Dilma: “Um país desenvolvido é um país que tem toda a sua população vivendo com dignidade”

No seu programa semanal de rádio, Café com a Presidenta, Dilma afirmou que o Bolsa Família mudou “a cara do brasil” ao tirar milhões de brasileiros da pobreza extrema

318 0

No seu programa semanal de rádio, Café com a Presidenta, Dilma afirmou que o Bolsa Família mudou “a cara do brasil” ao tirar milhões de brasileiros da pobreza extrema

Da Redação

Na manhã desta segunda-feira (16), durante o programa de rádio Café com a Presidenta, Dilma Rousseff fez um balanço dos 10 anos do Bolsa Família que, segundo ela, “mudou a cara do Brasil” ao tirar milhões de brasileiros que viviam em condições de pobreza extrema.

“Isso significa 50 milhões de pessoas que passaram a viver com dignidade, que conquistaram uma vida melhor. Com esse programa, 36 milhões de brasileiros e de brasileiras saíram e se mantêm fora da pobreza extrema”, disse a presidenta. “Não basta o PIB [Produto Interno Bruto] crescer, não basta a economia crescer, tem de crescer para todo mundo. Um país desenvolvido é um país que tem toda a sua população vivendo com dignidade”, acrescentou.

A presidenta também lembrou das críticas que o programa enfrentou para ser implementado, quando o mesmo foi apelidado de “bolsa esmola” por alguns setores da sociedade. E lembrou que têm direito ao benefício as famílias com renda de até R$ 140 mensais por pessoa, variando de acordo com o número de filhos e características da família atendida.

Dilma fez questão de ressaltar que o programa do governo federal  também incentiva a frequência escolar, já que as crianças de famílias atendidas pelo Bolsa Família têm que ter obrigatoriamente ao menos 85% de presença na sala de aula. Outro benefício do programa abordado pela presidenta tem relação com a saúde das mulheres e crianças famílias beneficiadas. As gestantes precisam fazer o pré-natal e as mães devem manter a carteira de vacinação dos filhos em dia para que as famílias continuem recebendo o benefício. O resultado destas exigências, segundo a presidenta, é uma taxa de evasão escolar muito menor em famílias atendidas pelo Bolsa Família, um desempenho igual ao dos demais alunos e a queda nos números da mortalidade infantil no Brasil, que caiu 40% nos últimos 10 anos.

“Nós também estamos providenciando creches e educação em tempo integral para as crianças e para os jovens do programa. E mais: nas creches do Bolsa Família, onde tem sobretudo crianças do programa, nós colocamos mais 50% do valor para os prefeitos poderem atender a essas crianças com o acompanhamento pedagógico integral”, disse Dilma.

Por fim, a presidenta destacou outros programas sociais do governo federal que se somam ao Bolsa Família. A presidenta citou o Microempreendedor Individual, que facilitou a abertura ou a legalização de 300 mil pequenos negócios, e o Brasil Sem Miséria, que determina que nenhuma brasileiro possua uma renda mensal menor que R$ 70 e que oferece vagas em cursos profissionalizantes para as pessoas beneficiadas.

Com informações da Agência Brasil. 

(Foto de capa: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)



No artigo

x