Condenada, empresa de ônibus terá de pagar R$ 14 mil a casal de mulheres

Justiça considerou que ambas sofreram dano moral por comentários e situações constrangedoras impostas por colegas de trabalho

289 0

Justiça considerou que ambas sofreram dano moral por comentários e situações constrangedoras impostas por colegas de trabalho

Por Redação

A Justiça do Trabalho condenou uma empresa de transportes a indenizar em R$ 14 mil, por danos morais, duas funcionárias lésbicas vítimas de constrangimentos e humilhação em seus empregos.  A juíza responsável pela sentença é Aline Paula Bonna, da 30ª Vara do Trabalho e, segundo reportagem do portal UOL, a empresa tentou recorrer, porém, a sentença foi considerada irretocável e mantida pelos desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Minas Gerais.

Em sua decisão, Aline Bonna declarou que as trabalhadoras levaram a situação ao conhecimento da direção da empresa, porém, nada foi feito. O gerente da companhia chegou a dizer que teria de demitir uma delas, já que a relação do casal estava gerando muito comentários.

Bonna considerou que a situação relatada pelo casal deixa evidente a situação de dano moral a partir dos comentários depreciativos realizados pelos empregados, sendo que a empresa responde pelas atitudes de seus funcionários. Por fim, a juíza declarou que a decisão está em “consonância com os valores supremos da liberdade e da igualdade, no âmbito de uma sociedade fraterna e sem preconceitos”.



No artigo

x