Manifestação contra cobrança de pedágio em Vitória termina com 20 pessoas detidas

Os manifestantes são contrários à cobrança de pedágio na Ponte Deputado Darcy Castello de Mendonça, que liga as cidades de Vitória e Vila Velha

308 0

Os manifestantes são contrários à cobrança de pedágio na Ponte Deputado Darcy Castello de Mendonça, que liga as cidades de Vitória e Vila Velha

Por Luciano Nascimento, da Agência Brasil

Pelo menos 20 pessoas foram detidas durante a manifestação contra a cobrança de pedágio entre a cidade de Vila Velha e Vitória, capital do Espírito Santo (ES), nesta sexta-feira (19). As informações são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

Pela manhã, cerca de 300 manifestantes se concentraram em frente à Assembleia Legislativa, de onde seguiram em direção à praça de pedágio, na Terceira Ponte. De acordo com a polícia, algumas cancelas foram quebradas. Em seguida, a manifestação se dirigiu até o Palácio Anchieta, sede do governo do estado, e por volta de 10h, houve confronto com a polícia.

(Reprodução)

A Polícia Militar (PM) disparou bombas de gás lacrimogêneo e dispersou a manifestação em frente ao Palácio Anchieta. Algumas janelas do prédio foram quebradas. Logo após, o grupo se reuniu e bloqueou as avenidas Jerônimo Monteiro e Getúlio Vargas, no centro de Vitória.

Os manifestantes são contrários à cobrança de pedágio na Ponte Deputado Darcy Castello de Mendonça, que liga as cidades de Vitória e Vila Velha. No início do mês, os manifestantes ocuparam a Assembleia Legislativa por 11 dias, saindo no último sábado (13). Eles cobravam a votação de um projeto de lei que extinguia o pedágio.

O projeto foi à votação na segunda-feira (15), mas acabou rejeitado pelos deputados. Foram 16 votos contra a iniciativa, 11 a favor e duas abstenções.

A Justiça do Espírito Santo determinou a redução do valor do pedágio para carros na Terceira Ponte, de R$ 1,90 para R$ 0,80. Os valores para motos e caminhões caíram para R$ 0,40 e R$ 1,60, respectivamente.

Na terça-feira (16), a OAB-ES e organizações da sociedade civil criaram um fórum permanente que irá acompanhar todas as manifestações, tentar fazer valer a pauta de reivindicações e observar todo e qualquer ato que viole os direitos humanos.



No artigo

x