Abril em crise: a dura vida de um monopólio

Como a concentração de mercado e o conservadorismo da editora tirou a graça da bancas de jornal e do seu jornalismo

706 0

Como a concentração de mercado e o conservadorismo da editora tirou a graça da bancas de jornal e do seu jornalismo 

Por Haroldo Ceravolo Sereza, no blog Ágora da Revista Samuel 

Dona da única distribuidora nacional de revistas, a Abril paga, com a demissão de 150 jornalistas e o fechamento de títulos, o preço da concentração de mercado e do conservadorismo reinante.

monopólio real das bancas de jornal, conquistado no início do governo Lula, quando o Cade aprovou a compra da distribuidora Fernando Chinaglia pela Dinap (dando origem à TreeLog),fez a Abril apostar em planos de expansão para dificultar a vida da concorrência das bancas.

Tal projeto, aliado a práticas de “reciclagem” de matérias em títulos próximos, para cortar custos, fez com que revistas com títulos diferentes trouxessem conteúdos cada vez mais parecidos.

A Abril matou a diferença no atacado e no varejo. Tirou a graça das bancas de jornal e de seu jornalismo. O conservadorismo cego de algumas publicações também ajudou a criar fantasias sobre o que não estava acontecendo com o país.

Ou seja, tudo foi dando errado. E o corte dos jornalistas tende a aprofundar a crise. Sem material humano de qualidade, fica ainda mais difícil ser criativo e encontrar saídas.

Reproduzo, abaixo, o comunicado dos cortes, divulgado hoje pela empresa.

ÍNTEGRA DO COMUNICADO OFICIAL DIVULGADO PELA EDITORA ABRIL

Bolex 788 – Abril S.A. comunica mudanças que focam no crescimento das Unidades de Negócios e convergem investimentos e esforços às marcas líderes

Em linha com o processo de reorganização que vem sendo empreendido nos últimos meses, o presidente da Abril S.A., Fábio Colletti Barbosa, anuncia mudanças nas estruturas editorial e comercial das Unidades de Negócios Abril Segmentadas, Veja, Exame e Negócios Digitais. Entre as principais mudanças na frente comercial está a descentralização da Diretoria de Publicidade Centralizada, que passará a ser distribuída em cada uma das UN’s.

As mudanças são importantes para focar investimentos e esforços nas marcas líderes nos vários segmentos em que atuamos, garantindo assim o crescimento e a relevância das publicações.  

“A Abril encara esta fase como parte da evolução natural dos negócios e segue com a missão de difundir a informação, com excelência editorial, pioneirismo e integridade”, afirma Fábio Barbosa.

UN Abril Segmentadas

A Unidade de Negócios Abril Segmentadas, sob o comando da diretora-superintendente Helena Bagnoli, anuncia uma revisão do seu portfólio. Serão descontinuados os seguintes títulos em todas as suas plataformas: Alfa, Bravo!, Gloss e Lola, assim como o portal Club Alfa.

Leitores e anunciantes continuarão tendo, a seu dispor, um portfólio extenso e segmentado (quase 50 títulos), capaz de atender a todos os públicos plenamente. Além disso, os compromissos publicitários e de assinaturas serão honrados, por meio de pacotes de reposição.

Essa revisão possibilita uma reorganização das áreas editorial e comercial da UN, compreendendo o reagrupamento de títulos e a movimentação de pessoas. Assim, os seguintes títulos serão agrupados por segmento e terão um único diretor de Redação:

• Elle, Estilo de Vida e Manequim passam a ser comandadas por Dulce Pickersgill.

• A família de revistas formada por Men’s Health, Women’s Health, Runner’s World e Placar será dirigida por Sérgio Xavier.

• Mônica Kato segue à frente das Femininas Populares e assume também o comando de Máxima.

• Bons Fluidos passa a reportar-se a Denis Russo Burgierman, diretor de Redação deSuperinteressante e Vida Simples. 

Além desses reagrupamentos de títulos, a UN comunica ainda os seguintes movimentos na área editorial:

• Sérgio Gwercman, que estava à frente de Alfa, assume a Direção de Redação de Quatro Rodas.

• Viagem &Turismo terá como diretora de Redação Angélica Santa Cruz, que respondia pelo comando de Lola.

• Armando Antenore, até então redator-chefe de Bravo!, passa a ser repórter especial da UN Abril Segmentadas.

• Tatiana Schibuola, ex-diretora de Gloss, assume a Direção de Redação de Capricho.

• Giuliana Tatini, até então diretora de Redação de Capricho, passa a comandar o portal MdeMulher.

• Caco de Paula, diretor do Núcleo de Sustentabilidade, bem como toda a estrutura do Planeta Sustentável, passam a reportar-se diretamente à presidência da Abril S.A. A revista National Geographic permanece na UN Abril Segmentadas. 

Já as áreas de Publicidade e Marketing sofrem as seguintes alterações: 

• Rogério Gabriel Comprido volta à empresa e assume a Diretoria de Publicidade desta UN. Ele terá em sua equipe os diretores Willian Hagopian e Roberto Severo.

• Ficam responsáveis pelas áreas de Marketing e Eventos Wagner Gorab e Louise Faleiros. O Projeto Copa terá no seu comando Tiago Afonso, que se reportará a Dimas Mietto.

Na frente digital da UN Abril Segmentadas, é criada a:

• Diretoria de Estratégia Digital, que será comandada por Guilherme Werneck (antes responsável por Desenvolvimento de Novos Negócios da MTV). 

UN Veja

Thais Chede Soares, diretora-superintendente Comercial e Administrativa da Unidade Veja, comunica as seguintes mudanças na estrutura de Publicidade e Marketing desta UN:

• Sérgio Amaral assume a Diretoria de Publicidade, tendo como reportes diretos os executivos Márcia Sóter, Robson Monte, André Almeida e Alex Foronda; e os gerentes Alexandra Mendonça, Samara Sampaio e Andrea Veiga (Rio de Janeiro).

• Renato Cagno fica responsável por projetos publicitários e negócios digitais da UN Veja.

• Claudia Furini assume o Marketing da Unidade, atuando no acompanhamento do mercado publicitário e na comunicação da UN Veja.

• Andrea Abelleira permanece responsável pela área de Circulação (Avulsa e Assinaturas) e Eventos.

• Jacques Ricardo comandará a Diretoria de Publicidade-Regionais, que passa a incorporar também as funções de Classificados, Publicidade Internacional e Estúdio. Sua estrutura atenderá a todas as UN´s.

UN Exame

Claudia Vassallo, diretora-superintendente desta Unidade, também anuncia a nova configuração de sua estrutura de Publicidade:

• Marcos Gomez assume a Diretoria de Publicidade da UN, tendo como reportes diretos Ana Paula Teixeira e Eliani Prado, em São Paulo, e Leda Costa, no Rio de Janeiro.

UN Negócios Digitais 

Manoel Lemos, diretor-superintendente desta UN, informa que René Agostinho, ex-diretor da Abril Coleções, assume o comando da Operação do Alphabase.

Agradecimentos, desafios e oportunidades

Com as mudanças informadas acima, deixam a Abril os seguintes executivos: Airton Seligman (diretor de Redação de Men’s Health); Claudia Garcia (diretora de Redação de Manequim); Demetrius Paparounis (diretor do Núcleo Femininas Populares); Gabriela Aguerre (diretora de Redação de Viagem & Turismo); Lucia Barros (diretora de Redação de Máxima); Maria Rita Alonso (diretora de Redação de Estilo); Sandra Sampaio (que ocupava uma das diretorias de Publicidade Dedicada da UN Abril Segmentadas); Sandra Soares (diretora de Redação do Portal MdeMulher) e Sérgio Berezovsky (diretor de Redação de Quatro Rodas).

Fábio Barbosa agradece a dedicação e a contribuição de todos os profissionais que agora estão deixando a empresa, desejando-lhes sucesso nos novos rumos de suas carreiras.

Ele também acrescenta e reforça sua crença no potencial da nova estrutura: “Acredito muito na força do time que temos e na capacidade das pessoas que agora assumem novas posições”, diz ele. “Temos talentos para enfrentar os muitos desafios que as transformações do setor representam neste momento. No fundo, estamos diante de oportunidades fascinantes e temos toda a capacidade para aproveitá-las”, conclui o presidente.

(Foto de capa: c.alberto / Flickr)



No artigo

x