“Eu também cometi erros”, admite Cabral após protestos

Manifestantes continuam próximos à residência do governador do Rio. Já são quatro dias de acampamento

260 0

Manifestantes continuam próximos à residência do governador do Rio. Já são quatro dias de acampamento

Por Igor Carvalho

Sérgio Cabral apelou que manifestantes pensem em seus filhos (Foto: Wilson Dias/ABr)

Em entrevista à Rádio CBN, na manhã desta quinta-feira (1), o governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) admitiu equívocos em sua gestão. “Sem dúvida, aqui no Rio, eu também cometi erros.”

Desde o último domingo (28), manifestantes estão acampados próximos à casa do governador, na esquina da rua Aristides Espínola com a avenida Delfim Moreira. Cabral informou que o Palácio das Laranjeiras está em reforma e que seguirá no Leblon. O “Ocupa Cabral” reúne um grupo de aproximadamente 30 pessoas e, durante a madrugada de hoje (1), o grupo fez um panelaço.

A exemplo do que havia feito em entrevista coletiva na última segunda-feira (29), mais uma vez Cabral pediu aos manifestantes para que não protestem na frente de sua residência e que pensem em seus familiares. “Quando falo na minha família, não é um apelo piegas, é um apelo como pai. O jogo político e a manifestação ficam para o Sérgio Cabral político.”

Os acampados exigem a saída de Cabral do governo do Rio de Janeiro. O movimento tem encontrado apoio de outras pessoas na região, e a todo instante chegam doações de mantimentos, cobertas e água.



No artigo

x