Serra pode anunciar ida para o PPS na quinta

Ex-presidenciável tucano sairia candidato pelo novo partido em 2014. Álvaro Dias confirma ter sido convidado pelo colega para ser seu vice na corrida ao Planalto

720 2

Ex-presidenciável tucano sairia candidato pelo novo partido em 2014. Álvaro Dias confirma ter sido convidado pelo colega para ser seu vice na corrida ao Planalto

Por Redação

Continuam as especulações sobre o futuro político de José Serra. O colunista Luiz Carlos Azedo, do Correio Braziliense, afirma que o tucano pode formalizar sua mudança de partido, indo para o PPS, ainda nesta semana. A íntegra da nota diz:

José Serra quer ser opção na corrida presidencial de 2014

Serra e o PPS

O deputado Roberto Freire (SP) convocou a executiva do PPS para uma reunião na próxima quinta-feira em Vitória, cujo prefeito, Luciano Rezende, é uma estrela em ascensão na legenda. Espera que até lá o ex-governador José Serra deixe o PSDB e anuncie seu ingresso no partido para ser candidato a presidente da República.

Serra nunca escondeu a intenção de ser novamente candidato à presidência da República, mas a maioria dos caciques da sigla fechou seu apoio ao senador mineiro Aécio Neves. Isolado, resta como uma possibilidade quase única concorrer em 2014 pelo PPS, sendo que o presidente do partido, Roberto Freire, já o convidou publicamente para ingressar na agremiação.

No último dia 18, em uma das reuniões da série de encontros que manteve em Brasília, Serra convidou o colega de partido Álvaro Dias, senador paranaense, para ser seu candidato a vice no novo partido. “Disse a ele que a hora é de muita prudência e de avaliar o impacto que terão essas manifestações marcadas para o 7 de Setembro. Falei que não tenho prazer em mudar de partido e que a possibilidade de sair do PSDB é muito remota, que a chance maior é de permanecer e disputar novamente o Senado”, relatou Dias a Folha de S.Paulo.

No entanto, a vinda do tucano não é vista com bons olhos por parte do PPS. Entre os opositores estariam o vereador paulistano Ricardo Young e Raul Jungmann, ex-ministro de Fernando Henrique Cardoso. O líder do partido na Assembleia Legislativa do Amazonas, Luiz Castro, também desaprova a provável opção em 2014. “Serra vir para o PPS é um PSDB disfarçado. Talvez o Aécio (Neves, senador) seja mais renovação que o Serra. Precisamos nos afastar desse polo paulista do PSDB que é o polo que mais combate a Zona Franca de Manaus”, afirmou Luiz Castro ao jornal A Crítica.



No artigo

2 comments

  1. José Carlos Rocha Lima Responder

    É hora de renovar, Serra já fez o que tinha que fazer. Inclusive quem está aguerrido falando o que no passado Serra deveria dizer é Roberto Freire através do PPS. Deixemos o personalismo e pensemos no Brasil ou na LIBERDADE Total. è hora de Aécio e Eduardo Campos. O PSDB, PPS e DEM precisam ousar. Não temer a essa quadrilha que toma conta do País. Exercitemos a MILITÂNCIA por um futuro melhor. Isto é se quiserem mudar.

  2. jose campos Responder

    Quadrilha é o que temos em S.Paulo ha 20 anos,esses malditos tucanos e com certeza nao vão voltar ao planalto com o playboy senador,bonequinho de manobra das grandes mídias,irresponsavel…..DILMA NELES….


x