“Não sou homofóbica, esse povo que é cristofóbico”

Cassada pelo Conselho Regional de Psicologia do Paraná nesta sexta-feira (16), Marisa Lobo se declara injustiçada: “Meu erro foi não querer tirar ‘psicologia cristã’ do meu site”

3950 68

Cassada pelo Conselho Regional de Psicologia do Paraná nesta sexta-feira (16), Marisa Lobo se declara injustiçada: “Meu erro foi  não querer tirar ‘psicologia cristã’ do meu site”

Por Isadora Otoni

Marisa Lobo foi cassada pelo Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) na sexta-feira (16). O processo corria em sigilo, mas o senador Magno Malta (PR) realizou um discurso no plenário do Senado revelando a decisão e defendendo a psicóloga. De acordo com Lobo, ela sofre perseguição religiosa pelo CRP. “Não sou eu homofóbica, esse povo que é cristofóbico”, declara.

A psicóloga afirmou que vai recorrer ao Ministério Público contra a decisão. Ela se diz inocente das acusações a respeito da “cura gay”. “Quem inventou isso foi a AGLBT [Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais]. Tenho pacientes muito respeitados que gostam de mim, que são homossexuais e que continuam homossexuais”, contou. “Meu erro foi  não querer tirar ‘psicologia cristã’ do meu site”.

“Tentaram me enfiar o tempo inteiro nesse troço de homofobia. Eu tenho 49 amigos em um grupo de Whatsapp que são ex-homossexuais com suas famílias. E são seus meus amigos”, disse, para provar que não é preconceituosa. “A minha filha tem três amigas que são lésbicas. Olha como Deus é bom, né? E elas trabalham com a minha filha e dormem aqui na minha casa”.

Apesar de acreditar que a psicologia deva ajudar as pessoas a fazerem suas escolhas, Marisa responde que não pode orientar homossexuais a se tornarem heterossexuais. “A psicologia não pode [ajudar uma pessoa a se tornar ex-gay] porque o Conselho não permite”, explica. Para ela, isso é tirar “a liberdade das pessoas de não querer viver essa vida”.

Por nota, o Conselho Regional de Psicologia afirmou que não vai se manifestar sobre o caso. “As informações referentes ao processo são sigilosas até o resultado do julgamento, que ainda cabe recurso à instância federal”.

Assista ao discurso de Magno Malta:

(Foto de capa: Agência Câmara)



No artigo

68 comments

  1. Guilherme Responder

    Religião não tem nada a ver com profissão. Pq as pessoas tem tanta dificuldade em separar a vida pública da privada? Psicólogo é no consultorio, e cristão é no templo..

    1. Caio Responder

      Guilherme, eu não sou cristão durante alguns minutos em um templo, que é um amontoado de tijolos. Sou cristão 24 horas por dia, em qualquer lugar que estiver, fazendo qualquer atividade. Existem milhares de livros ou mesmo estudos que você pode ter acesso para ter uma melhor clareza sobre o assunto. Abraços!

      1. Thiago Fontoura Responder

        Ta, bonitinha sua frase, mas ele esta se referindo a separacao ideologica meu caro, nem todo mundo quer ou vai viver de acordo com preceitos cristaos, e assim a vida segue, a psicologia tem tecnicas proprias, nao tem como querer enfiar a biblia e no meio nao meu caro. Uma coisa e uma coisa e outra coisa e outra coisa. Nem vem meu caro. Pouca ideia pra vc. A ideologia dos evangelicos sempre foi evangelizar ou catequizar o mundo, como no caso dos catolicos, tanto que arrebentaram com meio mundo pra convencer a todos de sua verdade absoluta. Dar brecha em qualquer meio cientifico para fundamentalismo religioso e um perigo, olha si o senado como esta, igual praga… Areas de atuacao e pensamento tem que manter distincoes para o bem de todos.

    2. Claudeth Clair Responder

      Ela deixa bem claro que não pratica, ou tenta curar gays. Mas todo psicólogo atende gays que não estão felizes com sua condição. Se o gay procura ajuda, por que não tentar junto com ele descobrir se aconteceu algum trauma na infância que o fez não gostar do sexo oposto?
      Um filho por exemplo, que tem um pai autoritário, que bate na mãe, ele pode crescer rejeitando a ideia de ser homem. Não vai querer ser como o pai. E por que a ciência até hoje não fez nenhum estudo para descobrir mais sobre o assunto? Eu me preocupo muito com os gays. Penso que eles não são completamente felizes e ninguém busca um estudo para ajudá-los. Minha amiga ficou indignada porque procurou 2 psicólogos pedindo ajuda para sua homossexualidade e foi dispensada pelos dois, que disseram à ela: pode continuar. Tá tudo normal. E ela não acha normal e não tem mais onde procurar ajuda.

      1. Christian Responder

        Erm, sobre essa coisa de trauma na infancia, é balela, não existe comprovação alguma que relacione o trauma com o fato da pessoa se tornar homosexual.
        E eles fazem estudos, e todos os estudos indicam que não tem como mudar, que é algo natural e normal
        O que sua amiga deveria fazer é aceitar que é algo natural, afinal até animais selvagens

      2. Fabiane Responder

        Percebe-se, Claudeth, que você não entende nada da Psicologia.

        Parabéns ao CRP-08 pela medida, que tardou mas não falhou!

  2. Ivone Pita Responder

    FONTES: site GospelMais e um discurso do Magno Malta. Cadê a cassação?não tem registro pq está em processo e no conselho REGIONAL e não federal d psicologia que é a instância q pode cassar .

    O que se quer é que a gente alimente EXATAMENTE o que eles desejam: polêmica para marketing. PAREM, por favor, de promover GRATUITAMENTE e com bastante afinco e dedicação nossos próprios ALGOZES. Obrigada.

    @ivonepita

    1. Dani Responder

      É exatamente isso.

      Chega de bater palma pra doido dançar.

    2. Canildo Responder

      Perfeito, Ivone. O que eles querem é repercutir enquanto podem com estas falácias, para se garantir nas eleições.

  3. marcelo bicarato Responder

    sobre a frase da moça, que dá título a este post, será que ela não percebe MESMO o tamanho da estupidez que está embutida ali?

  4. Ney Lopez Responder

    O referida psicóloga está filiada no PSC de Ratinho Junior e será candidata a deputada em coligação com o PR de Malta. Prometem eleger a maior bancada anti gay do Brasil.

  5. Andreia Responder

    Esse é um assunto complexo, mas tirando o fato do ataque claro ao cristianismo nos últimos tempos algo impressionante, em cada 100 homossexuais que passam por alguma terapia para mudança de orientação sexual se 1% conseguem mudar, quem tem o direito de criticar essa terapia? Não seria isso um ataque daqueles que consideram ou que querem considerar a homossexualidade como algo normal? Para mim isso é uma tese de maioria, a grande maioria dos psicólogos sendo que muitos são homossexuais não aceita essa visão de mudança, então atacam uma minoria que aceita.

    1. schw Responder

      Andreia, a cura gay acontece por meio de lavagem cerebral, uma forma de tortura, que pode ser mais enfatica, ou menos. As clinicas de cura gay nos EUA forma fechadas por causa do alto indice de suicídios entre os “curados”. Então, respondendo a sua pergunta, se 1% dos pacientes se suicidam em consequencia de uma “cura” que diz que eles não podem ser quem elas são (ou seja, que são erradas e só serão amadas se mudarem), então essa “cura” deve ser proibida. E se a homossexualid\de não é “normal”, pq ela ocorre entre 126 especies? foram psicologos que fizeram a cabeça dos leões gays?

      1. Mário Responder

        não existe cura gay

      2. Caio Responder

        De onde vc tirou isso de cura gay no Brasil? Faz assim, pega o texto famoso apelidado de cura gay e leia, por favor, LEIA. Somente isso, leia.

    2. Fernanda Responder

      Digamos que exista essa possibilidade, então vale a pena tirar dinheiro e fazer sofrer 99% de pessoas para que 1% se “cure”?

      1. Beca Responder

        Leão gay? De onde vc tirou isso? Não há relatos em nenhuma literatura científica de espécies não humanos que copulem pelo ânus, até pq as outras espécies copulam para perpetuar os genes, não pelo prazer propriamente dito. Este é um comportamento EXCLUSIVO da espécie humana e se a nossa espécie já adota este comportamento não vejo o pq de considerar isso errado ou doença. Na minha opinião sempre existiram e sempre existirão homossexuais, as pessoas precisam aprender a respeitar ao invés de querer julgar ou condenar o que acham que é certo e errado.

        1. Christian Responder

          Beca, pare de falar sobre coisas que você não sabe, existem especies SIM que possuem praticas homosexuais
          http://www.news-medical.net/news/2006/10/23/20718.aspx
          http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_animals_displaying_homosexual_behavior
          http://pt.wikipedia.org/wiki/Homossexualidade_no_reino_animal

          E não me venha com essa de que Wikipedia não conta, porque ai eu trago mais artigos de outras fontes cientificias

  6. Bruno Caldas Responder

    Fico muito feliz em ver que o conselho fez valer o código de ética profissional.

    1. Thiago Fontoura Responder

      Eu tambem Bruno!

  7. luis Responder

    sempre achei esse magno malta um bosta

    1. Eliana Braga Responder

      Um bosta, que usou pedofilia para sua reeleição !!! … Trambiqueiro safado !!!

  8. thiago Responder

    Eu sou Homossexual e serei até a minha morte pois Deus me ama assim não me importo com fundamentalismo cristã pois sei que ele vão resgatar tudo que eles fazem contra os homossexuais, usam a biblía para camufla o preconceito e a repulsa por gay mais estou cagando e andando com isso!!!

  9. Carlos Ulhoa Responder

    É lamentável tal decisão. O povo cristão não pode acomodar-se diante dessa afronta, antes deve manifestar-se favorável a essa corajosa psicóloga. A psicologia, no Brasil, está tomando um rumo de oposição ao cristianismo, que é a única opção para homossexuais e heterossexuais serem salvos e felizes.

    1. schw Responder

      CArlos, então me explica o alto indice de suicido entre os “curados”. Gente feliz e salva se suicida???!!!

      1. Maia Responder

        Olá schw , adoraria saber mais sobre estes dados do suuicidio, pois acredito que se a pessoa cede de seu desejo íntimo , ela vai em direção a depressao o que teria ocasionado estes suicidios. venho acompanhando o caso da sra. marisa que não posso chamar de psicóloga pois nada aprendeu , mas não tenho dados sobre ex gays e gostaria de te pois recentmente este tem sido o argumento dela constantemente. Obrigada

  10. Caio Responder

    Qual a primeira alternativa do cristão quando criticado por exercer em sua profissão, teoricamente secular, um proselitismo religioso?

    Se dizer perseguido. Reparem.

    É impressionante como a ideia de “perseguição aos cristãos” serve ao senso comum; mesmo nas igrejas é difundida a ideia que “é difícil ser cristão” (quando é a coisa mais fácil do mundo – puta desonestidade intelectual falar isso). Quanto mais tentamos dissociar essa ideia religiosa de coisas seculares, mais eles se apegam a esse argumento, e mais isso serve como confirmation bias para pessoas que promovem atrocidades numa sociedade (teoricamente, de novo) evoluída e livre.

    1. Leandro Lima Responder

      Caro Caio,

      Os homossexuais fazem o mesmo.

      1. Caio Responder

        …?
        E daí? Uma coisa justifica ou invalida a outra?
        Além disso: Homossexuais representam uma minoria, tanto argumentativa, quanto numérica. É óbvio que SÃO, de fato, perseguidos. Não vejo atrocidades propostas pelos homossexuais também.

        Fica fácil se dizer perseguido quando está do lado do mais forte.

        Ô argumentinho irrefletido.

        1. Fabiane Responder

          A população LGBT no Brasil tem os maiores índices de assassinato no mundo, crimes esses cometidos POR CAUSA de sua orientação sexual.

          Quantos cristãos são assassinados por dia POR CAUSA de sua opção religiosa??

          Isso aí que aconteceu com a equivocada da Marisa não é nada! Não venham comparar uma coisa com a outra! ¬¬

  11. Marco Aurélio Responder

    A psicologia sempre foi tão relativista e subjetiva a unica explicação para essa arbitrariedade é uma ditadura gay dentro do conselho de psicólogos.

    1. purcotes Responder

      subjetiva e relativista? Já estudou Psicologia? Conhece os trabalhos de Wundt, Skinner, Pavlov, Freud, Jung, Lacan, Moreno? Estude, só um pouquinho.. mas só um pouquinho.. não precisa muito.. se não for pedir demais

    2. schw Responder

      Marco Aurelio, quando o conselho criar o conceito de “cura heterossexual” vc vai poder falar de ditadura gay. Agora, o que há é homofobia disfarçada de crença religiosa.

  12. Themis Aragao Responder

    A reportagem poderia pelo menos colocar um profissional explicando melhor as questoes éticas realacionadas a isso. explicando o por quê que homosexialidade nao é doenca. Acho que qualquer matéria jornalística deveria dar o mesmo peso aos 2 lados. Na matéria acima só falou dos argumentos (vazios diga-se de passagem) da dita psicóloga e deu destaque para defesa do senador. (uma lástima) matérias como essa sao um convite para promover o debate ecolocar os marcos éticos que englobam o caso. Infelizmente perdeu a oportunidade de trazer pontos positivos dessa decisao.

  13. Lee Responder

    Não, Marisa Lobo, seu erro foi ser uma demente e ignorar completamente o código de ética do ofício que você escolheu seguir, não ver o seu flagrante delito e ainda se fazer de vítima injustiçada, não vendo a cagada que fez.

  14. Sheila Responder

    Alguém avisa para esse senador que psicóloga pode ser cristã, só não pode é misturar religião com a ciência para chamar de cura gay. Ele é tão burro que vem falar de “opção sexual” e chama a vice-presidente do partido dele de “o travesti”.

  15. Maria de Lourdes Responder

    Quanto mais ela dá declarações, mais piora sua situação. É homofóbica mesmo!!

  16. Junior Responder

    A quem diga que foi uma condenação injusta por falta de provas e violação de direitos religiosos, mas, a frase, “Psicologia Cristã”, diz tudo, e se fosse, odontologia católica ou medicina espírita?

  17. Luciana Carrero Responder

    Considero que a psicologia deve tratar o homossexual, se este pedir. Negar este direito é desumano. Se aparecer um homossexual que desejar “curar-se”, que estiver angustiado e indeciso, a quem vai recorrer? Já, por exemplo, anunciar cura gay pode ser considerado anti-ético, e até originar cassação, pelo conselho, mas não é ilegal nem prejudicial a ninguém. Se um gay quiser ser “curado”, por que não aceitar tratá-lo, ajudando-o a descobrir sua verdade? Considero, ainda, que querer curar o gay, compulsóriamente, é crime.

    1. antonio Responder

      Homossexualidade não é doença. A discussão acaba aqui.

    2. schw Responder

      Luciana, eu trabalho cm crianças dislexicas. Algumas pessoas dizem q podem curar dislexia. Bem a dislexia decorre de dipslasias no cerebro que tornam uma região inoperante. Isso acontece por causa de uma anomalia no cromossomo 6. Não tem cura. Se um gay procurar uma cura, como os pais de crianças dislexicas procuram umna cura para seus filhos, a unica coisa honesta a fazer é dizer que não há cura. O que é preconizado como cura gay é uma forma de lavagem cerebral (de tortura, portanto). Também tem gente que diz que pode curar asma (q também não tem cura) com veneno de cobra. Não cura. Voce acha humano dar veneo de cobra para um asmatico? Pois é, dar lavagem cerebral para um gay tem o mesmo efeito curativo, e efeitos nefastos tanto quanto.

      1. Fabiane Responder

        schw, parabéns pelo excelente argumento! é um alívio muito grande encontrar vida inteligente nos comentários!

  18. Nunes Responder

    Cristofóbico, essa foi a melhor que já ouvi, fobia de Cristo ou de cristão, até certo tenho mesmo, pq lutam constantemente contra laicidade do estado, não respeitam a individualidade alheia e querem impor seus dogmas religiosos em quem sequer tem obrigação de segui-los.
    Outro ponto, Cristofobia, quando a senhora ou algum cristão nesse país foi despedido do trabalho, discriminado ou até mesmo vítima de violência por ser cristã? Pior, ninguém ou nenhum homossexual quer que outro não tenha o direito de buscar auxilio de um psicólogo se não se sente bem com sua orientação, a questão é levar essa pessoa a ter respeito por si, aceitação e auto estima, não levá-lo a pensar ou agir contra sua própria natureza. Ninguém procura auxilio pra deixar sua homossexualidade e sim por questões sofridas desta sociedade preconceituosa e hipócrita em que vivemos.Eu já fui vítima dessa ações e fiquei pior ainda e trago traumas disso até hoje.Esse lance todo de ex homossexuais é muito falácia, engodo e mentira, queria que algum me dissesse que deixou a pratica mas tbém não sente mais desejo algum por pessoas do mesmo sexo. Vive enfiado dentro de uma religião durante 10 anos, terapias constantes por conta da minha sexualidade e no final só tive problemas piores. Seu erro e está registrado no seu twitter e todos podem ler, são suas atitudes preconceituosas e discriminatórias, basta acessar e ler as informações, sem contar outros absurdos. E a questão é sempre a mesma, ética, valores cristãos, moral e defesa das famílias, só rindo pra não chorar, o própria senador que a defenda tem histórico maravilhoso quando o assunto são esses.
    Por fim não há cura, pq gay não está doente.

    1. Max Responder

      ‘Ninguém procura auxilio pra deixar sua homossexualidade e sim por questões sofridas desta sociedade preconceituosa e hipócrita em que vivemos’. Pois é, isso é importante de se falar, sobretudo aos que defendem que: se um gay procura o psicólogo querendo ser tratado, ele deve ter o direito.
      Acontece que o homossexual cresce e vive em uma sociedade homofóbica, de modo que ele a princípio não enxerga esta homofobia como o motivo de seu sofrimento, mas sim acredita ser a homossexualidade a razão deste. Então ele procura ajuda cheio de culpas, pois cresceu sendo levado a acreditar que aquele desejo (homossexual), que ele sabe que tem, era errado, desprezado, perigoso. A liberdade de todo homossexual começa no momento que ele dá um primeiro passo na mudança da forma de enxergar sua sexualidade, aceitando o seu desejo, e passando a entender e conhecer a homofobia.

  19. Lou Responder

    Este tratamento denominado “Cura Gay” é destinado apenas para as pessoas que querem tê-lo. Ninguém é obrigado.

    E gente a psicologia cristã é de suma importância quando o paciente é cristão… Para um cristão apenas o tratamento regular não surtiria tanto efeito.

    1. flavia Responder

      Deus me ajude a ler tanta bobeira e não me revoltar. Ser gay não é estar doente, por isso nada de cura! psicologia cristã não existe, só existe psicilogia humana e q serve pra todos independente da religião! Psicologia é ciência e nada tem a ver com religião, então não se pode misturar as coisas. Essa mulher não cumpri o código de ética, e como em qualquer outra profissão, quem não segui o código de ética e quer fazer o q da na cabeça acaba tendo o registro caçado. A psicologia é uma ciência seria q não se pode permitir achismo. Quer ser cristão, ou pregar qualquer outra expressão religiosa, faça no local certo. No consultório só o q o código autoriza.

  20. Patricia Responder

    Falar que a maioria dos psicólogos são homossexuais por isso não querem a cura!! Meu Deus de onde essa criatura tirou isso!!! O problema é que muitos desatualizados querem comparar psicologia com cristianismo. O que tem que entender é que uma coisa é ciência outra é religião. Nenhum psicólogo quer mudar e acabar com a religião e sim fazer seu trabalho sem que nenhum “desentendido” o atrapalhe. Se psicologia fosse ligada ao cristianismo não seria necessário uma faculdade específica e sim bastaria fazer teologia. Esse é o problema da sociedade a maioria se acha capaz de ser psicólogo mais não tem a mínima idéia do que é necessário para faze-lo.

  21. Sandra Responder

    Só para entender. O alcoolismo é uma doença e sua consequência provoca cirrose entre outros males e pode levar a morte. A dependência a tóxicos e entorpecentes também são maléficos a saúde. A esquizofrenia e o transtorno bipolar tem que ser tratados com medicamentos e acompanhamento psicológico, porque, a depender do nível da doença a pessoa pode matar ou suicidar. Todos necessitam de acompanhamento psicológico. Então, se a homossexualidade é uma doença, quais os malefícios que pode trazer para a saúde física e mental do Gay se não for tratado? Será que pode levar a morte?

    1. Márcio Rafael Responder

      Só faltou vc entender que homossexualidade NÃO eh doença, logo, eh de um estupidez absurda fazer comparações com alcoolismo e outras. Estudar um pouquinho não faz mal a ninguem!

      1. Zaca Responder

        Márcio, acho que a Sandra quis fazer justamente esse paralelo. Não há “malefícios” em ser Gay, portanto não é uma doença. No final da fala ela foi irônica rsrs.

      2. Jhon.B Responder

        Só espero que esse Márcio Rafael não seja psicólogo, do contrário, tenho dó das pessoas que estão na sua volta, ele não conseguiu entender o que a ‘Sandra’ disse. Ela disse que o Alcoolismo é uma doença e o Homossexualismo não é, porém disse de uma forma que satirizou as palavras em contexto. Exemplo: Homossexualismo traz algum mal a saúde? pode levar a morte? (Resposta: não) ” [Conclusão: não é uma doença].. Os entendedores entenderão :) ..Ao Márcio, só lamento pra você fera ^^

      3. Wall Responder

        Cara, e você deveria ter estudado mais português, aquela parte onde fala o que é ironia…

  22. Canildo Responder

    Esta charlatã ganhou notoriedade entre os estúpidos e fundamentalistas homofóbicos com essa tal da “cura gay” e postando inúmeras matérias ofensivas aos gays no twitter.

    Agora que teve o registro cassado, diz que tem amigos ex-homossexuais e lésbicas.

    Não tem vergonha nenhuma de mentir.

  23. edvarded Responder

    O problema eh que ela quer fazer na profissao o mesmo que ela faz na privada.

  24. Athos Vieira Responder

    Nossos parlamentares são uma lástima mesmo. Discurso tão inflamado sobre uma celeuma inexistente. Avisem ao digníssimo que o problema não é a fé da distinta psicóloga, afinal ela não foi cassada (se foi) por ser cristã, mas por oferecer uma PSICOLOGIA CRISTÃ, o que, de fato, não existe. Assim como não existe economia umbandista ou direito espírita ou engenharia católica. Ah, esses parlamentares…

  25. Caique Responder

    Tenho vontade de morrer, essa é minha vontade quando dizem curar um gay.
    Onde esta a doença? A causa, efeitos biologicos? Pq quando se trata de problemas psicologicos a causa é bem clara ! Preconceito! Repulsa, odio social, cada vez mais reforçados em nome de um Deus que castiga que fere com sua colera, conforme o dado biblico que tanto jogam na cara dos homossexuais. Querem viver esta religiosidade com pulsao de odio ? Ao menos vivam dentro de seus templos, la certamente é o minimo lugar onde deve morar.

  26. Dylan Ricardo Responder

    Vai tirar esse pereba do queixo, coisa ruim!

  27. Mony Responder

    Tempestade em copo d`água, tds em algum momento da vida podem sofrer preconceito, ninguém está livre, más chegamos a um ponto ridículo em que nada pode ser dito, se coisas tão pequenas incomodam tanto, é pq as pessoas não tem problema algum de verdade pra se preocuparem.

  28. Nina Responder

    A verdadeira orientação que um psicólogo deve dar aos homossexuais, não é ajuda-los a se “curar”. E, sim, a se auto-aceitarem, a ver que a homossexualidade não é pecado nem coisa ruim, a ajudar os gays a lidar e superar os preconceitos alheios.
    O correto é ORIENTAÇÃO SEXUAL, não “opção sexual”. Ninguém escolhe ser gay ou hetero.

  29. Satyam Responder

    Não nasci católico, nem cristão. E não quero entrar nessa discussão. Vou direto, sem intermediários, e, em silêncio, encontro Deus.

  30. Lídia Responder

    Nem quero entrar no assunto sobre a “cura gay”, mas fico me perguntando de que forma uma “profissional” que se autointitula como “psicóloga cristã” poderia atender clientes de religiões não cristãs?? Que tipo de atuação faria como pesquisadora, ou psicóloga hospitalar? Por acreditar que o psicólogo deve ser aberto a compreensão de todas as crenças, me restam infinitos questionamentos nos casos em que a prática profissional se mistura totalmente com a religiosidade (e/ou interesses políticos)…

    “Shafranske e Malony (1990) declaram que é imprescindível considerar a religiosidade do sujeito na clínica psicológica por quatro motivos: relevância da religião na cultura, incidência do fenômeno religioso na clínica psicológica, relações entre religiosidade e saúde mental, consideração dos valores na prática clínica.
    […] O psicólogo, para considerar adequadamente tais componentes, precisa ter alguma familiaridade com as tradições religiosas presentes em sua cultura e complementar seus conhecimentos com uma pesquisa clínica aprofundada da religiosidade singular do cliente. Ela inclui, necessariamente, uma compreensão do envolvimento religioso na família de origem, da educação religiosa, das experiências formadoras da fé, das experiências geradas pelo contato com instituições, comunidades e tradições espirituais.”

    Espero que o Conselho Federal de Psicologia mantenha a cassação feita pelo CRP-PR, pois esse tipo de atuação profissional feita por Marisa Lobo fere o Código de Ética Profissional, e prejudica as conquistas importantes que a Psicologia vem alcançando enquanto ciência, que caminham em sentido oposto ao de qualquer tipo de preconceito.

  31. Boris Responder

    e se a referida “psicóloga” atender alguem que é budista, ateu ou de religião de matriz africana? estará inábil a ajudar essas pessoas? entendam o por que a estrutura de um atendimento de um psicólogo tem que ser LAICO, e em resposta a Andreia, que acha um absurdo alguem entender que HOMOSEXUALIDADE É NORMAL E NATURAL, saiba: ela ocorre em PRATICAMENTE TODAS AS ESPÉCIES

  32. Boris Responder

    pesquisas já confirmaram não só a homosexualidade em várias espécies, mas homoafetividade e monogamia, como casais de golfinhos do mesmo sexo juntos há anos e assim por diante…

  33. Roney Responder

    O simples comentario de ser psicologa cristã nao descarta a habilidade de mesma em atender pessoaa de outras religiões, os ensinamentls de Cristo sao muitos validos e proveitosos para o estudo da psicologia, como nao excluia ninguem e abraçava a todos creio que Ela psicologa Cristã. esta apta a ajudar e entender o q se passa com o paciente e como diz a materia vcs sao Cristofóbicos, somos obrigados a aceitar os pensamentos de vcs mas vcs nao respeitam nossos pensamentos! Paz e bem T!

  34. belosjc Responder

    o brasil e o mundo estao mergulhados em uma corrupçao generalizada em todas as esferas da vida humana…estamos vivendo os dias de Noe e Sodoma e gomorra….a vinda de JESUS CRISTO esta mais perto que imaginamos…..muitos irao lamentar por nao o ter aceito como Salavador e Senhor de suas vidas


x