Gás lacrimogêneo usado pela PM pode ter contribuído para morte de manifestante no Rio

Fernando Silva, que já tinha problemas respiratórios, sofreu uma crise após participar de um protesto contra Sérgio Cabral

355 0

Fernando Silva, que já tinha problemas respiratórios, sofreu uma crise após participar de um protesto contra Sérgio Cabral

Por José Francisco Neto, do Brasil de Fato

O ator e cantor Fernando Silva (Fernandão), um dos fundadores do Cinema de Guerrilha da Baixada, faleceu na quarta-feira (31) após passar mais de um mês internado no Hospital Albert Sabin, no Rio de Janeiro, devido à problemas respiratórios. Fernandão foi internado quatro dias depois de participar do ato contra o governador do Rio, Sérgio Cabral, no dia 20 de junho. Nesse dia, a Polícia Militar utilizou forte aparato contra os manifestantes, com bombas de gás lacrimogêneo. Algumas cápsulas, encontradas no local, estavam com data de validade vencida.

Dezenas de manifestantes ficaram feridos e tiveram que ser socorridos devido ao excesso de gás que foi lançado pela polícia. Fernandão também passou mal. Chegou a ser retirado por amigos que estavam junto com ele no local, por causa de uma forte nuvem de gás que impregnou o ambiente.

Desde então, Fernandão teve dores fortes no peito e tosse crônica, motivos que o levaram para a internação. “Eu também peguei uma pneumonia depois disso. Muita coincidência ele ter sido internado logo depois de ter acontecido tudo isso. Ele já tinha problemas respiratórios, mas não tinha crises há muito tempo”, revela Vitor Gracciano, um dos fundadores do Cinema de Guerrilha da Baixada que também participou do ato do dia 20 de junho.

Em vídeo divulgado na internet, Fernandão, ainda internado, afirma que a polícia agiu de forma excessiva. “Eu fui lá protestar, aí aquele Cabral lá, com a polícia, esculachou a gente. Fui fazer um protesto pacífico, eles atacaram bomba, pimenta, aí eu passei muito mal e tive que ser internado.”

Brasil de Fato tentou entrar em contato com o Hospital Albert Sabin para questionar as causas que levaram Fernandão a ter problemas respiratórios, mas não obteve retorno até o fechamento dessa matéria.

Fernandão foi um dos fundadores do Cinema de Guerrilha da Baixada, que une cineastas de São João de Meriti para dar oficinas a jovens da periferia e produzir filmes com poucos recursos.



No artigo

x