CCJ do Senado aprova CPI com Metrô-SP e Suape

Se passar no plenário da Casa, trabalhos vão apurar, além da Petrobrás, denúncias sobre o Metrô de São Paulo e o porto de Suape (PE) Por Redação...

278 0

Se passar no plenário da Casa, trabalhos vão apurar, além da Petrobrás, denúncias sobre o Metrô de São Paulo e o porto de Suape (PE)

Por Redação

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (9) a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) ampla para investigar a Petrobrás, o Metrô de São Paulo e o porto de Suape, em Pernambuco. A proposta aprovada foi a do relator Romero Jucá (PMDB-RR) e segue entendimento do presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), que defendia investigação ampla e levou a questão à CCJ.

O texto aprovado na CCJ segue para o plenário do Senado e pode ser votado ainda nesta quarta. A oposição ao governo entrou terça-feira (8) com mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) questionando a inclusão dos outros temas na investigação. O pedido será analisado pela ministra Rosa Weber. A oposição quer que a CPI apure exclusivamente denúncias contra a Petrobrás.

Para o senador Álvaro Dias (PSDB-PR), a decisão da CCJ é inócua e o que vale será a manifestação do STF. O governo tentará ainda derrubar a proposta de CPI exclusiva também no STF. A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) anunciou hoje que vai protocolar mandado de segurança no tribunal.

A oposição quer investigar a compra, pela Petrobrás, da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), além de suspeitas de superfaturamento em contratos da estatal. Os parlamentares da base governista pretendem apurar denúncias de formação de cartel que atuou em licitações do Metrô paulista e obras no porto de Suape para a refinaria Abreu de Lima.

(Crédito da foto da capa: Valter Campanato/ABr)

 



No artigo

x