Para Rede Sustentabilidade, agronegócio é “setor essencial na economia”

Marina Silva, que vetou Ronaldo Caiado no palanque eleitoral em 2014 e sempre foi opositora do setor, agora tenta apagar mal-estar com ruralistas

459 3

Marina Silva, que vetou Ronaldo Caiado no palanque eleitoral em 2014 e sempre foi opositora do setor, agora tenta apagar mal-estar com ruralistas

Por Igor Carvalho

Rede divulga nota manifestando apoio ao agronegócio (Foto: Valter Campanato / ABr)

Na tarde do último sábado (12), a Rede Sustentabilidade, de Marina Silva, que acaba de se aliar ao governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), divulgou uma nota polêmica, em que “reafirma”, com o agronegócio, o “compromisso com esse setor essencial da economia e da sociedade brasileira.”

O comunicado é uma tentativa da Rede de desfazer o mal-estar entre o PSB e representantes do agronegócio, depois que Marina Silva vetou uma aliança com o ruralista Ronaldo Caiado (DEM-GO), para o pleito eleitoral de 2014.

“A forte resistência do deputado em trazer para o setor agrícola a necessidade estratégica da sustentabilidade ambiental, econômica e sócio cultural tornaria inviável qualquer aliança política entre a Rede e o DEM”, afirmou a organização na nota, reforçando o caráter pessoal do afastamento de Caiado, e não uma crítica estendida ao agronegócio.

Quando saiu do ministério do Meio Ambiente, em 2008, Marina Silva alegou que o apoio de Lula ao agronegócio a forçou a sair do governo petista. Em 2010, quando se candidatou à presidência da República, pelo PV, a ambientalista carregou consigo a bandeira da sustentabilidade.

No documento, a Rede chega a se comprometer em “trabalhar” para o desenvolvimento desse setor, “sempre com respeito ao ambiente e aos direitos dos trabalhadores rurais e populações indígenas.”



No artigo

3 comments

  1. claramanu Responder

    Marina Silva, entao voce pretende impor padroes de producao sustentável à indústria agrícola? e se você ganhar mesmo a eleicao, você acha que terá a chance de cobrar isso dos agricultores e da indústria alimentícia? claro que NAO!!! vivemos em uma economia de mercado e o que define a producao em uma economia de mercado é a demanda!!! Claro que estratégias políticas de sustentabilidade ambiental, econômica e sócio cultural sao importantes, o que afinal é funcao de qualquer governo em um país democrático. É para isso que o governo existe! Para tracar Estratégias! Mas minha cara a prática supera as “estratégias” e a realidade, é que tem uma populacao inteira precisando comer nesse exato momento, independente se a comida está cheia de elementos químicos, toxicos, animais doentes e extressados… Padroes de producao sustentáveis requerem muita tecnologia, pesquisa, e investimento, e infelizmente ainda precisamos de alguns anos para alcancar esse padrao de producao, que infelizmente nenhum país do mundo conseguiu ainda alcancar, o desafio de ter uma producao completamente sustentável… A verdade é que o Brasil ainda precisa galopar muito para vencer o problema do desenvolvimento sustentável, a comecar pela educacao…

    Acho que o discurso citado na reportagem de Igor Carvalho, especialmente em referência a “estratégias de sustentabilidade ambiental, econômica e sócio cultural” nao passa de propaganda política, sem bases reais compatíveis com a realidade do mundo atual. É apenas uma tentativa de derrubar o PT. Marina! O BRASIL precisa de aliancas de esquerda, e nao de divisoes!!! Se a Marina saiu do PT pelas mesmas razoes as qual ela, “provavelmente” se vencer as eleicoes, vai dar continuidade de uma forma ou de outra, pois claro nao terá como implementar o que está pregando, demonstra apenas o desejo pelo poder.. Nao sei com que objetivos.. se é o de melhorar o país realmente, ou o Nicolao Maquiavel mais uma vez comprova sua teria do poder?

  2. claramanu Responder

    Marina Silva, entao voce pretende impor padroes de producao sustentável à indústria agrícola? e se você ganhar mesmo a eleicao, você acha que terá a chance de cobrar isso dos agricultores e da indústria alimentícia? claro que NAO!!! vivemos em uma economia de mercado e o que define a producao em uma economia de mercado é a demanda!!! Claro que estratégias políticas de sustentabilidade ambiental, econômica e sócio cultural sao importantes, o que afinal é funcao de qualquer governo em um país democrático. É para isso que o governo existe! Para tracar Estratégias! Mas minha cara a prática supera as “estratégias” e a realidade, é que tem uma populacao inteira precisando comer nesse exato momento, independente se a comida está cheia de elementos químicos, toxicos, animais doentes e extressados… Padroes de producao sustentáveis requerem muita tecnologia, pesquisa, e investimento, e infelizmente ainda precisamos de alguns anos para alcancar esse padrao de producao, que infelizmente nenhum país do mundo conseguiu ainda alcancar, o desafio de ter uma producao completamente sustentável… A verdade é que o Brasil ainda precisa galopar muito para vencer o problema do desenvolvimento sustentável, a comecar pela educacao…

    Acho que o discurso citado na reportagem de Igor Carvalho, especialmente em referência a “estratégias de sustentabilidade ambiental, econômica e sócio cultural” nao passa de propaganda política, sem bases reais compatíveis com a realidade do mundo atual. É apenas uma tentativa de derrubar o PT. Marina! O BRASIL precisa de aliancas de esquerda, e nao de divisoes!!! Se a Marina saiu do PT pelas mesmas razoes as qual ela, “provavelmente” se vencer as eleicoes, vai dar continuidade de uma forma ou de outra, pois claro nao terá como implementar o que está pregando, demonstra apenas o desejo pelo poder.. Nao sei com que objetivos.. se é o de melhorar o país realmente, ou o Nicolao Maquiavel mais uma vez comprova sua teria do poder?

  3. Eliane Camargo Responder

    Respeita tanto o ambiente que enquanto era ministra e o PT no governo do Acre acabaram com a Amazonia desse estado introduzindo gado. Ha’ 25 anos atras, ao decolar de rio branco, 5 ou 10 min de voo era so’ mata. Agora passa uma hora voando a procura de mata.


x