Vitória de Sánchez em El Salvador é reconhecida internacionalmente

A eleição do candidato da esquerda à presidência foi legitimada pelo Brasil e pela França

348 0

A eleição do candidato da esquerda à presidência foi legitimada pelo Brasil e pela França

Por Redação

(Wikimedia/Commons)
Candidato da esquerda venceu por 50,11% (Wikimedia/Commons)

Nesta terça-feira (25), Salvador Sánchez Cerén recebeu finalmente as credenciais de presidente de El Salvador. Após ganhar as eleições no dia 9 de março, o candidato do partido de esquerda Frente Farabundo Martí para a Libertação Nacional (FMLN) foi legitimado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para exercer seu mandato. A partir de 1º de junho, Sánchez e Oscar Ortiz, o vice-presidente, poderão assumir seus cargos.

A apuração definitiva foi divulgada no dia 16 de março. Entretanto, a Aliança Republicana Nacionalista (Arena), oposição da direita que esteve no poder de 1989 a 2009, não reconheceu a vitória de Sánchez. Norman Quijano, candidato do partido opositor, foi derrubado por 50,11% contra 49,89%, mas a Arena alega “fraude eleitoral” por “dupla votação”. Por isso, pediu uma anulação das eleições, mas a demanda foi negada.

O presidente do TSE, Eugenio Meninas, afirmou que o processo eleitoral foi legítimo e que observadores internacionais reconheceram a vitória de Cerén. De fato, o Brasil e a França enviaram mensagens para o novo presidente de El Salvador.

Leia na íntegra a mensagem de Dilma Rousseff:

“Prezado Salvador,

Com muita alegria recebi hoje o comunicado de nosso amigo Maurício Funes confirmando sua eleição para a Presidência da República de El Salvador.

A decisão soberana do povo salvadorenho permitirá a continuidade e aprofundamento das políticas que vêm sendo seguidas em seu país nos últimos anos e terá forte impacto na América Central e em toda América Latina e Caribe.

Ao expressar-lhe minha calorosa saudação pessoal, quero manifestar a disposição de meu Governo de levar adiante uma ampla cooperação econômica e, sobretudo, política entre nossos dois países.

Espero poder, nos próximos dias, comunicar-me telefonicamente com você para desejar-lhe diretamente muita felicidade e toda a sorte do mundo nesta nova tarefa que o povo salvadorenho lhe impôs.

Receba a expressão de minha amizade,

Dilma Rousseff
Presidenta da República Federativa do Brasil”

Leia o reconhecimento da França:

“O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou essa noite a vitória de Senhor Sánchez Cerén para as eleições presidenciais cujo segundo turno terminou no dia 9 de março.

A França parabeniza o Senhor Sánchez Cerén por sua eleição e comemora o fato de que as análises se desenrolaram em um clima de paz. França mantém com El Salvador relações de amizade e deseja desenvolver mais ainda a relação bilateral, principalmente no que tange à formação superior e ao meio ambiente”



No artigo

x