“A morte de Claudia chocou o país”, lamenta Dilma Rousseff

A presidenta utilizou o Twitter para se solidarizar com a família da vítima; PMs envolvidos no caso estão presos

467 4

A presidenta utilizou o Twitter para se solidarizar com a família da vítima; PMs envolvidos no caso estão presos

Por Redação

A presidenta Dilma Rousseff (PT) utilizou a sua conta no Twitter para se solidarizar com a família de Claudia da Silva Ferreira, que morreu neste sábado depois de ser baleada e arrastada por uma viatura da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Os PMs que dirigiam a viatura estão presos.

“Cláudia da Silva Ferreira tinha quatro filhos, era casada havia 20 anos e acordava de madrugada para trabalhar em um hospital, no Rio. A morte de Claudia chocou o país. Nessa hora de tristeza e dor, presto a minha solidariedade à família e amigos de Cláudia”, declarou Dilma Rousseff.

Na manhã do último sábado (15) um viatura do 9º BPM (Rocha Miranda) foi flagrada descendo a Estrada Intendente Magalhães, no sentido Marechal Hermes, zona norte do Rio de Janeiro, com o corpo de uma mulher pendurado no para-choque do veículo. A vítima era Cláudia da Silva Ferreira, 38, auxiliar de limpeza. De acordo com testemunhas, o corpo ficava batendo contra o asfalto e nos veículos que o ultrapassavam. As testemunhas garantiram que os policiais foram alertados, mas não pararam.

Os três policiais envolvido no “socorro” a Claudia, dois subtenentes e um soldado, estão presos. Eles serão convocados para dar novos depoimentos a respeito de tudo que se passou em torno da morte de Claudia da Silva.



No artigo

4 comments

  1. Kleber Vanila Responder

    Cadê a prisão perpétua para esses marginais de farda? E sem as regalias que eles tem na cadeia. Uma reforma no sistema prisional e judiciário precisa ser feita com extrema urgência.
    Agora ela se “solidariza”, a presidenta…isso é tudo o que ela vai fazer? Porque não leva à câmara um projeto de instituição da prisão perpétua sem direito a condicional?

  2. robson douglas ferreira Responder

    mais um caso envolvendo a policia brasileira,com este não vai acontecer nada como sempre no brasil os trabalhadoras não tem valor,sempre tem invetigação pra dizerem que não foi a intenção deles fazer isso, são punidos com afastamentos nas ruas mas comtinuão recebendo seu pagamento no fim do més, e quem sofre e a família da vitima !!

  3. Marcos Responder

    Que pena que as mulheres mortas e chutadas na Venezuela não lhe comovem, não é, Sra. Presidente? As mulheres de lá são menos mulheres que as daqui?

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/que-vergonha-dilma-estava-escondendo-ate-agora-que-apoiou-sim-a-compra-pela-petrobras-de-refinaria-sucata-nos-eua-que-grou-prejuizos-a-petrobras-de-us-1204-bilhao/

  4. Valdineya Oliveira Santos Responder

    Lamentações não resolvem nada senhora presidente, se sente mesmo algum sentimento faça algo em prol da justiça nesse País que está precária demais, povo está cansado desse blá blá blá.


x