Erika Kokay e Nilmário Miranda apresentam nomes à presidência da CDHM

PT se reúne hoje para decidir quem assume a presidência da Comissão dos Direitos Humanos e Minorias da Câmara

347 0

PT se reúne hoje para decidir quem assume a presidência da Comissão dos Direitos Humanos e Minorias da Câmara

Por Marcelo Hailer

Para deputada, o mais importante é retomar os trabalhos da CDHM

Procurada pela reportagem de Fórum, a deputada federal Erika Kokay (PT-DF) confirmou que o PT vai assumir a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) e também que, historicamente os pré-acordos a respeito da distribuição das comissões, como o feito entre PTe PP,  “não são desfeitos”. Questionada se vai apresentar o seu nome à presidência da Comissão, Kokay disse que ela e o deputado Nilmário Miranda (PT-MG) vão postular a vaga e a bancada do PT vai decidir.

Para a parlamentar, o fundamental no momento é trazer de volta a Comissão para a esfera dos Direitos Humanos. “Mais importante do que o nome que vai presidir é a perspectiva de resgatar a Comissão para a sua função, que é a dos Direitos Humanos”, disse .

Erika também relatou que agora os deputados já estão articulando a composição da mesa, pois para garantir o bom funcionamento é necessário que haja uma maioria de deputados ligados de fato à questão da defesa das minorias. A reunião que vai decidir o nome a presidir acontece hoje às 18h.

Tanto Erika Kokay quanto Nilmário Miranda tem um longo histórico de luta pelos Direitos Humanos. Durante a gestão de Marco Marco Feliciano, a deputada fez forte oposição e no Congresso Nacional é uma das poucas vozes que se opõe às bancadas religiosas e do agronegócio. Nilmário Miranda é o fundador da CDHM e articulador do Brasil Sem Homofobia quando ministro dos Direitos Humanos na primeira gestão de Lula (2002-2006).



No artigo

x