Professores municipais decidem manter greve no Rio de Janeiro

Decisão foi tomada em assembleia lotada e vem após a Câmara aprovar o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração e carreira da rede

430 1

Decisão foi tomada em assembleia lotada e vem após a Câmara aprovar o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração e carreira da rede

Por Igor Carvalho

Greve na rede municipal de ensino será mantida (Foto: Mídia Ninja)

Na manhã desta sexta-feira (4), aproximadamente 5 mil professores da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro se encontraram no Clube Municipal, na Tijuca, e decidiram, em assembleia, pela manutenção da greve. A decisão vem após a Câmara Municipal aprovar, e o prefeito Eduardo Paes sancionar, o novo Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração da rede.

Os professores saíram da reunião e seguem em marcha até a prefeitura do Rio de Janeiro, para protestar contra Paes. O Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração foi sancionado na última quarta-feira (2), provocando uma corrida à Justiça de nove vereadores que entraram com ações alegando irregularidades no projeto. Os parlamentares alegam que não havia, no momento da votação, representantes dos sindicatos de professores e nem segurança para os manifestantes no lado de fora da Câmara Municipal. 

Em greve desde o dia 8 de agosto, os professores foram alvo da violência policial na manifestação da última terça-feira (01), enquanto a votação do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração ocorria na Câmara Municipal. Ao todo, 23 pessoas ficaram feridas, sendo 13 policiais.  



No artigo

1 comment

  1. lucas Responder


x