“Só quem abre as pernas ali sabe como é. Aquilo é um estupro”

Violação de direitos, humilhações, abusos e invasão de privacidade são rotina de quem faz visitas a amigos ou familiares presos. Historicamente desconhecida e ignorada, a revista vexatória revela um problema crônico do nosso falido sistema carcerário

114642 467

Violação de direitos, humilhações, abusos e invasão de privacidade são rotina de quem faz visitas a amigos ou familiares presos. Historicamente desconhecida e ignorada, a revista vexatória revela um problema crônico do nosso falido sistema carcerário

Por Ivan Longo, na Fórum Semanal

“Eu vi muita coisa ruim. Uma senhora bem velhinha, magrinha, foi obrigada a ficar nua também. Tímida, ela tentou cobrir a genitália com as duas mãozinhas. Nossa, teve que ouvir coisas absurdas. A agente disse: ‘Você não teve vergonha de usar isso pra fabricar bandido pra encher o saco da gente, agora tem vergonha de mostrar?’. Ela tremia de medo. E eu não podia falar nada, porque, se eu reagisse, sabia que meu filho seria espancado.” Essa história foi contada por dona Cremilda, que fez visitas regulares ao filho, ex-detento, durante os 12 meses em que ele esteve na prisão.

Indignada, dona Cremilda fez questão de contar, durante a Audiência Pública realizada pela Defensoria Pública do Estado de São Paulo no último dia 29 de março, todas as atrocidades que presenciou e viveu durante as revistas pelas quais era submetida nas visitas aos presídios.

“O que eles mandam a gente fazer ali só aquelas bailarinas de funk fazem. E na velocidade 100 ainda! Ficamos peladas, tem que abaixar, pôr as mãos nos joelhos, abrir as pernas, arreganhar, respirar, abaixar de novo, três vezes seguidas.”

Esse procedimento descrito pela dona Cremilda é ilegal e tem nome: revista vexatória. Comumente utilizada nos presídios pelo Brasil, esse tipo de revista faz parte de um conjunto de humilhações e de tratamento sub-humano a que os visitantes de internos do sistema prisional estão fadados a se submeter. A Audiência Pública realizada pelo Núcleo de Situação Carcerária e pela Ouvidoria da Defensoria Pública de São Paulo teve como objetivo justamente debater o tema e iniciar uma campanha de conscientização para que os familiares de presos que passam por esse tipo de situação saibam dos seus direitos e, acima de tudo, não encarem esse procedimento como algo aceitável.

Visita em presídio é sinônimo de humilhação. (Foto: geledes.org)
Visita em presídio é sinônimo de humilhação. (Foto: geledes.org)

Revista Vexatória: uma ilegalidade 

Entende-se por revista vexatória o procedimento pelo qual passam os visitantes de presos, que são obrigados a se desnudar, realizar agachamentos, ter sua genitália exposta e inspecionada, bem como passar por situações humilhantes, como deboches e abusos por parte dos agentes penitenciários. “Lá vai embora a marmita de ladrão”, é o que dizem os agentes penitenciários às mulheres e namoradas de internos, de acordo com Priscila, mulher de um homem preso no complexo de Presidente Venceslau, interior de São Paulo.

A Constituição Federal garante o direito à intimidade e assegura o direito à indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação. Esse direito, no entanto, não é preservado na maior parte dos presídios do país e a revista vexatória, humilhante e invasiva é utilizada a todos, mulheres, homens, idosos e crianças, como procedimento padrão. “A revista vexatória é ilegal e não tem qualquer previsão em qualquer norma brasileira ou internacional. A prática do desnudamento, agachamento ou qualquer outro tipo de humilhação é uma inconstitucionalidade. A lei estabelece alguns critérios gerais para a revista de qualquer pessoa e não há qualquer menção ao tipo de revista que é feito atualmente”, explicou Patrick Cacicedo, coordenador do Núcleo de Situação Carcerária da Defensoria Pública de São Paulo.

Os critérios citados por Patrick são que a revista deve ser uma inspeção de segurança que tem ser feita por meio eletrônico ou mecânico ou, excepcionalmente, manual. A revista eletrônica é feita por aparelhos detectores de metais e similares ou ainda por aparelhos de raios X. A revista manual deve ser utilizada em último caso, com o funcionário ou funcionária tocando, superficialmente, o corpo da pessoa visitante com as mãos por cima da roupa. Ela só deve ser aplicada quando houver fundada suspeita de que a pessoa visitante esteja com substâncias ou objetos proibidos (como celulares, armas ou drogas). Esse tipo de revista, pela lei, deve preservar a honra e a dignidade, ser feita em local reservado e ser realizada por funcionário ou funcionária do mesmo sexo do visitante.

Na prática, o que acontece, no entanto, não tem nada a ver com isso. Na maior parte dos presídios pelo país, todos os visitantes são obrigados a ficar nus e são inspecionados em grupo, inclusive ao lado de filhos ou crianças pequenas, que acompanham toda a humilhação e muitas vezes também são despidos para que sejam inspecionados.

Humilhação gratuita 

Um estudo feito recentemente pela Rede Justiça Criminal, uma entidade formada por movimentos sociais e ONGs que atuam com direitos humanos no sistema prisional, revelou um dado interessante acerca do tema: em 2012, somente nos presídios do Estado de São Paulo, foram realizadas aproximadamente 3,5 milhões de revistas vexatórias. De todos os casos, em apenas 0,02% deles houve a apreensão de drogas ou celulares com os visitantes.

“Os dados já mostraram claramente que o meio utilizado não alcança os seus fins, que seria o de apreender a entrada de objetos e substâncias proibidas nas cadeias. Então, é evidente que a revista vexatória não é utilizada para esse fim que é proposto. Então qual seria o objetivo? Um objetivo muito claro de afastar todos os familiares dos estabelecimentos prisionais através de uma relação absolutamente opressora e humilhante. Eles querem que as pessoas parem de adentrar num local onde tantas ilegalidades são praticadas”, analisou Patrick.

Audiência Pública sobre revista vexatória realizada pela Defensoria Pública de São Paulo. (Foto: Ivan Longo)
Audiência Pública sobre revista vexatória realizada pela Defensoria Pública de São Paulo. (Foto: Ivan Longo)

Para o defensor público, há um interesse muito claro de manter não só os familiares, mas todas as pessoas que não são presos ou que não trabalham ali longe desse tipo de estabelecimento. “O ambiente carcerário é um ambiente de tortura institucionalizada. É tortura física e psicológica. Lá, todas as ilegalidades bárbaras acontecem. Então não é de interesse de quem administra o sistema que as pessoas tenham contato com essas ilegalidades. Tanto que é comum que os presos peçam para que os familiares não os visitem por conta da revista. Eu, por exemplo, não gostaria que minha mãe passasse por uma situação assim. Essa humilhação toda, portanto, é um meio para que as pessoas desistam de ver toda aquela situação de ilegalidade e não denuncie todas as violações de direitos humanos que ocorrem lá dentro”, completou.

Dona Cremilda, que viveu na pele o constrangimento das revistas vexatórias, também está ciente de que encontrar objetos ou substâncias proibidas não é o principal intuito desse tipo de procedimento. “A gente fica presa junto com o nosso filho de um jeito tão brutal, tão estúpido, cruel… E vejo comentários de que essas revistas são para impedir a entrada de ilícitos. Não é, gente! Eles sabem que o povo, a família, não entra com ilícito. Eles sabem muito bem por onde entra. Isso é só prática de tortura. Eles torturam a família para torturar o preso também. É que a prática da tortura no Brasil ainda permanece. A ditadura ainda permanece.”

“O Estado faz de tudo pra gente abandonar nossa família”

O constrangimento pelo qual os visitantes de internos do sistema prisional têm que passar não se limita apenas ao fato de ter que ficarem despidos. A humilhação acontece durante todo o processo de visita, desde a preparação para se deslocar até o sistema penitenciário, que normalmente fica longe dos centros urbanos, passando pelo desgaste de ter que aguentar uma fila de mais de 5 horas para conseguir entrar no presídio, até a revista propriamente dita e situações de humilhação psicológica, como comida que muitas vezes é jogada fora pelos funcionários ou deboches que os visitantes têm que ouvir.

Priscila, por exemplo, começa a sua jornada na terça-feira para que consiga, com sorte, visitar o marido no sábado. Em seu depoimento durante a Audiência Pública, a jovem, além de contar detalhes do que se passam nessas revistas, revelou outro grande problema adjacente dessa humilhação: se reclamar, além de perder o direito de visita, o preso corre o risco de sofrer represálias e até mesmo ser violentado. Assim Priscila começou seu depoimento:

“Toda ação tem sua reação. Tudo o que nós, familiares, falamos e fazemos aqui fora, reflete lá dentro. Só que como quem tá na chuva é pra se molhar, vamos lá.

(…) na terça a gente já vai pro mercado comprar as coisas. Na quinta eu começo a me arrumar, porque a gente quer chegar na cadeia pra fazer a visita com o cabelo arrumado, a unha feita…. Afinal, eu sou mulher, e quero chegar lá bem apresentada. Na quinta-feira, pego o ônibus cheio de sacolas. Na sexta-feira, meio-dia, eu já tô chegando na pensão pra aguardar a entrada na cadeia.

Então eu gasto dinheiro com o jumbo (comida e produtos de higiene que os familiares levam aos presos), gasto com passagem, gasto com a pensão, pago pra tomar banho e até pra guardar a comida que eu levei em uma geladeira. Pego a senha e fico esperando até o outro dia. Aí chega na hora, é capaz de você não conseguir entrar com aquela comida, eles dizem que mudou a alimentação, que aquilo não pode mais. Mas, e aí? E meu dinheiro vai pra onde? Aí, além do detector, eles enfiam aqueles talheres nojentos na comida. ‘Tira o ferrinho do sutiã que não pode’, os agentes dizem. Eles acham mesmo que eu vou abrir um cadeado com o ferrinho do sutiã? Então eu passo pela revista, entro na sala com mais 4 ou 5 mulheres com crianças ainda. ‘Abaixa, faz força, encosta na parede, faz força como se fosse ter um filho’. Mas que força é essa? Eu nunca tive um filho! A gente chora… ‘Segura que vai cair’, dizem as agentes. Segurar o que? Eu não tô levando nada!

Várias vezes que a gente chega pra visitar tem funcionário que tá usando máscara. Máscara?! Acabei de tomar banho, tô bonita, vim arrumada!

(…)

Eu não julgo a opção sexual de ninguém, mas tem agente que usa a opção sexual pra ficar te olhando como se você fosse um objeto. Quem o Estado pensa que é pra invadir meu corpo desse jeito?

(…)

O Estado faz de tudo pra gente abandonar a nossa família. Fazem a gente abaixar, peladas, três vezes de frente, três de costas, fazer quadradinho de 8, de 16, ficar em frente ao espelho, colocar a mão, abrir, passar o papel. (…) O Estado faz de tudo pra você abandonar seu parente. Mas a gente não abandona. Só quem abre as pernas ali sabe como é. Aquilo é um estupro”, revelou, carregada de emoção, a jovem.

Agentes penitenciários inspecionando comida trazida pelas visitantes. (Foto: reprodução/Youtube)
Agentes penitenciários inspecionando comida trazida pelas visitantes. (Foto: Reprodução/Youtube)

Colabore com o que o cabe no seu bolso e tenha acesso liberado ao conteúdo da Fórum Semanal, que vai ao ar toda sexta-feira. Assine aqui

“Não é permitida?!”

“Gente, eu não sabia! Passei por isso por 10 anos!” Essa foi a reação de Elis ao ser perguntada sobre revista vexatória. Ex-mulher de um interno do sistema prisional, a mulher de 33 anos, que começou visitando o marido na prisão aos 20, passou, em todas as visitas, por humilhações e constrangimentos da chamada visita íntima, mas achava que era obrigatório, e por isso não questionava os agentes.

A falta de informação e de denúncias a respeito dos direitos que os visitantes têm em preservar sua intimidade é um dos principais fatores que contribuem para que a revista vexatória seja um procedimento tão comum e tão legitimado dentro dos presídios.

Apesar de não saber que é ilegal, Elis, que é bastante espontânea e que, segundo ela, nunca teve problemas para tirar a roupa, sentiu-se oprimida durante todo o período em que fez visitas ao marido.

“Eu tinha que me arreganhar, ficava muito constrangida. Nunca tive problemas em ficar pelada. Mas a gente tinha que praticamente fazer uma manobra. Uma pessoa que é obesa ou idosa tem dificuldades em fazer aqueles movimentos. Então, quando a agente não conseguia ver o canal vaginal da mulher (ela queria ver praticamente o útero da pessoa), ela alegava que não havia condições de fazer a revista e a pessoa tinha que voltar pra casa, depois de horas de viagem e desgaste físico e emocional. Já teve caso de a visitante ser presa por ficar irritada com a conduta da agente e ir pra cima dela. É muito abuso”, revelou.

Quando a mulher está menstruada o constrangimento é ainda pior. De acordo com os depoimentos de familiares dos internos, o fato de a mulher estar menstruada provoca uma ira ainda maior das agentes penitenciárias, como se aquilo fosse mais um delito, já que os visitantes são sempre tratados como se também fossem criminosos. “Eu vi coisas como senhoras de idade com a perna inchada que, quando se abaixavam, a pele partia e sangrava. Menstruação é outra situação complicada. A companheira que passa menstruada, que coincide de o fluxo sair no mesmo dia, tem que fazer a limpeza ali na hora, por si só. É muito ruim. Elas (as agentes) olham aquela situação como se a menstruada tivesse cometido mais um delito”, afirmou dona Cremilda que, de bom humor, se define como uma cidadã mal comportada, por não aceitar as imposições e a violência do Estado.

Conscientização

Se o visitante reclama do constrangimento da revista, quem sofre as consequências é o preso. (Foto: Pastoral Carcerária)
Se o visitante reclama do constrangimento da revista, quem sofre as consequências é o preso. (Foto: Pastoral Carcerária)

Dona Cremilda contou que reclamou por diversas vezes da conduta dos agentes e da humilhação das revistas à administração carcerária. Ela escrevia cartas para todo mundo e, por isso, seu filho acabava apanhando. Seu filho pedia para que ela parasse de o visitar para não sofrer, mas ela dizia que, caso se calasse, ele sentiria vergonha da mãe que tem. “Certa vez meu filho foi chamado pelo chefe dos agentes que disse: ‘Qual é a da sua mãe? Louca ela não é, por que escreve de maneira tão linear, tão certinha… Sua mãe deve ter sido puta’. Naturalmente, meu filho não agiu violentamente, apenas disse que eu era uma mulher decente. Mas essa resposta foi o bastante para provocar uma surra tão grande….”.

É exatamente por esse tipo de consequência que as reclamações dos familiares provocam que a Defensoria Pública do Estado de São Paulo recomenda que os familiares, caso passem por revista vexatória ou qualquer outro tipo de humilhação, procurem diretamente o órgão, e não reivindiquem diretamente à administração dos presídios. “As ações da Defensoria ainda não fizeram resultados concretos em relação a indenização. São processos muito lentos e que ainda não tiveram o seu final. A Defensoria, no entanto, tem atuado fortemente nessa área em conjunto com vários movimentos sociais e sociedade civil em várias frentes. Uma dessas frentes é o trabalho de conscientização para mostrar que esse tipo de situação é ilegal. Há um trabalho de educação, há um trabalho de judicialização dessas demandas…”, explicou o defensor público Patrick.

Alguns Estados da federação têm tomado medidas para acabar com a revista vexatória. Em Goiás, por exemplo, nenhuma pessoa precisa despir-se, fazer flexões, agachamentos ou dar saltos, muito menos submeter-se ao toque em partes íntimas para visitar internos no sistema prisional. Denominado de “revista humanizada”, o novo procedimento é regra desde julho de 2012, quando foi publicada a portaria 435/2012, da Secretaria de Estado e Administração Penitenciária e Justiça. A mudança de postura na revista, zelando pelo respeito aos direitos humanos dos visitantes, criou um ambiente muito mais ameno no sistema carcerário. Até o momento, não houve registros de aumento de entrada de ilícitos no sistema pela mudança do procedimento de revista.

Para que a revista humanizada torne-se uma realidade em todo o país, a Rede Justiça Criminal, Defensorias Públicas de diversos Estados, movimentos sociais e pessoas interessadas no tema apoiam o Projeto de Lei 480/2013 da senadora Ana Rita (PT/ES), que visa proibir a prática da revista vexatória que, na Constituição atual, não é mencionada e, por isso, acaba sendo praticada. O projeto tramita no Senado mas ainda não há previsão para a votação.

Enquanto o projeto de lei não é aprovado e as entidades relacionadas ao tema lutam para promover uma conscientização quanto ao problema, Priscila, que ainda faz visitas constantes ao marido no complexo de Presidente Venceslau, acredita que a melhor arma, por hora, é a coragem. “O primeiro passo é fazer com que as pessoas percam o medo. Elas têm medo de falar, de mostrar o rosto, de ir pra cima, porque não temos voz ativa, o Estado comanda a gente. Eu como visitante, porta de cadeia que sou, posso falar, façam com que elas percam o medo! Do jeito que tá as pessoas vão continuar sofrendo, até chegar o dia que, infelizmente, o familiar entre em óbito no presídio”.

A humilhação pela qual passam pessoas que visitam amigos e familiares presos, mesmo mulheres grávidas, idosas, crianças ou pessoas com deficiência, é uma forma de tratamento desumano e degradante que viola o artigo 5º da Constituição Federal, que prevê a inviolabilidade da intimidade. Para o defensor público Marcelo Carneiro Novaes, trata-se da “institucionalização do estupro”.

Atualmente, cerca de meio milhão de pessoas, entre homens, mulheres e crianças, passam, semanalmente, pelo procedimento de revista vexatória.



No artigo

467 comments

  1. manoel jose ulisses Responder

    é pouco, mereciam mais, pois as familias de inúmeras vítimas sofrem bem mais, pela ausencia de quem perdeu.

    1. Robenilsond Responder

      Pena que ainda tem gente que pensa assim!

    2. Yves Responder

      Concordo!!

    3. thiago Responder

      vc é mediocre

    4. Daniel Responder

      Imbecil!

    5. U.M. Responder

      Quando uma mãe da a luz a um filho não faz ideia do que ele vai ser no futuro, isso serve pro pai tbm. Educação, carinho, e outras coisas, já é mais que fato que não é isso que defini o caráter de ninguém ( como já saiu vários casos de filhinhos de papai que tinha tudo e destruiu a própria vida). Uma mãe nunca deixa de ser mãe, ela ama independente do q o filho se tornou e não merece ser humilhada por isso.

      1. Philipp Responder

        Educação é tudo. Carater a pessoal adquiri com experiencia de vida. O fato de um marginal sair de berço de ouro não quer dizer que ele teve bons pais, parentes, amigos ou valores.

      2. Dutra Responder

        Não concordo com sua afirmação! Freud afirma que o ambiente, o local que ele vive, as pessoas com quem convives são fatores determinantes para o caráter da criança. Só não digo que os pais são 100% culpados pois cada ser tem a opção de escolher um caminho diferente, do que recebeu ou viveu, mas as influencias da educação recebida, dos limites impostos pelos pais são fortíssimos.

        1. Di Responder

          Se Freud estava certo, isso comprova que o que molda o ser humano é A SOCIEDADE onde vive, e não sua família, que não é nem de longe a única a influenciar seu caráter.
          Uma sociedade capitalista, competitiva, consumista etc, etc… isso sim, faz das pessoas o que elas são. E isso faz de todos nós responsáveis. Em especial aqueles que ao invés de fazer algo pra mudá-la, sentam-se no sofá, transferindo a culpa pros outros.

      3. Finalidade Responder

        A questão não é o merecer ou desmerecer, o fundamento dessa revista é a segurança e controle do presídios, se há humilhação, abuso e etc, proponho-vos que busquem uma alternativa e não uma reclamação.

    6. mark Responder

      Quem introduz drogas, celulares, armas etc.dentro das partes íntimas são as visitantes. Esse tipo de revista é o efeito colateral das atitudes covardes daqueles que alí estão encarcerados.

      Isso não é nada comparado a violência que a maioria deles fizeram com suas vítimas; filhos mortos, trabalhadores barbarizados, mulheres estupradas etc etc e agora viverão eternamente suas perdas queridas pelos gestos desses animais.

      Revoltem-se a favor das vítimas, não com os algozes!!

      1. NandaSilva Responder

        E o algoz por acaso é a mãe do preso, a senhorinha que se prepara a semana inteira e vai lá levar comida pro seu filho e ainda tem de viver uma situação horrível como essa?
        Não importa, não importa se a pessoa que ela(e) vai visitar matou, estuprou, feriu centenas de famílias, nada justifica esse abuso dos direitos humanos, essa violação institucionalizada.
        As pessoas tem que parar de ver a cadeia como um lugar de punição em vez de um lugar de reabilitação dos detentos. Esse sistema já provou não dar resultados significativos (é só olhar os altos índices de reincidência criminal).
        Vamos parar de ter uma visão tão dualista do mundo, dividir as pessoas entre “cidadãos de bem” e “bandidos” que merecem morrer.

        1. SardinhaMan Responder

          Os santos pagam pelos pecadores! tem muita mãe bandida que entra e leva celular, drogas e sei lá mais o que nas partes intimas! mediante a mães santinhas! e outras meleficas! tem que fazer em todas

          1. MárciaMiranda

            Não é necessária a revista vexatória. Em aeroporto te revistam assim? Claro que não, apenas é utilizado o raio-x. Independente do que a pessoa fez ou não, este tipo de situação é humilhante. Celulares e drogas entram e, muitas vezes, não são pelas visitas, sabemos bem disso.

      2. Cidadão comum Responder

        Prezado Mark, só me resta rir muito sobre sua afirmação. Você acha mesmo que são as visitas que ENTOPEM aquele inferno de objetos e substâncias ilícitas….Acorda caro “míope”!!!!

    7. amanda Responder

      até prq todos os presos foram presos por assassinato, né? e não existe prisão injusta no Brasil.
      tá sabendo direitinho.

    8. Stk Responder

      Deprimente o indivíduo crer que a violência e a vingança vão gerar uma sociedade melhor, o senhor é um aleijado mental.

    9. Thyrso Responder

      Acredito que as famílias dos presos não merecem realmente o sofrimento. Existem formas mais interessantes de mudar isso, até pq não é visita necessariamente que entra e sai com coisas que não devem…enfim…não vou entrar nesse detalhe….mas se vc disser que deveria matar SASPOHA desses bandido…automaticamente vai ter meu LIKE! rs

    10. Julia Responder

      Concordo. Se estao la, é pq algo tem. Eles nao sao uns pontes coitadinhos sofredores. Sinto mto se os pais nao foram capsizes de educate signalmente seu Filho.

    11. Stephan Responder

      Enquanto existirem mentalidades como a sua, este planeta continuará sendo palco de atrocidades. E pensar que para chegarmos de macacos ao que somos hoje passamos por um processo chamado “evolução”. Será que foi mesmo?

    12. cleber Responder

      as palavras são de uma pessoa com raiva,ñ tenha, nossas mães ñ pensam por nós mas sofrem a dor da consequências de nossos maus comportamentos,os que perdem tem também mães q procuram respostas porque com meu filho , destino ou ação divina o sofrimento me faz crescer,as mas interpretações me torna igual

    13. Cika Responder

      Nem todo mundo que está na cadeia é bandido perigoso, meu irmão estava sendo ameaçado por um agiota que disse que se não pagasse, iria violentar a esposa dele e destruir aos poucos a nossa família, numa ameaça dessa, o que podia se fazer, quem ameaça é porque pede pra morrer também, nesse caso nosso poder judiciário é pobre e não temos justiça nesse Brasil, com isso, meu irmão iria morrer o matar o sujeito, depois de uma briga, ele pra se defender acabou atirando no rapaz, já que meu irmão era trabalhador numa empresa há 15 anos, quem tinha que ficar vivo, o agiota que só fazia ameaças ou meu irmão que já tinha dito que pagaria o valor pego com esse agiota, nem todo mundo que está numa cadeia é vagabundo. Eu pensava igual algumas pessoas aqui, ficava contra os bandidos, hoje sei como é sofrido para os familiares irem visitar, a humilhação que passa, sem contar que só pode visitar o preso, quem tem antecedentes criminais em dia. Esses agentes não pode tratar todas as pessoas que vão visitar como se fosse o maior matador do mundo !!! Revoltada com gente hipócritas que só olha para o próprio nariz.

  2. renzo Responder

    Já sem a revista entram celulares e drogas, imagine se não revistarem.

    1. Ana Responder

      SE VOCE LESSE TODO O ARTIGO VERIA QUE: “Um estudo feito recentemente pela Rede Justiça Criminal, uma entidade formada por movimentos sociais e ONGs que atuam com direitos humanos no sistema prisional, revelou um dado interessante acerca do tema: em 2012, somente nos presídios do Estado de São Paulo, foram realizadas aproximadamente 3,5 milhões de revistas vexatórias. De todos os casos, em apenas 0,02% deles houve a apreensão de drogas ou celulares com os visitantes.”

      1. Leonardo Responder

        “uma entidade formada por movimentos sociais e ONGs que atuam com direitos humanos no sistema prisional”

        Ahhhh mas vou acreditar muito em dados desse povo que protege bandido, acorda!

        1. Cidadão comum Responder

          Okay, então você vai confiar na policia? Carcereiros? O Brasil apodreceu meu caro…e com certeza a droga e tudo que entra tem outro meio de chegar lá!
          A justiça não vê porque realmente é cega…mas eu vejo esse povo todo andando de carro luxuosos e seus filhinhos estudando bem lomge da classe média. ACORDA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      2. Cidadão comum Responder

        Muito bem colocado Ana.
        Parabenizo pessoas como você que se posiciona de forma neutra.
        Meu filho de 23 anos está preso e nem por isso mudo minha opinião sobre as maselas mas me sensibilizo por ter plena ciência agora que aquele lugar não reabilita…perdi meu filho em vida e sei muito bem que ele sairá pior do chamado “buraco” que na minha opinião está mais para depósito irresponsável…transformando presos em monstros!
        O Brasil me revolta demais…o judiciário me revolta demais tratando o rico e politico como se fosse “deuses”…eu sou pobre por isso a mim e para os meu não cabe recusro….por mais que sejamos primários….eu digo sejamos porque o sofrimento atinge a todos inclusive aos céticos e omissos!

    2. h4ck3r_x Responder

      Usem aparelhos eletrónicos, RAIO X invistam em sistemas de segurança, façam como nos estados unidos onde o familiar sequer tem contacto com o presidiário fala com ele através de um vidro e telefone assim não se consegue passar nada… e os objectos que são passados na prisão não são pelos familiares entram por outros meios….

    3. sofia Responder

      vc leu isso???? “foram realizadas aproximadamente 3,5 milhões de revistas vexatórias. De todos os casos, em apenas 0,02% deles houve a apreensão de drogas ou celulares com os visitantes.”

  3. Reinaldo Responder

    É verdade, a situação deve ser mesmo humilhante! Mas porque ninguém vai atrás das VÍTIMAS desses marginais? Só os parentes deles é que são “bonzinho” e merecem respeito? Com a palavra, os defensores dos DIREITOS DOS BANDIDOS..

    1. Pietra Porpino Responder

      Um não exclui o outro meu caro, “bandido” não é menos humano que a vitima, ele está pagando pelo que cometeu.

      1. Thyrso Responder

        Acredito que parentes dos presos não merecem o sofrimento. Acredito que tem formas interessantes de mudar isso, e SIM BANDIDO É MENOS HUMANO QUE QUALQUER COISA….

  4. Marcio Costa Responder

    Se é tão humilhante, é só não visitar.

    1. Larissa Responder

      Você é um grande babaca.

    2. Robenilsond Responder

      Você deixaria de visitar um filho que, eventualmente, (de coração, espero que nunca aconteça) fosse preso?

      1. Jean Lopes Responder

        Márcio Costa, tomo suas dores. Tenho plena consciência que educarei o meu filho o suficiente para jamais vivenciar esse tipo de situação. E sim,, ainda sim deixaria. O que supostamente foi feito, deve levar suas consequências. E quem não pensa assim… é que molda a mente doentia da grande maioria dos Latino-Americanos. E sim! Sou também um! Tenho propriedade pra criticar, portanto.

        1. Caroline Responder

          Só pode mensurar a tamanha humilhação e sofrimento quem passa, um dia eu também falei que não visitaria meu marido naquele lugar, e hoje estou visitando.Uma mãe não sonha isso para um filho, porém chega um determinado momento da vida, em que elas não podem escolher por eles, e mesmo que façam tudo errado, elas sempre vão amar, em sua grande maioria, é muito fácil apontar e criticar ou simplesmente bater no peito e dizer que é capaz de educar o filho, só tomem cuidado pra daqui um tempo não se depararem com a mesma situação. É humilhante sim, e é muito triste, mais eu prefiro acreditar, que a mudança necessária, e possível sim, basta acreditar e acompanhar, estar ao lado da pessoa em todos os momentos. Para aqueles que se dizem tão durões, que não fariam nem pelo próprio filho, desculpa, não mereciam ser pais ou mães, pois existe um amor Incondicional.Espero que nunca tenham que ter um filho, ou marido preso pra entender o que nós sentimos quando passamos por todos os processos humilhantes lá dentro. Os presos tem que pagar sim pelo que fazem, mas nós em grande maioria não temos culpa dos erros deles, e somos vistas como bandidas, criminosas ou até mesmo vagabundas que levam celulares e drogas nas partes íntimas, mas não são nem um terço as que fazem isso, e existe um aparelho, uma máquina que detectaria isso sem humilhar os que não tem culpa, chamado Scanner Corporal.

  5. Marco Valverde Responder

    Nada disso seria necessário se as visitas não tivessem contato físico com o preso (isso faz parte da punção) eu até sou contra a visita periódica. Além disso, que espécie de ser humano suporta a visita de um ente querido na cadeia? Eu teria vergonha e, ainda sabendo que minha família passaria por uma vistoria dessas, nem permitiria que me visitassem, até porque não colocaria ela no meio de outros bandidos. E, além de tudo isso, ainda a maioria das mamães e companheiras enfiam celulares e drogas dentro da vagina para levar pro vagabundo. Que tipo de mulher faz isso, só se for mãe de um filho da p.

    1. toni Responder

      A maioria? Ou você é vidente, ou é um grande imbecil. Credito que a segunda opção seja a mais apropriada.

  6. jorge Responder

    Apenas uma pergunta: Os parentes do Jose Dirceu e bando, tambem sofreu revistas intimas? E os politicos que visitaram a quadrilha do PT na prisão, tambem foram revistados? Ou os presos do PT não são normais?

  7. Leon Dt'chacara Responder

    Na certa querem que parem com a revista e deixem entrar ARMAS, CELULAR, DROGAS…nossa que maravilha isso vai virar uma festa. Se já não bastasse o BOLSA XILINDRÓ,

  8. Jose Responder

    Mesmo sabendo de todo o exame vexatório que serão submetidos os visitantes de detentos, os mesmos não deixam de frequentarem por vezes semanalmente as unidades prisionais e que estes procedimentos só ocorrem em virtude de que muitos visitantes utilizam-se de suas genitálias para fazer com que substâncias e materiais proibidos entrem dentro das unidades prisionais e mesmo com toda esta revista, ainda assim os visitantes conseguem burlar estas revistas, pois até fixador de dentadura é usado para que o que esta escondido nas genitálias não venha a cair quando dos agachamentos, e aí vamos deixar o Estado agir ou vamos liberar a entrada do que hoje é proibido!!!!!

  9. Anarquia Responder

    EU QUERO MAIS QUE ESSAS VAGABUNDAS, MULHERES, NAMORADAS, ETC, MÃES DESSES VADIOS SE FODAM… ESTUPRADOS, MORTOS, ROUBADOS SOMOS NOS QUE TENTAMOS LEVAR UMA VIDA CORRETA…

    1. PENA DE MORTE JÁ Responder

      Apoiado! Que se f#$%@

  10. Helgarf Responder

    Eu estou indignada…
    Vamos combinar…já eh humilhante uma mãe, irmã, muher, avó de boa conduta e índole, ir visitar alguém querido que deu um mal passo na vida.
    Mas não podem ser punidas por isso!
    Indignante!

    1. Ana Responder

      Quem vai ser punida é você, já que essas “santas” carrecam armas, drogas, celulares etc dentro de anus e vagina para que sejam entregues aos criminosos dentro da prisão. Quando houver rebelião e fuga de presos e você for assaltada ou pior, será você a pagar! Não têm nada de boazinhas ou vítimas essas mulheres. Se aturam servir, várias delas, de bonecas infláveis ao lixo que lá se encontra encarcerado, por que não aturam tais procedimentos de segurança para a sociedade? A mesma sociedade que paga para elas darem à luz a filhos que definitivamente não podem criar; a mesma sociedade que paga para que seus filhos bandidos fiquem presos; a mesma sociedade que trabalha, tem somente os filhos que pode criar e paga impostos absurdos para que essas santas recebam auxílio reclusão? Muitas dessas ‘santas’ são até cúmplices da bandidagem…

  11. Brasileiro Responder

    É impressionante como há uma grande preocupação com os direitos de bandidos e familiares hoje em dia. Criticar as revistas feitas nos presídios é fechar os olhos para os diversos casos que, infelizmente, as parentes levam aparelhos celulares e drogas em suas genitálias ou ânus para entregarem ao parente detento.
    A revista é uma maneira de coibir este tipo de procedimento. Não é um estupro, não é um abuso, é um procedimento rigoroso que quem deseja visitar um detento deve se submeter. Os presos no Brasil já tem direito a alimentação gratuita, auxílio reclusão para os parentes, visita íntima, saídas em datas comemorativas específicas, tais como Natal, Páscoa e Dia das Mães, para confraternização e visita aos familiares. E ainda têm sempre os ativistas de direitos humanos para clamarem por seus direitos. Francamente, está na hora do Brasil acordar e começar cobrar das autoridades um endurecimento maior no tratamento destes bandidos e um corte na quantidade absurda de direitos que eles têm. Na China, por exemplo, se a polícia gasta uma bala para matar um bandido, a família ainda tem que indenizar o Estado pagando pela munição que foi gasta, e vá procurar para ver se encontramos matérias como esta publicadas por lá. Agora cabe a nós cidadãos escolhermos o que queremos para o nosso país.

    1. MárciaMiranda Responder

      O que você entende por cidadania? Gente, quanta gente reacionária existe neste país!

  12. alessandra pessoa Responder

    Fui assaltada recentemente, o bandido foi muito bruto e me ofendeu por diversas vezes. Morro de pena desses parentes, pois fazem visitas para pessoas como a que me assaltou.

  13. EDMILSON Responder

    Se tivesse detctor de metal, e Rx em todos os presidios não teria esse vexame. Mas o dinheiro foi investido na COPA.

  14. SIDINEI Responder

    A justiça brasileira não tem moral nenhuma de falar qualquer coisa, ate mesmo dos que chamamos de bandidos, primeiro porque é representante do estado que não resolve nada ainda que que cobrando altos impostos, na verdade a violência é o custo pelas quais o estado paga por não cumprir suas obrigações. troque-se os elementos que comandam o estado e coloquem pessoas mais esclarecidas e terão um provável resultado, não esqueçam que o prumo é as leis divinas quem não aceita tem que ser excluído das decisões, mas também os fanáticos tem que estar de fora, homens retos que entendam o direito e olhem para os outros como se tivessem olhando para si mesmos.

  15. Luiz Fx Responder

    Mimimimimimimimimimi….são parentes de vagabundos e agora vão querer mais o quê? Só vejo parente de presidiário enchendo o saco na frente das penitenciárias. E agora vão começar a reclamar das revistas? E como entram tantas coisas nessas malditas cadeias? Ah meu, onde vamos parar? Vagabundo tem que é que ser tratado como tal. E a parentada que fique quieta, com os seus bolsas-vagabundo nos bolsos. Era só o que faltava.

  16. Esquerdinha de merda Responder

    Se não enfiassem celulares, armas e drogas no c* e na bucet* não haveria necessidade de tal prática.
    Esses direitos humanos me enchem o saco, só protegem bandidos e marginais!

  17. desiree Responder

    Estupro? Ah, minha senhora… a senhora não faz ideia do que é um estupro. Não queira comparar essa dor com a sua “humilhação”.

  18. ABEL S. DOS SANTOS Responder

    UÉ….SE OS PRESOS E FAMILIARES CONSIDERAM ISTO UM ESTUPRO, O QUE ELES NOS FAZEM É O QUE???? JÁ FUI ASSALTADO/ROUBADO 04 VEZES, A PRIMEIRA COM MUITA VIOLÊNCIA, CHEGANDO O ASSALTANTE COLOCAR A PONTA DA FACA NO MEU UMBIGO E PERGUNTAR SE ELE ENFIASSE A FACA ALI, MINHAS TRIPAS E ME….A
    CAIRIAM FORA….SE PRESOS ESTÃO, ALGO DE ERRADO FIZERAM….ELES TEM MAIS ALIMENTOS E CONFORTO DO QUE MUITOS BRASILEIROS, PRINCIPALMENTE OS APOSENTADOS, POR ESTE BRASIL AFORA…..

  19. Nilton Responder

    É evidente que estes procedimentos estão errados, mas o que fazer para impedir que celulares, baterias e outros objetos cheguem até aqueles que comandam alguma especie de crime , ou os utilizem para dar os golpes por celular, intimidando e afetando a saúde também de outros tantos inocentes. Que a luta seja para modificar estes procedimentos criando uma nova estrutura de respeito aos visitantes, familiares e os que perderam o direito a liberdade. Unir para ter idéias novas e melhores, estimulando mudanças, contendo os que pactuam com os crimes e não estão presos, mas auxiliam e oportunizando e incentivando por uma estrutura bem criada aqueles que desistiram de ir.

    1. Aline Responder

      Os celulares e baterias são vendidos dentro dos presídios pelos próprios agentes.

      1. Robenilsond Responder

        Pois é, mas os imbecis não querem ver! #sabedenadainocente!

    2. roberta Responder

      horrível , em saber que tudo ilicito entra por outros meios…

    3. geninho Responder

      Estou de acordo com sua colocação. Todos por lá são co-autores na regra do jogo e pactuam entrada de ferramentas, armas, e celulares. Visitas??? Só através de grades…assim deveria ser, sem contato físico.

    4. Rafael Responder

      Celulares, e outros, entram nas cadeias, pelos guardas,diretores, chefes, e ate politicos.Todo Mundo sabe disto, mas ninguem faz nada. Viva o PT, o partido da roubalheira.

    5. aparecido Responder

      Fala para a mãe educar o filho que isto acaba.

    6. Romulo Responder

      Só colocar Raio X. Como dos aeroportos.

    7. bada Responder

      Sinceramente vc acha que uma pessoa que fez direito, pós graduação em politicas e segurança pública, fez concurso para Agente de Segurança Penitenciário tem algum prazer em ver pessoas nuas, menstruadas pingando sangue, com corrimento devido a doenças venéreas, tenha algum prazer nisso. Aqui tem profissionalismo, e se não houver essa revista entra até uma AK 47, pois dessa forma eles já introduzem no ânus e na vagina todo tipo de coisa!

    8. submarino Responder

      Instalar raio-X é uma solução. O problema é simples e para os cofres públicos que gastam horrores com coisas desnecessárias não seria um absurdo.

    9. CARMEM Responder

      NILTON JÁ VISITEI E POSSO TE DIZER COM UMA CERTA CERTEZA O SEGUINTE QUE ALGUMAS MULHERES ENTRAM ISSO ENTRA,MAS NEM SEMPRE PQ ATÉ UM SIMPLES BRINCO DE UM BB APITA O DETECTOR DE METAL,E MUITAS VEZES QUEM COLOCA ESSES OBJETOS SÃO OS PROPRIOS AGENTES COMO JÁ FOI ATÉ MOSTRADO EM UMA REPORTAGEM DE UM DIRETOR.

    10. patricia Responder

      Usar equipamentos de raio-x e outras opções já existentes em aeroportos que garantem as revistas mesmo em casos de drogas levadas dentro do estômago. Ah, mas claro, é mais fácil justificar a violência dizendo que o outro tem mais é que se ferrar e que quem comete um crime merece sofrer indefinidamente e ser torturado, sem chance de se reabilitar.
      Meu desejo para pessoas como você (e outros comentaristas deste post) é que um dia passem pela experiência de serem torturados pelo resto da vida por um erro cometido.

  20. Joao Bosco da Paixão Responder

    acho que deveria ter uma Investigação seria pela Defensoria Publica do Estado sobre esse assunto pois isso é fato no Brasil e os familiares de presos ainda tem medos de denunciar. porque se denuciar o preso sofre as consequencias.

    1. Assassinos Responder

      Esses bandidos não pensam duas vezes se o cidadão trabalhador reage ao assalto, num minuto sua vida acaba, ter visita de parente é uma regalia, não sou totalmente contra as visitas mas acredito que uma por mês já está de bom tamanho, prisão não é uma colônia de férias o preso estás ali para pagar o mal que fez a nós cidadãos de bem que trabalhamos e pagamos as nossas contas de maneira honesta.
      Quantos as revistas acredito que aparelhos similares aos utilizados em aeroportos seriam eficazes, (nas aduanas existem aparelhos capazes de inspecionar toda a carga de caminhões através de imagens) mas infelizmente não temos nem bloqueadores de celular instalados nas prisões quanto mais aparelhos sofisticados como estes.
      Eu sou totalmente contra as saidinhas e indultos de Natal, muitos bandidos já saem nessas épocas para cometerem mais crimes e outros nem voltam, portanto sou absolutamente contra.
      Sou contra também a diminuição de pena por bom comportamento, o preso está ali para cumpri-la e tem a obrigação de se comportar bem, se não o fizer deve ter sua pena aumentada, todos que participam de rebeliões deveriam ter suas penas aumentadas também.
      Nossas leis e sistema prisional são muito bonzinhos com os bandidos que roubam, assaltam, estupram, matam policiais e sabem que o sistema vai ser brando com eles, principalmente se forem menores de idade, precisamos de um governo austero que tenha a capacidade e vontade para mudanças.

    2. Ita Responder

      Amigo, melhor a fazer é não ir visitá-los, humilhação é trabalhar duro para sustentar esses vagabundos.

    3. Leila Responder

      Ô que dó dos presos, “coitadinhos”…

    4. bada Responder

      Sinceramente, como vc achava que as pessoas levam celular e droga para a cadeia, no bolso? Não, não é no bolso é no ânus e na Vagina.

  21. Paulo Responder

    Ora e simples,quem não quer passar por essa humilhação, não vão e foda ter que ouvir essas asneiras ,enquanto as vítimas desses coitadinhos que estão presos não tem direito a visita de seus entes mortos por esses sociopatas,então já que que não querem humilhacao ,façam um favor a sociedade deixem apodrecer essas bostas sozinhos na cadeia sem visita ou eduquem seus filhos de maneira que não venham cair na criminalidade.

    1. Jeferson Responder

      Humilhação é o que a sociedade do Bem sofre quando esse filhos do MAU, resolvem agir e fazer o que querem realizando todo o tipo de crime, infelizmente é uma humilhação necessária, pois existem muitas pessoas de má fé.

      1. Leila Responder

        Concordo com vc.

      2. Ana Responder

        Visita sem contato fisico resolveria todos os problemas.

      3. nicao Responder

        so quem é assaltado, estrupado, morto etc e que sabe ne?

      4. nicao Responder

        Pena de morte já!!!!

      5. William Souto Responder

        Paulo, ou voce é ignorante ou se faz. Parente de bandido não é bandido. Tenha o bom senso de separar as coisas.

      6. Antonio Paiva de M. V. Silveira Responder

        (para o(s) JEFERSONs) Depende do que vc chama de “Bem” e de “mau”, afinal os ricos que roubam, matam estão soltos eles são o que? E, vc mesmo é um caso de bem ou de mau? Afinal este seu ponto de vista é maldade pura. Depende só do ponto de vista de quem olha – neste caso seus pais eram maus, também? E, seus filhos serão – filhos do mau? Por que vc pensa assim(…). Em alguns países vc seria condenado por pensar assim, e em outro, seria elogiado, em muitos países vc seria – apenas mais um ignorante, sem conhecimento e com pouquíssima leitura e capacidade intelectual baixíssima. E vc o que acha disso? Afinal tem gente dentro dos presídios que se acham melhor do que vc, e tem gente aqui fora que concorda com eles.

    2. Guga Responder

      Os familiares que visitam os presos têm mais dignidade que pessoas que as criticam. Lembra que você está em um país onde há muitos presos injustamente e espero que não aconteça contigo. Passar bem.

      1. Paulo Responder

        Cale a boca, Guga, não tem nenhum santo na cadeia. E essas fabricas e amantes de meliantes, velhas, novas, magras, obesas, só servem mesmo de mulas, entobem a vagina de cocaína pra esses putos se divertirem na jaula estuprando e planejando mais crimes. Cale a boca e pense melhor antes de defender bandido só pq deu a bunda pra um ladrão e gostou, pois foi criado por outro.

      2. Marcos Prado Responder

        Pessoas como você GUGA nos fazem uma sociedade fraca, matam nossos filhos, mâes, irmãs e irmãos, familiares, em ações fúteis pois não há respeito as pessoas, não digo as leis pois essas já não respeitam a tempos, mas digo as pessoas, morrem um cidadão de bem em um assalto e nao vemos direitos humanos falando, não vemos comoção social, essa fica somente para família do morto, já quando um bandidinho com dezenas de passagens, não é morto, mas simplesmente amarrado a um posto se gera uma comoção social, não estamos vendo que está se tornando um estado de guerra, quase uma guerra civil, e os maus estão vencendo, pois eles são unanimes, estão para matar ou morrer, enquanto nós estamos, para fugir se esconder e viver, enquanto ele está preso no presídio e seus parentes reclamam porque para vê-lo tem de ser revistados eu também revindico, pois vou ao cemitério visitar o tumulo do meu amigo, e tenho que conversar com ele sobre uma parede de 7 palmos de terra ao qual não posso nem escuta-lo quanto mais vê-lo. Infelizmente mas comumente me sinto inojado por sócio-hipócritas como você que acumulam argumentos sem justo entendimento de causa. Falsos pensadores que querem defender o lado “humano” dos humanos que não os tem. Sem por mais delongas. Abram os olhos pois o caminho está ficando sem volta.

      3. Lucas Responder

        Guga, opinião cada um tem uma, se tudo for mil maravilhas na cadeia como é o que você induz dizer, uma hora poderá ser a sua mãe que levará um tiro na cara por causa de um celular, seu pai sendo morto por um motivo torpe, uma filha sendo estuprada quando volta da faculdade e etc. Acho que o nosso sistema penitenciário deveria ser pior ainda. Esta preso? Então quem te visita é seu advogado apenas, pois se você que aproveitar a sua família, esposa, filhos e etc, pratique o bem, AGORA SE VOCÊ QUE ACABAR COM A FAMÍLIA DOS OUTROS, também tinha que ficar sem a sua. Plante o bem e colha o bem, plante o mau e com o mau serás retribuído.

        Você diz que muitos são presos injustamente, como se lá só tivesse “coitadinho”, pra começar uma mudança no nosso país, temos que começar por ai, lei mais rígidas onde a pessoa pense duas vezes antes de acabar com a vida de uma família…

        Sem mais.

      4. Henrique Responder

        Ahan…com certeza a cadeia está cheia de inocentes…

      5. Marcelo Responder

        Guga o que vc está afirmando é ridículo e “inverdade”….pois uma grande parte desses familiares são os que tentam diariamente passar objetos proibidos para os presos!!!!….e todo cidadão tem o DIREITO de criticar pq este, é quem sustenta todo esse sistema, escroto ou não!!!

      6. eam Responder

        Presos injustamente?!?
        Injusto é nos ficarmos presos em nossas casas enquanto estes bandos ficam roubando, matando, etc, etc.
        Acredite, tem mais ladrão solto do que inocente preso

      7. andre Responder

        Grande engano seu,amigo ! Hoje apenas 1% dos criminosos estão presos. A esmagadora maioria fez por merecer. É muito mais dificil estar preso do que vc pensa. Vez ou outra acontece sim alguma injustiça mas é mais por inépcia dos advogados.

      8. Edson Responder

        Tadinho, judiação, só tem inocente lá.
        Injustiça os trabalhadores que são mortos, assaltados, estuprados é que deviam ir pra traz das grades…

      9. Carlos Responder

        kkkkk….Muitos presos injustamente? Em que País esse ser (não sei se humano) vive? adote um bandido, leve pra casa e coloque na cama…

      10. Silmara Responder

        Guga, parabéns pelo seu posicionamento e oportuna colocação. O mau do ser humano é achar que os problemas só acontecem da sua “porta” para fora…qualquer um de nós está sujeito a isso temos pais, irmãos, filhos ou maridos. O meu é um ex-policial e numa rotina de trabalho cometeu um homicídio, o promotor fez questão de levá-lo a condenação no Tribunal de Júri (2001). Deixei de ser esposa de militar e virei esposa de presidiário por longos anos vivenciei os dois lados da moeda, presenciei e muito tudo o que já relataram aqui. Devemos lembrar que não é só um sistema carcerário falido, é um Governo que não proporciona saúde, educação, habitação, segurança e que os principais criminosos estão na liderança de tudo. Não quero generalizar, mas muitas das vezes não somente familiares, mas os próprios funcionários levam o que é ilícito para dentro dos presídios. Isso porque o salário deles é um miséria e acabam cedendo aos subornos. E os nossos políticos que estão sendo pagos por nós, nos roubam e nada acontece. Algum familiar deles passou por este tipo de revista?

      11. Rodolpho Responder

        Pessoal aqui reclama muito. O titulo da reportagem diz que “aquilo é um estupro” estupro é o que o filho dessas mães fizeram com outras famílias, fizeram com os país, mães e filhos desse mundo a fora. Aqui eles ainda podem tocar e abraçar os filhos. Se fosse lá fora iam ficar falando por um telefone e vendo o parente por uma parede de vidro. Ai sim queria ver se iam gostar. O filho mete um cano na cabeça de um pai de família e rouba o salário do mês agora ela não quer ficar nua para ter a certeza que não esta entrando com drogas e celulares dentro da cadeia. Isso é culpa dos próprios presos, se eles não fizessem o uso de celular lá dentro não haveria necessidade disso.

      12. AParecido Responder

        E por isto vai ficar defendendo…
        ACORDA,

      13. gledson Responder

        Cara, o q tem de mulher entrando nas cadeias com celular no cu e na vagina ñ é brincadeira, mas a solução é botar essas mulheres pra passar por detector de metal ou então aquelas máquinas de raio x q tem nos aeroportos. E por fim ainda há outra opção, q é permitir as visitas em ambientes devidamente vigiados por câmeras de segurança. Nada de visita íntima, ñ quero ficar pagando putaria na cadeia, cada vez q esses safados enrabam suas “mulheres” é como se nós brasileiros estivéssemos sendo estuprados.

      14. Antonio Carlos Responder

        É isso, aqui não está sendo questionado que os “Bandidos” sejam perdoados pelos seu crimes, e sim ao tratamento que essas mães, coisa que muitos aqui tem, são submetidas. A LEI TEM QUE SER APLICADA EM TODOS, INDEPENDENTE DE CLASSE SOCIAL, OU QUALQUER COISA QUE SEJA. Muitas mães não tem culpa dos filhos terem seguido esse caminhos, tão pouco feito essas escolhas. Não juguem meu povo, pois com ferro que feres, serás ferido.

      15. joaquim da silva Responder

        ah tá, então vamos deixar mais frouxo ainda. Temos que ser bonzinhos com os animais

    3. wallace Responder

      Ora sr Paulo infelizmente não posso concordar com seu depoimento embora vivemos em um país democrata e todos tem o direito de opinar mas a imbecilidade do seu comentário me fez replicar o seu depoimento te dizendo que nem todas as pessoas que tem um amigo,parente ou conhecido é marginal e nem todos que estão na cadeia é marginal acredito eu que mais de 90% dos familiares que ali vão fazer essas visitas são de carater eu não tenho e nem apoio a criminalidade seu idiota.

    4. andré ruhling Responder

      CERTÍSSIMO.

    5. Dra. Responder

      Comentáriozinho típico de quem assiste Marcelo Rezende… rs rs rs Idéia pronta, parece sardinha em lata. Nunca deve ter lido um livro inteiro na vida… tenho pena!

    6. Ney Responder

      falou pouco mais falou tudo….

    7. geninho Responder

      Pois é,Paulo!
      Coisa boa é que não eram para serem trancafiados, a sociedade repudia pq é vítima daqueles, e ainda saem caro para os bolsos do contribuinte. Em outro exemplo fica…e o estado emocional das vítimas daqueles presos??? Que piada! Soam tais quais lágrimas de crocodilo.

    8. beto Responder

      boa

    9. apolo Responder

      Pra defender bandido aparece canalhas de todos os lados com aval da imprensa! Depois reclamam de politicos. Vão se f……

    10. Americo Responder

      Tô contigo e não abro. Bandido não tem que ter regalias. Fui assaltado várias vezes e em nenhum momento vi alguém se preocupar se eu estava sendo humilhado. Ao contrário quando perdi minha moto a polícia ficou me questionando se não estava dando golpe do seguro, mesmo eu dizendo que a mesma não tinha seguro.

    11. denise Responder

      Acredito que muitos passariam por isso se pudessem rever seus entes mortos !vitimas desses presidiarios,atualmente há mais apoio para os culpados do que para as vitimas,passar por isso mas ter CERTEZA que irá ver o o parente vivo já compensa,a vida não acabou para elas.

    12. Respeito à Constituição Responder

      Foda é ter que ler essa m. tão mal escrita. Vá se alfabetizar antes de emitir seus comentários em público!

  22. Janete Pereira Cunha Responder

    Desejo imensamente que o judiciário divulgue casos como este em todos os canais de comunicação, exponha-o em cartazes pelas cidades, Estado deste País. é inadmissível que práticas como essa tomadas pelo sistema carcerário continue impune. Pessoas que ainda fazem atrocidades como essas deveriam ser banidas do trabalho, no mínimo recicladas, capacitadas à luz da legislação. Não dá para internalizar que pessoas são facilmente transformadas em coisas pelo sistema e passem a agir como bactérias, é imcompreensível que a administração não sabe desses ocorridos, pior não dá para entender porque não fazem nada. Agir assim é humanizar? ´É ressocializar? Por isso temem sair as ruas. Com práticas assim, com omissão tem que temer mesmo.Fiz estágio durante três anos em uma ala de segurança máxima, em um tempo em que o preso tratava com o servidor olho no olho, não havia o esquema de segurança que há hoje. Sempre me respeitei e sempre o respeitei independentemente de seu artigo. Ao sair muitos o encontrei pelas ruas e sempre fui abordada por eles de forma honrosa, respeitosa.Sempre andei com minha cabeça erguida. Respeito é a base de tudo. O preso não é, ele está, um dia ele cumpre sua pena e sai, todos nós podemos passar por isso, por isso julgá-lo cabe somente ao Juiz, não aos servidores do sistema. A família do preso deve ser respeitada, acolhida – o Artigo 5º da Constituição Federal é claro, óbvio até. Se não formos analfabetos funcionais iremos entender e por em prática .O que acontece é omissão daqueles que deveriam dar o exemplo. Deveriam ter vergonha de se submeterem a um trabalho cuja nulidade vem acabando com famílias, comunidades com o País.Um bom profissional não se esquiva, não se esconde. Mas aqueles que ainda permitem e práticas como essa deveriam ser banidos pois desonram a humanidade. Envergonham nosso País e nos deixam cada vez mais humilhados. Homens, sois homens, não coisas.

    1. Paulo Responder

      Devia levar esses presos e essas cracudas fabricantes de bandidos pra casa.
      Vc devia ter VERGONHA de escrever tamanhas asneiras.
      Mas amante de bandido é assim mesmo, vem com essa conversinha só pra viver na flauta e usando beneficios de crimes, igual faz o PT, expulso por SANTOS MILITARES que viram que esses petistas só roubariam mesmo, como só fizeram, todos eles lotados de fortunas, e agora querem direitos, pensões… SABEM QUE OS PRESOS GANHAM ESMOLA PRA FAMILIA? DEVIAM FICAR TODOS PENDURADOS DE CABEÇA PRA BAIXO, EMPILHADOS, E SUAS FAMILIAS IDEM!

    2. Muda Brasil Responder

      Precisamos que o Brasil se espelhe em Singapura, não existe mais presos ou corruptos todos foram mortos ou fugiram do Pais somente pessoas do bem podem viver lá, sem drogas bebidas ou qualquer sinal de violência. Se por acaso for visitar leia todas as leis em de embarcar. Tolerância zero contra a marginalidade ou aqueles que os defendem, advogados familiares, direitos Humanos, Igreja etc.

    3. Rodrigo Responder

      Se você tivesse educado seu filho, não teria que passar por essa revista. Do jeito que fala, até parece que ele é inocente. É bandido, tem que estar preso, e se quiser visitar, tem que passar por revista.

    4. Aquiles Responder

      Inadmissível são pessoas que dizem cultas ao ponto de criticar as revistas em parentes de bandidos,assassinos,estupradores, traficantes e toda laia imunda que lota os presídios para que NÓS paguemos pela estadia deles la, sem sequer conhecer ou fingir inocência no tocante ao fato de que boa parte das drogas que entram nos presídios entram socadas em rolos ( que mais parecem consolos de sex-shop de quinta) de maconha, ou quando não de cápsulas de cocaína e até partes de armas e outros utensílios para que presos possam empreender fuga ou promover rebeliões! A revista é procedimental e tem de continuar sim, quem não quer passar por ela, deixe de ir em porta de cadeia como um bando de cadelas no cio.Ah! E todos nós sabemos que quem faz campanha contra isso, ta mancomunado com o PCC, pois não é de hoje que eles fazem campanha em prol disso. Bando de safados hipócritas!

    5. Amaral Responder

      Bactéria é a pessoa q Mata, fere, estupra!!!! Hoje msm ví na Record o caso de uma amásia de preso q foi parar no hospital por introduzir drogas no corpo e passar mal!!!!
      Oxalá não houvesse a necessidade de tal procedimento, mas os próprios familiares não contribuem com a ressocialização do interno!!!
      Claro q há péssimos servidores q facilitam a introdução de ilícitos nas unidades, mas Não Deixa de haver visitantes q são flagrados semanalmente com diversos tipos de ilícitos!!!

    6. Itamar Responder

      Janete, a solução mais correta seria o fim das visitas, afinal eles não pensam em seus familiares quando cometem crimes. Humilhação de verdade é ver um bandido apontando arma na sua cara e levando seu suado dinheiro.

    7. geninho Responder

      O cinema mostra a prática em várias situações, e vale lembrar o Expresso da Meia-Noite baseado em fatos reais.

    8. André Goulart Ribeiro Responder

      Em primeiro lugar prisão não é hotel e nem colégio interno! Em segundo lugar começando pela família, seguido pelo advogado e depois passando por psicólogos e membros das tais pastorais – É por aí que entram drogas, armas e celulares nos presídios. Seria bom observar as estatísticas de apreensão e comparar quem está levando o quê para os coitadinhos presos lá!
      E aí aparecerão grávidas, vovós com oitenta anos ou mais, todos contrabandeando armas, drogas e celulares para os familiares presos!
      E outra coisa – nenhum guarda penitenciário encosta a mão em preso nenhum! Há o risco de ser morto depois pelos presos e os processos que culminarão em demissão sumária – visto que a palavra de um preso tem mais valor do que a de um agente penitenciário!

    9. Cléberson Responder

      Você só esquece que esses procedimentos não são aplicados pelos agentes porque eles querem torturar ou humilhar os familiares dos presos, eles seguem ordens e se essas práticas ocorrem nos presídios é porque elas foram determinadas pelos diretores destas unidades, que por sua vez seguem instruções dos secretários de segurança pública dos estados que são comandados pelos governadores, os agentes, assim como os familiares dos presos não tem escolha. Se você trabalhou lá sabe que se não seguir as ordens também sofrerá represálias.

    10. Lúcia Helena Responder

      Parabéns Janete. Você expressou de forma objetiva a minha indignação. Impressionante a falta de interesse do Estado em modificar essa realidade: nenhum investimento, nenhum projeto, nenhuma sensibilidade, nenhuma vontade. Chego a perder a esperança de algum dia ver quem posse, queira e tenha coragem de transformar esse sistema. Triste e indignada.

    11. Agente Responder

      e ai Janete, qual a solução? deixar todo mundo entrar sem ser revistado? infelizmente algumas visitas escondem em suas partes intima: celulares e drogas, você sabia disso?

  23. Gabriel Mendonça Responder

    O texto acima demonstra o vexame realmente que muitos familiares passam nas visitas a seus parentes nos diversos presídios pelo País. Porém existe um outro lado da moeda, aquele no qual diversos familiares tentam introduzir objetos ou drogas escondidos muitas vezes nos próprios órgãos genitais. Sendo assim não se pode destruir a imagem dos agentes penitenciários que estão ali realizando seu trabalho. Devemos também nos lembrar que existem outros meios de revista modernos e que podem sim ser utilizados, porem os mesmos custam caro e é esse o motivo pelo qual não são aplicados, pois os políticos que nós colocamos no comando, não enxergam ali um modo de arrecadamento de eleitores. Enfim, o problema real está na raiz, na origem, está naqueles que deveriam aplicar o dinheiro publico nos setores realmente necessários e não realizar os vexames de lavagem de dinheiro e mensalões como se vê diariamente sendo divulgado pela imprensa. Pensem nisso, não vote por amizade ou apadrinhamento, pois se assim o fizermos, não poderemos nunca reclamar das situações como a descrita no texto do Autor.

    1. Fabricio Responder

      Na maioria das vezes quem deixar entrar o ilícito nas penitenciarias são os próprios agentes na base da propina.Eu sei do que falo meu pai e um agente e meu irmão presidiário eu vivo os dois lados da moeda

    2. Aparecido Responder

      Amigo vexame, você antes de defender esta bandidagem procurou saber o que o filho dela fez??
      Seu dinheiro é capim para ficar sustentando ladrão na cadeia, pois a mãe não soube educar.
      Para de defender e presta atenção no que esta acontecendo, estão nos roupando de todos os lados e você fica nessa conversa para de ser ovelha e abre o olho.

    3. josemar Responder

      Esqueceu que vivemos num pais corrupto, é só pagar que entra sem familiar o que o preso quiser no caso de familiares só peixe pequeno e essa revista é só para humilhar e ver se a pessoa desiste de ir visitar o preso e assim terá menos trabalho para fazer, afinal é um serviço publico mau executado como todos os outros.

  24. helder Responder

    Me desculpem… mas acho certo. Os caras conseguem colocar coisas lá dentro do presídio guardadas no sexo de mulheres. Como evitar isso? Me desculpa, mas o preso tem que aguentar. Antes eles que nós.

    1. geninho Responder

      O cinema mostra a prática em várias situações, e vale lembrar o Expresso da Meia-Noite baseado em fatos reais.

    2. Vinícius Responder

      Talvez, se vc lesse a matéria completa, veria que existem meios eletrônicos ou raio x para evitar que isso acontece. Porém, como não há investimento para equipar os presídios com esse tipo de recurso, é isso o que acontece…

  25. sandra.rubens@ig.com.br Responder

    Eu também passei por isso durante 2 anos e 4 meses, mais o que mais me deixa indignada é que agora que isso vem a público. Esse procedimento vexatório acontece já faz muito tempo mais pra variar quando acontece na classe pobre nunca é divulgado e nem dado atenção ai eu faço a pergunta será que os familiares desses políticos que foram presos por roubarem a nações brasileira passam por isso, porque eles não passam de ser ladrão também, ai eu mesmo respondo claro que não porque eles não passam dos bandidos de colarinho branco ou melhor são da classe rica. Será que essa reportagem vai mudar em alguma coisa eis a questão coisa que eu duvido muito.

    1. Milene Responder

      Sandra, também acho que deveria ser tudo igual.. Pq bandido é bandido, mas como o povo quer sempre dar um de intelectual critica os pobres e os vagabundos, bandidos politicos vai preso com a maior comodidade, sai da cadeia e o povo ainda vota!! O que mais vejo é as pessoas criticando o PT e em cada eleição eles são reeleitos, então resumindo o povo brasileiro adora esses bandidos. Depois querem reclamar do que.
      Igualdade para todos pq bandido é bandido, indenpentente te ter roubado um leite ou o povo idiota brasileiro

  26. Zuti Responder

    No dia que as visitantes se unirem e encher a cara de tapa dessas vagabundas que a gente literalmente sustenta ao qual tem a função de agentes, aí a lei passará a vigorar. Mas certamente é necessário uma manifestação em massa, com mídia na retaguarda e os direitos humanos acompanhando. Não tenho dúvidas que isso muda. Afinal, essa cambada de “agentes” não vão querer e expor.

    1. Edson Responder

      É vagabundas sãos que estão fiscalizando a entrada de armas, celulares e drogas…
      Gente boa está lá dentro e quem vai levar estas lembrancinhas pra eles…

    2. Fernando Responder

      Como se o preso que estivesse lá fosse um herói né? E as pessoas que levam armas,telefones são todas pessoas honradas também!! Faça me o favor o que eles passam na revista é por culpa dos parentes presos e delas mesmas,se não sustentassem o preso com “artefatos externos” não precisariam disso!!
      É tudo santo por caso??

    3. Nick Responder

      Pelo seu comentário, nota-se que você é a mãe ou a amasia de algum detento, analisando o seu pensamento já posso até imaginar o porque o seu parente esta preso, se você pensa assim e esta solta, imagina ele que esta preso!!! É pra acabar mesmo!!!

    4. Cléberson Responder

      Bonito você encher a boca para falar da cambada de agentes e chamar de vagabundas pessoas que estão apenas realizando o seu trabalho e seguindo ordens. Trabalho aliás que nem existiria se as pessoas que vocês vão visitar lá agissem como cidadãos decentes ao invés de praticarem crimes. Você tem razão ao dizer que as sustentam, pois elas só existem por conta dos criminosos aos quais vocês dão criam, alimentam, dão guarida, amor e carinho e que na verdade merecem muito mais do que recebem do nosso sistema judiciário e carcerário. Dá próxima vez pense se a sua situação é pior do que as dos familiares das vítimas desses criminosos que vocês fazem questão de visitar ao invés de deixá-los sofrer pelo mal que fizeram.

    5. Ivan Responder

      Pelo jeito quem é a vagabunda aqui é você, os agentes não são criminosos e se vocês não enfiassem drogas e tudo quanto é porcaria dentro da b… não teria esse problema, fale dos políticos que não compram equipamentos adequados pra revista, mas culpar os agentes é no mínimo uma falta de conhecimento da sua parte, os agentes estão lá pra trabalhar e são mal remunerados e tem de lidar com pessoas sem escrúpulos violentas e idiotas que nem você.

  27. Eva Responder

    Parabenizo e sinto não ter participado do evento por não chegar ao meu conhecimento, mas , respirando fundo ao saber que existem pessoas e órgãos que olham pelos presos. Gostaria de acrescentar mais uma coisa, que julgo como abuso de poder, o castigo que os agentes impõem aos presos qdo os mesmos façam algo que os desagrade, tal como, apresentar-se para a contagem de toca, eles , os agentes bem como a policia qdo faz suas revistas nas celas, se julgam com o direito de zombar, constranger, humilhar o preso, caso haja uma reação, mesmo que verbal por parte do preso, o mesmo e penalizado na forma que eles achem correto, inclusive denegrindo a ficha de alguns que estão em fase de recurso, o que poderá mudar seu resultado, castigam sem fundamento, preso já esta pagando sua pena pelo erro, mas isso não da o direito a sofrer deboches e humilhações. Não podem, nem eu, buscar o que julgamos justo, eles correm risco de serem mais penalizado e eu como mãe, tb vou para castigo, proibida de vê-lo, mantê-lo nas mínimas necessidades que o estado não supre, como higiene e alimentação. O dia de visita e o dia da humilhação, pelas revistas, pela falta de respeito a lei do idoso, como dizem ali não existe isso, vai quem quer, hs debaixo de sol escaldante, mais alguma para revista, chega ao presidio as 9 hs da manhã para chegar a cela as vezes as 14 hs ou mais, fora o alimento que descartam pq não pode entrar, tal como, nhoque, lasanha entra, frutas, carnes algumas, refrigerantes entram, mas agua com gás não entra ( qual a diferença?), tamanho de potes ( qual a diferença?), enfim um dia de faxina para um almoço ao lado de quem amamos e as vezes jogados fora, por mero capricho de um agente, roupa?..calça de moleton e camiseta de manga, debaixo de um sol de 36 graus, sutiã sem bojo ( não entendi?) calcinha não pode ser pequena, nem camiseta curta, sera que as mães e esposas não tem noção de discrição em um ambiente desse, pq generalizar?..pq humilhar?..pq rir, debochar, pq manter presa aquela que ainda tenta trazer de volta a sociedade meninos e homens que por algum motivo, que nada justifique errou, praticou um ato ilícito, O estado diz que um preso R$ 1.800,00 ao mês, eu gasto R$ 2.000,00 para mantê-lo com dignidade la dentro e metade desse dinheiro as vezes e jogado fora pelo capricho de agentes insatisfeitos com seu trabalho. O famoso Gir que faz revista nas celas quebra todos os potes que as famílias deixam, roupas que mandamos, o estado não supre o uniforme, alimentos, furam seus colchões ( 2 dedos de espuma), mal cheiroso. furado, cheio de percevejos, meninos com feridas pela causa dos percevejos, jogam cobertores,rasgam roupas, destroem material de higiene, zombam, riem, debocham, o que leva isso tudo? eles já estão presos, existe pior pena que perder a liberdade e o convívio com amigos e familiares?..onde esta meu Governador, sistema prisional falido, policia mal estruturada , nossa, são muitas lagrimas, não pelo fato de ter um filho preso, mas por vê-lo sendo tratado pior que um animal de estimação, não quero nem acho justo, caviar e vinho, mas um arroz, feijão e uma mistura sem bichos e lixos, e o mínimo que um ser humano deve ter para quem custa r$ 1.800,00 ao mês, e para quem paga seus impostos para ajudar nessa verba.

    1. Xandao Responder

      Não acredito que seja um procedimento errado não, se eu fosse preso minha vergonha seria tanta, que não gostaria que minha mãe ou esposa fosse me visitar, o preso nesse pais está muito cheio de direitos, e com pouco ou nenhum dever, por isso tanta reincidencia na volta pra rua, o que faz por conta de suas próprias atitudes suas mães e esposas passarem por esse constrangimento

    2. Lubiashi Responder

      Pra vc o assassinato de uma pessoa é só um “erro”… ãh, ãh…. Deviam proibir terminantemente visitas a presos. Deviam ficar sem contato com seus parentes, assim como os parentes das pessoas por eles assassinadas ficam sem o convívio de suas vítimas. Isso aí, não são seres humanos, deveriam enfiar esses caras e suas mulheres numa clínica e castrá-los na primeira oportunidade, pois daí só sairão mais bandidos.

    3. preto velho Responder

      A senhora já presenciou a dor das famílias das vítimas? Isso aí é café pequeno comparado a dor da perda de um ente querido.

    4. Gilmar Responder

      Prezada Senhora:

      Quando se vai ao hospital se pega fila, quando se vai ao INSS se pega fila, quando se vai ao banco pega vila ………….. oque vc tem que entender é que quem está preso está pagando para a sociedade algo que transgrediu ……………. se como vc diz ¨tratando mal ¨ eles voltam imaginam tratando bem ……….. e digo mais quem errou ? acho que vc tem culpa em parte pela criação que deu e fez seu filho parar ali, é fácil jogar toda a culpa do mundo no Estado é mais barato para vc que evita de se frustrar em assumir parte da sua culpa no erro………….. direitos humanos para humanos direitos

    5. pitt Responder

      E A CULPA POR TODO ESTE TRANSTORNO AGORA E CULPA DOS AGENTES, NAO DAS VACAS QUE CARREGAM DROGAS E CELULARES NA VAGINA ? SE VC GASTA 2.000,00 MIL PARA SUSTENTA-LO LA DENTRO DIGNAMENTE E UM PROBLEMA SEU, E DIGO MAIS, DEVERIA SER UMA OBRIGACAO DO VAGABUNDO SE PAGAR, COM TRABALHO FORCADO, AGORA EU SOU VITIMA DESSES BOSTAS E AINDA TENHO QUE SUSTENTA-LOS? VAI PRA PQP.

    6. egberto godoy Responder

      explica isso para a familia que perdeu um pai, por que um vagabundo, resolveu atirar nele pq nao tinha dinheiro, so pra ver o corpo cair, para o pai de familia que é chamdo de vagabundo, pelo infeliz que quer ter bens e nao quer trabalhar, para familia que teve filha estrupada e morta, por um vagabundo que tem direitos e nao tem obrigaçoes, o problema que no brasil, vagabundo tem mordomias de mais, quero ver se colocasse uma bola de ferro nos pes, e fizesse trabalhar 12 horas por dia, alguem iria querer ser preso, bandido vai preso tem 20 advogados para defender, trabalhador, honesto que paga seus impostos, vai preso por engano, ai tem que esperar alguma alma boa para resolver seu problema, ai nao se ve direitos humanos nem oab se manifestar

    7. Aparecido Responder

      Eva, me desculpe mais você esta defendendo bandido, ao inves de fazer isto porque não pergunta para a mãe dele onde estava que não educou o filho, e que ela não venha com a desculpa que estava trabalhando, pois minha mãe e pai sempre trabalharam e nem por isto sou bandido.
      O castigo tem que ser para quem comete o crime não para quem sofre, pois nos pagamos as mordomias de muitas cadeias, você se trabalha tambem deixa seu dinheirino suado para dar para vagabundo comer do bom e do melhor e ainda ter tratamento medico.
      ACORDA

    8. André Goulart Ribeiro Responder

      Em primeiro lugar prisão não é hotel e nem colégio interno!

  28. Ev.Gilberto B.Silva Responder

    Todos são iguais perante a Lei,ate mesmo um criminoso de alta periculosidade ele e seus familiares,mais criminosos sãos os que nao cumpre a Lei.

  29. Renato Responder

    É muita gente sem moral, perturbados, psicopatas sexuais, sendo os principais, os legisladores e executores das leis, querendo julgar e condenar outros igualmente do mesmo nível.

  30. maria da consuelo silverio Responder

    Nunca fui a uma visita em presídios , mas sempre ouvi comentários sobre as atrocidades praticadas à familiares e amigos de presos . Tive a oportunidade de fazer uma comida para o marido de uma conhecida que estava encarcerado, por ser uma pessoa querida tive o cuidado de comprar um recipiente para colocar a comida, quando a esposa chegou para pegar o prato , trouxe outro recipiente , pois não seria permitido a entrada do mesmo por se tratar de um material plástico não transparente, moral, a macarronada feita com todo carinho e cuidado , foi toda revirada por nós mesmas , pra mudar o recipiente , que lá tbm foi revirado novamente pela carceragem.
    A maioria nossa sociedade compactua com tudo isso pois é muito comum ouvir das pessoas que , bandido bom é bandido morto; que, o massacre do Carandiru foi um ótimo trabalho , pena que sobrou ainda muito bandido. A sociedade precisa ser educada para entender e fazer valer os direitos humanos a todo ser vivente.
    Quando se entender que se recebe o que se dá , talvez essa barbárie toda tenha solução , quando conseguirmos nos solidarizar com o próximo.

    1. Antonio Pereira Responder

      Quando um desses encarcerados gente querida que você diz der umt iro na cabeça do seu filho por causa de um celular, quero ver você ser tão boazinha.
      Os verdadeiros culpados são eles mesmos.
      Pois quando não tem revistas, as visitas entram até com arma dentro das partes intimas…o que me diz???

    2. Antonio Pereira Responder

      Quando um desses encarcerados gente querida que você diz der um tiro na cabeça do seu filho por causa de um celular, quero ver você ser tão boazinha.
      Os verdadeiros culpados são eles mesmos.
      Pois quando não tem revistas, as visitas entram até com arma dentro das partes intimas…o que me diz???

    3. Carlos Antonio Peixoto Responder

      Porque a Mãe que vai ao cemitério visitar o túmulo do parente morto em um assalto não passa por essa revista???
      Porque ?????
      Ela não leva armas em partes intimas para seu parente fugir, pois ali não tem saída!

      1. Henrique Responder

        Caraca! Tu calou a boca. Mandou muito bem em seu comentário.

      2. ANA Responder

        E isso ai

      3. Cleusa Responder

        Carlos, um filho meu de 23 anos, lindo, saudável, estudioso, estudava no Centro Federal Politécnico de Curitiba, trabalhava nos Correios e já havia passado em mais dois concursos. No entanto, foi assassinado por uma pessoa de nível intelectual, espiritual e econômico bem baixos, numa praça em que estavam reunidas pessoas de todas as classe sociais. Porém, apesar dessa dor me acompanhar, não considero que os que estão presos e seu familiares devam ser humilhados, tratados de forma desumana, que realmente é um estupro. Todo bom cidadão deseja que os outros evoluam, não ao contrário disso. Considero essas atitudes dos agentes abusivas, que são verdadeiras formas de tortura para quem já é suficientemente torturado aqui fora pelo fato de ter algum dos amados prisioneiros, e também, e para quem já está recebendo seu castigo. Muitos corruptos, corruptores, sonegadores e traidores do nosso país deveriam estar presos – pois e através deles é que existe tanta injustiça social!!

        1. Maria Responder

          tem muita hipocrisia aqui…. ser humano evoluir??? contra outra

      4. leonardo Responder

        caro i mbecil carlos antonio peixoto , vc acha que arma e droga entra na cadeia dentro de parde intina de mulher ??? vc é tão i gnorante que deve pensar tbém que fuzil e cocaína são fabricados na favela tbém né

    4. preto velho Responder

      Acorda pra vida minha senhora.

    5. brasileiro Responder

      simples…na democracia pode-se escolher com quem anda…
      gente com gente…
      lixo com lixo…
      bosta com bosta…
      presidiário com presidiário…
      simples…
      é só cobrar um taxa prá bosta visitar bosta!

  31. leandro Responder

    E quanto aos parentes das pessoas que perderam a vida na mão desses “coitadinhos”? Quem eles vão visitar? Por mim, eu acho é pouco. Poderia haver uma visita virtual e olhe lá. Assim essas pessoas não iriam reclamar de revista e os “queridinhos dos Direitos Humanos” não receberiam presentinhos escondidos que todo mundo sabe que eles recebem.

  32. Evaldo Responder

    Infelizmente, na maioria das vezes, as visitantes são tão vítimas quanto aquelas que seus parentes tiraram as vidas ou os familiares delas. É difícil, mas um mal necessário ante a falta de melhores recursos e métodos.

  33. Francklni Responder

    Só falta o governo e a imprensa apoiar isso. Se essa senhora não quisesse passar por esse contrangimento, ela que tivesse se preocupar em educar seu filho desde de pequeno. A imprensa desse país é uma bosta, e ainda afastaram a jornalista do SBT por falar verdades!!!

    1. Carlos Responder

      FAZER OQUE ISSO É BRASIL…TERRA DE NINGUEM…SÓ BANDIDOS TEM DIREITOS.

    2. Anderson Responder

      Penso da mesma maneira que você! Concordo plenamente. Só que agora inventaram o tal do politicamente correto até pra vagabundo que alopra geral por ai.

    3. Donizetti Responder

      Concordo com Francklni e Evaldo e Leandro, e quanto a estes que estão reclamando, não pensam nas vítimas desses “meninos, homens bons”, que são a causa de tantos sofrimentos de várias famílias que nem podem ver/rever seu entes queridos. O maior culpado, os governantes que se preocupam em enriquecerem, a manter o povo sem educação/cultura, saúde e segurança e “comprando” votos do povão menos politizado. Temos que mudar isso tudo é nas URNAS.

    4. Hal Po Responder

      Francklni, é sabido que dar a educação adequada ao indivíduo não é garantia de que ele será um cidadão exemplar. Cada pessoa trilha seu próprio destino. Os pais fazem sua parte, mas não segurarão o marginal no colo para sempre. Penso que a visita deva ocorrer à distância (nada de visita íntima ou contato físico entre presidiários e parentes).

    5. paulo Responder

      ai que está e dizem que não existe censura no Brasil, eu considero como censura isso falar a verdade e ir contra bandido não pode…… é o grande poder das minorias massacrando a maioria de bem ……. isso é Brasil

    6. aparecido Responder

      Afastarm a jornalista para que os vagabundos se una para defender.
      Os trabalhadores que se ferrem.
      Por que não vão a casa das vitimas que morrem em assaltos e sustentam as familias deles, ao inves de ficar ouvindo vagabundos.
      Direitos humanos e somente para bandido e vagabundo, as escolas estão cheias testes para que os vagabundos dos pais recebam as bolsas isto ou aquilo.
      Esta historia de assistencialismo e somente para comprar voto, tem que ensinar as pessoas a pescarem não ficar recebendo dinheiro de graça.
      Eu ralei e ainda continuo ralando, vim de familia pobre, tive que me virar, tive educação não fui roubar agora preciso ficar dando dinheiro para governo ladrão e gente vagabunda.
      E só que me faltava.

    7. Paulo Responder

      Seu cabeça de vento, a tua mãe tem culpa de tu teres nascido? Se tem então fala pra ela que tu és um bosta que que não vê que não é dessa forma que teremos um país justo.

  34. Vixe Responder

    Ué?
    Já inventaram os aparelhos de raios X.
    Ninguém precisa tirar a roupa mais não.

    1. Paulo Responder

      RAIO X???? Bota cinema tb, museu, bob´s, dois puteiros e uma boca de fumo, assim todo mundo envolvido diretamente com os crimes violentos ficam felizes, né? Palhaço…..

      1. Eduardo Santos Responder

        Bom saber que vc se diverte no raio x do aeroporto igual quando vai no cinema.

    2. zega Responder

      aí vão falar que raio-x dá câncer…sempre vão ter argumentos para tentarem colocar materiais não permitidos para dentro dos presídios. voces não estão vendo que esses ” direitos humanos ” é um artifício usado por pessoas para impôr seus interesses…em todas as áreas.

  35. Sofia Responder

    É bastante simples: Proibam visitas! Bandido nenhum deveria ter direito a visita de ninguém!

    1. Lamentavel Responder

      Que deus me perdoe , Mas é dificil de acreditar nessas pessoas que criam esse tipo de tópico para defender aqueles que só trazem o mal ao nosso país , tenho um filho de 1 mes, conheço bem o sistema prisional , e espero pelo bem dele que aprende bem os ensinamentos que seus pais li darão pois se ele cair em uma cadeia , se depender de mim la ele ira ficar até pagar pelo seu erro se algum dia ele vai conseguir paga-lo. Enfim falo como uma pessoa indignada q ve pessoas lutando por estupradores , assassinos , assaltantes , descumpridores da lei , pessoas que defendem aqueles que estão acabando com a juventude , lhe ensinando a usar drogar , manusear armar e descumprirem a lei do nosso pais … E o pior de tudo , nós a população que sofre por esses mal elementos , pois ainda temos que bancar esses bandidos na cadeia , nossos impostos que pagam a estadia desses caras !!! Não acredito que ainda tenha pessoas que venham em defesa desse tipo de gente !!! Mães e pais ou familiares de presos me desculpem , sei que existe uma minoria que por algum motivo possa estar presa injustamente , mas quando digo uma minoria , eu digo em torno de 1 % mas nada , o restante é tudo farinha do mesmo saco , eles riem da sociedade e pouco se lixam com seus familiares , e o pior na maioria das vezes os familiares estão trabalhando na rua pra mandar as coisas para seus entes sustentarem seus vicios e ainda contribuindo para o crime sem saber , com as coisas que vcs mandam eles compram , vendem e negociam drogas e projetos nas ruas , Familiares abram seus olhos , a cadeia tem oq eles precisam , e mais nada , de fome e de frio eles não vão morrem , mas se vcs continuarem sustentando essa mentira o pior sera pra eles mesmoss !!!

    2. rosy silva Responder

      Pleno acordo Sr. Ricardo. De posse de armas, todo bandido sabe humilhar sua vítima, cresce e não pensa na família de quem ele tira pais, filhos, irmãos, netos e amigos Entretanto quando preso passa a revindicar direitos que tirou de outros. Senhora Cremilda e demais depoentes, quais as revindicações que vocês concedem as famílias prejudicadas pelos seus filhos, maridos, irmãos? ou isso não é problema de vocês? Como sempre está havendo uma inversão de valores nesse lugar que pretendia ser um país sério. Há inúmeras comissões para direito de preso, mãe, mulher, amigo e simpatizante de preso, para menor ladrão assassino e a vítima e mãe, mulher, filhos amigo e simpatizantes que se danem. Realmente nessa ficção de país o “DIREITOS HUMANOS” virou direito dos manos.

  36. celso Responder

    Infelizmente, muitas pessoas escondem drogas entre outras coisas na vagina, e aí como faz, pra não deixar o ilícito chegar a bandidagem? Não tem jeito, tem que ter a revista, mas sem escrachamento.

  37. itamar Responder

    Simples… Acabe com essas visitas. Façam que nem nos Estados Unidos que a conversa é feita por um telefone e nada de contato pessoal entre o preso e o visitante.

  38. Ariovaldo Nascimento Responder

    É um verdadeiro absurdo o que ocorre em nosso país,em primeiro lugar , se esta preso é porque cometeu algum delito, preso tem de pagar por seus crimes e pronto, não tem direito a visita intima, comidinha de casa, ver avô, avó,tio tia primos filhos cunhados e etc…,como ocorre em outros países, visitação, com vigilância assistida, separados por vidros
    e fim de papo, aqui é uma putaria, acham que é colonia de férias porra. TEMOS DE MUDAR ESTA SITUAÇÃO.

  39. Alvaro Responder

    Imagino que deve mesmo ser humilhante., Proponho que as cadeias brasileiras sigam o exemplo de países mais desenvolvidos como nos EUA. Ali atras do vidro o familiar conversa por telefone com o preso sem nenhum contato físico .Asim não havera humilhação de visitantes ; nem haverá o risco de visitantes passarem aos presos serras e tóxicos.

  40. Helena Responder

    Será que a Viviane Araujo quando visitava o Belo também passava por isso? E a “namorada” do goleiro Bruno?

  41. Roberta Responder

    Visita em presidio ou casa de menores deveria somente acontecer através de vidro blindado e com um buraco como os de cabine de metro para conversação..nada de comidinha de casa….é comida da instituição mesmo , não vamos esquecer que foram eles quem violaram primeiro os direitos de seus próximos. E PUNIÇAO severa a um estado que abusa e também não cumpre a constituição. violando tmbés o direito destas famílias, primeiro generalizando através do detendo e depois punido de forma vexatória o único suporte a estes que mais cedo ou tarde voltarão ao convívio social.. que seja da melhor forma

  42. Muda Brasil Responder

    Precisamos que o Brasil se espelhe em singapura, não existe mais presos ou corruptos todos foram mortos ou fugiram do Pais somente pessoas do bem podem viver lá, sem drogas bebidas ou qualquer sinal de violência para as pessoas de bem. Se por acaso for visitar leia todas as leis em de embarcar. Tolerância zero contra a marginalidade ou aqueles que os defendem, advogados familiares, direitos Humanos, Igreja etc.

  43. RUY CHARLES Responder

    EXISTE UM EQUIPAMENTO CAPAZ DE EVITAR ESTES CONSTRANGIMENTOS, CHAMA-SE “”EQO””, É UTILIZADO NOS ESTADOS UNIDOS, VAMOS NOS ESFORÇAR PARA QUE ADQUIRAM ESTE EQUIPAMENTO, INTERESSADOS LIGAR 38 99725051 – RUY CHARLES

  44. Carla Responder

    Infelizmente não se pode separar as mulheres pelo rosto ou postura. Assim como tem aquelas que vão visitar seus familuiares e não “escondem” objetos nas partes íntimas, tem aquelas que levam de tudo…até arma desmontada em sua vagina…sendo assim, que a revista continue, pela preservação dos agentes que trabalham nas cadeias…

  45. RUY CHARLES Responder

    TEMOS UM EQUIPAMENTO CAPAZ DE EVITAR ESTES CONSTRANGIMENTOS, CHAMA-SE “”EQO””, É UTILIZADO NOS ESTADOS UNIDOS, VAMOS NOS ESFORÇAR PARA QUE ADQUIRAM ESTE EQUIPAMENTO, LIGAR 38 99725051 – RUY CHARLES

  46. JOSÉ ROBERTO Responder

    Cambada de hipócritas, quem deveria pensar nas consequencias seriam esses bandidos, ora por acaso ao cometerem os delitos eles lembraram que sua família teria que passar por essa situação vexatória? Vão se “catar”

  47. Paulo Responder

    O TÍTULO ESTÁ ERRADO: DEVERIA SER “SÓ QUEM ABRA AS PERNAS ALI SABE O QUE É PREPARAR UM ESTUPRADOR – PRIMEIRO NÃO EDUCA, DEPOIS SE COADUNA, DEPOIS VIVE COM OS PROVEITOS DE ESTUPROS, ASSASSINATOS, SEQUESTROS. TEM MEDO DE ESTUPRO, NÃO SEJA VAGABUNDA E COVARDE, NÃO CRIE UM BANDIDO. UMA SENHORA RECLAMA, MAS DEVIA TER TOMADO PORRADA!”

  48. MARSON Responder

    QUE TODOS ENTENDAM QUE É UM MAL NECESSÁRIO, ENQUANTO NÃO SE CRIE
    MÉTODOS SOFISTICADOS DE REVISTA.
    FICAR PELADO PARA SER REVISTADO
    NÃO É NADA EM RELAÇÃO AOS CRIMES
    HEDIONDOS QUE OS PRESOS COMETEM.

  49. Rota Responder

    Primeiramente se essas vagabundas fizessem todo estes escanda-lo qdo o “santo” dos seu filhinho esta em má companhia ou roubando matando o “coitadinho” não estava lá , agora essas vagabundas ficam fazendo de vitimas, já perguntar o que o “coitadinho” fez para ta lá, vai ver a família que o marginal destruiu, agora pega essa corja dos direitos humanos, pergunta para eles se fosse um filho, filha vitima desses “coitadinhos” o que fariam, leva as vagabundas e os “coitadinhos” para cuidar na casa de vocês, vai na casa de uma vitíma

  50. JPSP Responder

    Vexatório é o descaso com as vitimas dos que estão lá. Quantas vezes eles ( os presos) não fizeram atos mais vexatórios ainda com suas vitimas?Eles se esquecem porque estão lá – acham que estão de férias – a revista intima na visita deve ser feita com o intuito de fazer os mesmos serem lembrados pelos visitantes do que eles cometeram antes.

  51. paulo Responder

    É incrivel como neste país os” Dereitos humanos ” se mobilizam para defender os pobres coitados criminosos condenados , como tanta brecha na lei , quem esta preso é porque merece. A familia sofre mas fazer o quê? ou ela não sabia dos atos criminosos do parente ? na maioria dos casos são os parentes que tentam e também levam dentro das partes intimas drogas , celulares e até armas para dentro dos presidios , quem ajuda o crime organizado nos presidios a promover o caos fora do presidio , através de recados , mensagens na maioria das vezes são familiares dos detentos. E a bolsa cadeia que a familia recebe do governo , vcs sabem o valor ?
    Ora facam-me o Favor vão ver se estou na esquina.

  52. André Responder

    É SÓ NÃO IR !!! DEVERIAM É SER ISOLADOS SEM RECEBER VISITAS ISSO SIM !

  53. Cris Responder

    Com toda vistoria rigorosa e talvez absurda as vezes, presenciamos que ainda há muitas pessoas”visitantes” que entram na cadeia com “n” produtos e objetos ilegais.

  54. Calos Alberto Responder

    Estão com do, e fácil leva para casa, ou uma nova campanha adote um preso, mas era só o que me faltava, por mim e perpétua ou pena de morte para os vagabundos.

  55. Ricardo Responder

    Muito fácil resolver isso. PROIBAM AS VISITAS. Marginais não merecem visitas.Solitárias neles.

    1. CARLOS Responder

      APOIO

    2. guygue Responder

      Nada de cela solitaria, tem que ser cada vez mais cheia.
      é tudo sementinha do mal.

    3. desiree Responder

      Ora, minha senhora… não queira comparar a dor e o sofrimento de um crime de estupro com a “humilhação” de ser revistada. Faça-me o favor! E tem que revistar mesmo, pois muitas senhoras como esta levam armas, drogas e celulares para os anjinhos na prisão

    4. João Branco Responder

      Guga
      abril 9, 14:29
      Os familiares que visitam os presos têm mais dignidade que pessoas que as criticam. Lembra que você está em um país onde há muitos presos injustamente e espero que não aconteça contigo. Passar bem.

      ESTA FOI A MENSAGEM DE GUGA, JÁ QUE VOCES NÃO PUBLICARAM A MINHA, APOIO A DE GUGA

  56. Justiça Responder

    Esses bandidos não pensam duas vezes se o cidadão trabalhador reage ao assalto, num minuto sua vida acaba, ter visita de parente é uma regalia, não sou totalmente contra as visitas mas acredito que uma por mês já está de bom tamanho, prisão não é uma colônia de férias o preso estás ali para pagar o mal que fez a nós cidadãos de bem que trabalhamos e pagamos as nossas contas de maneira honesta.
    Quantos as revistas acredito que aparelhos similares aos utilizados em aeroportos seriam eficazes, (nas aduanas existem aparelhos capazes de inspecionar toda a carga de caminhões através de imagens) mas infelizmente não temos nem bloqueadores de celular instalados nas prisões quanto mais aparelhos sofisticados como estes.
    Eu sou totalmente contra as saidinhas e indultos de Natal, muitos bandidos já saem nessas épocas para cometerem mais crimes e outros nem voltam, portanto sou absolutamente contra.
    Sou contra também a diminuição de pena por bom comportamento, o preso está ali para cumpri-la e tem a obrigação de se comportar bem, se não o fizer deve ter sua pena aumentada, todos que participam de rebeliões deveriam ter suas penas aumentadas também.
    Nossas leis e sistema prisional são muito bonzinhos com os bandidos que roubam, assaltam, estupram, matam policiais e sabem que o sistema vai ser brando com eles, principalmente se forem menores de idade, precisamos de um governo austero que tenha a capacidade e vontade para mudanças.

  57. paula Responder

    Vexatorio, humilhante, falta de dignidade, é mulheres e homens, colocarem 1, 2, 3 até 5 celulares no anus ou vagina, 500g de maconha, cocaina ou crak, isso é horrivel, surreal,e absurdamente comum entre as visitas dos presos(as), vexatorio e absurdo é uma mãe colocar no anus ou vagina de seu bebê de 2 anos ou menos droga pra levar pra seu companheiro preso, NADA JUSTIFICA TAIS ATOS, absurdo e humilhante é um agente penitenciario ter que ficar olhando dentro dos orgão sexuais da visitas pra saber se ela tem droga ou celular dentro dela, porque agachar? Pra ver se o produto entroduzido cai, mas não cai pois geralmente as pessoas colam os orgãos com adesivo de dentadura, é horrivel, deprimente, vexatorio

  58. A VERDADEW DÓI Responder

    E o que dizer das vítimas ( mulheres e mães ) das pessoas que foram mortas ou estupradas por esses indivíduos?
    É simples, façam a visita intima ser em uma cela onde cada vidros separam detento / parentes

  59. Jose maria Responder

    Infelizmente temos que nos calar nesse caso, pois, os que provocam esse vexame para as famílias são os próprios detentos, agem fora da lei, mata, estupram, assaltam, fazem toda sorte de maldades aos outros seus irmãos, sem pensar nas suas famílias, dá nisso, nesse desastre moral. Pior que têm detentos que obrigam as suas mulheres a lhes trazer de celular a drogas escondidas em fendas do corpo, isso induz a uma revista mais apurada, porém, constrangedora. Que situação, hem?

  60. paula Responder

    Vexatorio, humilhante, falta de dignidade, é mulheres e homens, colocarem 1, 2, 3 até 5 celulares no anus ou vagina, 500g de maconha, cocaina ou crak, isso é horrivel, surreal,e absurdamente comum entre as visitas dos presos(as), vexatorio e absurdo é uma mãe colocar no anus ou vagina de seu bebê de 2 anos ou menos droga pra levar pra seu companheiro preso, NADA JUSTIFICA TAIS ATOS, absurdo e humilhante é um agente penitenciario ter que ficar olhando dentro dos orgão sexuais da visitas pra saber se ela tem droga ou celular dentro dela, porque agachar? Pra ver se o produto entroduzido cai, mas não cai pois geralmente as pessoas colam os orgãos com adesivo de dentadura, é horrivel, deprimente, vexatorio, O GOVERNADOR PODE ACABAR COM ESSA HUMILHAÇÃO, DE AMBAS AS PARTES, VISITA E FUNCIONARIO COMPRE RAIO X, COMO OS QUE EXISTEM EM AEROPORTO, E ISSO ACABA, ACABA TAMBEM A DROGA E CELULAR NAS PENITENCIARIAS.

  61. BandidoNaCadeia Responder

    Esses bandidos não pensam duas vezes se o cidadão trabalhador reage ao assalto, num minuto sua vida acaba, ter visita de parente é uma regalia, não sou totalmente contra as visitas mas acredito que uma por mês já está de bom tamanho, prisão não é uma colônia de férias o preso estás ali para pagar o mal que fez a nós cidadãos de bem que trabalhamos e pagamos as nossas contas de maneira honesta.
    Quantos as revistas acredito que aparelhos similares aos utilizados em aeroportos seriam eficazes, (nas aduanas existem aparelhos capazes de inspecionar toda a carga de caminhões através de imagens) mas infelizmente não temos nem bloqueadores de celular instalados nas prisões quanto mais aparelhos sofisticados como estes.
    Eu sou totalmente contra as saidinhas e indultos de Natal, muitos bandidos já saem nessas épocas para cometerem mais crimes e outros nem voltam, portanto sou absolutamente contra.
    Sou contra também a diminuição de pena por bom comportamento, o preso está ali para cumpri-la e tem a obrigação de se comportar bem, se não o fizer deve ter sua pena aumentada, todos que participam de rebeliões deveriam ter suas penas aumentadas também.
    Nossas leis e sistema prisional são muito bonzinhos com os bandidos que roubam, assaltam, estupram, matam policiais e sabem que o sistema vai ser brando com eles, principalmente se forem menores de idade, precisamos de um governo austero que tenha a capacidade e vontade para mudanças.

  62. Falador Responder

    Para que essas “humilhações” acabem, basta os familiares param de enfiar quilos de drogas e celulares em lugares que não foram feito para isso. Seria interessante as Penitenciárias filmarem e fotografarem a enormidade de drogas e outros artefatos encontrados em lugares que não foram feito para essas finalidades.
    Se a pessoa se propoe a levar essas coisas nesses lugares, ela não tem direito a reclamação.

  63. Milene Responder

    Achei muito interessante a reportagem e acho que esse tipo de fórum deveria ser divulgado as familias porque isso não é nada em relação ao que realmente acontece. Da mesma forma que tem vários para julgar aqui, não vou ficar debatendo quem esta certo ou errado, só quem passa pra saber a grande humilhação! Não sou bandida, sou uma pessoa de respeito, tenho meu trabalho e minha vida, mas infelizmente tenho familiar meu nessa situação e não posso ser julgada por algo que não foi eu quem cometi. Errou a JUSTIÇA julgou o que acha certo e ele esta lá pagando, mas quem nunca errou?? que atire a primeira pedra. conheço uma pessoa trabalhadora q adorava me julgar esses dias estava ela presa por beber demais e causar acidente e constrangimento aos cidadão! É bandida? não, mas errou então julgue menos pq ngm conhece o dia de amanhã. em relação ao agentes todos estão fazendo o seu trabalho, mas essa foi a profissão que eles escolheram e tem que agir certo o que ganha uma pessoa humilhar a outra? Fazer ela ficar de 4? jogar sua comida fora? barrar sua visita pq você usa aparelho nos dentes? Então já que existe a lei que ela seja praticada. tantos bandidos pior como os do mensalão, são todos bandidos iguais então pq não colocam eles no cadeião de pinheiros e suas mulheres não pegam aquela fila e conheçam a verdadeira realidade. É muito julgamento pra pouco beneficio, pessoas que não ajudam em nada e mesmo assim querem julgar. Acordo povo desocupado os presos não querem a ajuda de vcs e sim mais respeito com suas familias.. Ahh pq pago para eles estarem lá, vcs não paga nada a familia q não vá ralar pra mandar o jumbo.. vcs pagam pra enriquecer o governo isso sim

  64. Direitos do Preso Responder

    Só aqui, que o cara estupra, mata, rouba, destrói família; recebe auxílio reclusão, tem visita íntima, come melhor que 80% dos brasileiros e ainda acham ruim. Acabem com essa visita íntima. Sabe quando? nunca, enquanto o partido PT/PCC estiver no comando. Todos tão querendo achar culpados da época do militarismo, por que ninguém fala dos filhinhos de papai que planejaram sequestros, homicídios, ficaram presos e se tornaram íntimos do comando vermelho e hoje, onde estão? dominando o povo brasileiro e fazendo lei, pra quem? pra mim é que não é, porque eu pago imposto e gostaria de ter segurança e ver bandido preso.

  65. Marcelo Rocha Responder

    É simples… é só acabar com essa pouca vergonha de “visita íntima”. É só acabar com essa frescura de preso poder ficar lambendo-se com pessoas que venham de fora da prisão. Quer visitar, fica separado por uma grade, a distância. Preso é preso. Melhor que estas situações bizarras.

  66. Crístian Rosa Responder

    Está muito errado. Por que preso AINDA tem direito a visita? Eles precisam pagar o que devem à sociedade; não precisam fazer a social, devem pensar nas mrds que fizeram.

  67. Marcio Responder

    Vocês que defendem estes marginais deveriam criticar é quem os faz passar por estas humilhações, ou seja seus filhos/filhas ou maridos/esposas. Que existem presos injustamente acredito que sim, mas a maioria não está lá porque foi à igreja. E os celulares, armas, drogas e sei lá o que mais entra na cadeia? Entra com as proprias pernas? Se pusessem raios-x os idiotas dos direitos humanos tambem reclamariam, então vamos à moda antiga mesmo. Na verdade preso não tem de receber nada em mãos. Roupa tem de ser uniforme do estado, comida obrigação do estado. Preso tem de conversar pelo vidro e com microfone, nada de visita intima que aquilo lá não é motel. Aliás o principio da prisão é PRIVAR o cara de TODOS seus direitos de cidadão comum, restando-lhe apenas o direito a cumprir sua pena com dignidade, mas isto é outra história. Aposto que tem muita mãe por aí que se sujeitaria a ser revistada se isso lhe permitisse ver o filho assassinado por estes marginais. Por ironia um lugar que não exige nenhum tipo de revista é o cemitério.

  68. Vergonha Responder

    Que deus me perdoe , Mas é dificil de acreditar nessas pessoas que criam esse tipo de tópico para defender aqueles que só trazem o mal ao nosso país , tenho um filho de 1 mes, conheço bem o sistema prisional , e espero pelo bem dele que aprende bem os ensinamentos que seus pais li darão pois se ele cair em uma cadeia , se depender de mim la ele ira ficar até pagar pelo seu erro se algum dia ele vai conseguir paga-lo. Enfim falo como uma pessoa indignada q ve pessoas lutando por estupradores , assassinos , assaltantes , descumpridores da lei , pessoas que defendem aqueles que estão acabando com a juventude , lhe ensinando a usar drogar , manusear armar e descumprirem a lei do nosso pais … E o pior de tudo , nós a população que sofre por esses mal elementos , pois ainda temos que bancar esses bandidos na cadeia , nossos impostos que pagam a estadia desses caras !!! Não acredito que ainda tenha pessoas que venham em defesa desse tipo de gente !!! Mães e pais ou familiares de presos me desculpem , sei que existe uma minoria que por algum motivo possa estar presa injustamente , mas quando digo uma minoria , eu digo em torno de 1 % mas nada , o restante é tudo farinha do mesmo saco , eles riem da sociedade e pouco se lixam com seus familiares , e o pior na maioria das vezes os familiares estão trabalhando na rua pra mandar as coisas para seus entes sustentarem seus vicios e ainda contribuindo para o crime sem saber , com as coisas que vcs mandam eles compram , vendem e negociam drogas e projetos nas ruas , Familiares abram seus olhos , a cadeia tem oq eles precisam , e mais nada , de fome e de frio eles não vão morrem , mas se vcs continuarem sustentando essa mentira o pior sera pra eles mesmoss !!!

  69. Mauricio Responder

    Se fazendo tudo isso ainda entra um monte de coisas lá, imagine se não fizer. A outra ali comentou “vai dizer que dá para abrir cadeado com ferrinho de sutiã…”.Os caras usam as vezes coisas menores que isso para roubar um carro! Parto do seguinte princípio: vai visitar quem quiser, se tá achando ruim fica em casa. E ainda, ALGUÉM VAI PRESO POR LIVRE E ESPONTÂNEA VONTADE? Ninguém convidou os marginais para o presídio, se estão lá é porque fizeram ilegalidades.

  70. ATAEL Responder

    Pleno acordo quem não passar por constrangimentos desse tipo basta educar melhor seus filhos(as). Não deveria nem haver visitas.se estão lá boa coisa não fizeram,para mim é pura perda de tempo e dinheiro prender vagabundos.discordo da eva ,bandido bom realmente é bandido morto.que direitos humanos porra nenhuma essa corja de vagabundos também teriam que chamar DEFEITOS HUMANOS,Bem dizem que deus não da azas para cobras pq se eu fosse algum importante eu tenho a solução pra todos esses casos.Lotaria aqueles navios cargueiros

  71. Ruy Responder

    Essa palhaçada é feita inclusive quando existe a prisão arbitrária, radical e imoral que é a extorsão travestida de pensão alimentícia, essa lei anacrônica que prende o cidadão de não tem mais como ser furtado de seus pertences. Infelizmente nesse país há uma máfia no judiciário e OAB que vivem dessa nojeira, tenho pena …

  72. Henrique Responder

    Estupro é uma mulher meter 3 celulares ou 400 gramas de maconha na vagina, como eu já vi no noticiário. Estão reclamando do que? Se o Brasil fosse um país sério as visitas seriam através de um vidro ou em volta de uma mesa, com dezenas de agentes penitenciários em volta. Esse povo aí tem direito até a visita íntima e ainda se acha no direito de reclamar.

  73. Daniel Responder

    A fiscalização é necessária, mas não através deste ato bárbaro. Com a tecnologia existente hoje em dia + dinheiro público enriquecendo os cofres públicos (e outros rs) é possível usar equipamentos modernos de raio x, como aqueles usados quando embarcamos nos aviões.

  74. arfsadfds Responder

    É tão bandida quanto o filho. Tem mais é que se foder mesmo. Coitadinhas..elas não querem ser revistadas para mostrar drogas, armas e celular que vão dar pros filhos? toma no c..

  75. Fernando Responder

    O título é no mínimo ridículo. Pessoas que estão opinando e demonstrando tanto pudor e indignação , deveriam no mínimo pensar que muitas destas senhoras, são obrigadas pelos anjinhos de plantão a introduzir drogas, telefones e outras coisas dentro da genitália . Inclusive uma senhora que poderia ser a minha avó, foi pega numa revista de rotina, com vários produtos envolvidos por uma camisinha dentro de suas partes intima. O mais engraçado disso tudo é que essa mesma parte da sociedade que defende vagabundo e indignados com o fato de se fazer a revista intima. São os mesmos que criticam o funcionário quando na apreensão de celulares e drogas dentro da cadeia. A nossa segurança depende da eterna vigilância . Sou inspetor penitenciário do RJ e sei bem o que estou falando. Quanto aos palpiteiros de plantão, aguarde um verme desse sair da cadeia e leve para a sua casa.

  76. Anhanguera Responder

    Só tem duas maneira de acabar com isso de uma vez por todas no Brasil: Primeira, não fabricar tantos vagabundos irresponsavelmente e se fabricá-los, educá-los pra não passarem por isso. Segundo, fazer como no resto do mundo, onde condenados não têm direito a visitas simplesmente porque estão cumprindo um castigo e não, passando férias! Preso não precisa de visita, mas de produzir o próprio sustento. Familiar de preso não precisa visitá-lo e sim, deveria ter educado o vagabundo pra não delinquir.

  77. Esse é o certo Responder

    afinal que essas familhas querem é uma visita a vontade pra levarem celulares, armas, drogas e outras coisas, essa situção da revista tem que acontecer mesmo pela segurança dos funcionarios e da sociedade, acho que esses depoimentos são mentirosos dessas mulheres pq a revista é feito por mulheres agentes e não homem.
    As cadeias tem mais celulares la dentro do que presidiário e mais uma coisa cadeia não é colonia de ferias e muito menos área de lazer, inventar historia que os presos estão sendo vitima, mais vitima somos nós que pagamos impostos caríssimo pra sustentar esses vagabundos na cadeia,
    já não basta as porcarias da visita intima que é nojento e fonte de proliferação de doenças arriscada, agora querem uma visita sem ter revista, tenha santa paciência esse pais ta mais pra favela do que um pais serio.

  78. Roberto Responder

    Olha muito simples é só acabar com essas visitinhas e pronto nem um dos familiares irão passar por humilhação como falam, e além das visitinhas tem de acabar com a saidinhas também, pois fico revoltado com isso, pois um marginal de saidinha foi roubar a casa do meu pai e ainda o matou, e cadê os direitos humanos que não apareceram para ver se a minha família precisava de alguma coisa.
    Sei que tem muitas mães que são pessoas decentes que vão visitar os marginais de seus filhos, pois mãe é mãe, mas tem muitas mulheres que vão lá só para levarem drogas e outras coisas mais a essa corja..

  79. Dona Maria Hitler da Silva e Souza Responder

    É verdade, é uma humilhação. Eu fui levar um doce de leite e uma macarronada pro meu bebê, que estuprou uma senhora de 70 anos, cometeu 6 latrocínio e deixou sem pai 14 crianças e saí de lá chocada. Cortaram no meio, meu doce de Leite,e vasculharam toda macarronada que fiz com tanto amor. Eu chorei porque sei o quanto meu bebê se esforçou para estar lá. E hoje, essa sociedade maldita não reconhece, que é tudo culpa dela. Quando meu bebê cumia a veia é culpa dela. Quando meu bebe matou 6 pai de família é culpa deles. Se tem fi pur aí sem pode da presente nos dia dos pais, é culpa deles. Se ninguém tem culpa, tem culpa eu.

  80. luiz Responder

    A visita intima e pessoal é permitida aqui no Brasil, eu vi uma vez uma senhora, evangélica quase 60 anos, ela visitava o marido, no centro de detenção provisória de campinas. Ele condenado por trafico. sempre que ela adentrava ao pavilhão e ela era sempre a primeira, o cheiro de maconha começava a se espalhar por ali, um dia ela caiu na revista. estava enfiado nas partes intimas, isso é comum, estas mulheres fazem, umas por pressão, eu já vi mãe chorar e dizer : se não trazer, matam meu filho, Nóias criam divida, é na cadeia do tal que pede justiça, do partido, que oprime tanto quanto estado, quanto revista, solução : fim dessa merda de visita intima, chega de nascer criança feita em presidio, vagabundo não tem que ter direito a porra nenhuma. se muito um parlatório com vidro e interfone.

  81. Antonio Responder

    Estupro não é isto.
    Já li sobre pessoas que tentam entrar nos presídios com celulares, armas e drogas introduzidas no corpo.
    Até crianças ainda na primeira infância. Bebês mesmo. Que as quadrilhas usam para introduzir nas meninas estes objetos.
    Isto é estupro.
    Sem contar que eu acho que presos não devem receber tantas visitas assim.
    Deveria se proibido a entrada de crianças.
    E se a mulher que ir, que aceite passar pela revista. É o minimo.

  82. Xandao Responder

    Não acredito que seja um procedimento errado não, se eu fosse preso minha vergonha seria tanta, que não gostaria que minha mãe ou esposa fosse me visitar, o preso nesse pais está muito cheio de direitos, e com pouco ou nenhum dever, por isso tanta reincidencia na volta pra rua, o que faz por conta de suas próprias atitudes suas mães e esposas passarem por esse constrangimento

  83. Carlos Responder

    O cara rouba, mata… e ainda tem visita…
    Estas pessoas que estão reclamando querem ficar em um hotel 5 estrelas? Isso é um absurdo só no Brasil um pais de ninguém…E a família que o criminoso matou alguém vai visitar???? E nosso “ilustres” deputados , como sempre, fazendo leis inúteis, aprovaram o auxilio reclusão… é cada absurdo que nem quero mais perder meu tempo…

  84. Leila Responder

    Ora, quanta bobagem! Tem que ter revista íntima e minuciosa SIM! Mesmo assim, ainda entra tudo quanto é proibido (celulares, drogas) lá dentro. Só porque vão visitar os “coitadinhos” dos presos, não quer dizer que elas são “santas”. DIREITOS HUMANOS para HUMANOS DIREITOS!!!

  85. rubens Responder

    Acabem com o contato físico nas visitas, façam o contato via vídeo ou vidros, acaba a humilhação.

  86. Marcelo Responder

    Engraçado, se estas mesmas visitantes não enfiassem objetos proibidos em suas bundas ou xoxas, tenho certeza que a revista seria diferente!!!!…..agora está faltando apenas os advogados passarem pela mesma revista!!!!

  87. sergio Responder

    enquanto isso as drogas, celulares, armas, etc…entram por onde? pelos próprios agentes que fazem revistas…somente não vê quem não quer !!!

  88. ATAEL Responder

    Pleno acordo quem não passar por constrangimentos desse tipo basta educar melhor seus filhos(as). Não deveria nem haver visitas.se estão lá boa coisa não fizeram,para mim é pura perda de tempo e dinheiro prender vagabundos.discordo de quem defende bandido Bandido bom realmente é bandido morto.que direitos humanos porra nenhuma essa corja de vagabundos também teriam que chamar DEFEITOS HUMANOS,Bem dizem que deus não da azas para cobras pq se eu fosse algum importante eu tenho a solução pra todos esses casos.Lotaria aqueles navios cargueiros que estão atracados nossos portos,enchia eles com esses anjinhos e levaria para auto mar.Lá soltava todos..aquele que conseguisse chegar na praia estaria indultado e quites com a sociedade….para mim quem defende essas pessoas tem alguma ligação com vagabundos.Um pai de familia trabalha mês inteiro pra ganhar um salario minimo…enquanto os anjinhos lá dentro recebem até dois mil ….kkkkk..realmente uma piada….visita pra q..deveria ser uma cada seis meses.
    RESUMINDO .: PARA MIM BANDIDO JÁ TERIA QUE NASCER MORTO…

  89. Leo Responder

    As mulheres de presos levam uma variedade de itens dentro de suas vaginas e ânus, desde celulares, drogas, armas, etc. O que fazer para que essa mercadoria não ingresse nos presídios?

  90. Neimar Responder

    Para acabar com isso basta permitir dois visitantes e um advogado e uma parede de vidro e um telefone e acabaria com essa putaria de bandido ter direitos quando na verdade deveria ter deveres. Pois os direitos deles eles jogaram na lata do lixo quando cometem o crime.

  91. alberto enrique Responder

    Se sabe que es muy incomodo mas ellos mismos, presos y familiares se han buscado que sea asi por todas las infracciones que se han cometido y debido a que los que estamos fuera y no hemos cometido ningun crimen estamos espuestos… confio en una mejora y nueva tecnologia, mas siempre fue asi desde los tiempos mas remotos…
    tenemos que combatir la delincuencia…

  92. Samantha Responder

    Se as próprias mães ou esposas se respeitassem, isso não aconteceria. Agora como conviver com filhos e maridos criminosos e mães e esposas que compartilham do crime ao levar celulares e outras coisas escondidas nas partes intimas.

  93. gustavo Responder

    Isso é pouco esses pais que nunca se preocupam com os filhos sempre apoiam seus erros nunca foram a escola saber como eles estavam o que faziam ou pior quando lá aparecem vão reclamar da escola que esta perseguindo o filho sempre as pessoas estão erradas e nunca eles. E os filhos das vitimas que passam por humilhação todos os dias, assim como as vitimas que não receberam mais visitas esses marginais não deveriam receber visitas.

  94. Simone De Sene Barbosa Responder

    Sou totalmente a favor das revistas…….desde sejam Policiais Femininas para revistarem a mulheres e crianças ( mesmo pq sou contra a entrada de crianças neste tipo de lugar …acho um absurdo uma mãe fazer isso ), para evitarem que entrem com drogas …celulares entre outras coisas no meio das pernas e lógicos Policiais Masculinos os homens…

  95. Anderson Responder

    Mesmo com este tipo de revista severa, continuam entrando objetos, celulares, etc. Temos que parar de proteger bandido. Infelizmente o familiar paga um preço por ter um marginal detido. Então , creio que , se não está satisfeito com o tipo de revista , não visite-o. Quando ele sair, após pagar a sua pena , podem conversar a vontade. Mas faça isto antes que ele volte ao crime e consequentemente ao sistema carcerário.

  96. Ney Responder

    Janete Pereira e Eva Vocês criticam porque não perderam um ente querido na mão desses safados queria ver se tivessem perdido estariam filosofando ai
    acordam eles escolheram seus caminhos dever pagar e os parentes se não querem passar por isso não vão
    pergunte se a mãe foi visitar a vitima do seu filho fez

  97. Junkz Responder

    é triste ver a inversão de valores, no dia de visita, os detentos são ANJOS, são os coitados, mas no dia a dia que a família não ve, ameaça e meche com o nosso psicológico. O direito de visita não é lei, é uma concessão do estado. Creio que devemos parar com a concessão já e fazer com que a cadeia se torne exemplo como na suécia ou mesmo no japão. tenho um conhecido que ficou preso no japão por 3 meses, pergunta pra ele se ele quer voltar preso. enquanto os DIREITOS DOS MANOS defende ladrão, vai continuar essa casa da mae joana aqui no brasil. AQUI NAO PODE SER HONESTO E TRABALHAR, MAS SER ERRADO, MATAR E ROUBAR PODE. AFINAL É O PAIS DO CARNAVAL! DESEJO A MORTE DE TODOS OS CORRUPTOS E CARNIÇAIS DESSE PAIS! LIXOS!

  98. Patricia Responder

    É cada uma que se vê. Preso não tem que ter direito a visita, são uns filhas das putas, na hora de matar e roubar não pensam nos outros. Agora ter que suportar mulher de bandido indo visita-lo mãe chorando seu menininho ( pobrezinho), e ainda se sentir indignada??? aff, tem que dar na cara da infeliz, que não tem vergonha, onde já se viu defender bandido, na hora que os cara te mata por um nada elas não estão nem ai. A mãe da vítima que se dane. Fala pra mãe que enterrou sua filha porque um idiota destes estuprou e matou, quero só ver. Parem de visitar bandido.

  99. Ricardo Responder

    Acho até que revistam pouco. Deveriam colocar eles do avesso. E pensar que a gente para manter os vagabundos na cadeia e ainda por cima sustentamos os vagabundos dos familiares. Obs: Se possível não permitir visitas.

  100. Beatriz Ap. Alexandre Responder

    Vai na cadeia visitar quem quer, não gosta do tratamento não vai, simples assim.

  101. renato Responder

    como profissional sofro coisa parecidas em visita a empresas pelo sistema de segurança e acho errado;mas as pessoas tem que entender que isso é o preço que se paga pela tecnologia da malandragen numa dessa ela podia estar levando em seu interior corporeo nada mais que uma trouxinha de maconha pra ganhar uns trocados

  102. Simone De Sene Barbosa Responder

    Sou totalmente a favor da revista…e parem de levar crianças para este tipo de lugar……na verdade são os seus queridinhos que estão presos eles sim que fazem mulheres…mães…filhos…passarem por humilhação de ter que irem visita-los…

  103. Pedro o Responder

    Bandido bom é bandido morto, familiar de bandido não é nada menos que cumplice.

  104. André Responder

    É engraçado né ! Não querem fazer as revistas por que realmente escondem objetos nas genitálias, pois grande parte das drogas e celulares entram nos presídios pelos familiares (a outra parte por funcionários, advogados, etc). Já foi o tempo que senhoras idosas tinham pudor e caráter de ficarem despidas , muitas introduzem sim celular na vagina e no reto. E o que dizer de mães que colocam no anus de seus filhos (meses de idade) papelotes de cocaína e maconha, e quando se pede para tirar a fralda acham um absurdo. Absurdo é o que elas fazem, que para sustentar vicio de vagabundo dentro de cadeia até se prostituem, muitas vezes la dentro mesmo.
    Esse é o Brasil que vivemos, e vai piorar mais hein ….
    Att,

  105. Palpiteiro Responder

    Muito simples de resolver, é só terminar com as visitas e conversas com familiares só via interfone grampeado e por dois minutos. Tem imbecil achando que só vão “inocentes” visitar os “santinhos” e que levam apenas “solidariedade familiar”, pois sim, me engana que eu gosto.

  106. rafael alves da silva Responder

    com esta revista estas fabricantes de marginais entram com dogras e celulares imagina sem .

  107. andre Responder

    Eu acho é pouco !!! esses caras cometem crimes e não querem responder as consequencias? Tão achando o povo trabalhador c/ cara de otário ?? Tira a revista e bandido preso vai ter até fuzil AR 15 dentro da cela !!!!!!!!!!!!!!

  108. maria aparecida Responder

    EU visitei meu filho por 9 anos por causa de trafico em delegacias , cdp e presidio é muita humilhação que passamos numa delegacia tinhamos que abaixar 3 vezes de costas 3 vezes de frente sentar nua numa cadeira colocar as duas pernas pra cima da cadeira abrir as pernas e abrir as partes intimas com as mãos mostrar a lingua e entrar com sutian sem bojo isso na frente de varias mulheres que estavam ali esperando a hora de se expor era muita vergonha e tinhamos que ficar quietas e de cara alegre senão cismavam com a gente e não podiamos entrar os guardas abriam os refrigerantes e bebiam na nossa cara e zombavam foi muito dificil sou trabalhadora e honesta não posso ser condenada pelas escolhas de meu filho pois ensinei tudo de bom mas a sociedade nos culpa isto é muito ruim sofremos demais !

  109. gisele Responder

    Esse povo tem o que merece! não pensam em tirar a vida de um trabalhador, cada um tem que pagar que seus atos! naõ tenho dó dona cremilda não soube educar porque não ensinou a trabalhar porque trabalhar cansa né? agora se arreganha!! hahahah

  110. eam Responder

    Todos temos direitos e deveres.
    Ladrão deixou de cumprir com os DEVERES, assim seria correto perder os DIREITOS
    Acho que ladrão nem visita deveria ter, para quem sabe sentir oque que as suas vitimas sentem ao perder seus familiares.

  111. marcos Responder

    realmente é uma vergonha o que fazem com familiares dos presos nas revistas. Será que com os familiares dos presos do Mensalao é a mesma coisa? Na minha opiniao, as visitas a presos, tanto de familiares cheios de comida pra levar , qto VISITA INTIMA deveriam SER PROIBIDAS pra sempre. Comida NÓS contribuintes pagamos (caro) para que eles tenham e MOTEL meu caro, nao pago nem pra mim e ESTOU PAGANDO PRA MALANDRO? Absurdo…

  112. guygue Responder

    Se estão la boa coisa não fizeram, a visita deveria ser proibida. e por a quela corja pra serem forçados a trabalhares e a dormirem cada vez mais amontoados uns sobre os outros e de preferencia de pé. pra que fiquem atrofiados e grangrenados e morram, eles sabem como e a vida na cadeia, todos nos sabemos e sabiam que seus atos o levariam pra la. mesmomo assim arriscaram. agora f…

  113. Célio Responder

    É necessário que acabem com essas visitas a presos. Faça-se como na maioria dos presídios dos EEUU. Conversa só por interfone através de uma parede de vidro blindada.

  114. ROBERTO Responder

    será que ninguém sabia que pra visitar um parente preso, tem que fazer revista intima e que se deixar entra arma, maconha e muito mais?

  115. sandra lopes Responder

    Infelismente são exatamente essas pessoas, idosas, e indefesas que trazem para seus presos, as drogas, celulares e armas brancas. Não condeno a maneira de abordagem

  116. Leila Responder

    Elas não têm nada que reclamar. As revistas TÊM que ser feitas sim, minuciosamente!!! Ainda assim, o que entra de droga e celular dentro dos presídios, não tem conta! País de merda esse da inversão de valores!!! E o cidadão de bem que foi vítima do “coitadinho” do bandido? Cadê os direitos humanos para esses???

  117. Nilo da Rosa Responder

    O regime carcerário no Brasil é fruto de uma DITADURA desumana, onde as pessoas passavam por todo tipo de humilhação, e as mulheres eram frequentemente estupradas!

    Quanto aos aparelhos eletrônicos ou digitais, esses não chegam aos detentos, se não, com a ajuda de agentes ou administradores, e muitas vezes são jogados de fora do presídio.

    Ainda que eu penso, que BANDIDO não deveria receber visitas, independente de ser pobre ou rico, colarinho branco ou não! Direitos iguais para todos.

  118. Cesar Meirelles Responder

    Essa é a única maneira de prevenir que entrem armas, drogas e celulares nos presídios. As mulheres reclamam e tem vergonha por ficarem peladas na frente dos agentes, mas não tem vergonha de ser mulher de bandido. Falam em dignidade, mas o que fazer com a dignidade das meninas estupradas, famílias destruídas pelos seus maridos? Quem se mistura com porcos, farelo come! Quem é mulher de bandido, é cúmplice. Agora, quando às mães, é uma pena, mas a realidade do seu filho é essa. Sou totalmente a favor das revistas rigorosas. Se as partes íntimas são exploradas, é porque como todos sabem, é o local preferido para carregar coisas ilícitas. Passem a colocar em outros lugares e a perereca ficará livre das revistas.

  119. jason x Responder

    Eu acho que deveriam virar do avesso, não quer passar por vexame não vai na cadeia. Que está lá não é porque ajudou a vovó atravessar a rua, é criminoso, estuprador, homicida. Bandido é bandido e fim de papo, acha cadeia ruim não cometa crime!!!!

  120. paulo Responder

    As pessoas que passam por isso realmente é uma tristeza, mas e os bandidos que provocam tal situação ? não são coitados e se bobearem os parentes levam uma bazuca para eles, é só não ir.

  121. Leandro Responder

    Se elas não enfiassem todo tipo de droga, aparelho celular e até carregadores, isso não seria necessário! Agora, em um país que não dá condições de trabalho, nem dispões de tecnologias simples como scanner corporal, o que sugerem que se faça para barras a entrada de drogas e celulares em presídios? Deem uma boa idéia por favor, quem sabe a Dilma não leia…

  122. Dante G. Slowtherish Responder

    Engraçado, quando meu pai tomou um tiro na rua da minha casa não apareceu ninguém na minha casa da pastoral da igreja, pastoral do menor, pastoral do maior, direitos humanos, defensoria pública para saber se estávamos bem, se meu pai sobreviveu… Agora para esse bando de vagabundos todo mundo dá atenção. “É humilhante, é vexatório”??? Simples não vá lá, até porque se os anjinhos que estão lá se importasse com a família eles não estariam lá.”Eles pedem para a família não ir lá” Se não fossem criminosos não estariam lá! Só vai pra cadeia quem quer, não conheço ninguém que tenha sido preso por catar latinha, vender sorvete na rua, por ser ajudante de pedreiro, por ir a um culto em uma igreja… portanto não tenho um pingo de dó de quem está preso está lá porque procurou. Come, bebe, dorme, toma banho e ainda recebe um salário a minhas custas e ainda tem gente que reclama??? Me poupem… Esta matéria é uma pura perca de tempo, por que não utilizaram este espaço para denunciar a máfia da multa, o caos na saúde e dos transportes… Os desmandos com o meu dinheiro que o governo federal comete?

  123. Smart Responder

    Se está preso, é porque: roubou, estuprou, assassinou, etc… . As vítimas e suas respectivas famílias é que deveriam ser consoladas e indenizadas. Estes cânceres da sociedade devem continuar isolados e controlados como uma doença. Neste meio tempo, em algumas gerações, com os governos sistematicamente e continuamente investindo em educação no seu sentido mais amplo poderemos poderíamos baixar os índices de criminalidade para níveis de países civilizados.
    Não precisamos inventar a roda novamente, basta copiar o que estes mesmos países realizaram para alcançar este objetivo. O grande problema é a vontade e competência política para iniciar-se este processo.

  124. Maria de Fatima Nobre Responder

    É vergonhoso uma situação dessas, não basta o sofrimento pelo qual passam os familiares, as humilhações , gente qual o pai ou mãe que tem coragem de abandonar um filho, por pior que seja o crime que foi cometido, por essa razão não há recuperação de presos, pois a revolta , mágoa, raiva e todas as negatividades existentes na mente do criminoso pesa em seu coração, dando lugar ao descredito na vida. Temos que parar e pensar, essa situação pelo qual passam esses familiares de presos, só tende a aumentar a criminalidade no país, pois tornam-se pessoas sem fé, amor e respeito a si mesmo. Temos que mudar essa situação URGENTE.

  125. Renata Responder

    É muito fácil criticar, julgar, sem conhecer a realidade do sistema carcerário. Infelizmente ha muitas pessoas inocentes que viram suas vidas transformadas por ocasião de uma acusação falsa, acidente de transito ou até mesmo por um achismo do juiciario. Para se manter UM PRESO, o estado gasta cerca de R$ 9.000,00 enquanto para se manter UM ALUNO o estado gasta cerca de 0,50 centavos qual o negocio mais vantajoso??? Então temos que para com essa balela de justiça e encararmos os fatos de uma forma coerente. A culpa não é da mãe, irmã, esposa que vai visitar algum familiar que se encontra nessa situação. Há alguma reclamação por parte de familiares dos criminosos o colarinho branco??? Sera que as visitas são vexatorias? AAhhh desculpe-me mas esqueci que a maioria tem a saude debilitada e por isso sempre consegue uma domiciliar. Por que será????

  126. alison Responder

    realmente é constrangedor estas visitas … na minha modesta opinião não deveria ter visita aluma p criminoso.
    agora pegar o auxilio reclusão p quem matou um pai de família ai não tem constrangimento …

  127. preto velho Responder

    O grande culpado pelas revistas vexatórias é o Estado, que não cumpre o seu papel de equipar os presídios com aparelhos de RX. Culpar os agentes é fácil… por onde vcs acham que entra a maior parte das drogas e celulares nos presídios?

  128. carlos Responder

    Muito simples, acabemos com o contato pessoal. Visita só por vidro. Quer ter contato, aceite revista e pronto, até parece que nunca se ouviu falar de mulheres que escondem coisas na vagina para entrar no presidio. nem tudo aparece em um raio x.

  129. Damião Responder

    Onde já se viu acabar com a revista?! Se desse jeito ja entra de tudo, imagina se acabar! Fico indignado com contribuinte que é a favor de bandido, daqui a pouco vão querer que sirvam o chá das 18hs! Investe pesado em educação que isso diminui bastante. Onde ja se viu….

  130. Adriano Responder

    aparelho de raio x??boa essa…….país de carnava, agora copa do mundo,, dança da garrafa,,,ostentação,,,nem nos locais onde deveriam ter o aparelho d raio x não tem,,,que é nos hospitais,,,qdo tem não funcionam,,,,mas deixa pra la,,,revista nos presídios sem toda essa humilhação reclamada é simples de resolver e vai facilitar mto a vida dos agentes que na maioria tentam manter a segurança no interior das cadeias,,,acabem com a colonia d ferias e com os finais de semana nos presidios, inclusive com o motel q la se transforma,,,,mantenham as visitas sem que haja contato dos visitantes e os presos,,,tipo país de primeiro mundo, onde se comunicam atraves do vidro e com tempo contado,,,afinal d contas lembrem-se que eles estão PRESOS e na maioria por cometimento de crimes barbaros ou repetitivos,, senão estariamLIVRES, gozando algum beneficio….

  131. ANA Responder

    Essas vagabundas nao tem que ir pra cadeia visitar bandido.Que se fodam todas elas, tem mais que se arregacar mesmo, pra deixarem de ser mae e mulher de bandido.

  132. EFSS Responder

    Não vejo nada de Errado nas revistas, e nem tenho do desses seres humanos que se submetem a isso.

    A revista não seria necessária os visitantes não tentassem entrar com limas, armas e celulares nas cavidades corporais.

  133. juca29ig.com Responder

    Oi prá todos. Está havendo aí um exagero de todas as partes. Vcs que nunca militaram no Sistema Penal Brasileiro, não têm a mínima, mas mínima MESMO, ideia do quê e onde as pessoas que vão visitar, são obrigadas a levar e esconder nos dias de visita: para isto por apenados e comparsas do lado de fora, sob pena de morrer, sob coação, ameaça de morte a familiares, etc. Quem está fora não imagina o que é aquilo. Velinhas crianças, ninguém está imune de levar isto ou aquilo escondido. É uma guerra constante entre os dois lados, ou três lados=agentes-visitas-apenados. Cada faz seu papel de forma legal ou ilegal. Estamos num país onde a roubalheira come solta, não trabalham e roubam de montão a última foi Passadena. Imagine se não seria muito mais fácil e lucrativo que estes corruptos reembolsassem o que devem e, como juros e correção monetária, fossem obrigados a pagarem e instalarem em todas as unidade prisionais DETECTORES DE METAIS, inclusive para Advogados, Médicos, todos que ali trabalham, entregadores, repito TODOS que atravessam os portões, inclusive Diretor e assessores, e que patrocinassem também a colocação de vidros entre a visita e o apenado, pronto, a REVISTA estaria eliminada, e vagabundos que roubam nossos impostos teriam feito algo de bom para todos os envolvidos nesta questão. Já nas visitas íntimas apenas, prevaleceria a REVISTA, mulher revistando mulher e homem revistando homem, devidamente descaracterizados, pois vocês não fazem a mínima ideia das ameaças como: “Você mora em tal lugar, eu te conheço, depois não reclama”. “Seu filho estuda em tal lugar”. “Seu marido vai bem na empresa tal, não é?”. Por favor, é que nem Maçonaria, só quem está lá dentro é quem sabe a verdade de cada acontecimento em Loja. Simples assim. Tente trabalhar apenas um dia ou ficar preso(a) apenas um dia numa Unidade Prisional, desarmado e sem direitos comemorativos. Quem está fora não sabe do CULTO, um terço. Conversa que não se entende, melhor calar, e eu entendo, e muito

  134. edmilson Responder

    Lembra os campos de concentracao nazista

  135. Fabiana Responder

    Vexame e humilhação é o que o povo de bem sofre nas maus desses “coitadinhos”, pois se eles estão lá dentro é porque fizeram o que não deviam. Deveriam ficar presos e sem visita alguma, pobres dos familiares? Pobre são daqueles que tiveram seus entes queridos mortos por esses animais e que nunca mais poderão visitá-los, a não ser se for para deixar flores em seus tulmulos. Que aqueles sacripantas dos “direitos humanos” que me perdoem, mas sou a favor da pena de morte. Queria ver defender esse tipo de gente se fossem os filhos deles que tivessem sido mortos por bandidos. Acabou o respeito pelo próximo…

  136. ANA Responder

    Tenho pena e das maes e mulheres que vao visitar seus filhos e marido no cemiterio porque morreram nas maos desses marginais,a familia dessa escoria tem mais e que passar por isso mesmo. Nao deram educaçao pros filhos e umas ainda vao pra cadeia pra reproduzir. Visita em presidio tinha que ser e proibida.

  137. Eli meire Silva do Nascimento Responder

    Olha sinceridade é muito triste ouvir estas reclamações só que também existe o outro lado da moeda, aonde mulheres usam o corpo para enregar objetos, e até mesmo crianças então eu digo uma coisa, a família que deveria arcar com cada preso, em tudo como no japão se a família sustentar vc come, agora trabalhamos para dar comida a quem matou, roubou, estuprou, sem nenhuma consideração , as vezes por um tenis, camiseta, celular, e ainda tem os direitos humanos,e os direitos de um pai de familia que faleceu, ou de uma mãe que perdeu seu filho, ou uma criança, sinceramente é muito doido porque todos temos família, mais a lei deveria ser mais severa e justa.

  138. Fernando Responder

    É uma humilhação necessária,acredito que a maioria dos presos não estão lá por acaso,e os parentes das vítimas? Alguns morreram pelas mãos desses criminosos e muitos por estupro e não terão mais a chance de “visita-los”,muitas armas,telefones e outros tipos de coisa entram nos presídios exatamente pelas mãos das pessoas que fazem as visitas,se o visitante passa por isso é por que a pessoa presa que está lá boazinha pode ter certeza que não é!! Então que pague o preço da visita!!

  139. MARIA Responder

    EU VISITO MEU MARIDO NO PRESÍDIO DO RJ, E AQUI TAMBÉM A VISITA VEXATÓRIA ACONTECE EM TODOS OS SISTEMAS PRISIONAIS DO RJ.AS HUMILHAÇÕES, FALTA DE RESPEITO,ZOMBARIAS ENFIM TUDO O QUE AS COLEGAS DE SOFRIMENTO RELATARAM E MUITO MAIS, E CASO A GENTE DENUNCIE O FAMILIAR PRESO É ESPANCADO,TORTURADO E ATÉ TRANSFERIDO PRA BEM LONGE AONDE NÓS NÃO CONSIGAMOS CHEGAR.GOSTARIA QUE MEU NOME NÃO FOSSE REVELADO,POIS COM TODA CERTEZA EU SOFRERIA REPRESARIA E MEU ESPOSO SERIA TRANSFERIDO PARA BEM LONGE AONDE EU NÃO CONSEGUIRIA VISITÁ-LO.

  140. ANAa Responder

    Ainda e pouco, a humilhaçao deveria ser maior pra deixarem de ser sem vergonha de visitar marginal na cadeia.

  141. Marcos Pinto Basto Responder

    Leis aos montes, mas com juízes tão bonzinhos,a criminalidade já atingiu níveis insuportáveis. O cidadão cometeu um crime, vai ter que espiar seu erro, sem regalias algumas.Visitas a pesos, só para os que foram condenados a penas leves. Todos os condenados a penas de prisão maior, serão obrigados a trabalhar e não direitos alguns, inclusive visitas. Para crimes hediondos, a condenação será sempre prisão perpétua, incluindo aí o tráfico de drogas, o roubo de dinheiro público e sonegação de impostos superior a dez mil Reais. Todo o funcionário público paga em dobro pelo delito cometido. Vamos acabar com o crime neste Brasil.

  142. Bakerman Responder

    Não precisa proibir, basta fazer como nos EUA. Preso de um lado, visitante do outro, falando por telefone. Acaba isso. Não tem como passar arma, droga ou objetos que possam ser utilizados em fuga.
    Simples, não agride quem visita e facilita a vida de quem toma conta destes animais.

  143. antonio Responder

    É só fazerem que nem os Estados Unidos, eles entram numa sala onde tem uma mesa e eles trazem o bandido e faz com que ele sente a mesa na frente do familiares, vigiado por carcereiros.Antes os visitantes deixam tudo que transportam com o carcereiro.. Para evitar que entrem com celulares e objetos exite dector de metais e raio x.Não sei porque o Brasil tem mostrar que é atrasado , não tendo equipamentos modernos.

  144. muralhadachina Responder

    Ali nao tem inocentes. Nao quer ser esculaxada!!?? E simples, NAO VA FAZER VISITA!

  145. Hal Po Responder

    É realmente problemática toda essa situação. Mas se com todos esses procedimentos vexatórios ainda tem gente entrando com celular, droga e armas, o que fazer?
    Parece meio insensível, mas PROBLEMA DOS BANDIDOS E AZAR DOS FAMILIARES DELES!…ah, ainda existe a opção de não visitar os detentos, isso evita toda essa vergonha e humilhação…cada um sabe onde pisa.

  146. Xexeuzinho Responder

    O celular e a droga não chega pelo c* dos familiares e sim pelas mãos dos agentes carcerários corruptos. Bela hipocrisia essa merda toda.

  147. romildo Responder

    HUMILHAÇÃO MAIOR E UMA FAMILIA QUE TEM A FILHA ESTRUPADA OU UMA CRIANÇA ABUSADA SEXUALMENTE .
    E UM IDOSO QUE É ASSALTADO E AINDA APANHA QUANDO O DINHEIRO É POUCO,SE A FAMILIA PENSA QUE HUMILHADA ,VAI VISITAR A VITIMA DO PRESO.

  148. JOSÉ Responder

    As visitas são culpadas por esse tratamento; são elas, na maioria das vezes, que levam drogas, armas, celulares, dinheiro, etc. que servem para que mesmo presos continuarem comentendo crimes. quem tiver dó que leve um para casa e verá o que vai acontencer.

  149. desiree Responder

    Ora, minha senhora… não queira comparar a dor e o sofrimento de um crime de estupro com a “humilhação” de ser revistada. Faça-me o favor! E tem que revistar mesmo, pois muitas senhoras como esta levam armas, drogas e celulares para os anjinhos na prisão

  150. carnei Responder

    A pena não deve passar da pessoa do condenado é os agentes penitenciarios deveriam ter uma melhor qualificação, bem como a pm, os professores, os servidores publicos de toda esfera..Estamos em um Pais tupiniquim e depois colocam os vagabundos ociosos e sem fazer nada, no dia da visita o agente ´trata a familia como lixo e a população é quem sofre.
    Por outro lado temos mães de verdadeiros monstros que estupraram e mataram e ela quer fazer visitinha para o nenem….Ora, tem que entender que na cela , eles tambem tratam o agente com desrespeito e ameaças e quem manda na cadeia é o bandido

  151. Marco Aurélio Responder

    Sra Janete, não me leve a mal, mas muitos, eu disse muitos presos são sim, não estão não! São sim…
    Penso que se deve manter o respeito, mas a revista tem de ser rigorosa.

  152. Robert Responder

    Façam igual prisões americanas…visita so pelo vidro.

  153. LAM Responder

    O sistema não é o melhor, como elas relatam. Mas essas senhoras, toda vez que sentirem saudades de seus filhos, maridos ou parentes presos, deveriam lembar das mães, das esposas, e dependentes de parentes dos mortos ou aleijados em assaltos, praticados pelos seus queridos encarcerados. Humilhadas pelo sistema, porém elas vão ver os seus. As outras, também humilhadas pelas perdas que tiveram, jamais verão os delas!

  154. Allan Pamponet Responder

    Bem feito, quem manda ter bandido na família, não soube educar agora meus impostos tem que sustentar vagabundo e toda a corja do sistema prisional…

  155. Marcos Responder

    Preso por crime grave não tem direito a regalias!

  156. edilson henrique marques Responder

    é tão simples, lembram daqueles filmes americanos, em que o preso visitado fica atrás dos vidros e o visitante do outro lado e se falam por um telefone, tipo uma cabine.
    basta o estado parar com a roubalheira, e gastar uns trocados, problema resolvido !!!

  157. Gabriela Responder

    Infelizmente no presente momento como não há outra maneira de inspecionar as pessoas que vão realizar a visita… este tipo de procedimento é necessário… sendo desta maneira concordo com o procedimento…

  158. rogerio Responder

    quem mandou colocar vagabundo no mundo, agora aguenta, e porque voces nao falam o que estes vermes fizeram, azar de voces

  159. moramarco Responder

    É muito bonito falar e exigir direitos, e aonde fica os deveres !!!?????

  160. Rodrigo Responder

    realmente é um abuso…..acho que quem ta preso não tem que ter visita…..resolve o problema….ABUSO É ESSES VAGABUNDOS TEREM VIDA DE REI NA CADEIA…..E FICA A DICA…IG VCS DEVERIAM FAZER UMA REPORTAGEM COM AS VITIMAS QUE ESSES VAGABUNDOS FIZERAM E NÃO COM A FAMILIA DELES, DA IMPRESSÃO QUE ELES ESTÃO PRESOS PORQUE SÃO HEROIS….

  161. Rodolpho Responder

    Pessoal aqui reclama muito. O titulo da reportagem diz que “aquilo é um estupro” estupro é o que o filho dessas mães fizeram com outras famílias, fizeram com os país, mães e filhos desse mundo a fora. Aqui eles ainda podem tocar e abraçar os filhos. Se fosse lá fora iam ficar falando por um telefone e vendo o parente por uma parede de vidro. Ai sim queria ver se iam gostar. O filho mete um cano na cabeça de um pai de família e rouba o salário do mês agora ela não quer ficar nua para ter a certeza que não esta entrando com drogas e celulares dentro da cadeia. Isso é culpa dos próprios presos, se eles não fizessem o uso de celular lá dentro não haveria necessidade disso.

  162. Marcus Responder

    Merecido, sempre digo, se bandido se meter com minha família, eu pego a familia dele antes e deixo para fatiar ele por ultimo.

    Por mim mata o vagabundo e poe essas parideiras para pagar a bala, se não tiver dinheiro vai quebrar pedra até quitar a divida.

  163. Neto Responder

    Quando um preso perigoso comanda uma arruaça de dentro da cadeia ninguém se manifesta. Aguardem por toda a eternidade até as autoridades colocarem raio X ou body scan, se os bloqueadores de celular até hoje não foram implantados. Infelizmente é necessário uma revista minuciosa, mas que esta seja feita em um ambiente adequado e com todo o respeito, isto é sem agressões verbais ou humilhações gratuitas. Acho lindo quando a pessoas colocam os criminosos como coitados, mas não propõem nenhuma solução plausível para a criminalidade.

  164. Antonio Responder

    Estupro e vergonha ??
    E o que dizer das pessoas que introduzem objetos, celulares e drogas em meninas na mais tenra idade ?
    Já lí casos que a mãe introduziu um preservativo recheado de drogas na filha de 7 anos.
    Isto é estupro e vergonha.
    Ninguém é obrigado por lei a passar por revista intima. Basta não ir visitar os bandidos que não precisarão serem revistadas.

  165. Mario Jose Responder

    Facil resolver, bandido merece apodrecer na cadeia, alias bandido bom é bandido morto, vagabundo nao tem que ter visita

  166. FERNANDO CEZARE Responder

    O nosso sistema carcerário esta totalmente falido, enquanto a população carcerária cresce por falta de investimento na área social, os nossos presídios estão totalmente obsoletos e com um contingente de carcereiros corruptos e mal preparados por falta de investimento e iniciativa de mudanças de nossas Leis constitucionais e aplicar aquelas que já estão em vigor e enquanto isso nossa nação sofre com esses tipos de atrocidades para com o ser humano.
    ACORDA MINISTÉRIO PUBLICO!

  167. Brubaker2030 Responder

    Com certeza,esse tal de Ivan Longo deve ter um desses lixos sóciopatas na família…lixo deve ir pro lixo e nem merece visitas

  168. Ricardo Herval Responder

    Primeiro lugar, acho que visitas deveriam ser como em filmes, cada um de um lado do vidro se falando por telefone. Nada mais. Se é vexatório, isso é. Mas infelizmente por culpa de alguns, todos pagam.

  169. TED Responder

    eu sou agente penitenciário , acho vergonhoso sim, maseaí? a culpa é minha? a culpa é do estado? ou do infeliz que obrigo ospais a passar por isso cometendo crimes? o vagabundo pensou que a mae dele seria submetida a isto qndo foi cometer o delito? eh umapena…. maseh assim que tem qe ser

  170. Junior Responder

    É simples, Raio-X.

  171. Luiz Responder

    Fácil, é só permitir visitas pelos vidros e conversas somente pelo telefone, ou que à familia e os amigos segurem esses animais em casa preservardo a familia de quem trabalha e com muito sacrificio paga um carne para ter um pouco mais de conforto enquanto eles querem viver bem mas sem esforço.

  172. alexandre Responder

    Não quer passar por isso ? Simples, não se case com um vagabundo ! Se o seu familiar estivesse estudando ou trabalhando, nada disso teria acontecido. E mais, alguém aí pensou no constrangimento que as VÍTIMAS dos bandidos passaram ?

  173. Aloisio Responder

    Procure um médico e faça exame para verificar o estrupo.
    Prefiro a revista dos visitantes à entrada de qualquer objeto ilícito ao presídio.

    Sem mais
    Grato
    Aloisio

  174. nicao Responder

    Bandido nao merece visita

  175. Lucio Ricardo Responder

    Infelizmente estamos vivendo num mundo sem LEIS, mas principalmente sem AMOR, pois se houvesse o amor e o respeito ao próximo as penitenciárias estariam vazias e ninguém iria ter que passar por qualquer tipo de constrangimento, mas a ganância e ignorância do ser humano está dominando este mundo e isto vai ser o determinante para o fim do mundo. Contudo, enquanto isto não acontece a tecnologia está aí para ser usada, existem scaners, aparelhos de raio x e detectores de metais para justamente vistoriarem as pessoas, comidas, carros e bagagens e assim evitar que qualquer coisa estranha entre nos locais proibidos, basta os governantes determinarem os seus usos e deste modo expurgar este ato detestável utilizado nos familiares dos presos. Quem vai visitar, vai porque se importa com a pessoa que esta lá e que infelizmente cometeu um ato grave por falta de Amor ao próximo, nenhuma mãe põe um filho no mundo para virar bandido ou assassino, foi a falta de orientação e de amor que levou a pessoa a tomar o caminho errado.

  176. nicao Responder

    Bandido nao merece privilegio!!! Fora direitos mundanos!!!!

  177. Marcio Responder

    Um estupro são o que os bandidos fazem com os trabalhadores diariamente.Fim da visita intima!Fim de regalias aos presos!

  178. Rebeca Responder

    .

  179. Emmanuel Barros Responder

    Vamos falar dos direitos humanos das vítimas destes calhordas. Os parentes deles ainda os podem visitar, mesmo com alguma humilhação, os parentes das vítimas deles só podem visitar os seus entes queridos indo ao cemitério, em muitos casos. deveriam apodrecer na cadeia.

  180. Rebeca Responder

    Que MORRAM todas essas cretinas desgraçadas que vão lá visitar bandido. O que eles fizeram pra estar lá ninguém fala né? As humilhações e torturas a que esses monstros submeteram suas vítimas ninguém comenta…E o dado mais interessante da pesquisa: apenas 0,02% das revistas resultam em apreensão de objetos ilícitos. É ÓBVIO!! A porcentagem é baixa JUSTAMENTE porque existe a revista íntima, e as cretinas têm medo de levar objetos pra lá. Se proibirem a revista esse percentual sobe pra 90%!! Por mim tacavam fogo em tudo junto: bandido, parente, vagabunda que vai visitar, TUDO!

  181. Gomes Responder

    Coitadinhos o que será dos familiares das vítimas de verdade, das famílias que perderam seus entes queridos das crianças que perderam seus pais ….. AFINAL DE CONTAS LÁ DENTRO SÓ TEM GENTE SA MELHOR QUALIDADE TUDO BONZINHO

    pergunta se alguém dos direitos humanos foi visitar alguma família vítima desses “ANJINHOS”

    Reportagem INÚTIL

  182. FERNANDO Responder

    Nossa , estou com pena delas e com raivas das vitimas dos filhos e maridos dessa senhoras ! Como um ex agente eu conheci essa realidade,e garanto que metade disso tudo é estória pra boi dormir . Engraçado , elas falam como se fosse vitimas e dentro dos presídios só estivessem santinhos . – “meu filho era tão querido ,só matou três pais de família ,mas foi só isso, eu juro .Eles mereceram ,pois reagiram ‘”. Não sei que é pior se os bandidos ou a família destes ..

  183. Jose Carlos Patriota Responder

    A matéria demonstra o nível de pobreza cultural e da falta de profissionalismo e interesse do governo manter e adminiustrar presídios. Nos Estados Unidos os visitantes passam apenas no detector de metais e faz sua visita atraves de um vidro e um telefone para comunicar com o preso. Aqui é uma pobreza geral de de cultura, espirito e material.

  184. Atreiu Responder

    O direito tem de começar pelo cidadão direito e se sobrar alguma coisa vai para os criminosos e marginais… Se privilegiarmos os bandidos e massacrarmos os cidadãos, alguma coisa estará errada…. Punição severa para bandidos e direitos para o cidadão de bem!

  185. leonil dos santos cavalheiro Responder

    Sou totalmente contra quaisquer tipos de humilhações, a quaisquer pessoas. No entanto estamos confundindo as coisas: Por que os presos estão lá no presídio? Estão cumprindo pena por algo grave ou gravíssimo que fizeram no caso de tirar a vida de uma pessoa , estupro ou corrupçoes dentre outros crimes. Então estão lá na condição de presos, e presos tem que pagar para a Sociedade o mal que fizeram. Presos teriam que se submeter ao regime rígido dos presídiols se não daqui há pouco vão confundir presídio com hotel confortável, inclusive com outros requites de luxo e conforto. Preso tem que ser tratado como preso; eles tem que ter noção das coisas erradas que fizeram e pagar com sacrifício, eles próprios tem que ter noção disso. Também tem que haver a separação de presos bandidos de alta periculosidade, homens do crime, daqueles que não são bandidos. Tem diferença, muitas vezes estão lá por acidentes, não sendo bandidos, não sendo do crime. Não deveria ser permitido a entrada de quaisquer objeto nas cadeias. A visita tinha que ser apenas visual, sem contato, apenas visual, como naquelas cadeias americanas. É claro que ninguem est´a livre de cometer um crime, até mesmo por acidente, mas ser bandido de profissão, causadores de desgraça para as pessoas, estão brincando em começar dar regalias. Tem que proibir a entrada de quaisquer coisas. O cara que está lá dentro tem que ter consciência que aquele tempo que é obrigado a passar num presídio, tem que se submeter aos rigores da lei, e ser penalizado sim. O que está acontecendo atualmentre é deboche,é ridículo, presos com celulares, comandando o crime de dentro da cadeia. Reitero que sou contra humilhações mas é preciso também entender que está ali para colibir a entrada de drogas, celulares e armas, provocando desgraças para as pessoas no caso de rebelição. Visita somente com contato visual.

  186. Victor Hugp Responder

    Sr. jornalista, você realmente não sabe o que fala, o que escreve. Totalmente tendencioso, maldoso e sem escrúpulos. Recomendarei ao IG que te demita e encerrarei a minha conta neste provedor, como também farei campanha que colegas e amigos(as) façam o mesmo. Sou Agente Penitenciário, de uma família com amis de quarenta Agentes no Estado de São Paulo e afirmo com certeza extenuada: tudo que você escreveu aí não passa de MENTIRAS!!!!!

  187. Ada Cristina Responder

    Tive 3 pessoas da minha família assassinadas. E ate hoje não prenderam ninguém. Essas pessoas não estão lá por nada. Pensasse antes de cometer um crime. Sei que mãe é mãe e vai passar por isso pelo filho que infelizmente não é santo se esta num lugar desse. O que fazem com eles dentro dos presídios é pouco. Eles tinham que sofrer mais. E a dor da minha Avó que teve o marido e dois filhos assassinados? Isso ninguém acha injusto. Esses homens estão presos porque merecem, e sinto muito se os familiares passam por isso, como já disseram muita coisa entra no presidio, e isso precisa ser averiguada seja da forma que for.

  188. elmendes Responder

    TEM ALGUM DIREITO PARA AS VITIMAS DESSES COITADINHOS, QUE ALGUNS FAMILIARES COLOCARAM NO MUNDO, E AINDA QUEREM SER TRATADOS COMO REI E BRICADEIRA , QUE TAL VISITAR AS VITIMAS DELES PARA PEDIR PERDAO.

  189. celso Responder

    vamos fazer assim então……vamos colocar as mães e os pais para tomarem conta dos presídios e das cadeias do estado. O que vocês acham da idéias mães e pais de bandidos que matam pais de família por uma simples tostão ou pior até para roubar o salário que sustentará pequenas crianças para se drogar. Francamente não acham os defensores que estamos invertendo os valores da Sociedade?? Morte a bandidos e presidiários.

  190. Sergio Luis dos Santos Responder

    Acho que antes de publicar uma notícia, o repórter, ou a empresa responsável pela sua publicação devesse ouvir também a outra parte, no caso, os (as) agentes penitenciários, que executam seu trabalho, visando a segurança da unidade prisional, com todo o respeito aos visitantes! Esse tipo de jornalismo pra mim não passa de sensacionalismo. Bem típico da imprensa brasileira…

  191. egberto godoy Responder

    é simples de resolver, é so nao deixar ninguem ter contato com os presos, o que nao pode, é algum imbecil dos direitos humanos e oab para justificar os altos altos salarios que ganham com nosso suor, liberar para todo mundo entrar sem ser revistado, ai pode ter certeza que pcc e comando vermelho esta no comando

  192. Luiz Responder

    Ninguem seria obrigado paasar por esta humilhação, se os visitgados não fossem criminosos perigosos e os familiares coniventes muitas das vezes em adentrar em suas partes intimas com objetos proibidos à cadeia, portanto infelizmenter é uma “humilhação” necessária; que poderia ser evitada se o governo colocasse equioamentos de RAIOX em suas unidades, ate paa evitar o suborno de seus agentes!!!

  193. ADELMO J SILVA Responder

    Colhe-se da reportagem os abusos cometidos pelos agentes penitenciários. Como advogado criminalista oriento aos familiares dos presos que procurem de alguma forma pegar o nome desses agentes e denunciar, pois suas condutas ilegais são passiveis de exoneração a bem do serviço público. Anoto também que em que pese os detentos estejam cumprindo pena por algum delito que praticaram, mas nenhuma pena deve ser aplicada de modo a violar outra lei que é dignidade humana. Pois caso contrário estarão cometendo crime tanto como os dos detentos fizeram.

  194. Aparecido Responder

    Desculpe senhora o que vou escrever, não sei qual foi o crime de seu filho, mais com certeza deve ter prejudicado alguém.
    Não acho certo ser tratada assim, mais a senhora tem culpa de passar o que passou, vou dizer porquê.
    Se seu filho esta preso foi por que a senhora não o educou direito, antes que ponha a culpa na escola, esta não e para educar mais para passar conhecimento.
    Quem a senhor deveria punir por passar por esta humilhação é este que chama de filho assim como as outras.
    Venho de uma familia humilde de um pai que infelizmente era alcoolotra, mais nem por isto fui roubar.
    Trabalhei muito, estudei à noite, deixei de comprar muitas coisa, pois como não tinha dinheiro tinha que controlar o pouco que recebia.
    Estou aqui fiz faculdade, alias 3 e descobri que neste mundo o melhor e ser como seu filho vagabundo e bandido ou ainda melhor virar politico. A senhora esta reclamando mais nestes 12 meses seu filho comeu e bebeu de graça a custa de trabalhadores que pagam impostos.
    Duvido muito que ele vai procurar emprego, pois agora a senhora se manifestando assim acredito que esteja atras de dinheiro facil, condenar o Estado e mais uma vez tirar o dinheiro de quem trabalha.
    A senhora devia educar melhor o seu filho.

  195. Carlos Responder

    A coisa é simples de se resolver, vamos acabar com essa palhaçada de visita intima e a comunicação passa a ser por um interfone atras de uma parede de vidro. Esses caras tem moleza demais, faltam presidis agrícolas com penas severas e instituir a pena de morte. Transgressores não devem ter direitos e regalias. se quer ficar com sua família, seja honesto, se não siga como bem entender. Agora falar que é abuso… engraçado e os celulares que entram no presidio dentro destas mulheres, dos quais existem as já famosas ligações forjando sequestro que arrasam as pessoas, ai tudo bem né, sem problemas…

    Francamente, tem que piorar e restringir cada vez mais ate acabar essa coisa de visita… visita em presidio na minha opinião, só do padre indo dar extrema-unção.

  196. Vitror Responder

    Simples, Faça igual ao EUA, visita somente pelo vidro falando por telefone. Ai não precisa ser revistada desta maneira. Se o preso quiser visita íntima ai a mulher deve sim passar por essa revista, para não entrar com objetos. é triste, porém necessário. Não concordo com a humilhação, mas se não for assim entra de tudo lá.

  197. Alexandre Responder

    Alguém já pensou nas VÍTIMAS dos bandidos ? Não quer passar por isso ? Diga para o traste do seu filho/marido/pai/irmão ir TRABALHAR ou ESTUDAR e deixar de ser VAGABUNDO, oras !

  198. JORGE Responder

    É só os seus filhos NÃO roubarem, NÃO matarem, NÃO estuprarem, NÃO traficarem, que as Senhoras NÃO precisarão de passar por estas “humilhações.” A EDUCAÇÃO começa dentro das famílias, no exemplo das MÃES…

  199. odony Responder

    O problema é que muitos visitantes escondem celulares e outras coisas nas partes intimas,com isso todos pagam,seria de bom tamanho se houvesse raio-x ou detector de metais talvez amenizaria mais os constrangimentos.

  200. Benedito Martinho Correia de Oliveira Responder

    Realmente esse sistema é falido e constrangedor, tenho um filho na cadeia como fiz várias queixas junto a SAP, transferiram ele de Mogi das Cruzes para Caraguatatuba, vivem provocando ele, esses agentes de merda que pensam que são gente, e com isso hoje que ele já esta para ser solto, o Diretor de bosta daquela cadeia, disse que ele vai ficar preso mais um longo tempo pelo seu comportamento, puro absurdo, onde esta nossas autoridades, acho que estão dando a bunda ou dentro do pinico

  201. mendes Responder

    pena de morte para os desgraçados que matam, que estupram, vendem drogas e destroem nossas crianças…
    morram todos, seus merdas…haveria menos visitas…

  202. carlos santos Responder

    cara zuti, este seu pensar é igual aos dos que estao presos, voce deve ser mulher, irma, ou mae de um ou uns deles, se nao for leva uns pra tua casa,

  203. rosana furtado Responder

    Então…o fato acima narrado …a epopeia para fazer uma visita ……sou agente e acho que não é bem assim não…nós estamos sendo tratados como se fossemos os piores seres do mundo …mas o outro lado da moeda também tem que ser falado ….os visitantes tem sim seu direito de reclamar…..mas e nós quanto vítimas daqueles que lá estão pagando os sua penas nunca somos ouvidos não somos bandidos somos vitimas …e ai vc me diz que o,preso não pode ser tratado assim e assado …mas e nós como somos tratados por eles quando nos surpreendem numa esquina roubam nosso carros…estupram nossa filha ….roubam senhores nas portas dos bancos ….sequestram….e matam ….senhores isso sim é uma violação , nos deixam com medos ….com sobressaltos …não dormimos mais em paz….nos também perdemos nossa paz e liberdade ….perdemos também pessoas queridas mas que não vamos mais ver pessoas essas que foram mortas por esses fascínoras que hoje vivem atrás das grades mas que tem comida…tem agua …tem suas visitas fazem o que bem querem dentro dos presídios …. e amanha serão beneficiados e agraciados com a liberdade ..e nós vamos cada vez mais perdendo a nossa liberdade…sou a favor sim das revistas em presídios se é vexatório o estado que busque alternativas pois foi ele mesmo que me ensinou que é assim que tenho que trabalhar…..estou cansada de ver mulheres …mães…..e filhas de presos saindo presas das portas dos presídios ….senhoras essas que não pensam nem nos seus filhos pequenos que estão em casa ou que estão lá com elas na porta do presidio infelizmente não é uma brincadeira é real vi mães saindo presas e os filhos menores saindo no carros de conselheiros tutelares …essa é uma realidade que ninguém quer ver ou mostrar … é mais fácil criticar …..convido a todos que quiserem apareçam nos presídios femininos e constatem com seus próprios olhos em qual situação esses mulheres foram presas …..repito vamos ser claros nas informações …vamos ouvir os dois lados …não sacrifiquemos somente a classe de trabalhadores do sistema prisional …… os culpados … não somos nós ……REFLITAM….obrigada

  204. katia Andrade Responder

    é simples, imitemos os Estados Unidos onde o visitante não tem contato com o preso se falam por microfone ou um aparelho telefônico (o que ajudaria para identificar, punir e evitar a ações criminosas que são ordenadas de dentro dos presídios) separados por um vidro, não daria para entregar nada e nem tiraria o direito dos presos de receberem visitas, afinal de contas nosso país não possui prisões perpetuas e um dia essas pessoas sairão de lar e voltarão a sociedade. Resta saber como queremos que eles voltem piores ou melhores.

  205. Diniz Responder

    O pessoal dos Direitos Humanos deveria preocupar-se um pouco mais com a família de quem foi morto, molestado, assaltado por quem está no presídio.
    Solução para o problema: NÃO TER VISITA PARA DETENTO. Simples assim…
    E dentro dos presídios, o cidadão que vive as nossas custas, deveria trabalhar para ter seu sustento. Plantar, fazer sua roupa, fazer sua comida. Sem nenhuma regalia.
    Afinal de contas, eles estão reclusos, e na minha concepção, reclusão não dá direito a visitas.

  206. desiree Responder

    POR QUE VCS NÃO PUBLICAM MEU COMENTÁRIO? CADÊ A IMPARCIALIDADE?

  207. Fernando Mota Marques Responder

    Uma vez no CDP de Americana, uma velhinha cega foi surpreendida com drogas escondida em suas partes íntimas…

    Ninguem nunca desconfiaria daquela velhinha…

    Existe sim é uma imensa inversão de valores…

    Os funcionários(as) que trabalham no sistema são os primeiros a serem criticados e sofrerem desconfiança por parte da sociedade…

  208. Paulo Responder

    Devi sim fazer a revista, fazendo elas conseguem entrar com drogas, celulares e outras coisitas, imagina se não o fizesse pegando boi que ainda deixam fazer visita porque já deviam ter proibido ate visita

  209. mendes Responder

    matem todos os desgraçados que matam…estupram…vendem
    drogas para nossas crianças e destroem familias inteiras
    para o resto da vida…haveria menos visitas…morram,
    malditos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  210. Claudia Responder

    Espera as “saidinhas” durante o ano…tem tantas… pra que visitar vagabundo toda semana??? Só faltava essa… tem tanta mulher levando droga pra dentro das penitenciarias que mais parece que elas tem porta-malas e não vagina…

  211. marc Responder

    Por isso não vou nisso, nessas porcarias de show e assim vai pra mim hom, que coloca a mão no outro é gayyyyyyyy.

  212. Jackson Roberto Responder

    Isso é pra vagabundo pensar 10 mil vezes antes de fazer besteira.

  213. cristianorm Responder

    Todo problema tem que ser atacado na raíz. Família célula mater social, cadê, onde foram parar as famílias, o respeito, a vergonha na cara, o fio do bigode, a competência, o patriotismo, o sentimento do dever. Você pai, cante o hino nacional ao seu filho e vice-versa, poucos sabem. Ah, você é milico? Sim sou militar, mas sou pai, sou filho, sou marido. E tenho muita vergonha do Brasil em que a politicagem tomou conta. Os “democráticos” desse país. Você é o otário. Vai ver se familiares de José Dirceu e Cia passaram por “vexames” na cadeia, duvido! Só cumpre pena quem não tem grana. Você! Otário, brasileiro otário!

  214. erwin rommel Responder

    Quem não quer passar por constrangimento educa os filhos para que eles não cometam crimes. É preciso parar com essa pouca vergonha de se defender criminosos em detrimento daqueles que são honestos. Façam os filhos estudarem, forneça valores de caráter e moral aos mesmos, deem valores religiosos, punam seus erros enquanto são crianças, deem exemplos como pais: se fizerem essas simples práticas, com certeza teremos menos bandidos nas cadeias.

  215. ROMULO Responder

    Desculpe, não é minha intenção agredir ninguém aqui, mas moramos num país de hipócritas, falo isso porque trabalho numa penitenciária e já vi muitas coisas, por exemplo: já pegamos, serras, drogas, celulares etc. Já presenciei coisas que até satanás duvida. Vou contar um relato, já pegamos várias velhinhas com drogas sabe aonde? Já peguei uma criancinha, de poucos meses, com o ânus cheio de drogas, chorava o tempo todo e mão dizia que era frescura. Enfim, vocês não sabe como é o ambiente carcerário, então vamos parar de hipocrisia e colocar as coisas nos seus devidos lugares, é por isso que essa porra de país não vai pra frente, falta moralidade. Países de primeiro mundo faz pior e a população agradece pois sabe que do outro lado tem uma vida que foi ceifada por um cara desses. Só quem passa por uma perda familiar é quem sabe. Se coloca no lugar de uma mãe que perdeu o filho por uma simples ligação de um celular que entrou no presídio. BRASIL ACORDA PARA REALIDADE. 95% DO QUE ENTRA NOS PRESÍDIOS, ENTRA INTRODUZIDO NA VAGINA DE UMA SIMPLES SENHORA, E SEU FILHO AMANHÃ ESTARÁ MORTO POR ESSA SIMPLES SENHORA.

  216. PAULO Responder

    Deveriam ter pensado melhor e educado melhor seus filhos marginais. Quem visita marginal é marginal, CUMPLICE!…

    Tem que passar por tudo isso e DEVERIA A FIMILINHA TAMBEM RESSARCIR QUEM O FILHO ROUBOU OU MATOU!

    BANDO DE HIPOCRITAS, ESSE PAIS É UM LIXO GRAÇAS A DEFENSORES DE BANDIDOS! GENTE QUE ACHA QUE A CULPA É DO SISTEMA.

    HOJE SOU UMA PESSOA RICA, MAS MEU PAI FOI MUITO POBRE, TRABALHOU NA ROÇA, DEPOIS FOI PARA SAO PAULO COMO ENGRAXATE, NÃO PRECISOU DE ESMOLA DO GOVERNO, ELE SUOU MUITO PARA DAR UMA VIDA MELHOR PARA O SEU FILHO.

    DEVERIA SER ASSIM COM TODOS!!!!

    GENTALHA!

  217. Tito Oliveira Responder

    Se deixar mulher de bandido leva até arma, droga.celular na vagina ou no ânus. tem que revistar com até mais rigor.

  218. tania Responder

    Simplesmente, FALTA DE RESPEITO DO ESTADO! ASSIM QUE ELE TRATA TODOS NOS!! FALTA RESPEITO NA SAÚDE, NA EDUCAÇÃO, NA POLITICA, …. NÃO ESPERAVA OUTRA ATITUDE SENÃO ESSA!!
    O ESTADO ESTÁ VICIADO!!! NÃO TEM RESPEITO POR NADA E POR NINGUÉM!!

  219. bene rocha Responder

    a lei deveria punir os matadores os ladrões os traficantes e não a familia pos afinal de contas mãe pai irmãos não tem culpa seria amesma coisa que culpar o pai e a mãe por dar carros tenis de marcas para seus filhos serem roubados isso é injusto então corta logo a porcaria da visita .

  220. Populacao Idiota Responder

    Faz assim, pergunta para as familias dos que sofreram na mao dos presos o que elas acham? Pergunte para o pais de viciados pelos que estao presos hoje o que eles acham? Pergunte a todos que tiveram uma arma na cabeca o que eles acham.? e por ai vai….

    Quando estes familiares estavam gastando o dinheiro alheio ninguem ia na policia reclamar né ?

  221. rita de cacia Responder

    apesar de existir lá dentro pessoas de uma idoli horrível, eu também não concordo com algumas opiniões, primeiro que eu acho que uma mãe dessa nunca quis isso para seus filhos, elas com certeza lutou com todas as forças que tinha, infelizmente foram eles que escolheu o seu caminho. fiquei muito orgulhosa e emocionada com o comentário dessa mãe que se chama cleusa. ela fala do filho jovem, lindo e inteligente, e que foi assassinado por um bandido cruel. mesmo assim ela condena esse tipo de revista e defende os familiares desses presos. eu a considero um espírito mais que evoluído, pessoas como ela não existe mais, pois mesmo com toda a sua dor, pode expor a apinião dela com tanto amor…. só existe um culpado para esse caso: o estado.

  222. Nilson Responder

    infelizmente tem que ser feito pois hoje os grandes lideres de facções que estão presos ainda comandam o crime de dentro das prisões,más se relachar os proprios familiares acabam por contribuir com o crime,ajudando de alguma forma os que estão lá dentro.

  223. erwin rommel Responder

    Gostaria que existissem pessoas que olhassem para as vítimas desses criminosos. Ninguém aparece para perguntar sobre as humilhações sofridas por mulheres estupradas, por aqueles que são sequestrados e torturados, pelas vítimas de roubos, pelos familiares dos assassinados em roubos. É uma tremenda hipocrisia dessa sociedade. Se vocês gostam tanto de presos, levem um para casa, cuidem deles, adotem. Vão tomar vergonha na cara, bando de desocupados! Acham que parentes de presos não participam de crimes como tráfico, sequestro e roubo? E se a mãe ou esposa de algum deles se sente constrangida durante as visitas, pergunte à mesma se ela ficou constrangida ao usar o dinheiro fruto de crime.

  224. Paul Muadib Responder

    Deveria ser visita igual aos presídios americanos: sala isolada por vidro e conversa por interfone, e gravada.
    Assim não tem reclamação de vexame. Prisão não é colônia de férias e sim local de correção para criminosos…

  225. Vera Responder

    Tem mas e que obedecer as ordens, pois na prisão e oficina do Diabo, e eles fazem de tudo para ingressar na prisão com diversas coisa que ate um Ginecologista Duvida. Tenho certeza que lugar de bandido e na prisão e visita intima, ou visita porque, se essa pessoa esta ali porque coisa que fez , talvez eu também nunca mas tenha o direito de ver ou visitar a pessoa que ele cometeu a barbaridade, deveria sim apenas correspondência e fotos e bastante TRABALHO interno ou Oficinas de profissionalização para aqueles de menor delito e para aqueles com histórico extenso ficar isolado do mundo sem meios de noticia apenas livros sob orientação especializada ate o final, onde seria avaliado caso a caso sua permanência no convivio com os demais detentos ate ser inserido em uma oficina, aqueles com potencial leve fariam trabalhos externos como:Pintura de Escolas Publicas, Ornamentação de datas festivas, orientação em Hospitais Publico sobre cada serviços ,sendo recolhido no final do horario. Bem assim eu acreditaria talvéz que esse individuo possa mudar “TALVEZ” mas continuo no ditato popular bandido bom e bandido Morto, mas como todo nos podemos nos arrepender, quem sabe entre 1.000,000 de detentos apenas um.

  226. vitor Responder

    Este paiz nao tem mais geito so se mudando daqui mesmo

  227. Delvino Marini Responder

    A esses idiotas pusilânimes que sem opiniao própria, dizem achar corretas as revistas vexatórias, nao sao livres de ter um familiar injustamente preso principalmente nos presidios de Sao Paulo onde os Deuses do PSDB governa, será que esses idiotas deixariam esse detento pertencente a família apodrecer na caeia como desejam para os demais?

  228. DIOGO Responder

    Vamos deixar uma coisa bem claro, este constrangimento que mães, esposas e filhas passam é culpa do presidiário e não do estado. E vexame não é a revista é o que o bandido fez.
    Sabemos que estes presídios são cheios de gangs rivais, as vítimas de uma revista mal feita poderá ser um deles mesmo.
    E vamos deixar de blá blá blá… Vamos trabalhar que temos de tratar além das nossas familias, deles tambem.

  229. Antonio Carlos Responder

    Concordo de que deve haver a ser cumprido a proibição de entrada de tais equipamentos, celulares e quaisquer outros que seja. Mas que aja outras formas de fiscalizar, tipo: raio-x, aqueles que vimos em cidades de grande população como são paulo. Aqui no ceará, é um verdadeiro estupro sim, como diz o titulo, não só físico, mas o pior, o psicológico, essas “Mães” não tem culpa dos filhos terem escolhido esse tipo de vida, tampouco está em um lugar desses, os agentes as tratam como se fossem “Bandidas”, uma vez que, por alguma razão seus filhos estão nessa situação adjetiva, da qual elas não são do mesmo nível, pode haver algumas, mas não generalizemos, pois muitas delas, quicá a maioria, estão ali realmente pelo amor, amor este que elas não podem dizer de uma hora pra outra que não amarão mais! eu falo como pai, que vivi essa situação na pele, e acompanha o sofrimento de uma mãe dessas, e, e asseguro que, eu falo pela minha, ela não é tratada de forma diferente a essas sofridas mães das quais são submetidas a esse tipo de tratamento, ou seja, o tratamento é um verdadeiro “ESTUPRO” físico e psicológico !

  230. bada Responder

    Interessante, como será que essas pessoas acham que é evitado a entrada de armas, drogas e celulares nas cadeias? Não existe revista coletiva e muito menos na frente de criança. E com a minha experiência posso dizer tranquilamente que já vi senhorinhas acima de q.q suspeita com 50 anos trazendo celular e droga para seus filhos na cadeia, sob coação lógico. Já vi muita gente ser pega com a droga no ânus e pasmem, retira e joga na boca para engolir para fugir do flagrante, se a Agente não for muito esperta já era. quanto a opção sexual da agente, os comentários são no mínimo homofóbicos. E digo mais, ninguém é obrigado a frequentar cadeia, mas se decidiu ir tem de respeitar as regras do estabelecimento, ou alguém já viu alguém de biquine na igreja ou fumando em uma UTI? E o mais interessante é a hipocrisia de pensar que essa revista não existe, se a primeira coisa que a sociedade quando acham drogas, armas e celulares nas cadeias é dizer que o Agente é corrupto ou que a revista não é bem feita. Bory Scan não existe nem em todos aeroportos do país, quem dirá em todas as cadeias. E o uso da máscara é totalmente necessário, ou alguém aqui acha que todos que vão visitar são limpos asseados e que não possui q.q doença venérea. Tudo na vida tem mais de um anglo para ser visto.

  231. ASP São Paulo Responder

    Boa noite a todos! Sou agente penitenciário a pouco mais de 10 anos e concordo que a revista aos visitantes é um tanto quanto vexatória, porém, muitas visitas que não imaginávamos que seriam capazes, foram pegas com entorpecente embrulhado em camisinha dentro de suas partes intimas. Não sou contra o projeto da senadora Ana Rita do PT do Espirito Santo, porém, ela deveria lutar também pela instalação de Scanner corporal em todas as unidades prisionais, assim as visitas poderiam passar com naturalidade nesses aparelhos sem precisar tirar qualquer peça de sua roupa. Mas ninguém fala nada sobre isso!!! Nós agentes penitenciários somos filhos órfãos nesse país, cuidamos de quem ninguém quer cuidar e somos esquecidos por todos.Quanto a demora na entrada das visitas ela só ocorre devido a falta de funcionários que existe dentro do sistema e o excesso de presos, em uma unidade que comporta 700 detentos, hoje a maioria delas tem mais de 2 mil presos, ocorrendo um total desrespeito a lei de execução penal, fazendo com que não só os presos tenham um péssimo tratamento mas com que o funcionário também fique doente psicologicamente falando!!! Ou seja, quanto maior o numero de presos maior o numero de visitas e mais demorada é a sua entrada!!! Espero que tenham entendido, eu sei do que estou falando, podem ter certeza!!!

  232. adriana santos Responder

    Mi mi mi
    Direitos Humanos para os trabalhadores para as pessoas de bem,Porque o bandido não pensa nessa situaçãohumilhante que sua familia tem que passar na hora de fazer sua bandiiidagem??
    MAL NECESSARIO!

  233. Haroldo Passos Responder

    Se todos andassem dentro da lei não precisariam ser presos e a revistas não existiriam. Se alguns visitantes não fosse tão bandidos quanto os que estão presos, também não seriam necessárias as revistas.

  234. Leandro Responder

    Não sei do que estão reclamando ainda tem direito a visita, acho nesse caso melhor proibir ou criar aquela sala que as pessoas se vem através do vidro!
    Não precisa ter contato físico e visita devia ser uma vez a cada 6 meses.

  235. WILSON Responder

    Muitas destas mulheres que estão indo visitar presos, são forçadas a ir porque se envolveram com traficantes e se não fizerem visitas intimas quem pagará será a família, e dentro da cadeia os traficantes obrigam os mais novos “laranjas” a mandarem as namoradas,imãs e ate as mães irem visita-los para visitas intimas, ou eles matam o pobre coitado. Então não devemos criticar a forma como é feita a revista e sim investigar porque mulheres que não tem parentesco algum com alguns presos estão indo visita-los. Alguns problemas tem ser resolvidos pela raiz.

  236. MARCO Responder

    É FÁCIL. VISITAS SOMENTE PELO VIDRO E INTERFONE.

  237. newton roberto moraes Responder

    Se acontecendo essa Revista necessárias imaginem se não tivessem ,com certeza passariam com Bazucas ,Metralhadoras,e todos os demais tipos de armas mais celulares,etc,por favor continuem realizando sim pois ninguem e nem voces Pais com certeza puseram seus filhosnos maus caminhos que eles seguiram e com muita certeza tambem

    Por favor,tem preso e presos em que essas revistas nos seus parentes tem que continuar ,pois se com essa revistas já entram com muitas coisas imaginem se não tivesse,entram com muitos celulares,drogas e até armas serão capaz de entrar ,é isso gente boa se não querem ficar de quatro que não façam mais visitas para esses Coitadinhos Inocentes que estão presos por acaso da Natureza Mãe que não pode ajuda-los a serem alguem com vontade de estudar e valorizar suas vidas e daqueles que com certeza eles tiraram as vidas e por isso tem que MORRER na Cadeia.

  238. jair Responder

    o certo mesmo nen era pra ter visita..e aquele que ele roubou?? e aquele que ele matou???cada idiota que escreve asneira aqui..heim..

  239. Renata Responder

    Acho um absurdo,agente cria um filho querendo dar o melhor, nenhuma mãe merece isso,tenho certeza q essa senhora é uma mulher de carater, tenho certeza que esses filhos de promotor q foi preso com qtds de drogas e tentando subornar a PF, a mae dele não passou por isso. Dilma , se calou o brasil é da elite.

  240. Otavios Responder

    Só fica uma única reflexão!!!
    Se estão presos, é porque são bandidos, escoria, então estão no lugar certo, de onde milhares nunca deveriam sair.
    Porque nunca pensaram em suas mães, ou esposas, será que tinham tanta certeza da impunidade? Às vezes a casa cai.
    Mesmo com as revistas, vejam a quantidade de celulares e drogas que entram nos presídios.

  241. luiz L Jr Responder

    E muito simples, visita somente pelo vidro, sem contato pessoal……..Mas como o Brasil é avançado no tratamento aos presos, há visita intima, jumbo, saidas temporárias………
    VISITA SOMENTE PELO VIDRO, SEM CONTATO!!!!

  242. Maria Responder

    Ainda bem que vivemos em uma democracia, onde podemos opinar nosso ponto de vista. Se eu estivesse presa, deveria haver um meio de eu me ressocializar. Esse papel é do Estado, que fica aglomerando pessoas em presídios falidos, onde não se recupera ninguém…Passou da hora de reestruturar os presídios e que estes passem a ser um lugar aonde o presidiário tenha que trabalhar para se sustentar e muito mais do que isso; que o detento possa voltar a sociedade sem prejudicá-la novamente. Quando penso na ” defesa dos encarcerados, penso em mim”… Vamos deixar a hipocrisia de lado. Não existe polos distintos : presidiário e sociedade. Existe sim, um que comete o crime, o outro que é vítima de crime; mas o que erra, paga sua pena e volta ao nosso convívio. Se fôssemos mais humanos e julgássemos menos o nosso próximo, certamente entenderíamos a importância da ressocialização…Será que os colarinhos brancos se imaginaram um dia atrás das grades???? Será que se eu ou você tivéssemos um ente querido lá dentro, o jogaríamos no lixo??? Pense bem. A lei de Moisés acabou com a vinda de Jesus ‘a terra…

  243. Renata Responder

    Sou contra tirar da boca da minha filha, para sustenta-los, coloque eles para trabalhar numa fazenda, acordar 4:00 hs da manhã saber q é preciso trabalhar pra comer, ajudar azílos, casa de criança carente + educação, os corruptos q roubam merenda de criançinha, prefeitos,juizes,etc q estupram crianças pobres é prisão domiciliar, as mães deles não passam por isso, quando não alegam problema de saúde. Parabéns Joaquim Barbosa!!!

  244. joceli Responder

    Tão preocupados com o que. Este pais é campeão de inversão de valores. Estes malandros não deveriam nem ter a visita de familiar nenhum. pra que familia? se eles não respeitam a familia dos outros. Mataram, roubaram, estupraram. Que direitos querem? Por acaso pensaram em algum momento na família de suas vitimas. Família pra eles não existe se existissem não teriam destruído a dos outros. Enquanto foram tratados como coitadinhos vão continuar cometendo os seus crimes. A familia deles não tem nada a ver mas se não querem passar pela revista então não vão visita´-los

  245. Thunder Responder

    Acho engraçado, pois a vida inteira as visitas reclamaram das revistas vexatórias mas, quando conseguimos que o Estado do Paraná adquirisse um Scanner de corpo, o qual permite que a visita passe por uma revista vestida e sem contato físico, se organizaram e dizem que não querem mais se submeter ao equipamento.
    Esta revista é vexatória sim, para as visitas e para os funcionários!!!! Mas enquanto houver pessoas sem caráter que tentam introduzir objetos ilícitos nas unidades penais, ou ainda, que governos não adquiram equipamentos que humanizem estes procedimentos, a coisa vai continuar ruim mesmo.

  246. eliete Responder

    meu filho esta preso,em sao jose dos pinhais no parana, e aqui é a mesma coisa, so que agora colocaram o tal do raio x, mais continuamos a tirar a roupa, quando a visita é de manha, temos que chegar o mais cedo possivel,para poder ficar mais tempo com ele,tem gente que acampar lá, tem umas agentes bem chatas, questionam a roupa que a gente vai,quando é dia de levamos a sacola, elas questionam o que a gente leva,dizem para que isso para o preso, é horrivel,como se fosse elas que comprassem

  247. Virgilio Responder

    Boa noite,

    Humilhação é feita qdo bandidos tiram vidas de familia inteira deixando crianças orfãos.

    Essas pessoas que estão reclamando de humilhação deveria falar para os parentes bandidos que o clime não compensa

  248. Fabiola Louzada Carvalho Responder

    deveria ser proibida qualquer visitar para estes presos, só aqui neste paisinho de porcaria que preso tem mordomia e tem visita intima, e +onde a família de preso ganha auxilio presidio. só no governo do PT.

  249. Zezé Filho Responder

    Infelizmente é um mal necessário no entanto ao invés desta revista existe um meio muito mais rápido e prático que além de agilizar o serviço não vai trazer o constrangimento pelo qual passam estas pessoas. O RX, daqueles de aeroportos. Basta fazer a instalação de um e tudo isso será evitado.

  250. RONAN Responder

    Devemos ter muito cuidado ao criticar este tipo de procedimento, visto que estas mães que parecem ser todas boazinhas entram com drogas, celulares e armas escondidos DENTRO da VAGINA e ÂNUS, acho ainda que marginais não deveriam ter visitas ÍNTIMAS, para não gerar mais despesa para o estado pois cada filhinho de marginal recebe uma pensão paga pelo meu imposto ( acho que é de uns 800,00 reais, pesquisem), se querem ter filhos devem ser capazes de sustenta-los, e não eu que trabalhei a vida toda e cumpro a lei deste país de corruptos.

  251. joão barrozo Responder

    Visitas tem que ser como nos Estados Unidos, Canadá.
    Através de um vidro à prova de balas de duas polegadas de espessura e conversa através do telefone. Pronto acabou o tráfico de drogas, celulares etc. A conversa via fone é monitorada. Quer ser bem tratado? Não seja bandido, cambada de lixo com formato humanoide. Parente não quer ser constrangido? Então não vá visitar o seu lixo na cadeia. Bandido bom é bandido morto. Direitos humanos tem que ser para as vítimas

  252. AMS Responder

    A ESSAS PESSOAS QUE DEFENDEM ESSES PRESOS FILHOS DA PUTA, EU QUERIA SABER SE, UM FILHO SEU DE 4 ANOS, ESTUPRADO HUMILHADO, E SEM O DIREITO DE PODER VIVER…. VC DESEJARIA OQUE PARA ESSES COVARDES Q DEVERIAM SER TORTURADOS ATE A MORTE.

  253. carlos Responder

    acho tudo isso repugnante, enquanto os grandes criminosos corruptos ladrões porcos demagogos estão por aí livres e felizes com tanto dinheiro sujo da miséria humana………….

  254. cida Responder

    nos estamos e no BRASIL…. BRASIL sem lei… BRASIL…

  255. georcinio tavares Responder

    Na matéria ninguém falou o que esses coitadinhos presos fizeram para sociedade, que crimes cometeram, excessos de certeza ocorrem dentro dos presidios mas imaginem se as visitas não tiverem nem um tipo de controle como não estariam os presos se hoje em dia nos já vemos de tudo dentro dos presidios. armas, celulares, televisores e drogas mais não tem problema não, vamos ver quando a violência bater na porta dos desses demagogos de plantão se eles terão o mesmo discurso.

  256. DIONE Responder

    BRASIL DE MERDA… BRASIL SEM LEI… SO OS POLÍTICOS QUE MANDA NESTA MERDA.SO QUEM TEM DINHEIRO COMPRA… A LEI E MANDA EM TUDO … BRASIL DE MERRRRRDA.

  257. lucia Responder

    Olha nem sei se devo comentar o que esta acontecendo no Presidio Patricia Accíoly que fica em Niteroí!!! as visitas tem que ir de saia ate os pés ou de vestido longo sem contar que não podemos usar esmalte vermelho nas unhas e nem peças como calçinha ou soutien na cor vermelha!!! Isso sim que e um abuso de poder e absurdo!!!! O que tem haver minha roupa intima??? Por acaso eu vou entrar no pátio de visita e vou levantar minha roupa pra algum preso vê??? Sem contar que os presos muito mal tem o que comer e nos dias de visitas não podemos levar salada de alface e nem de legumes tudo tem que ir em um pote pequeno pra ser consumido no patio!!!! Já fizemos varias reclamações pros direitos humanos vê de nada adianta!!! Eu penso da seguinte forma fizeram por onde estar nesse lugar só que nós familiares não temos que passar por tudo isso, se for pra ser dessa forma então e melhor que nem existam mais esse direito de visita!!!

  258. maria do socorro Responder

    Tomara que isto vá para frente, porque se estão presos já estão pagando e nos como visitantes não temos que pagar por isto. Acontece isto e muito mais pelos agentes, mais não podemos isenta o governo que não faz nada. Queria contar tudo que vejo e Ouço no Complexo de Bangu no Rio de Janeiro

  259. Beto Responder

    Interessante, meu pai foi morto em um assalto sem chance de defesa, e agora sou obrigado a ver uma noticia nojenta como essa. Realmente é o país da moral torta, ondeas pessoas de bem não tem direito algum e esses bandidos fabricados por pais inconsequentes que só pensam em procriar querem e reclamam seus direitos

  260. carlos Responder

    E quem vcs acham que levam drogas para dentro dos presidios,! se tem geral ,é porque quem vai lá é conivente com bandido….

  261. DAVID Responder

    EXISTE UMA MEDIDA BEM SIMPLES DE SER TOMA
    DA:- “”””IMPLANTAR PELO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO, “”””O MESMO DETECTOR QUE EXISTE NOS AEROPORTOS””””””DESNUDANDO AS PESSOAS DE VEZ,POIS SE ALGUÉM LEVAR DROGA NA VAGINA, CHIP DE CELULAR, OU QUAL-QUER “””””COISA ILÍCITA O DETECTOR FLAGA NA HORA, ACUSA, FOTOGRAFA EM QUE PARTE DO CORPO ESTÁ O OBJETO ILÍCITO. “”””MAS POR QUE NÃO IMPLANTAM ENTÃO??????????????
    SIMPLES DE RESPONDER, PORQUE A CORRUPÇÃO DO ENTAR ESCONDIDO, DO SUBORNO, DO ILEGAL PRECISA SOBREVIVER ATRAVÉS DO PEDÁGIO, ATRAVÉS DA FALCATRUA .

  262. Linderval Ribeiro Marinho Responder

    SIMPLES PENA DE MORTE , MAES PAIS MULHERES QUE SE ACHA CONSTRANGIDAS DEVERIAN PERMANECER JUNTO NA MESMA CELA ASSIM NAO HAVERIA VIZITAS mas antes deveriao ir ao tumo de maos dadas da vitimas mortas pelo filhinho BANDIDO ? E OS BANDIDOS QUE COMEWTERAO CRIME CONTRA A VIDA nao tem direiro a visitas ? ACORDA BRAZIL

  263. jose antonio Responder

    Sou agente ,mas se continuar essa opresssao contra nos por parte dos direitos humanod e a pastoral, sou a favor de abrir as portas para todas as visitas entrarem sem revista nenhuma, vamos ver quando a sociedade for vitima desses sequestros que sao orquestrados de dentro dos presideos como sera que a sociedade vai reagir ? Espero que se lembrem dos direitos dos manos e nao culpem a nos que vamos trabalhar para alimentar esses vagabundos. Deixo aqui minha expressa revolta.

  264. jorge Responder

    quer dizer se comunicar por celular não é vexame.
    matar trabalhadores pode.
    familiares levam de tudo para a bandidagem isso pode.
    voces são uns demagogos.
    apresentem as suas filhas pra eles.
    eu já tive um canhão na cabeça e eles não tem pena nem da mãe deles.vão tomar no ……..

  265. Linderval Ribeiro Marinho Responder

    É SIMPLES PENA DE MORTE PRA LADRAO VAGABUNDO ? NAO QUER SER CONTRANGIDAS NAS CADEIAS BRASILEIRAS DUAS OPIÇÃO DAR EDUCAÇÃO AOS FILHINHOS LADROES OU ENTAO NAO VA A CADEIA

  266. Vinicius Responder

    ESTUPRO?
    e quanto aquelas mulhers que entram com drogas e celulares dentro da vagina para levarem aos companheiros presos? ISSO NÃO É UM ESTUPRO?
    quando é para colaborar com o criminoso muitas delas enfiam qualquer coisa na vagina, quer violação maior que essa? DISSO NINGUEM FALA.

  267. LINDERVAL RIBEIRO MARINHO Responder

    A FAMILIA DO LADRAO DO ASSASSINO DE ESTRUPADOR DO TRAFICANTE DO PEDOFOLO SO GENTE BOA , deveria antes dar educacao a eles e pedir desculpas a suas vitimas e nao reclamar ? TOMEM VERGONHA NA CARA se falar que tem muita familia por ai que ta de carro zero casa boa tudo fruto do crime dos bandidos

  268. Breno Cagliari Responder

    Nenhum agente penitenciário foi lá obrigado; foi porque quis, sabia no que estava se metendo. Eles provocam, humilham, batem. Depois, quando são mortos em rebeliões, quando sofrem atentados em suas casas, quando as respectivas famílias são ameaçadas, vão gritar proteção do Estado. É preciso que as famílias reajam mesmo, até serem ouvidas pelo Estado; é preciso que os presos façam rebeliões para resguardar a dignidade dos seus familiares. Assim esses agentes de merda aprendem.

  269. Wagner Santos Responder

    E o estado vai fazer o que? “Abrir as pernas” e deixar todo mundo entrar com celular, drogas e outras coisas. Fala sério. Direitos humanos para humanos direitos, não quer, não visita.

  270. brazileiro Responder

    simples….simplesmente decente não visita indecente…
    o esgoto com o esgoto….
    a família com a família….
    na democracia cada um escolhe com quem anda!

  271. anderson Responder

    Gostaria que estas medidas fossem adotadas também nos presídios onde estão os mensaleiros do pt, se é que os mesmos estão presos. E, sem querer defender, pessoas más tem em TODAS as classes sociais, visto os crimes cometidos por ganância financeira… Mas, existem leis e leis…

  272. Valber Chaves Responder

    O que eu acho mesmo e todo mau caráter deveria ser punido severamente. Isso é pobreza de espírito de pessoas doentes mentais, cínicas e sem pudor.

  273. Jacqueline Responder

    Parabenizo quem concorda com essas práticas de revista!!! Concordo que continue assim. As visitas tentam adentrar aos presidios introduzindo nos orgaos sexuais, objetos como celulares e chips, ou quando não isso, introduzem drogas. Me digam como é possivel “reeducar” esses filhos da p´… dessa maneira& É bem como um colega comentou logo acima, se tivessem inventado o raio x poderiam cobrar algo do sistema carcerário, mas é mais facil,como sempre, cobrar as pessoas relacionadas a segurança, agentes de penitenciária são pagos para manter a ordem e segurança e estao completamente certos, só quem trabalha em um presidio sabe como é complicado lidar com visitantes mal intencionados. Concordo que muitas visitas são gente de bem mas a maioria é gente podre tanto quanto o preso que esta indo visitar. Sem falar nas vitimas e familiares desses marginais, quem é capaz de defendê-los com tanto empenho& eu respondo: ninguem!!! Voces ja viram alguma enquete como essa defendendo ou lutando pelos direitos das pessoas que sofreram algum assalto ou mesmo perderam entes queridos por conta desses “coitadinhos” presos. Esse tipo de assunto deveria ser censurado pela imprensa e por todos os meios de comunicação existentes. Que pais é esse que defende preso& Pelo amor de Deus, onde é que essas pessoas estao coma cabeça& Pra mim essas pessoas que ajudam a divulgar uma coisa assim são do mesmo nivel que aqueles que estao atras das grades!!!! Mas tambem confesso que gostei dessa enquete, porque assim pude expressar toda a min ha indignação sobre esse assunto. Obrigada aos idiotas que proporcionaram isso!!!!

  274. Americo Responder

    Se não querem se submeter a tal condição que não visitem esses criminosos. Deste modo evitaremos que eles comandem o crime de dentro da cadeia para fora.

  275. felipe Responder

    QUE BOSTA DE MATÉRIA. QUE SE FODA QUE O PROCEDIMENTO É VEXATORIO. E EM RELAÇÃO AS VITIMAS DESSES VERMES NOJENTOS? O QUE ESSA REDAÇÃOZINHA PROPOE PRA ELAS????????

  276. Vixi Responder

    Quer dizer então que a xoxota das bunitas que vao visitar esta valendo mais do que as das mulheres estupradas por esses vagabundos. Juro que nao to entendendo mais nada…

  277. João Branco Responder

    LI TODAS AS MENSAGENS, INCLUSIVE AS DAS SEGUINTES PESSOAS: PAULO, HELDER, LEANDRO, FRANCKINI, SOFIA E RICARDO, ESPERO REALMENTE QUE ELES TENHAM ALGUM PARENTE NA SITUAÇÃO DE PRESIDIÁRIO, PARA ASSIM SENTIR O SOFRIMENTO DE PESSOAS (FAMILIARES) INOCENTES PASSANDO POR TAIS CONSTRANGIMENTO.

  278. Cléberson Responder

    Se muitas mulheres não levassem celulares, dinheiro e drogas escondidos no ânus e na genitália para dentro dos presídios esse tipo de revista não seria necessária.
    Mas na verdade o que eu acho que deveria haver no Brasil é aquela visita onde preso e visitante são separados por um vidro e se falam por um telefone, sem nenhum tipo de contato físico e vigiados por um guarda como a gente vê em filmes.
    sou totalmente contra o modo como os presos são tratados, já que todos defendem os direitos deles, mas ninguém defende o de suas vítimas. Se eles são agredidos por um agente este se complica muito, mas se eles agridem o agente pouco sofrem.

  279. João Branco Responder

    PORQUE MEU E-MAIL NÃO SERÁ PUBLICADO??????????? COMPACTUA COM ESTAS PESSOAS??????????????

  280. fodão Responder

    o GIR É FODA ……..

  281. Alberto Responder

    Os argumentos utilizados neste artigo não passam de falácias. Estão retratando os familiares que visitam seus parentes presos como se aqueles fossem simples inocentes e vítimas do sistema social e carcerário. Não passa de uma descomunal inversão de valores. Há os que de fato são pessoas de bem, sem dúvida. Entretanto, é uma grande minoria. Como agente penitenciário, tenho visto aqui, entre outras coisas, mulheres sendo presas por levarem na vagina não um, mas dois celulares de uma só vez para seus parentes presos, entre outros objetos. Em uma dessas vezes, a mulher inseriu o celular na vagina, mas esqueceu de desligá-lo. Resultado: o celular tocou exatamente na hora da revista. Desnecessário expressar aqui a cara de estupefação do agente e das outras visitas que tomaram conhecimento do fato naquela hora. O artigo fala da desproporcionalidade entre a quantidade de revistas realizadas no ano e a quantidade de objetos ilegais encontrados em poder das visitas. Ora, é só fazer as contas: de 3,5 milhões foram encontrados cerca de 175 mil objetos ilegais. Será que acham isso pouca coisa? E o que seriam esses objetos? E se a quantidade de objetos encontrados com as visitas não é maior – e aqui digo isso sem medo de errar – é porque a grande maioria dos familiares sabe que pode cair na malha fina de uma revista. Por este motivo não levam nada. Do contrário, se eles soubessem que não seriam revistados ou que seria realizada apenas uma revista superficial, não há a menor sombra de dúvida de que levariam materiais impróprios aos magotes para dentro das penitenciárias. Se acham que estou enganado, perguntem a cada familiar de preso do que seriam capazes de fazer para ver seu ente fora daquelas grades. O mais interessante é que, se um anjinho de rabo desses – digo anjinho porque todos, sem exceção, se dizem inocentes, e de rabo porque todos conhecem bem a imagem que está no imaginário popular – foge das cadeias porque uma visita conseguiu entrar com um pedaço de serra e ele serrou a grade de ferro, o agente penitenciário é punido severamente por negligência, visto que vão acusa-lo de ter “deixado” um preso de alta periculosidade fugir. O mesmo Ministério Público que se diz defensor dos direitos de todos é o mesmo que vai punir com rigor fatos como este. Resumindo: além de contraditório, tudo isso é hipocrisia. Particularmente sempre fui contra os maus tratos dentro de cadeia, até porque a pedagogia do tapa nunca funcionou. Mas daí a achar que os familiares dos presos são sempre vítimas é desviar a atenção do verdadeiro motivo destas revistas, e do que realmente importa, ou seja: é ali que principia o processo de resguardo da integridade do preso e, por conseguinte, da própria sociedade. É muito fácil uma pessoa ficar apontando o dedo para as falhas do sistema carcerário quando desconhece até mesmo os mecanismos que dão sustentação do seu próprio pensamento.

  282. JOAO BRANCO Responder

    CONTINUAMOS COM A DITADURA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  283. joaquim luzianodos santos Responder

    É facil é só fazer como nos presidios americanos, sem contato com o preso, falar só por interfone e com o agente do lado e fim de papo.

  284. José Fco. Matana Responder

    Nos EE:UU não é permitido levar nada ao prisioneiro!
    E as visitas, são com divisórias de tela e telefone!
    E lá também se respeitam os direitos dos visitantes, fazendo revistas com métodos eletrônicos!
    Só que lá matou vai para a câmara de gáz, pode demorar muitos anos, o prisioneiro tem oportunidade de se defender, mas se não consegue provar a inocência vai para a injeção letal, aqui também teria que ter a pena de morte, para esses bandidos demoníacos que destroem famílias inteiras!

  285. Fernando Responder

    Sou agente penitenciário e tenho um irmão preso. Não gosto de fazer esse tipo de revista, também não gosto de pensar que minha mãe passa por esse tipo de revista ao visitar meu irmão, mas digo uma coisa, infelizmente ela é necessária. O Estado não investe em equipamentos de raio-x para evitar esse tipo de situação e nós, agentes, temos de fazer esse tipo de revista para nos resguardar, caso contrário, armas, celulares e drogas entrarão aos montes nas penitenciárias. Já faz um tempo que trabalho no sistema penitenciário e NUNCA vi um preso sofrer consequências por conta de uma visita que reclamou, essa de que batem no preso e etc é tudo conversa. O nosso Estado é falido, em consequência, o sistema penitenciário também.

  286. alilia Responder

    Que pena delas nao? Cada coisa. A humilhação que aqueles ‘coitadinhos’ fizeram pessoas trabalhadoras passar enquanto cometiam seus crimes ninguem conta e acha um absurdo. Vai catar coquinho, to nem um pouco preocupada com eles e os seus. To querendo saber quando o povo de bem ira ter todos seus direitos respeitados.

  287. Roberto Responder

    Não vi nenhuma delas reclamando da pensão que o estado paga a família do detento que, diga-se de passagem, é maior que a maioria das aposentadorias que os trabalhadores brasileiros recebem após 35 anos de trabalho.

  288. Andre P Responder

    Um sistema de eclusas separando a área prisional da área de visitação resolveria a situação. O preso entraria em uma primeira câmara passando pelo asseamento, seguindo para uma segunda câmara, onde seria entregue a roupa para visita devidamente limpa e revistada, podendo até ser trazida pelos parentes. Em seguida iria para uma terceira Câmara para aguardar a liberação para o convívio familiar e encontro íntimos. Na volta passaria novamente pelo sistema de eclusas trocando novamente de roupa e passando pela revista padrão, asseamento, e retorno para cela de origem. Sem necessidade de revista escabrosa aos parentes e visitantes. Apenas a revista de praxe usada em aeroportos ao qual todos que viajam se submetem.

  289. Aloísio Ilha Responder

    Impressionante como após 2000 anos após a mensagem de Cristo as pessoas continuem julgando o próximo dessa forma, com cometários do tipo “preso não merece visita”. Essas visitas só ocorrem porque o Estado é incapaz de implantar sistemas modernos de vigilância, controle, monitoramento. Nada justifica a humilhação de um ser um humano, muito menos a falha de um terceiro (filho, companheiro, …).

  290. Marco Responder

    Sempre digo: onde há rigor, é porque alguém abusou da confiança.
    Se não quer passar por constrangimento, não visite. Mande um homem levar o “bonde” e pronto. Aliás, todo marginal deveria pensar na humilhação que sua família passará quando for preso, antes de cometer atrocidades.
    Essas mulheres ainda podem visitar seus maridos, filhos, irmãos, etc. E quem pensa nas mulheres que não passam por revista porque visitam seus entes queridos no cemitério?

  291. Eschimidt Responder

    Concordo com a postagem. Solução?? Proibir a visita aos presos. Acaba com tudo isso!!!!!!!

  292. Pataki Responder

    Estao sendo humilhados pq vao visitar um bando de assassinos,vagabundos e o pior sao familiares das vitimas!
    Ja esta na hora de um novo masacre nos presidios,igual fizeram no antigo caramdiru!!!

  293. BENEDITO Responder

    JÁ TIVE PARENTE PRESO E FIZ VARIAS VISITAS
    Mas concordo com o sr. Paulo quando diz: Ora e simples,quem não quer passar por essa humilhação, não vão e foda ter que ouvir essas asneiras ,enquanto as vítimas desses coitadinhos que estão presos não tem direito a visita de seus entes mortos por esses sociopatas,então já que que não querem humilhacao ,façam um favor a sociedade deixem apodrecer essas bostas sozinhos na cadeia sem visita ou eduquem seus filhos de maneira que não venham cair na criminalidade.

    Discordo do sr. Guga quando diz que tem muita gente preso injustamente. não é verdade, o que esta acontecendo é que a lei funciona mas para os pobres.

    Todos os presos deveriam se automanter-se pagando os custos de sua permanência no presidio e ainda ajudar as vitimas ou seus familiares

  294. Fabio Adonis Responder

    Fico surpreso em ver está matéria que causa incomodo a todos, o estado por sua vez tem que promover debates sobre o tema e prender funcionários que se utiliza dessa prática, a justiça por sua vez tem que ser mais ágil tem fundamento argumento então julga.

  295. zega Responder

    Muito fácil pra voces opinarem sem estarem lá né, voces acham que os agentes e as agentes também gostam de fazer esses procedimentos ? Só são feitos, porque algumas visitas insistem em levar materiais não permitidos nas penitenciárias dentro da vagina e do ânus, como serras, brocas, celulares, carregadores, drogas, etc. E outra, só está preso porque cometeu crime, e a visita não é obrigada a ir visitar também. Na hora de desgraçar com uma família de bem ” eles ” não tratam as vítimas como ser humano, mas na hora que estão presos querem ser tratados. E voce aí, que paga impostos, é voce que está pagando a comida e tudo que é necessário numa penitenciária.

  296. bada Responder

    É muita hipocrisia, como as autoridades acham que é feita a revista para impedir que armas, drogas e celulares entrem na cadeia? Bory Scan não tem nem em todos os aeroportos do país quem dirá em cadeia.

  297. bada Responder

    Interessante já fiz uns 4 comentários e nenhum é publicado, será porque?

  298. Regina Responder

    Perguntinha…Alguém acha que é agradável para nós agentes, passar horas e horas trancadas em um lugar sem ventilação, as vezes com o triplo ou o quadruplo de números de visitantes? Lembrando que nem todas são asseadas e cuidadosas. Já revistei uma visitante que estava praticamente bêbada e caiu, por pouco não foi em cima de mim! Que a corrupção existe, a gente sabe. Que a prática é ilegal, vexatória e revoltante, a gente sabe. Mas, uma coisa tem que ficar clara, se houvesse algum modo diferente para fazer a revista, para nós seria maravilhoso! Se as visitantes passassem por um raio-x, sem a gente precisar ver nada e, nem revistar a roupa costura por costura, procurando chip de celular (que eu já encontrei em uma simples presilha de cabelo), nossa vida seria ótima!
    E, quanto aquela inofensiva vovó, também já tive o prazer de levar uma delas ao Pronto Socorro para confirmar suspeita. A coitadinha era semi inválida, de bengala e tudo. Só quer na hora do exame saiu um lindo pacote de droga acompanhado do teclado de um celular, onde se via a marca LG (sem propaganda). Sinceramente, como agente penitenciária há 22 anos, gostaria muito que houvesse outro modo…Há…Se gostaria!!!!

  299. jaque Responder

    polícia com herança de ditadura…nojooo

  300. PEDRO Responder

    TEM MUITO CIDADÃO DO BEM TRABALHADOR E HONESTO SENDO HUMILHADO NOS HOSPITAIS, NAS RUAS, TRANSPORTE PUBLICO, NAS ESCOLAS QUE OS DIREITOS DOS MANOS NÃO APARECE PRA DEFENDER CIDADÃO QUE MORREU NA MÃO DESSES VERMES QUE ESTÃO PRESO E NEM DEVERIA TER VISITA PRA DAR VALOR NA LIBERDADE E NUNCA MAIS VOLTAR

  301. jorge luiz Responder

    As mulheres abrem as pernas tão fácilmente quando as interessa, em troca de dinheiro, de uma noitada, de um presente, de uma boa vida sustentada por amantes, etc. O comportamento cada vez mais liberal da mulher, em nome do libre arbitrio, liberdade sexual,etc. a torana cada vez mais vulgar e vadia. Se tem que abri as penas na revista em presidos, reclamam, mas esquce, que são elas

  302. jorge luiz Responder

    As mulheres abrem as pernas tão fácilmente quando as interessa, em troca de dinheiro, de uma noitada, de um presente, de uma boa vida sustentada por amantes, etc. O comportamento cada vez mais liberal da mulher, em nome do libre arbitrio, liberdade sexual,etc. a torana cada vez mais vulgar e vadia. Se tem que abri as penas na revista em presidios, reclamam, mas esquecem, que são elas as principais contrabandistas. para dentro de presidios, de armas, drogas, celulares, enfiadas na vagina e no rabo, para atender aos seus parceiros/parentes/amantes presos e para ganhar dinheiro vendendo para terceiros. A mulher é mais vagabunda que o homem. E não podem reclamar de nada, pois são criminosas.

  303. Indignado Responder

    Rui Barbosa profetizou que chegaria o dia em que um brasileiro sentiria vergonha de ser honesto.
    Ninguém se deu conta, mas esse dia já chegou faz tempo.
    Se o local se destina a prender indivíduos de alta periculosidade, revistas tem que ocorrer, não está satisfeita? Não visite. Essas senhoras se esquecem que foi a maioria delas que educou os “pobres rapazes” que ali se encontram.
    Está na hora do Brasil parar de bobeira e valorizar gente decente, ou será tarde demais.

    1. Robenilsond Responder

      E o que é “gente decente”?
      Deve ser tipo aquele “de bem” que carrega sempre uma “oncinha” junto à carteira de motorista pra dar ao guarda caso seja parado em uma blitz. Ou seria aquele que sempre dá um jeitinho de furar a fila do banco?
      Por falar em “gente decente”, será que as mãe, esposas, filhas, ou netos de Dirceu e Cia passaram por esse tipo de constrangimento?
      Ah, e se quer saber, eu não sou presidiário, não tenho parentes em situação prisional, mas sou humano e tenho filhos.
      #somostodosbandidos! #humanizaçãojá!

  304. Robenilsond Responder

    Sinceramente, não sei o que mais me assusta, se são as situações vexatórias descritas na matéria, ou a mente doentia de quem comentou abaixo. Que porra é essa? Aquelas pessoas não são “pobres rapazes”, ou moças, são seres humanos e devem ser tratados como tal. HUMANIZAÇÃO JÁ!

  305. Robenilsond Responder

    Aos moralistas de plantão

    Vocês dizem que “bandido bom é bandido morto”, mas nunca esquecem de levar aquela “oncinha” junto à Carteira de Habilitação. Vai que o guarda te para na estrada, né? #somostodosbandidos

  306. maria das dores dourado Responder

    olha tenho um filho detento,e vejo que a revista e sempre uma precaução…mas num presidio so entra as coisas se passar por agentes infelismente as coisas não são como tds vcs pensam,mas falo uma coisa rezem pra não passar por isso…pk aqueles que falam e criticam as familias sentem na pele o que falam mas enfim essa é minha forma d pensar

  307. nivaldo Responder

    quando um bandido ou estuprador etc. comete um delito , ele pergunda os direitos da vitima????

  308. DFSDF Responder

    Queria saber se o choro das famílias das vítimas desses vagabundos que não respeitam quaisquer direitos humanos conta também.

  309. Camila Responder

    Os comentários me dão vontade de vomitar. Não passa pela cabeça a quantidade de injustiça que nasce de gente tomando partido baseando-se em coisas que ouviu falar e saiu repetindo sem nunca ter ido lá, sabido o que acontece lá, como, por que e desde quando?

    medinho de que entrem armas, como se entrassem mesmo pelas visitas. E por que em aeroportos/bancos usam raios x e detectores de metal e elas precisam passar por essa violencia gratuita? Sem falar que extrair sentimento de justiça do sofrimento dessas mulheres pelos atos dos presos não é só desamor e desumanidade. É uma brutalidade bestial.

    1. Mariana Soares Responder

      Finalmente um comentário sensato, valeu!

  310. Cintia Responder

    Muitas coisas ilícitas quem coloca lá dentro são os próprios AGENTES que recebem grana dos familiares lá fora… Então quem é pior q quem? Eles estão lá por terem cometido algum crime, mas e esses funcionários que querem se dar bem em cima deles são oq???Quem está lá já está pagando pelo que fez, merece pagar sim! Mas a família também paga injustamente, muitas mães ou mulheres não tem nada a ver e nem concordam com o que fizeram, mas não os abandonam, e não existe justificativa alguma para ser feita essa humilhação com os familiares. Quem acusa um dia pode ser acusado… Pense em você sendo acusado injustamente e sua família querendo te apoiar e ter que passar por essa humilhação… não estou justificando os erros de ninguém, mas é bom refletirmos e nos colocarmos no lugar das pessoas ás vezes.

  311. Medeiros Responder

    realmente é pouco! nois aqui não sabemos de nada do que se passa, quem voce menos espera é um bandido ou mata alguem, todo mundo vai com o que a televisão quer que você veja isso se chama manipulação, quantos policias morrem todos os dias e ninguém da a minima? um bandido morre todos ficam revoltados porque era de menor ou era filho de alguém conhecido, quantas “mãe” levam telefones, drogas, meios de comincaças pros “filhos” dentro das prisões? A policia invade, mata vagabundo pra se defender e a população ainda acha errado! Por isso o Brasil no exterior é um dos países mais perigosos e violentos do mundo, a população tem que entender que estamos dentro de casa e só sabemos de coisas por jornais que manipulam as informações a realidade é muito diferente do que a qe voces assistem no mundo socialite de vocês! Meu irmão de 17 anos viu uma reportagem onde o policial a paisana abre fogo contra o um bandido que atirou contra ele e me perguntou “porque o policial atira sem parar,se fosse eu iria sair correndo” e eu respondi “iria sair correndo e deixar ele correr atras de tu atirando em voce? Se atirou em voce voce atira pra matar, se nao quem morre é voce!” isso é um pensamento para todos! Não é atoa que tem essa lei que as mulheres tem que ser revistadas dessa forma, é porque muita coisa ja tinha acontecido pro governo tomar essa decisão! E eu não sou porra nenhuma só um estudante, mas não gosto de hipocrisia nem dessa sociedade que nos fazem de fantoches e o pior são aqueles que acreditam em todos os tipos de jornais, reportagens! Minha irmã é jornalista de um jornal aqui do Rj e ela diz isso pra todos em casa, “Não acredita,porque é tudo manipulado”.

  312. Chacha Responder

    Na china, qdo a policia atira num bandido, a familia recebe a conta cobrando quantas balas foram gastadas pela policia com o marginal! Fazem isso para humilhar a familia! E aqui no terceirão a irma de um estuprador tem q ficar nua e ja vira noticia! PIADA

  313. SANDRA PAULINO Responder

    Ivan Longo, parabéns pela reportagem lúcida, verdadeira e corajosa. O Brasil é um país violentíssimo, apesar da famigerada idéia do “homem cordial” de Buarque de Holanda. Injusto,só encarcera os “menores” da escala social, como se vivêssemos numa sociedade de castas… Só quem já passou pelo horror q isso representa, PRINCIPALMENTE SENDO INOCENTE, sabe do que falo. Os outros são apenas pessoas revoltadas com os “efeitos” de uma política carcerária q nada evoluiu desde os capitães do mato e do tronco. Lamentável ver pessoas falando tanta bobagem, diante do completo desconhecimento do q seja a aplicação dessa regra. Quem quiser discordar, tem todo o direito e não vou absolutamente debater com néscios, mas gostaria q me apresentassem UM EXEMPLAR, um só, da elite, cumprindo pena. Saudações

  314. Lanes Responder

    Enquanto o estado não fornecer condições de trabalho decente para os agentes e uma presidio cumpra a lei, alterar a revista seria irrisório, pois o problema é a super lotação isso sim fere os direitos humanos…é mais barato fazer a revista por agentes que comprar raio x, e detectores nos padrões…o sistema esta sucateado…esse é o verdadeiro problema

  315. Jamille Responder

    Bom eu visito meu marido a 3 anos ja.graças a deus esta no final,só quem passa por essa humilhação sabe como é,nunca levei nada pro meu marido e mesmo assim sempre tinha de tudo lá dentro,ele me diz que são os próprios agentes que vendem pra eles,ate mesmo pq sentamos em um banco detectador de metal onde se a uma mulher esta com um celular dentro dela logo apita,então como tem tantos celulares lá dentro??? pra que tanta humilhação se no fim os agentes mesmo que vendem? meu marido esta preso e pagando pelo seu erro,eu gostaria que tivesse outra opção pra ele la dentro,como trabalhar,estudar e não ficar lá sem fazer nada,tem que cumprir um tanto da pena pra poder ter direito de trabalhar,direito de querer mudar?? por isso 95% saem do mesmo jeito ou piores,pq o tal “reeducando” que eles falam na verdade não existe.em 3 anos que visito vi 3 casos de mulheres levando drogas,acho inaceitável,nojento,jamais colocaria algo dentro de mim.pena terem mulheres assim,mais vamos pensar que 95% não levam nada e tem que passar por essa revista ridícula,invasora e nojenta por conta das 5% que fazem errado.alem de mim meus filhos tem que passar por isso tbm.é revoltante.e infelizmente temos que passar por isso ou não podemos entrar pra ver nossos parentes.sou tratada como uma bandida,eu não fiz e nem faço nada de errado,mais por conta da sociedade preconceituosa e dessas pessoas que fazem errado eu e muitas que são de famílias corretas tem que passar por tamanha humilhação.esse é o brasil que vivemos,que a copa do mundo é mais importante do que pessoas doentes,ou crianças querendo estudar e não tem hospital nem escolas que prestem.meu deus futebol ganha da saúde. isso é ridículo!!!! espero que meus filhos e meus netos estejam num brasil melhor.e tomara que seja aprovado a lei.

    1. Paula Responder

      Jamile, tambem tiro visita do meu filho, cujo único crime que cometeu foi ser cuidador da avó centenária e ter saído para abençoar a afilhada de 3 anos de idade, quado uma viatura com policiais passou e resolveu que ele é um traficante perigoso em minha cidade, desde esse dia luto para privara inocência de meu filho e passo por esta revista imunda , com agentes traficantes e drogados em um CDP do estado de São Paulo, la no tal de raio tem tanta droga pra ser vendida que não entendo porque tem traficante preso!! se o presídio é uma biqueira gigante.Além disto não passa sequer um final de semana que não vejo senhoras e senhores aos prantos por estarem ali visitando os filhos que não criaram para estarem lá, jogando fora potes de comida comprados com o suor de seus rostos ou com o pouco que recebem de aposentadoria , tem sim algumas pessoas que deveriam estar presas tambem , mas a imensa maioria é de gente que nunca em tempo algum de suas vidas imaginou passa r pela humilhação de ter um filho preso e ainda por cima ser estrupada por agentes do estado toda semana. Ja passou da hora desta gente reagir nos canis de direito porque não vão dar conta de espancar e colocar no pote todos os presos dos presídios do estado inteiro e ao mesmo tempo se nós familiares formos todos juntos contra o estado. SOU MÃE DE INOCENTE ENCARCERADO E SOU ESTUPRADA TODA SEMANA POR AGENTES TRAFICANTES E DROGADOS CONCURSADOS DO ESTADO DE SÃO PAULO!

    2. Paula Responder

      Jamile, também tiro visita do meu filho, cujo único crime que cometeu foi ser cuidador da avó centenária e ter saído para abençoar a afilhada de 3 anos de idade, quado uma viatura com policiais passou e resolveu que ele é um traficante perigoso em minha cidade, SOU MÃE DE INOCENTE ENCARCERADO E SOU ESTUPRADA TODA SEMANA POR AGENTES TRAFICANTES E DROGADOS CONCURSADOS DO ESTADO DE SÃO PAULO!

  316. jorniengel Responder

    Separa preso por categoria sinaleira (semáforo),somente tem direito a qualquer tipo de visita ou beneficio preso do setor verde.

  317. wilson Responder

    Penso que todos que entram em penitenciaria devem ser revistados! Se uma pequena parte, dos impostos que pagamos, estivesse investido em segurança, teríamos aparelhos potentes de raio-x e scaners para vistoriar estas pessoas.
    Moral da historia: ” No seculo XXI, com tanta corrupção, as pessoas ainda são obrigadas a mostrar o (“£$%$%”$£) BUNDÃO

  318. Luciana abulquerque Responder

    Vcs acham mesmo q armas, drogas e celulares entram somente através das famílias q vão visitar?
    Ja vi q são inocentes demais!!!!

  319. J.A Responder

    Sou ex presidiário, eu era transportador de drogas, leva cocaina, maconha para várias capitais do país, isso com 17 para 18 anos. Ou seja era mula do tráfico. Em 2003 fui predo em Brasília DF. Eu e outro camarada que foi preso junto comigo. Sou de campo grande MS e fui ser preso mais de 1000 km da minha casa, puxei 3 anos e 6 meses lá, maior veneno, no cascavel e depois na papuda. Nunca tive visita, minha mãe faleceu e eu estava preso com 19 anos de idade e não pude ver ela pela última vez. Olha só o que ganhei com o crime. Conclui mais da metade do meu ensino médio lá. Mas a maioria não querem estudar lá. Sai em 2007. De condicional. Terminei o restante do ensino médio na rua. Estudei mais dois anos e me formei em técnico de enfermagem. Antes trabalhei como entregador de panfleto na rua, como faxineiro de oficina de concessionária de carro, depois como entregador de pizza com a moto que financiei, como ofice boy em um escritório de contabilidade. Aí vendi a moto financiei meu carro zero, financiei a casa própria, e com o curso de enfermagem entrei num hospital particular e atendo um paciente na casa dele que me paga o dobro que ganho no hospital. Quando sai da cadeia percebi que só perdi com o crime, vi o tempo que fiquei lá, o que passei lá dentro e vi que o crime não compensa. E tomei minha decisão, a vida é uma decisão, ou vou para direita ou para esquerda. Sigo este caminho ou aquele. Todos somos responsáveis pelo que escolhemos. Em 2003 escolhi o crime, e paguei por isso. Arquei com minhas escolhas. Já em 2007 escolhi um novo caminho e hoje em 2014 graças a Deus que me da vida e saúde estou colhendo os frutos da escolha de 2007. Não é o sistema que vai definir seu futuro, é sua decisão. É lógico que um sistema mais bem preparado contribui. Mas no final a decisão é sempre sua. Portanto não culpem o sistema, o judiciário, a polícia, o governo e etc…. esses todos são falhos assim como quem cometeu o crime e foi parar no sistema. Mas culpem seus atos, culpem suas decisões, assumem suas decisões e decidam por não cometerem o mesmo crime por uma segunda vez e voltarem para o sistema novamente. Parem e pensem o tanto de reicidente que existem no sistema? Eles decidiram voltar aos delitos por conta própria. Falta serviço na rua? Não isso é mentira. Falta escola? Não. Hoje está tão fácil, existem supletivos, fieis financiando faculdades. Na minha cidade tem tanta oferta de emprego, todo dia o jornal anuncia muitas vagas em obras de construção, mas quase ninguém quer. Digam isso mães aos seus filhos, peça a eles para tomarem a decisão correta. Parem de culpar isso ou aquilo, de fazer reclamações da revista, presidio nunca vai mudar isso, sempre vai ter a revista. E outra mulherada coloca celular e droga pra dentro de presideo sim, coloca droga, e por onde? Pela vagina. É verdade sim, agente penitenciário corrupto passa também, passa sim, mais a mulherada manda ver. Então sempre vai ter a revista. Não adianta reclamar. E olha eu falo do que sei, sou ex presidiário sem orgulho gente. Digo infelizmente. Só pra vocês terem idéia aqui onde moro esses tempo atrás foi feito uma operação pente fino no presídio de segurança máxima e o noticiário informou que só com um preso foi encontrado 9 aparelho de celular. Brincadeira né gente? ! Que que o cara quer com isso? Crime gente. Essa é a escolha dele antes de sair. Será ele merece sair? Um outro preso foi descoberto que ele tinha Facebook. Kkkkk brincadeira né! Mas agora acabaram com a festa de todos eles, instalaram bloqueadores de celular de verdade e ninguém mais deles usam. Ufa! Isso em campo grande MS gente. Por tanto minha conclusão é essa, o cara errou? Vai ter que pagar por sua pena. E a família vai ter que passar pela revista sim. Ou então que não vá visitar seu familiar. Para a família e o preso sente junto análise o sofrimento e não volte para esse lugar horrível.

  320. Manoel de Mello Souza Responder

    Há algo que me deixa incomodado, envergonhado. exaltado e indignado:é falta de iniciativa, é desprezo pelas pessoas pobres ou simplesmente é omissão (escolha a alternativa, que eu já fiz a minha) ou falta de verba. Por que nas penitenciárias femininas não se usam tecnologias modernas de varredura eletrônica das pessoas que visitam as presas e mesmo destas últimas?

  321. Igor Pocchini Responder

    E além de tudo, toda essa humilhação não impede em nada que haja drogas, celulares e armas brancas nas mãos dos presos. Pois quem leva isso pros detentos são os próprios agentes de segurança e advogados e, ainda, a falta de uso de bloqueadores de sinal de celular, que só não é usado porque quem manda na cadeia são os presos.


x