicos”, ameaçou o pastor.

Segundo Campos, não houve pressão popular contra o seu projeto (Foto: José Cruz/ABr)

A justificativa apresentada por Campos para a desistência de seguir com o projeto, foi a falta de coerência entre a proposta e a posição de seu partido, o PSDB, que se manifestou de forma contrária à ideia. O parlamentar aproveitou para desassociar sua medida das recentes manifestações pelo país. “Não estou retirando por causa da pressão das ruas, porque ele não estava nas pautas dos manifestantes. Pegaram o bonde andando.”

Na semana passada, o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) já havia se comprometido em “enterrar” o projeto. O PDC 234 autoriza psicólogos a tratarem pessoas que queiram “reverter” sua homossexualidade.



No artigo

x