Ator revela homossexualidade e recusa participação em festival de cinema na Rússia

Wentworth Miller, protagonista da série Prison Break, declarou que não pode participar de um festival organizado por um país onde não se pode viver e amar abertamente

497 0

Wentworth Miller, protagonista da série Prison Break, declarou que não pode participar de um festival organizado por um país onde não se pode viver e amar abertamente

Da Redação

Wentwoth Miller (Foto: Divulgação)

O protagonista de uma das séries norte-americanas de maior sucesso no mundo, o ator Wentworth Miller assumiu ser homossexual em uma carta na qual recusa o convite para participar do Festival Internacional de Cinema de São Petersburgo, na Rússia.

Miller declarou ser contrário a uma nova lei aprovada na Rússia que estabelece punições para “propaganda da sexualidade não-tradicional” direcionada a menores de 18 anos e que proíbe a adoção por casais do mesmo sexo. Além disso, a lei determina que sejam aplicadas multas para quem organizar e promover desfiles de orgulho gay no país.

“Obrigado pelo convite gentil. Como alguém que gostou de visitar a Rússia no passado e pode até reivindicar um grau de ascendência russa, eu adoraria dizer que participaria do Festival de São Petersburgo. No entanto, como homem gay, devo recusar”, afirmou o ator em carta endereçada a diretora do festival e publicada pelo site da organização GLAAD (Gay & Lesbian Alliance Against Defamation), que luta na defesa dos direitos de gays, lésbicas, bissexuais e transexuais.

O ator ainda se diz “profundamente perturbado” pelo tratamento dado pelo governo russo aos homossexuais do país. “A situação não é aceitável e eu não posso participar de um festival organizado por um país onde pessoas como eu têm negados os seus direitos de viver e amar abertamente”, declarou.

Leia a íntegra da carta escrita pelo ator Wentworth Miller: 

Querida Senhorita Averbakh:

Obrigado pelo convite gentil. Como alguém que gostou de visitar a Rússia no passado e pode até reivindicar um grau de ascendência russa, eu adoraria dizer que participaria do Festival de São Petersburgo. No entanto, como homem gay, devo recusar.

Estou profundamente perturbado pela atual atitude e tratamento do governo russo para com os homens e mulheres gays. A situação não é aceitável e eu não posso participar de um festival organizado por um país onde pessoas como eu têm negados os seus direitos de viver e amar abertamente

Talvez, quando as circunstâncias melhorarem, estarei livre para fazer uma escolha diferente. 

Até lá.

Wentworth Miller



No artigo

x