Audiência Pública debate proposta de cotas para concursos públicos

Evento conta com a participação do colunista e blogueiro de Fórum Dennis de Oliveira, que discute a importância das ações afirmativas no Brasil

442 1

Evento conta com a participação do colunista e blogueiro de Fórum Dennis de Oliveira, que discute a importância das ações afirmativas no Brasil

Por Redação

Evento discute ações afirmativas no Brasil (http://www.flickr.com/photos/perfectsonnet/)

A uma semana do Dia da Consciência Negra, o tema “Cotas em Concursos Públicos da Defensoria” será debatido em audiência pública promovida pela Escola da Defensoria Pública de São Paulo (EDEPE), pelo Núcleo Especializado de Combate à Discriminação, Racismo e Preconceito, pela Ouvidoria-Geral da instituição e pelo Instituto Luiz Gama. O evento acontece na quarta-feira (13), às 19h, no auditório da Defensoria, rua Boa Vista, 200, térreo, em São Paulo. As inscrições podem ser feitas antecipadamente, pelo e-mail nucleo.discriminacao@defensoria.sp.gov.br, ou na hora do evento.

O debate sobre a importância das Ações Afirmativas no Brasil abre a noite, com participação do colunista e blogueiro de Fórum Dennis de Oliveira, professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (USP) e membro do Núcleo de Estudos Interdisciplinares do Negro Brasileiro (Neinb). Também estão confirmados na mesa Evandro Piza Duarte, professor e autor do livro Cotas Raciais no Ensino Superior, e Lilian Furquim, coordenadora de pesquisa da Escola de Economia de São Paulo (FGV/EESP) e integrante do Conselho Consultivo da Ouvidoria-Geral da Defensoria.

Em seguida, será aberta discussão sobre o texto de uma Proposta de Deliberação para o Conselho Superior da Defensoria, prevendo que os próximos concursos da instituição possam contemplar o sistema de cotas em seus editais. Silvio Luiz de Almeida, presidente do Instituto Luiz Gama e doutor em Direito pela USP é o responsável pela condução do debate para consolidar a proposta.

Serviço

Audiência Pública: Cotas nos Concursos da Defensoria Pública

Quando: Dia 13/11, quarta-feira, das 19h00 às 22h00

Onde: Auditório da Defensoria Pública – Rua Boa Vista, 200, térreo, São Paulo, SP

Inscrições: nucleo.discriminacao@defensoria.sp.gov.br

*Serão aceitas inscrições no dia do evento; vagas limitadas, de acordo com a capacidade do Auditório (80 lugares).

 

Programação

18h30 – Credenciamento/inscrições e café de boas vindas

19h00 – Mesa de Abertura: EDEPE, Núcleo de Combate à Discriminação, Racismo e Preconceito, Ouvidoria-Geral da Defensoria e Instituto Luiz Gama

19h30 – Ações Afirmativas: importância no contexto atual brasileiro

Dennis de Oliveira, Evandro Piza Duarte e Lilian Furquim

20h30 – Apresentação e debate de Proposta de Cotas para os concursos da Defensoria

Silvio Luiz de Almeida

 

Mais informações: http://www.defensoria.sp.gov.br/dpesp/discriminacao



No artigo

1 comment

  1. Etxaberri del Bairrio Responder

    “Sequer se sustenta a alegação de baixa representatividade negra no serviço público: segundo o último censo do IBGE, os negros são 81% nos municípios, 51% nos estados e 45% em todo o país, incluindo comissionados e terceirizados.”

    Fonte:folha dirigida


x