Merkel e Hollande ameaçam intensificar sanções à Rússia

Medidas mais duras serão adotadas caso haja problemas nas eleições presidenciais da Ucrânia, declararam os líderes em comunicado conjunto Por Redação...

208 0

Medidas mais duras serão adotadas caso haja problemas nas eleições presidenciais da Ucrânia, declararam os líderes em comunicado conjunto

Por Redação

Caso sejam prejudicadas as eleições presidenciais da Ucrânia, marcadas para o próximo dia 25, a França e a Alemanha adotarão sanções mais duras à Rússia. A afirmação foi feita, no último sábado (10), pela chanceler alemã Angela Merkel a e pelo presidente francês François Hollande, em um comunicado conjunto.

“Estamos prontos a adotar novas sanções contra a Rússia se as eleições de 25 de maio fracassarem”, disse Merkel, juntamente a Hollande, em entrevista à imprensa, em Stralsund, na Alemanha. As medidas, que afetariam áreas como energia, defesa, serviços financeiros e engenharia, seriam mais intensas do que as discutidas pelos líderes da União Europeia no mês de março, em Bruxelas.

No comunicado, os líderes também pediram uma intervenção do presidente da Rússia, Vladimir Putin, para que as eleições aconteçam de forma tranquila e declararam que os referendos planejados em várias cidades do leste do país são ilegais. Além disso, solicitaram uma “redução visível” das tropas russas na fronteira ucraniana.

Foto de capa: Reprodução/RT



No artigo

x