Grupo LGBT do PSDB manifesta apoio à petista em disputa por Comissão de Direitos Humanos

Em carta, Diversidade Tucana pede que comissão seja presidida por Erika Kokay, pelo reconhecimento de sua "defesa dos direitos humanos de todas e todos"

517 0

Em carta, Diversidade Tucana pede que comissão seja presidida por Erika Kokay, pelo reconhecimento de sua “defesa dos direitos humanos de todas e todos”

Por Igor Carvalho

Erika Kokay recebe apoio de grupo do PSDB (Agência Brasil)

O Diversidade Tucana, grupo LGBT do PSDB, emitiu um comunicado informando que apoia, para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), a deputada federal Erika Kokay (PT-DF).

“Nosso apoio é consequência do reconhecimento da atuação da deputada em defesa dos direitos humanos de todas e todos”, afirmou o grupo. O Diversidade lembrou que é preciso ter na presidência da CDHM um parlamentar com histórico de atuação na área e classificou a eleição da Erika como uma “urgência.”

O grupo  pede que os deputados do PSDB ajudem a entregar a presidência da CDHM a Erika e lamentou o período presidido pelo pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP). “Tivemos um ano perdido na agenda dos direitos humanos no Brasil, com a ocupação da CDHM por forças teocráticas e autoritárias.”



No artigo

x