Codecademy lança versão em português

Plataforma que ensina a linguagem da programação de graça já possui versão beta para brasileiros

714 0

Plataforma que ensina a linguagem da programação de graça já possui versão beta para brasileiros

Por Marina Lopes, do Porvir

Há quem diga que, no século 21, aprender programação será tão importante quanto aprender a ler. Em um mundo repleto de novas tecnologias, conhecer a linguagem das máquinas pode ser uma habilidade necessária. Para compreender o mundo dos códigos, já existem diversas opções on-line que estão disponíveis gratuitamente. Uma das mais famosas internacionalmente é o site americano Codecademy. Para a alegria dos brasileiros, durante o Transformar 2014, o cofundador da plataforma Zach Sims anunciou o lançamento da versão em português.

No site da Codecademy é possível ter acesso a aulas de diferentes linguagens de programação, como o JavascriptHTML, CSSPHP e JavaScript. Baseado em princípios de gamificação, o serviço permite que o usuário faça um cadastro e receba feedbacks de seu desenvolvimento, recebendo medalhas para completar exercícios e podendo exibir a sua pontuação para outros usuários. 

Para Zach Sims, a programação é uma das habilidades mais importantes do século 21. Com esse conhecimento é possível estimular o raciocínio lógico e melhorar a capacidade de resolução de problemas, itens considerados indispensáveis nos dias de hoje. “A programação é multidisciplinar porque você muda a maneira de pensar”, explicou. Segundo ele, com a Codecademy, o usuário consegue treinar essas habilidades da forma que quiserem e quando desejarem.

Com a plataforma, o usuário pode aprender no seu próprio ritmo. Ao passar pelas lições, é possível relacionar conceitos práticos e teóricos, fazendo tarefas para aplicar o conhecimento adquirido. No decorrer do curso, conforme o usuário avança, também precisa resgatar conceitos aprendidos anteriormente para completar as novas tarefas.

Mitchel Resnick, professor do MIT Media Lab, também acredita que a programação é uma habilidade importante para este século. “Não devemos aprender apenas a programar, mas programar para aprender”, afirmou durante o Transformar. De acordo com ele, o aprendizado de programação oferece para as pessoas a oportunidades de terem fluência nas novas tecnologias. Trabalhar essa habilidade na sala de aula também pode ser uma ótima ferramenta para oferecer oportunidades de criação e personalização. “Precisamos proporcionar oportunidades para que as crianças sejam pensadores criativos. Se permitirmos que elas construam coisas no mundo físico e virtual, unindo as duas, estamos criando novas dimensões para aprenderem”, defendeu.

Foto de capa: reezabrat / Fotolia.com



No artigo

x