ONU era um dos alvos da espionagem dos EUA

Reportagem da revista alemã Der Spiegel revela que a NSA invadiu o sistema de videoconferência da sede das Nações Unidas em Nova York

269 0

Reportagem da revista alemã Der Spiegel revela que a NSA invadiu o sistema de videoconferência da sede das Nações Unidas em Nova York

Da Redação

Sede da ONU em Nova York foi um dos alvos da espionagem da NSA (Foto: davidpc_ / Flickr)

Segundo informações da revista semanal alemã Der Spiegel, a NSA (Agência Nacional de Segurança dos EUA) grampeou a sede da ONU (Organização das Nações Unidas) em Nova York. A publicação alemã teve acesso a arquivos vazados pelo ex-consultor da CIA, Edward Snowden, que comprovam a espionagem.

Os documentos aos quais a Der Spiegel teve acesso mostram que, em 2012, a NSA conseguiu entrar no sistema de videoconferência da ONU quebrando o seu sistema de codificação. “O tráfego de dados nos dá acesso a teleconferências de vídeo internas da ONU (oba!)”, diz uma das comunicações relatadas nos arquivos vazados por Snowden.

A reportagem publicada neste domingo, 25, revela ainda que, além da ONU, a missão diplomática da União Europeia em Nova York foi alvo da NSA. Entre os documentos copiados por Snowden dos computadores da agência, estão os planos da missão da UE, sua infra-estrutura de Tecnologia da Informação e seus servidores.  A Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA), com sede em Viena, é outra instituição que também foi espionada pela a agência norte-americana.

Por fim, a revista alemã afirma que a NSA possui um programa de grampo, chamado de Serviço Especial de Coleta, em mais de 80 embaixadas e consulados de todo o mundo.

“A vigilância é intensa, bem organizada e tem pouco ou nada a ver com afastar os terroristas”, destaca a Der Spiegel.

Com informações da Reuters.  



No artigo

x