Líderes do movimento estudantil de Goiânia são presos

Operação que busca responsáveis por danos a frota de ônibus expediu quatro mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão

790 2

Operação que busca responsáveis por danos a frota de ônibus expediu quatro mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão

Por Isadora Otoni

Ao menos três jovens foram detidos na Delegacia Estadual de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) de Goiânia nesta sexta-feira (23). O delegado responsável, Alexandre Lourenço, informou que as ações fazem parte da Operação R$2,80, que começou durante a madrugada. Quatro mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão a jovens de 18 a 20 anos foram expedidos.

Integrantes da Frente de Luta GO acreditam que as prisões são uma questão política, e que os empresários do transporte pressionam em prol da criminalização dos movimentos sociais. Enquanto o delegado Alexandre afirma que três jovens estão detidos e serão encaminhados para o presídio por 10 dias, a Frente informa que eles são quatro: Ian Caetano, Heitor Vilela, Marlos Duarte e João Lenon. Os jovens integram coletivos como Movimento Estudantil Popular Revolucionário e Frente de Luta pelo Transporte.

De acordo com Alexandre, a operação foi feita após “investigação da queima de veículos do transporte público em Goiânia”. Os estudantes, no entanto, foram autuados por incitação à violência física, dano contra o patrimônio público e associação criminosa, como o próprio delegado informou em entrevista para o Portal 730. Materiais como computadores, celulares e panfletos de divulgação de protestos foram apreendidos para compor provas contra os líderes de movimentos estudantis.

Estudantes da Universidade Federal de Goiás (UFG) estão se mobilizando a favor dos detidos. Uma carta em repúdio à operação será divulgada ainda nesta tarde. Em sua página no Facebook, a Frente de Luta GO se manifestou: “As detenções foram mais um golpe da máfia dos transportes, e aliados. Todo apoio jurídico nesse momento faz se necessário”, dizem.

(Imagem de capa: Reprodução/Facebook Frente de Luta GO)



No artigo

2 comments

  1. ze caixeta Responder

    Esse bando de maconheiro da ufg tem que estudar e ficar quietinho… vai quebrar as coisas dos outros…vao pagar

  2. Brisa Responder

    Esses empresarios do transporte sao piores q vermes. Quebrar os seus bens e a unica forma de atingi-los.


x