Aprovação a protestos cai, mas ainda é maior que rejeição

Pesquisa aponta que mesmo com o percentual caindo em quase 30%, índice de aprovação ainda segue maior, até com os erros de uma parte dos manifestantes e da oposição da mídia Por Redação...

290 0

Pesquisa aponta que mesmo com o percentual caindo em quase 30%, índice de aprovação ainda segue maior, até com os erros de uma parte dos manifestantes e da oposição da mídia

Por Redação

Fonte: Publica

Pouco mais de nove meses depois das manifestações iniciadas em junho de 2013, um pesquisa do Datafolha mostra que, apesar de ter diminuído, o índice de aprovação aos protestos ainda é maior que o de rejeição.

No final de junho, no ápice das manifestações de rua, o percentual de aprovação era de 81%; enquanto a rejeição ficava nos 15%. Hoje, os percentuais estão em 52% e 48%, respectivamente.

Um das hipóteses levantadas para a queda na aprovação foi o aumento das depredações e violência durante as consecutivas manifestações públicas, principalmente no que tange os protestos mais recentes: contra a Copa do Mundo – deslocando o foco inicial das reivindicações de junho, que eram contra o aumento da tarifa do transporte público.

No entanto, não deixa de surpreender o índice de 52% de aprovação – foram entrevistas 2.641 pessoas em 161 municípios – mesmo depois da anti-campanha midiática aos protestos e dos erros na condução das recentes manifestações.

O que fica claro com a pesquisa é que a proposta de enquadrar manifestantes como terroristas se as manifestações ainda contam com apoio popular é mais do que um absurdo. É impopular e nada democrática.

 

 

 



No artigo

x