Participante do BBB diz que se “não usar desodorante, fica com cheiro de neguinha”

Durante discussão sobre cor de pele, participante do programa declarou que se não usar desodorante fica com "cheiro de neguinha"; Franciele foi acusada de racismo pelos colegas

1375 19

Durante discussão sobre cor de pele, participante do programa declarou que se não usar desodorante fica com “cheiro de neguinha”; Franciele foi acusada de racismo pelos colegas

Por Redação

Após comentário, participante do BBB foi acusada de racismo na rede e por colegas de confinamento

Foi ao ar neste domingo (23) um diálogo entre os participantes do programa Big Brother Brasil sobre cor de pele e quem poderia ser identificado como negro. Os “brothers” conversavam sobre a prova pela qual tinham acabado de passar e um dos participantes, Cássio, comentou que já tinham passado duas Alines pelo programa e que ambas eram “negras”.

“Que morenas? Elas eram negras”, corrigiu Valter. “É, ele não entende a diferença entre morena e negra. Eu sou morena, você é negro”, disse Franciele. Posteriormente, Cássio se corrigiu e deu continuidade à conversa com Diego e Franciele continuou a falar para Valter que ele não era negro. “Você não é negro, negro! Olha a sua cor comparada à minha”, disse ela.

O dialogo continuou e, no meio dele, Franciele disse que “se não usar desodorante” fica com “cheiro de neguinha” e o colega de confinamento a acusou de ser racista, explicando que não existe diferença de cheiro. “Você está sendo racista. E branco não tem cheiro?”, questionou Valter.

Logo após a exibição do diálogo inúmeros usuários da internet acusaram Franciele de racismo.



No artigo

19 comments

  1. Andre Carneiro Santiago Responder

    vixe, e agora? Quem é a vítima? Quem recebe indenização?

    1. Alceni Filho Adriana Responder

      Ninguém recebe indenização na esfera cível, no entanto, se denunciada for, ela responderá penalmente pelo crime previsto na lei nº 7716/89 (http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7716.htm). Tal fato insere-se perfeitamente no artigo 20 da lei acima citada.

      1. Ana Arieta Responder

        Que bom se cada vez que uma pessoa ignorante metida a espertinha, perambulasse nos fóruns falando bobagens, a gente tivesse alguém como você Alceni. A nova cRasse média consumista pensa que tudo se resolvo em moedas. Mas não, a pessoa paga pelo crime contra a sociedade. Nós todos, inclusive os ignorantes, ganhamos quando um fora da lei racista ou outro ista, paga pelo seu crime contra a constituição pela qual muitos morreram lutando.

  2. Alexandre Pimentel Responder

    Putz! #DIGANAOAORASCIMO

  3. josehrio Responder

    Cultura Global… a Globo sempre ensinando coisas boas para o povo brasileiro… PLIM!

  4. Rodrigo Siqueira Responder

    O que vemos em realitys são situações reais, que também acontecem do lado de fora. É um programa para refletir as atitudes humanas, sem maquiagem ou mascaras. Descupem-me a defesa, mas o que vejo são críticas de gente que não sabe desligar a TV quando algo não agrada, gente que se força a assistir algo que não gosta. Conhecimento se dá de várias formas, é uma pena que tenhamos telespectadores tão passivos com o que veem e só digerem a nata fácil do que é exibido. É preciso assistir como uma experiência antropológica e social, olhar pra dentro, olhar o ser humano e suas relações. É um programa pra ver a vida dos outros e olhar para as nossas.

    1. Janete Morenno Responder

      Perfeito! É isso mesmo.

    2. Meire Responder

      PQP…CARA….. vc é f…!!! desculpa o palavriado… mas você falou tudo!!!! Amo BBB amo!!! com essa visão de observar as relações e ver o faço…o que as pessoas ao meu redor fazer……é ridículo o que ela falou…obvio!!!! mas que muitas pessoa o fazem da mesma maneira que ela… e que parecem tudo bem!!!!!

  5. Merielen... Responder

    “Você não é negro, negro! Olha a sua cor comparada à minha” Cara… Sério? Tipo, como se ser negro fosse uma doença… Racista burra do caralho!

  6. Sam Responder

    Em cada beco escuro ,tem uma vanguarda esperando por voce….

  7. Janete Moraes Responder

    O racismo é o fenômeno ideológico caracterizado pela atribuição de características negativas a determinados padrões de diversidade e significados sociais negativos aos grupos que os detêm.Na história do negro escravo e pessoas pobres,sem recursos para perfumar as axilas, como a falta de “águas de cheiro”, utilizava-se outras formas para tirar a inhaca do cecé. Agora, bons perfumes e desodorantes fazem a diferença.O odor produzido pelas glândulas sudoríparas é variável entre as pessoas e idades; na adolescência os odores tendem a ficar mais fortes… assim tem gente de tudo quanto é cor que possui odor forte (brancos, ou negros).Deve-se cuidar muito bem da higiene pessoal e da alimentação que também pode interferir nesse quesito. Por isso, a expressão: cheiro de “neguinha” é dado àqueles que possuem forte odor, pelo conhecimento de que a falta de recurso do negro, o deixava com inhaca, pois o branco tinha como andar “cheiroso”. Não acho que isso denote RACISMO…Povo gosta de uma polêmica. Desde o tempo da minha tataravó usava-se a expressão. Pura ignorância!

  8. nana Responder

    ela ñ tem a cor da pele negra , mais os traços de negro dela a boca o nariz dela o que esperar de um programa desse ,só isso mesmo………….

  9. RODRIGO CORREA LEITE Responder

    Cadeia nela nao queremos dinheiro e sim RESPEITO.

  10. Juliana Responder

    Primeiro, o racismo muitas vezes esta na cabeça de quem ouve e não de quem fala.
    ”Você não é negro, negro!” é a mesma coisa que dizer que eu não sou branca, branca. Bom, eu sou branca, mas meu tom de pele é bege pelas misturas. O Valter é marrom bombom, o negro que acredito que ela esteja comparando é o azulado. Ela não teve ação de desmerecer ninguém, nem desrespeitar ou coisa parecida.

    Sobre o cheiro, pode soar feio, mas é cultural, assim quando falamos que fulano tem cara de paraíba e coisas do tipo. A pele negra, e olha que eu invejo, é mais grossa e forte, muitas vezes acaba exalando um odor mais forte do que dos brancos, quem já teve contato com Angolanos sabe disso. Eu estudei com 3 angolanos e eles não sabiam o que era desodorante, o odor exalado era forte, até que ensinamos a eles. A diferença étnica existe e falar sobre isso não faz de ninguém um racista ou xenofóbico. Assim como os negros tem menos estrias, celulites e flacidez.

    Devemos ponderar muito sobre esses casos, para não ver um bicho papão a cada esquina.

    1. katleen Responder

      desculpe mas vc esta errada brancos e negros transpiram igual ,até pior ,na idade média o povo europeu não tomava banho pq era considerado pecado pela igreja católica , então não existe isso de fator cultural pois nem todo branco era rico pra se perfumar né…
      ..

  11. marlene Responder

    Se não usar desodorante, ela muda de cor ou fede na própria cor dela? e se não lavar a bunda ?

    1. Rita Responder

      Boa!

  12. Rosa H. Fernandes Fernandes Responder

    Nao me espanto BBB bosta bosta bosta

  13. João Tadeu Responder

    A hipocrisia impera em todos os segmentos, nessa terra Brasilis grande parte da população tem os pés na cozinha, basta a cor da pele ser um pouco mais clara já se acham arianos puros. Tenho muita dó dessas pessoas.


x