Joaquim Barbosa criou empresa nos EUA para comprar imóvel de R$ 1 mi

Apartamento de 73 metros quadrados fica em um condomínio de alto padrão em Miami

597 5

Apartamento de 73 metros quadrados fica em um condomínio de alto padrão em Miami

Por Igor Carvalho

Joaquim Barbosa criou empresa nos EUA para comprar apartamento de R$ 1 milhão (Foto: Agência Brasil)

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, abriu uma empresa nos EUA para comprar um apartamento de R$ 1 milhão em Miami. A manobra visou obter benefícios fiscais no futuro e a aquisição foi feita em maio de 2012.

O apartamento poderá ser negociado pelos herdeiros de Barbosa sem custos adicionais com o fisco americano. A lei da Flórida, estado onde fica Miami, determina que quando o imóvel é adquirido por pessoa física, ao ser comercializado deixa 48% do seu valor com o governo. Porém, se a transação for feita por pessoa jurídica, não há cobrança de impostos.

Outra vantagem em adquirir o imóvel com a criação da empresa, seria o anonimato. Nos registros do Estado americano não consta o nome do ministro Barbosa, apenas a razão social da empresa, batizada como Assas JB Corp.

O imóvel tem 73 metros quadrados e fica no  22º andar de uma das três torres de um condomínio de alto padrão, na margem do rio Miami. A assessoria de Barbosa afirmou que o imóvel foi comprado “em conformidade com a lei norte-americana.”

Com informações da Folha de S. Paulo

 



No artigo

5 comments

  1. Sergio Silva Responder

    A questão é a seguinte: se isso é lícito, tal como a origem do dinheiro, não há problema! Pode ser imoral, mas não é ilegal!

  2. Sergio Silva Responder

    É sempre bom lembrar que um apartamento na Flórida, por mais alto padrão que tenha, é mais barato que em qualquer grande cidade brasileira.

  3. Marcel C Pereira Responder

    E de fato não há nada de ilegal nesta transação nem nos EUA nem no Brasil, nem sei qual a relevância deste artigo.

  4. Vera Lopes de Toledo Responder

    qqer pobre pode comprar:Ex: Xuxa, Lula,Gizele bun…, Ronaldão,Brunet, etc…..eu não!

  5. Fabiano Responder

    Lei 8112/1990

    Capítulo II

    Das Proibições

    Art. 117. Ao servidor é proibido:

    – participar de gerência ou administração de sociedade privada,
    personificada ou não personificada, exercer o comércio, exceto na
    qualidade de acionista, cotista ou comanditário; Redação dada pela Lei
    nº 11.784, de 2008.

    Ou seja, O funcionário público pode realizar a abertura de uma empresa, desde que não assuma a gerência ou a administração.

    Outra
    observação importante, é que o funcionário público não pode abrir uma
    empresa individual (empresário), pois ele seria o administrador direto.


x