Lobão ameaça processar Band

Segundo o Notícias da TV, o músico não gostou de ter participado de um quadro do CQC

495 1

Segundo o Notícias da TV, o músico não gostou de ter participado de um quadro do CQC

Por Redação

Na semana passada, Lobão se irritou com a equipe do CQC, programa da Band. Segundo o site Notícias da TV, o músico e colunista da Veja foi abordado de surpresa por Ronald Rios na saída da emissora, em São Paulo, e uma brincadeira do quadro não o agradou. Isso porque um grupo de 30 “torcedores” entoaram a seguinte música: “Pó, pó, pó, pó, pó, pó, pó, pó / Simpatizava com Lula-la / Agora caga pra geral / Tem a língua afiada/ Mas afinou pro Mano Brown“.

Entretanto, a única parte que incomodou Lobão foi sobre suas divergências com Mano Brown. No momento, o músico xingou o repórter e tomou o microfone. “Mano Brown é o caralho”, disse ele após o último verso da música. Agora, ele está ameaçando processar a Band caso sua participação no quadro, chamado de Torcida VIP, seja exibida.

A divergência de Lobão com o rapper começou após a publicação do livro “Manifesto do Nada na Terra do Nunca”. Em entrevista à Folha de S. Paulo, o colunista da Veja afirmou que o Racionais MC’s, grupo de Mano Brown, “são o braço armado do governo, são os anseios dos intelectuais petistas, propaganda de um comportamento seminal do PT”.

Em maio de 2013, o rapper se pronunciou sobre o assunto em seu Twitter. Ele convidou Lobão a um encontro para resolver o assunto “como homem”. Brown ainda criticou o colunista por se comportar como “uma puta para vender livro”.

Censura

Após ser criticado por sua participação no programa Roda Vida, Lobão denunciou na revista Veja uma suposta censura praticada pelo PT. “Após esses mais de dez anos do PT no governo, a sociedade está percebendo como se forma o aparato de repressão política, censura e difamação montado pelo partido”, escreveu ele em sua coluna.

Para o músico, a censura é a resposta crítica que recebe nas mídias sociais. “Se você tem alguma objeção a ele, vira um pária político, moído e asfaltado pela máquina de propaganda estatal, cujos operadores ─ blogueiros e militantes de plantão na internet ─ se encarregam do trabalho sujo”, declarou na revista Veja sobre a suposta prática petista. Ou seja, a proibição de veicular um programa de TV não se enquadra no seu conceito de censura.



No artigo

1 comment

  1. sergio bonilha Responder

    ainda não consigo acreditar nessa fase alucinada do lobão… sei que as coisas se passam mas é demasiado absurdo para aceitar. talvez seja caso de abdução ou até ‘mens insana’


x