NBA bane dono do Clippers por comentário racista

Donald Sterling não poderá mais comparecer aos jogos da liga e será forçado a vender sua franquia Por Redação...

320 0

Donald Sterling não poderá mais comparecer aos jogos da liga e será forçado a vender sua franquia

Por Redação

Quando os comentários racistas de Donald Sterling foram divulgados pelo site TMZ Sports, o dono da franquia Los Angeles Clippers na NBA foi criticado por diversas personalidades, como Rihanna, Snoop Dogg e Al Sharpton. Mas as consequências das declarações preconceituosas do empresário não acabaram por aí. O comissário da NBA, Adam Silver, anunciou na última terça-feira (29) que Sterling está banido para sempre da liga.

O dono do Clippers não poderá mais ir a jogos ou treinos da NBA, não poderá estar presente em instalações do Clippers, não poderá participar de nenhum negócio ou decisão pessoal de jogadores e foi banido dos encontros do Conselho Governamental. Ele ainda deve pagar uma multa de US$ 2,5 milhões (aproximadamente R$ 5,5 milhões) e será forçado a vender sua franquia.

Desde que a gravação de uma ligação telefônica com sua namorada, a modelo V. Stiviano, veio à tona, vários patrocinadores desvincularam suas marcas do time dos Clippers. Na conversa, Sterling reclama de uma foto da companheira ao lado do jogador Magic Johnson e pede que ela não leve mais negros às partidas.

“Me incomoda muito que você queira publicidade sobre estar associada com pessoas negras. Você tem que fazer isso?”, diz ele. “Você tem que fazer isso? Você pode até dormir com eles. Pode fazer o que quiser. O pouco que eu te peço é que não promova isso e não os leve aos meus jogos. Não o coloque [Magic Johnson] em um Instagram para que o mundo veja e me liguem. E não o traga aos meus jogos.”

Foto: Reprodução/Flickr



No artigo

x