“Ele tinha uma pistola”. Mãe de DG afirma que foi ameaçada de morte

Maria de Fátima caminhava pela rua, na Lagoa, zona sul, quando foi abordada por um homem, de dentro do carro, armado

307 1

Maria de Fátima caminhava pela rua, na Lagoa, zona sul, quando foi abordada por um homem, de dentro do carro, armado

Por Redação

Maria de Fátima da Silva, mãe do dançarino Douglas Rafael da Silva, o DG, afirmou, na noite desta segunda-feira (28), que foi ameaçada de morte.

De acordo com a mãe do dançarino, a ameaça ocorreu na rua, enquanto caminhava pela ciclovia da Lagoa Rodrigo de Freitas.

“Vim caminhando, com a cabeça meio avoada, por causa das consequências, quando eu percebi tinha um carro diminuindo a marcha perto de mim. Eu vi que ele abaixava o vidro, vi que de dentro saia um braço com uma tatuagem, ele tinha uma pistola 360. Eu corri e me escondi atrás do poste”, afirmou Maria de Fátima ao G1.

Segundo a mãe de DG, o homem ainda falou com ela. “Ele disse: ‘Eu vou calar sua boca, se você não ficar quieta, eu vou calar sua boca.”

Mais tarde, a mãe de DG participou, com familiares e amigos, da missa de sétimo dia em homenagem ao dançarino, que morreu no último dia 22. 

Foto: Reprodução/TV Globo

 



No artigo

1 comment

  1. Miliko Responder

    Conhece arma melhor que policia.


x