Venezuela recebe formalmente o pedido de asilo político de Edward Snowden

Nicolás Maduro disse não temer represálias, uma vez que “os Estados Unidos não governam o mundo”, e enfatizou que o seu país é livre e soberano

340 0

Nicolás Maduro disse não temer represálias, uma vez que “os Estados Unidos não governam o mundo”, e enfatizou que o seu país é livre e soberano

Da Redação

Maduro diz não temer represálias dos EUA (Foto: Elza Fiúza/ABr)

Nesta segunda-feira, 8, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou que o país recebeu formalmente o pedido de asilo político do ex-técnico da CIA, Edward Snowden, que revelou ao mundo o mega-esquema de espionagem do governo norte-americano contra cidadãos, empresas e governos de todo o mundo. No momento, o jovem de 30 anos encontra-se na zona de trânsito de um aeroporto de Moscou, na Rússia. O ex-técnico da CIA está nesta situação desde o último dia 23 de junho.

Segundo Maduro, Snowden decidirá quando voará para a Venezuela. Na semana passada, o presidente venezuelano ofereceu o asilo político para Snowden acusando os EUA de “suscitar a loucura” e a “perseguição”.

A oferta de Maduro foi feita após o avião do presidente boliviano, Evo Morales, ser proibido de voar no espaço aéreo de diversos países europeus por causa da suspeita de que transportava o ex-técnico da CIA. Morales teve de esperar por 13 horas em um aeroporto de Viena para seguir viagem de volta para a Bolívia.

“A América Latina está dizendo a este jovem: ‘o senhor está sendo perseguido pelo império, venha para cá'”, declarou Maduro.  Perguntado se teme algum tipo de represália dos EUA por conceder asilo político para Snowden, o presidente venezuelano disse que “os EUA não governam o mundo. Somos um país livre e soberano”.

Além da Venezuela, Snowden também pediu asilo político para a Nicarágua, que foi recebida pela representação diplomática do país em Moscou. Em resposta as ofertas de asilo da Nicarágua, Bolívia e Venezuela, os EUA afirmou que o ex-técnico da CIA não pode ter permissão para viaja para outro país que não os EUA.

O passaporte de Snowden foi apreendido por autoridades norte-americanas. Porém, um documento de viagem que faça as vezes de salvo-conduto é suficiente para ele seguir viagem até seu destino final.

Com informações da Rede Brasil Atual. 



No artigo

x