Pessoas com deficiência mandam recado para Rafinha Bastos em vídeo

O filme foi feito com vários pequenos vídeos enviados para o canal do YouTube, "Rafinha Bastos Falapragente". A ideia é contar com a participação de mais pessoas

4698 73

O  filme foi feito com vários pequenos vídeos enviados para o canal do YouTube, “Rafinha Bastos Falapragente”. A ideia é contar com a participação de mais pessoas

Por Leonardo Araújo, em Adnews

Pessoas com deficiência mandam recado para Rafinha Bastos
(Foto Reprodução)

Em janeiro de 2012, a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) iniciou uma ação judicial contra Rafinha Bastos. O motivo: o humorista teria ofendido pessoas com deficiência. Agora, em janeiro de 2014, o apresentador ganhou a causa em primeira instância. Este foi o entendimento do juiz Tom Alexandre Brandão, da 2ª Vara Cível de São Paulo. A decisão, é claro, não agradou a todos e a campanha #falapramimrafinhabastos foi lançada.

O publicitário Alexandre Peralta é um dos criativos por trás da concepção do filme. Em seu Facebook, ele quesitona a decisão da justiça. “Já que esse resultado sinaliza que ele pode continuar falando o que quiser, chamando deficientes de retardados, por que ele não fala direto para eles?”, pergunta.

“Esse é um movimento meu, em pessoa física, com outros pais e colegas. A Apae não tem nenhum envolvimento com esse film”, ressalta ao Adnews.

O filme da campanha, postado hoje (25) no Youtube, mostra exatamente isso: pessoas com deficiência pedindo que Rafinha Bastos os chame de retardados. Ele foi feito com vários pequenos vídeos e a ideia, segundo a descrição, é fazê-lo cada vez maior, à medida que mais gravações forem enviadas.

Segundo o site Consultor Jurídico, a Apae pediu que o humorista deixasse de fazer duas brincadeiras que constam do DVD “A Arte do Insulto”. A primeira, que cita expressamente a Associação, é a seguinte: “Um tempo atrás eu usei um preservativo com efeito retardante … Efeito retardante… Retardou… Retardou… Retardou… Tive que internar meu pinto na Apae… Tá completamente retardado hoje em dia”.

A segunda, que atinge os direitos tutelados pela Constituição, de acordo com a petição da Apae, envolve o posicionamento do humorista em relação à fila preferencial. “As pessoas na cadeira de rodas… Ah, fila preferencial! Haha adivinha amigo, você é o único que tá sentado. Espera quieto! Cala essa boca!”.

Vale lembrar que a Band confirmou a data de estreia do programa “Agora é Tarde”, com Rafinha Bastos como apresentador, para o dia 5 de março, à meia-noite.

O Adnews está em contato com Rafinha para saber a opinião dele sobre o vídeo.



No artigo

73 comments

  1. Marilene Torrens Responder

    Rafinha Bastos…o homem mais polêmico do momento…sinceramente…acho que a mídia deveria ignorar essa pessoa…esse programa que ele vai apresentar em breve…espero que dê audiência ZERO..essa seria a melhor forma de demonstrar o quanto ele é “QUERIDO” pelo público.

  2. Jackson Luiz Cerchiari Responder

    bbb acresenta alguma coisa na vida das pessoas ?

  3. Thiago Moreira Responder

    Vejamos… Você não tem nenhuma deficiência, como as pessoas presentes no vídeo tem, pois se tivesse, com certeza não estaria achando graça nisso…

    A “piada” é sempre engraçada quando não nos atinge… Piadas de negros são engraçadas para brancos, pergunte a negros se eles gostam de serem chamados de macaco ou coisas do tipo…

    Piadas de gays só são engraçadas para héteros, pergunte aos gays se eles gostam de ser alvo de piadinhas discriminatórias…

    Piadas machistas só tem graça para homens machistas (tá, isso é redundante, mas existem os machistas em desconstrução, que estão aprendendo a não rir dessas “piadinhas”) e para pessoas que ainda reproduzem o machismo…

    Ou seja… Piadinhas são engraçadas… Quando não se faz parte do rol dos atingidos por elas… E seriam engraçadas se não fossem a transmissão da discriminação desde sempre.

    1. Paulo Henrique Responder

      Já vi negro fazendo piada dele mesmo, mas isso é caso a parte e só estou fazendo um complemento em relação ao seu comentário que eu concordo 100%.

      Se eu falar que nunca fiz piada desse tipo eu estaria mentindo, mas chega uma hora que você percebe o quão idiota isso é e acaba evoluindo mentalmente. Eu fazia lá pelos 15/16 anos, agora com 18 eu vejo isso como estupidez. E pensar que aos 30 as pessoas fazem aos montes.

    2. nelson jr Responder

      thiago moreira, eu tenho uma deficiência, e acho que quanto mais aceitarmos essas piadas, mais normais seremos perante a sociedade. quanto mais banal se tornar o preconceito, mais aceitação teremos.
      ja vi muitos deficientes visuais, ou pessoas com nanismo, ou até com sindrome de down , fazendo stand up comedy e rindo da propria deficiencia, e acho muito bonito a iniciativa de nãos e fazer de vitima, de mesmo tendo ma deficiencia, tentar se igualar aos outros..
      caso queira saber, minha deficiencia é visual degenerativa.
      ainda não estou totalmente cego, mas posso acabar ficando , mais pra frente… melhor eu ver por onde ando…. *badum tss*

      1. Roberta Barros Responder

        “quanto mais banal se tornar o preconceito, mais aceitação teremos.” foi triste. banalizar o preconceito não ajuda ninguém, rapaz. rir da própria deficiência é totalmente diferente de um homem, branco, cheio de privilégios fazer piada de mau gosto com a deficiência ou condição alheia. na primeira situação você tem o controle e inclusive ajuda a outras pessoas a entenderem as situações que um deficiente, um negro, uma mulher passam, de uma maneira lúdica. na segunda situação, moço, o alvo da piada só é humilhado, e preconceitos são perpetuados, nada muda.

        1. Bruno cunha Responder

          Preconceituosa. Já mostrou tudo só na sua resposta.

        2. Brunna Sampaio Responder

          e rir de uma piada sobre um homem branco cheio de privilégios vale?
          Só ofende quando é contra minoria?

          1. Nivaldo Coelho Lira

            Como ele se sente ofendido? Comparar situações fisiológicas e mentais reais com “piada de homem branco e cheio de privilégios” em sí é uma piada…

        3. Pedro Tiago Andrade Responder

          Pessoas dramáticas, se ao menos pensassem antes de agir. O Rafinha assim como todos os demais humoristas fazem piadas de tudo quanto é situação e de todos (pessoas), essa é a alma da comédia. Imagine se não puder mais fazer piada de gordo, gaúcho, homosexual, bêbado, portugês entre outros, é declarar o luto da comédia.
          Bem respondido pelo nelson jr, o que precisamos é saber diferenciar algo cômico de uma injúria, que é totalmente diferente.

      2. Eric Miranda Responder

        Meu ídolo.

    3. iago Responder

      fala sério… vai ler um livro que é mais útil

    4. Lívio Responder

      VAi a puta que o paril o politicamente correto. Sempre fui gordo e me zoam até hoje depois que eu emagreci. Nunca fui correndo chamar mamãe porque me chamavam de coco parrudo, baleia etc… etccc. etccc É pura demagogia, vocÊ deve se achar um desses “discriminados”. Em qual grupo você se encaixa? Vai a merda!

      1. Andre Lopes Responder

        kkkkkkkk coco parrudo kkkkkk boa cara

      2. Tiago Responder

        Só que vc, Lívio Gordão, tem opção de emagrecer, quem nasce com deficiência física, não!
        Por isso não é politicamente incorreto te chamarem de gordo, e sim uma chamada pra ver se vc se toca e emagrece…

        1. Bruno cunha Responder

          Então se matem se não podem viver com isso! Assim para de sofrer com besteira. Porque náo vai se preocupar com as contas para pagar. Esse pensamento de “com a gente Não pode, somos café com leite” isso faz mal. Cresça, vença suas dificuldades ao invés de só reclamar. Tenha orgulho do que é e de como é, aí verá a mudança!

        2. Nivaldo Coelho Lira Responder

          Boa, Tiago, responder com educação e ir direto ao ponto é essencial

        3. Cesar Filho Responder

          Tiago, meu irmão ele sofre de obesidade e pode acabar morrendo a qualquer momento, vc acha que ele tem a opção de emagrecer??? acho que se tivesse essa opção já teria feito não??? No momento ele sofre com apneia do sono e não consegue dormir, sofre também com dezenas de cirurgia que precisa fazer para se manter vivo =(
          Concordo que a resposta do Lívio tenha sido medíocre mas nada justifica sua resposta ofensiva!!!

          Reflita sobre isso!

      3. Munir Rajab Responder

        entao merece ser mongo kkkk

    5. Gi Responder

      Essa é sua visão.

      Você não deve conhecer pessoas bem humoradas que tem respeito e riso. Independente da opção sexual, cor, credo, ou comida preferida que saibam rir de si e da vida.

      Eu podia falar de amigos gays que fazem piada de (choque-se) bicha
      Podia contar piadas de crente que parente evangélico conta
      Ou a história do grande macaco que o (como ele diz) Preto fala

      Mas prefiro falar de mim, que encontrei no riso dos ‘loucos’ um caminho pra superar o estigma de um transtorno mental. Meus amigos, minha família sofriam por mim, comigo e se doiam com o que se fala por ai. Loucos, louca, loucura, interna.

      Eu me libertei do politicamente correto, do esperado, por meio do riso. Meus conhecidos também, por outros motivos, agora você (que eu achei o maior barato pela definição de desconstrução dos machistas, como se todos fossem isso e ‘pudessem sair’) vir defender os frascos e comprimidos… Sai da camisa de força e ri um pouco

      Bj

    6. Andre Lopes Responder

      Olha cara..também não é bem assim.Eu sou negro…e FAÇO piadas de negro…e tipo deficiência?o que é ser deficiente?Eu me sentiria ofendido se alguém me considerasse “deficiente” mesmo que usasse cadeiras de rodas ou tivesse alguma anomalia no corpo ou na mente,pq igual fala no video, “eu nao tive escolha” então pq me tratar diferente de pessoas comuns ?Se pode ter piada de portugues pode ter piada de deficiente sim, é HUMOR…as pessoas seriam mais felizes se aprendessem a rir de si mesmas,ter confiança que todos temos algo risível e seguir em frente

    7. Gustavo Batista Responder

      Resumindo, acabem com as piadas porque elas sempre irão afetar alguém!!! KKK… Mais uma piada!!!

    8. Bruno cunha Responder

      Vc se ofende com piada sobre pobre por ser pobre? Se ofende com piada sobre português se é português? Se ofende com piada sobre deficiência se é deficiente? E com piadas de papagaio se tem um papagaio? Agora se vc é defiente não ri dessa piada, mas se fizersobre loira ai vc ri, pq vc não é loira? Hipocritas, isso se chama hipocrisia. Se for assim não poderá mais existir piadas.

      1. Claudia Zalaoum Responder

        Bruno, os deficientes não se ofendem… são almas puras , evoluidas…. retardado são aqueles que não enxergam isso…. não sou retardada e me ofendi com a piada…. hipocrisia é dar as costas e ironizar aqueles que podem nos dar uma lição de vida…. eles sim sabem sorrir para a vida mesmo convivendo comas deficiencias…. agora eu te pergunto… quem é retardado??? boa noite

    9. Anderson Nogueira Responder

      Ou seja, não façam piadas! é isso censurador? pois sempre irá atingir alguém, certo?

  4. Danilo Sanches Responder

    verdade. a vida não precisa ser assim tão dura. pra você, que nao foi ofendida.

    1. Gi Responder

      Oi,
      prazer, sou uma dessas e me apresento. Como uma pessoa com humor sabe? E quando
      pensar que tipo de humor… Como portadora de transtorno, como filha, como
      irmã, como amiga. Eu vivi e vejo outros portadores (de vários transtornos)
      sofrendo com o estigma, com as informações, com o que é dito e não é dito.

      Pois bem, horrível, chato. No mínimo desconfortável mas depois veio o riso, não
      a cisma com limitações, o MEU humor liberou a mim e minha família e amigos do
      peso da doença.

      Não apagou dificuldades, mas rir disso tudo é necessário para ir adiante.

      Riso é
      paz e é luta, quando se fala tudo com respeito, sem deixar tema nenhum de lado
      ou proibido. A discussão é saudável e o riso tem papel nisso.

      Att

      Gi

      Ps: o dialogo é sempre válido

  5. Eduardo Troncoso Cilas Boas Responder

    A piada foi ofensiva e sem graça, afinal mesmo que a pessoa tenha raciocínio deficiente não pode ser ofendida, chamada de retardada. Esse juiz errou feio no caso.

    1. Gi Responder

      Uma palavra é ofensa quando tem o poder de ferir. Não porque o significado é pétreo. O papel do humor pode e deve ser discutir o que as pessoas dizem, acham, comentam e criar um debate em cima disso.

  6. Luiz Felipe Responder

    Pessoas falando por pessoas… É claro que os termos usados na piada foram desnecessários, porém, brancos falando por negros, heterossexuais falando por homossexuais, pessoas sem deficiência falando por deficientes, não resolve nada…

  7. João Victor Menezes Responder

    Como se já não bastasse a opressão que esse pessoal sofre, né… Toda hora sendo taxados de “diferentes” ou incapazes. A luta desse pessoal para ser visto e tratado como igual é DIÁRIA, meu amigo.
    Acordem, porra! Saiam desse discurso de politicamente incorreto. Aceitar esse tipo de humor só ajuda a perpetuar esses preconceitos e confundir nossos valores.
    Quer fazer humor inteligente? Faça piada dos opressores. Faça piada do machista, do homofóbico, do empresário, etc.

    1. Gi Responder

      Nessa linha, os limites que UMA PALAVRA impõe seriam opressão suficiente? Ir além de gay, de louco, de especial, de raça…. São Termos que oprimem porque são mal usados.

      O humor vai além dos limites, mexe, desconstrói. :)

    2. Maria Ataide Responder

      …chorei ao ver o filme – Suas palavras Joao Victor reflete meu pensamento. Fazer piada e ganhar dinheiro com quem nao pode se defender eh abuso e proprio dos COVARDES.
      Quem eh a favor desse molusco nao tem ideia como os pais lutam por estes filhos preocupados com seu futuro e indepencia e como eles enfrentarao o mundo quando maiores de idade
      e quando nao mais estiverem aqui para os ajudar a se defender dos “rafinha” da vida. Quem acha graca dessas piadas sao os “normais” inuteis por um mundo melhor. Tao descartaveis quanto papel higienico usado…

  8. Charles Killuminat Responder

    Esse cara é um babaca! Assim como Danilo Gentili, CQC, Bosta dos Fundos e etc….QUe sempre fazem um “humor” de mal gosto, desrespeitoso, apelativo e ridículo! E muitos dessa maldita “geração internéti” fica dando audiência pra esses pela saco! Ótimo vídeo!

  9. Alice Responder

    Pequeno é o que você deve ter no lugar do cérebro. Não consigo ver humor nenhum no preconceito.

    1. Gi Responder

      Cada um com sua visão de mundo… Você não concordar e vir falar do cérebro dos outros torna o seu gigante e laureado, claro ;)

  10. Rodrigo Framil Responder

    Tenho uma prima que mora comigo e tem sindrome de down , não me senti ofendido nem um pouco, porque piada é piada, e foi tão boba que nem lembrava disso… agora esse negócio de politicamente correto é muto ridículo msm… vamos acabar virando um bando de zumbis porque ninguém tem liberdade de brincar com nada. Eta povo hipócrita e sem graça!!!

  11. Rosana Santos Responder

    politicamente correto é chato pra caramba, mas, esse cara..consegue ser mais chato, e extremamente apelativo..acho que ele é tão “forçado” em ser politicamente incorreto..soa falso, grosseiro, sem noção…muito chato e escroto

  12. Pedro De Brito Ungaro Responder

    vc gostaria se eu fizesse um monte de piada de loira, um monte de piada machista e dps falasse que não me senti ofendido??

  13. José Luiz Soares Responder

    Falou de disse!

  14. Gi Responder

    Oi, prazer, sou uma dessas e me apresento. Como uma pessoa com humor sabe? E quando pensar que tipo de humor… Como portadora de transtorno, como filha, como irmã, como amiga. Eu vivi e vejo outros portadores (de vários transtornos) sofrendo com o estigma, com as informações, com o que é dito e não é dito.

    Pois bem, horrível, chato. No mínimo desconfortável mas depois veio o riso, não a cisma com limitações, o MEU humor liberou a mim e minha família e amigos do peso da doença.

    Não apagou dificuldades, mas rir disso tudo é necessário para ir adiante.

    Riso é paz e é luta, quando se fala tudo com respeito, sem deixar tema nenhum de lado ou proibido. A discussão é saudável e o riso tem papel nisso.

    Att
    Gi
    Ps: o dialogo é sempre válido

  15. Gi Responder

    Er, combater preconceito com ameaça de preconceito? #aimeudeus Como se ter um filho “especial” (especial? hehehe) fosse por si só uma ofensa por existir o termo.

    Uma palavra não é nada sem ferramentas que a tornem ruim.

  16. Gi Responder

    Simplesmente aplaudo

  17. Eduardo Ritalino Responder

    batata!

  18. Rogério Zugaibe Doretto Responder

    ah! como eu gosto de ler pensamentos que destoam da mesmice.
    parabéns pelo eu comentário, simples e direto, afinal Pati Dela Rosa, como você mesma disse, “a vida não precisa ser tão dura.”

  19. Aj Amorim Responder

    As pessoas deveriam se preocupar menos com o humor -considerado por elas bom ou ruim- e se preocupar mais com o descaso do Estado com as APAES!

  20. Renato Responder

    E o que vc fez? Antes de escrever dá uma pensadinha….não dói nada..

  21. raul Responder

    Vai todo mundo tomar lah naquele lugar onde nao bate sol!!! e tenho dito!!!!!

  22. raul Responder

    vai todo mundo tomar naquele lugar que nao bate sol!! o mundo ta na beira do abismo e ficam aeh com essa discuçao mais besta!! e tenho dito!!!

  23. Maria Ataide Responder

    …chorei.

  24. Danielle Colombini Responder

    Ao contrario de muitos que estão aqui falando, eu contribuo todo mês (ha 6 anos) com a APAE de Barueri, admiro o trabalho deles e dei risada com a piada, sim. É uma PIADA, sinônimo de BRINCADEIRA, humor, alegria, sorriso. QUERIA VER ESSE BANDO DE POLITICAMENTE CORRETOS FAZENDO ALGO REALMENTE ÚTIL, COMO POR EXEMPLO: AJUDAR, DOAR, VISITAR, ETC.

  25. Maria Ataide Responder

    Porque voce nao tem um filho deficiente e portanto nao necessita se preocupar por sua dignidade e seu futuro quando nao estiver mais aqui.

  26. Maria Ataide Responder

    …chorei.

  27. Johnny Responder

    uahuahuahuhuahua South Park não zoa deficiente, negro, indio, gordo,gay, canadense, francês,boliviano, americano, mexicano, arabe???? uhauhahuauhahua só pode ser brincadeira ou você não assiste South Park.

  28. Roberta Barros Responder

    quando caio na besteira, por pura curiosidade, de ler comentários, a única coisa que vem na minha mente é que estou cercada de gente burra.

  29. Munir Rajab Responder

    sem comentarios idiotas nao merecem

  30. Alessandro Responder

    concordo Michel Platini, se não fossem as ruas cheias de buracos, as calçadas sem acesso, a educação precária, o transporte ruim, nós com deficiência não estaríamos presos em casa, e sim trabalhando como qq outro, talvez junto com o tal do comediante fraco e infeliz em suas piadas, ganhando tanto quanto ele, mostrando pra ele o quão eficiente somos, q pode até ser q exagere, mas fala o q se escuta em qq lugar do Brasil, duvido se já não ouviram isso por ai. Moro em BSB e aki não é diferente, ano de eleição, e mais uma vez a certeza q cada estado ira escolher o q tem de pior e eleger, mandando pra cá. APAE junto com essa campanha faz tbm uma contra a política brasileira, sabemos q fazem um bom trabalho junto as famílias e as pessoas com deficiência faz tb contra os retardados q usam o voto em favor próprio

  31. Aldo Da Silva Gambardela Responder

    Não quero defender ninguém nem entrar em polemica mas será que as vezes a pessoas não está sendo um pouco má compreendida? Sei lá, não vi nem o que ele falou.

  32. Helder Henrique Responder

    Meu amigo você falou tudo enquanto pessoas perdem tempo discutindo por causa de uma piada, o povo brasileiro vem sofrendo de todos os lados, não só o deficiente, falta de respeito é o cidadão não ter tranquilidade para ir ao seu trabalho sem ser assaltado, falta de respeito é os ministros, deputados e familiares viajando de avião da força aerea e nós povo brasileiro viajar nessas estradas horriveis e perigosas, falta de respeito é o jogador de futebol ganhar milhões de salario e o povo brasileiro tem que se matar de trabalhar pra ver se consegue se manter naquele mês, falta de respeito é o inocente ser preso e ficar dias na cadeia e o bandido mesmo com passagem pela policia ser liberado em algumas horas, falta de respeito a policia te parar numa blitz e te tratar como bandido te apontando fuzil, falta de respeito, falta de respeito para você que tem um veiculo é pagar ipva, seguro obrigatorio multas e mesmo assim assim transitar em uma cidade sem estrutura para o seu veiculo, falta de respeito é o banco que cobra taxas pra se apoderar do dinheiro que é seu por direito pelo seu trabalho e aí povo brasileiro sera que vale a pena discutir por causa de uma piada?????

  33. ryktube . Responder

    o Rafinha quer ser irônico com todos para ser diferentes dos outros e ganhar espaço na mídia, na verdade ele não ganha nada com isto magoando as pessoas, todos temos que respeitar as indiferenças e a deficiências de cada um.

  34. Maddruga Leandro Responder

    não achei ofensiva a piada do Rafinha. Ari toledo, costinha entre outros, até mesmo os trapalhões, faziam piadas com cegos, cadeirantes e manetas… Todo comediante faz piada com tudo, portugueses e até pinto de japonês… Vejo um exagero hoje em dia com o tal do que é ” politicamente correto “. Se a coisa continuar assim, não existirão mais piadas! As piadas brincam até com morte de celebridades… enfim…
    Eu sou gordo, escuto piada de gordo e dou risada, não quer dizer que alguém estaria me ofendendo. Não gosta do cara, não assista, se não acha engraçado, então vá ver zorra total!! Quero ver quando começarem a encrencar com piadas sobre gays!! Essa é minha opinião. quem não gosta de certa piada, que não dê ibope pra ele então!

  35. Eric Miranda Responder

    Excelente exemplo. Queria ver um episódio de South Park onde o Cartman descreveria o que fazer criativamente com esses seus óculos ridículos e seu ânus humano.

  36. Anderson Nogueira Responder

    Então, quem realmente ficou e ficará ofendido com essa piada e outras? As “vítimas” ou quem pensa e se expressa pelas “vítimas”. A piada é somente uma piada, ela pode até ser sem graça, mas não deixa de ser uma piada, e tratá-la como verdade ou assunto sério, isso sim é uma deficiência,uma deficiência intelectual, mas mesmo assim uma deficiência.

  37. Marcos Roberto Sandoval Responder

    E por que é errado tenho uma mental deficiência séria e inclusive fiz um cirurgia para isso mas não me fiz de coitadinho ou de vitima tipo não pode fazer piada com minha doença, trabalho me sustento sou independente e sim acho que a piada não foi ofensiva, essa coisa do politicamente correto não passa de censura.
    se você não gosta do humor não dá ibope pro cara, se um show não funciona ou não tem audiencia é cancelado.
    na minha opinião a maioria desses processos são pessoa querendo se promover ou ditar o que os outros podem fazer.

  38. Anderson Nogueira Responder

    E eu gostaria de saber se por causa dessa piada do Rafinha mudou algo na vida os frequentadores da APAE, para melhor ou para pior, acho que não. Citar Columbine como exemplo, como fez o Madson, é um argumento fraco, pois se todos que fossem alvos de piadas no mundo, que não são poucos, saíssem matando a todos, não haveria programas de humor e teríamos menos uma forma de entretenimento, pois uma piada sempre ofende alguém, mesmo não sendo verdade, mesmo sem querer, mesmo não fazendo o menor sentido. E digo isso porque alguém com um raciocínio suficiente para achar que toda loira é burra, que o Rafinha iria internar o p.. dele na APAE, que o mesmo iria “comer” a Wanessa e o filho e que os portugueses são desprovidos de inteligência, essa pessoa certamente iria matar as outras, caso fizessem piadas de gente sem humor que saem por aí censurando todo mundo por achar que piadas são má influência para a sociedade e que elas são as responsáveis pela continuidade dos preconceitos e de todos os males da sociedade. Sem mais.

  39. Filipe Responder

    A pergunta é: A piada é engraçada pra quem?

  40. Waldete Rodrigues Soares Responder

    Carinha sem graça,sem criatividade nenhuma,idiota !!!

  41. Nivaldo Coelho Lira Responder

    Piada sobre português não é um fato com base real, quem nasce em Portugal, de fato, não é burro ou menos inteligente, ou seja, é uma piada. Mas falar de defeitos fisiológicos e mentais é falar, sem se importar, com pessoas que realmente são assim, sem optar por serem assim, e nivelar um problema de verdade com piada de português é o que complica no julgamento, por falta de pensar de verdade e fazer comparativas reais.

  42. Valter Responder

    Os níveis de programas televisivos estão pobre de conteúdo que dá vontade é de chorar e não de rir.
    O mesma energia demandada para se fazer chacotas, poderia ser usada para mobilizar pessoas para algo útil para a humanidade. Isto iria dar muito mais IBOPE do que essas piadas mequetrefes. Rafinha você foi infeliz em elaborar uma piada desse nível, tenho certeza que você tem capacidade de fazer algo com maior conteúdo.
    Fico no aguardo das emissoras de televisão a começarem a fazer algo que realmente valha a pena em assistir.
    Atenciosamente
    Valter

  43. Tata87dnz Responder

    Se as pessoas parassem de se fazer de vítimas, parassem de fazer de suas deficiencias um respaldo pra serem taxadas de coitadinhas, assim seria mais facil!

    Assumam, sim sou deficiente, e podem fazer a piada do que for, eu me importo com o que vivo e nao com o que falam!

    CHEGA DE FICAR BATENDO NA TECLA: FALARAM ISSO OU AQUILO DE MIM!

    COMECEM A BATER NA TECLA: EU SEI QUE POR MAIOR QUE SEJA MINHA DEFICIENCIA EU VIVO BEM COM ELA E PROCURO ADAPTAR A MINHA VIDA DE ACORDO COM ELA!

    Gente pra falar sempre vai ter!

    A piada vive disso, de fazer piada sobre N assuntos! Afinal se não fosse assim seriam artigos cientificos publicados em revistas importantes!

    TOME O REMO DAS SUAS VIDAS E PAREM DE SE COLOCAR DE VÍTIMAS! Ninguem é vitima de nada!

  44. Luisa F. Responder

    Nossa, pelo amor em! Quanto drama gente! Para com isso vei! Ele faz P-I-A-D-A-S, entenderam? Nem tudo que ele fala brincando é o que ele acha realmente! Se toquem vai, chega de drama! Adoro o Rafinha e acho que ele tem o direito de defender o humor que ele acredita. Se vocês parassem pra analisar e se estivesse preocupados realmente com os deficientes iriam buscar um jeito de melhorar a vida deles de fato! Criticar o Rafinha não vai ajudá-los em nada. #ficaadica

  45. Angela Wolff Responder

    Sabem aquela pessoa “sem noção”…que tenta…tadinho…tenta mesmo ser engraçado… E não tem o menor talento para piada…esse é o Rafinha Bastos… É aquela pessoa que a gente RI das piadas porque fica com vergonha…do quão patético e incompetente o cara é. O Rainha é a piada sem graça pronta.

  46. KLEOCIANECOSTA Responder

    EEU JÁ SEI TENHO CERTEZA Q AMIORIADESES PESSOAS Q TAO GRAVANDO FILMES PROGRAMAS NOVLAS REPORTAGEM NEN SAO ARTRISTASE D NATUREZA PRSONALIDADE E NE SE PREPARANDO CURSANDO PODE LEVA ESA CARREIRA POIS NAO COMBINA CM ELES SÓ TAI PORQ INFERNIZAA SÓQ OS DEMONIS TAO AI SOLTOE OS MILITARSE Q TAO SÓ PROCURANDO ELES PAR AMARRAR POR SOLITARIA GUERRAER SR INIMIGOS NO SE GOVERN CNTER LOGO EEU JÁ SEIQ ESSES AI TEM Q R DETIDO PORWQ QURERMQ AGENTE ATE COMPLETAR 60 ANOS VIVVA CM VELHSOE SEM DIREITOS VAIDAADE BENS PROFIÇAOE SABE SR SPECILAIST ME JUVENTUDE SR HONRADSE LIVRE STD QTEMA VER JUVENTDS +NO CASO ELE SQ VIVIEWEM CM NOS E ASSIM DVIAO S SNETRI MAL SOFRE + SÓ S E ELE STIVERREM REPRIMIDOS CONTIDOE SEM LIBERDAE APIOS MILITARES ENTER EM CONTATO GOSTARIA D SER CHAMADA D APRESNTADPORA


x