Propaganda do PT destaca baixo desemprego no país

Inserção veiculada na TV destaca que "é preciso saber preservar o que conquistou" e que "o emprego de hoje não pode voltar a ser o desemprego de ontem"

418 0

Inserção veiculada na TV destaca que “é preciso saber preservar o que conquistou” e que “o emprego de hoje não pode voltar a ser o desemprego de ontem”

Da Redação

Foi ao ar nesta terça-feira (13), a nova campanha do Partido dos Trabalhadores. As novas peças para TV e rádio destacam avanços sociais dos governos Lula (2003-2010) e Dilma (2011-2014). “Não podemos voltar atrás”, diz o vídeo, que retrata uma família em melhores condições hoje do que no passado.

A propaganda reforça a baixa taxa de desemprego, o aumento de poder de consumo e a redução da pobreza. O coeficiente de Gini, que mede a desigualdade de renda no mercado de trabalho, passou de 0,594, em 2001, para 0,527, em 2011.

Em março deste ano, a taxa de desemprego nas seis maiores regiões metropolitanas do país ficou em 5%, segundo o IBGE. Esse é o menor índice para o mês desde 2002. “Nosso emprego de hoje, não pode voltar a ser o desemprego de ontem”, diz o vídeo.

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) afirma que o Bolsa Família já tirou 36 milhões de pessoas da situação de extrema pobreza. Relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgado nesta terça, cita o Bolsa Família “como exemplo de iniciativa de transferência de renda que reduziu significativamente a pobreza e contribuiu para recobrar o status social das mulheres pobres”.

Já a política de valorização do salário mínimo provocou aumento real (acima da inflação) de 75% de 2002 a 2014.

O vídeo irritou a oposição, que havia prometido “medidas impopulares” se Aécio Neves (PSDB) assumir o governo.

Assista abaixo ao vídeo:



No artigo

x