Suspeito por “caminhar de forma apressada”

A história de Everton Rodrigues, ativista do movimento Software Livre que foi algemado e detido após fotografar um carro de polícia estacionado em cima da calçada

994 28

A história de Everton Rodrigues, ativista do movimento Software Livre que foi algemado e detido após fotografar um carro de polícia estacionado em cima da calçada

 Por Redação

No seu horário de almoço, Everton Rodrigues caminhava na avenida Heitor Penteado, zona Oeste de São Paulo, quando viu um automóvel da Polícia Militar estacionado em cima da calçada. Sacou o celular e tirou uma foto da infração de trânsito cometida. Na volta do restaurante, foi seguido por um policial, algemado e levado para a delegacia, sob acusação de “desobediência”. No boletim de ocorrência, consta: “o averiguado, que ao perceber a presença da polícia, se portou de maneira suspeita, caminhando de forma apressada, razão pela qual resolveram abordá-lo”.

“O que senti e sinto agora é que o Estado de Direito e a sociedade brasileiras são reféns da Polícia Militar. Não é possível que descumpram a lei a todo momento e tenham certeza de que estão fazendo tudo corretamente”, conta Everton, ativista do movimento Software Livre e do Coletivo Sacode. “As pessoas não podem fazer nada demais, fui preso por que me tornei um suspeito.”

“A abordagem foi totalmente desnecessária e além disso o policial não apenas pediu a identificação [de Everton] como já o segurou de maneira agressiva com o uso de algema, sendo que as imagens demonstram que ele estava calmo”, conta Daniel Biral, do Advogados Ativistas, que assistiu Everton. “As informações colhidas na delegacia demonstraram que ele foi violentamente conduzido sem motivo aparente, e os policiais ainda cometeram outros dois crimes: violaram sua intimidade retirando o seu celular, adentrando as informações pessoais e apagando as fotos que registravam a infração de trânsito; e apagaram uma prova colhida por ele que poderia ser utilizada em sede judicial para justificar tanto a condução ilegal como o abuso de autoridade, crime tipificado na Lei Carolina Dieckmann, artigo 154-A, parágrafo 3º.”

Biral comenta ainda sobre as abordagens policiais, comuns em diversos lugares, principalmente nas periferias das grandes cidades. “A Polícia Militar trabalha com alguns conceitos muito vagos. Ordem pública, por exemplo, não se sabe até hoje o que é; outro conceito vago é a ‘fundada suspeita’, por que o policial militar, em sua função ostensiva de tentar evitar o crime, só o pode fazer em sua presença, não abordando a todos sem motivo aparente. Ele só pode prender em flagrante delito, não é um agente da polícia judiciária e não fez investigação antes da abordagem”, explica.



No artigo

28 comments

  1. Elias Responder

    Completa falta do que fazer, trabalhar que é bom nada, as viaturas podem ficar em cima da calçada podem ficar até mesmo dentro de uma praça, tirar da foto de uma viatura é algo suspeito diante da realidade de guerra civil que a polícia brasileira enfrenta, militantes em geral querem atormentar a polícia se lembrem que não estão na França. Esses homens não sabem se voltam vivos para casa quando saem de casa diferente do jovem que quer mudar o mundo.

    1. Denis Responder

      Pode? E porque prenderam pra apagar? Se estavam tão certos, porque colheram o celular do rapaz? Você deve ser outro da mesma raça…

    2. r. Responder

      pois é Elias, então que saiam da polícia ou arrumem outro emprego, de preferência honesto.
      E não, a PM não tem o direito de cometer infrações de transito não senhor! Não fale merda!
      E pode-se, sim senhor, fotografar qualquer cena na rua! Isso não foi permitido entre 1964 e 1985.
      Você está na época errada, deveria ter nascido na idade média, meu caro

    3. JCVJR Responder

      Elias, qual problema cognitivo você possui? Ninguém está acima da lei, ô pulha; e pelos argumentos do teu comentário percebe-se a burrice desta sociedade.

    4. anonimo Responder

      Gambé folgado se acha acima da lei. Você deve ser um deles.

    5. joao Responder

      SO MUDA DE EMPREGOO …

    6. Joel Responder

      E dai que viatura pode ficar na calçada?! já vi cadeirante ter andar na rua porque os policiais pararam viatura na calçada… onde isso é correto?

      Polícia pode sair de casa sabendo que não vai voltar, nem por isso justifica não seguir a lei e fazer seu trabalho direito! Não esotu aqui para julgar, conheço policiais que fazem a coisa correta, mas esses do vídeo/evidência mostrada acima, claramente estão perdidos sem saber o que fazer.

      1. carlos Responder

        merecia apanhar para aprender a respeitar a policia, tanto cidadão de bem tomando vaga de deficientes, dirigindo bebado e em excesso de velocidade, mas o cara quer tirar foto da policia que estacionou em cima da calçada, ha meu vai procurar oque fazer, tem gente passando fome, se drogando e roubando, eu sei que um erro nao justifica o outro, mas tem tantos erros pq escolher logo o erro da pm, os infelizes já ganham mau, sao obrigados a lutar contra o povo justo, ai vem um babaca encher o saco pois sabe que não dá em nada, so perda de tempo, merece apanhar por isso mesmo, e os policiais dificilmente ficariam na calçada por mais de 15 minutos, ainda bem que esse zé mané foi preso e que sirva de lição, tem policiais ruins mas existe ainda poucos policias bons que salvam vidas e sao honestos nesses eu acredito, e quem apoia essa tonto vamos pensar melhor nos problemas do mundo!! quando nao tiver mais nenhum problema ai sim ele pode está em tirar a foto do carro na calçada, fora isso procure algo melhor para fazer!!

  2. Paunocudainjustiça Responder

    Avisem ele que dá pra recuperar o arquivo deletado, basta usar programas como Glary Undelete e outros do gênero “recuperadores de arquivos deletados”, confere:
    http://www.baixaki.com.br/download/glary-undelete.htm

  3. Pedro Responder

    Calma aí, suspeito tirar foto de um bem público!? Estamos falando de qual país?! Falta do que fazer?! Ele estava voltando do almoço! Se não quer cumprir as Leis ou preservar a vida, melhor que nem saia de casa, peça exoneração! A PM é só para os fortes, essas pessoas que nem conhecem o CP ou o CTB só sujam o nome da corporação. Agem de forma truculenta com quem descumpre a Lei, contudo, isso também é descumpri-la, paira a pergunta: quem é o bandido(aquele que descumpre a lei)?!

  4. Elias02 Responder

    Já vi que esse Elias não sabe nada de direito do cidadão..

  5. Ne Responder

    Palhaço!
    Deveria saber já que se acha tão inteligente que a viatura se sobrepõe a sinalização de trânsito e que pode sim ficar sobre uma calçada!
    Vá se informar um pouco, existe o poder de policia descrito no Cód. Tributário que autoriza o policial a abordar, revistar e se for o caso deter.
    É mais um baderneiro financiado pelo PT pra denegrir a imagem da PM Paulista.
    Concordo com que o Elias disse!

    1. Sério? Responder

      Ok, a viatura pode parar na calçada. Mas qual o crime em tirar uma foto da viatura? Não há nenhum dispositivo legal que autorize essa prisão, e, pior, nenhum que autorize a invasão dos policiais à privacidade do preso.
      Se não é crime parar a viatura em cima da calçada, então porque apagar as fotos do celular?
      Eu não tenho nada contra a PM, só acho que, se cada um fizesse o trabalho que foi colocado ali pra fazer, não teríamos problemas.

      1. Elias Responder

        Coloquem-se na pele dos policiais, eles enfrentam o crime não vidros, tirar foto de uma viatura pode ser varias coisas dentro da mente de um policial, muitos policiais se matam ou ficam loucos pois a profissão exige muito da mente, ainda mais em um país onde PMs são mortos e nada ocorre, assim como tirar a foto de um soldado americano no Iraque é algo suspeito um PM no Brasil corre mais risco de vida que o comparado acima em um país em guerra.

    2. Guilherme Responder

      Cara, o artigo 78 do código tributário até fala sobre poder de polícia… Mas caso você não saiba, o código tributário fala sobre TAXAS, não tem nada a ver com o que você falou…

    3. Mario Responder

      Art. 29, inciso V do código de transito brasileiro: “os veículos destinados a socorro de incêndio e salvamento, os de polícia, os de fiscalização e operação de trânsito e as ambulâncias, além de prioridade de trânsito, gozam de livre circulação, estacionamento e parada, quando em serviço de urgência e devidamente identificados por dispositivos regulamentares de alarme sonoro e iluminação vermelha intermitente”.

      Ou seja, apenas é permitido o estacionamento quando em ocorrencia, Não sendo desta forma que ocorre na maioria das vezes.
      Leia, dai depois discuta! :D

    4. Joel Responder

      De fato, vá estudar as leis e depois tente discutir sobre o assunto.

  6. lana Responder

    Me desculpe, mas conheço a pessoa que foi presa…. Uma pessoa de bem, com familia e filhos e chamar ele de baderneiros, ou seja lá qual for o termo é uma verdadeira calunia. Um grande homem defensor do software livre…. Que teve seus direitos rasgados e jogado no lixo….. A polícia deve ser nossa aliada e não aterrorizar cidadãos de bem….

  7. Anomymous Responder

    só 4 letras
    A
    C
    A
    B

  8. Haroldo Lago Responder

    Por mais que se denuncie e se prove, os abusos policiais perpetrados contra os cidadãos por indivíduos despreparados e mal comandados só faz aumentar. Não passa um dia sem que novas ocorrências sejam divulgadas. Nesse caso específico a coisa é ainda mais grave. PMs detém arbitráriamente um cidadão e o conduzem à presença de uma autoridade da polícia judiciária que corrobora o arbítrio e ainda o agrava. Recentemente, um agente do DEIC disparou arma de fogo em meio a uma multidão em uma manifestação. Os PMs nada fizeram, e tanto o governador quanto o secretário não se acanham em afirmar que ‘não houve erro pois os disparos foram de advertência’, como se isso fosse algo natural e legal. Não é! Estamos em pleno estado de exceção, onde forças repressivas impedem manifestações e isso não pode ser tolerado. Ao cidadão, e à iniciativa privada, é garantido o direito de fazer tudo o que a lei não condena. Ao estado, e a seus agentes, cumpre a obrigação de fazer únicamente o que a lei determina. Esse conceito básico no estado de direito foi totalmente deturpado, e as posições invertidas. Precisamos agir para recolocar ordem nessa baderna. Em São Paulo, de cada 100 ladrões que cometam um crime apenas dois serão pegos, Nos últimos dez anos (de 2004 a 2013) foram lavrados 2,3 milhões de boletins de ocorrência por roubo no Estado de São Paulo, dos quais 2,1 milhões não foram nem sequer investigados. É a prova cabal de que o sistema de segurança pública faliu! O resultado é uma polícia que, à falta de métodos científicos, tenta se impor cada vez mais pela brutalidade, violência e desrespeito à vida. Em todos os casos, é o cidadão quem sofre. A corporação policial é mantida pelo estado, com recursos dos contribuintes, e existe para proteger o povo e não o governo. Precisamos de polícia, e não de aparato repressor! Quanto ao governador, já passa da hora de ser removido do cargo, e levado aos tribunais para ser responsabilizado por todo esse arbítrio.

  9. Everton Rodrigues Responder

    Elias,

    Sim existe insegurança inclusive para os policiais que também são vítimas do sistema de polícia militar.

    Com este sistema todos nós perdemos.

    A policiais infelizmente são comandados para não pensar. E isto precisa mudar.

    Neste não existe justificativa de emergência para o carro da PM interromper a passagem de pedestres na calçada.

    Este foi só o primeiro dos 7 crimes.

    1 carro polícia interrompe trânsito pedestres

    2 cidadão tira foto e transforma-se em suspeito que é abordado sem identificação do cabo e do motivo

    3 cidadão é algemado sem oferecer riscos sem nem ter seus dados verificados. Suspeito e não verificam os dados?

    4 cabo confisca aparelho celular sem mandado

    5 cabo viola correspondência particular.

    6 cabo apaga 2 fotos que são materiais de provas. Ocultação de provas em processo judicial

    7 policial civil irritado com situação manda cidadão tomar no cu.

    8 delegado não recebe depoimento do acusado e nem das testemunhas.

    Tá bom assim Elias? Certo é a PM né?

  10. Gustavo Responder

    O Policial está errado, agora gostaria de saber se o cidadão que posou de injustiçado, já tirou alguma foto de algum outro tipo de crime que não o praticado por algum policial, sendo mais claro, um crime cometido contra um cidadão comum por um bandido armado. Não queremos a polícia que temos, mas também não queremos fazer o serviço deles quanto mais melhorar as condições de trabalho deles, ou seja, nós portamos igual aquela família que põe alguma criança no mundo, mas não da atenção, não cuida e depois só cobramos quando não basta dar uma arma (inferior a do bandido como sabem), colete e uma viatura para realizarem o trabalho. Onde estão os que pregam que a polícia deve trabalhar e não lutam para o endurecimento das penas dos bandidos? Os secretários de segurança do rio, minas, espírito santos e sampa cobraram do ministro da justiça o endurecimento das penas, e exemplificaram o caso de são Paulo. Em um ano foram presos nada mais que quase 26 mil pessoas e nesse mesmo período foram soltos mais de 24 mil, ou seja, uma rotatividade enorme revelando o que todos nós já sabemos, a polícia prende mas alguém solta. Perseguir a polícia querendo criminaliza-la como se fosse a principal classe de criminosos do país é querer santificar homicidas, estupradores, traficantes, políticos corruptos e outros mais menosprezandos seus crimes. Se esse cidadão sofre algum tipo de ranço por conta de sentir alguma perseguição por parte do estado, seja por parte das autoridades de trânsito, seja por parte da polícia, espero que ele tenha pensado bem antes de tirar as fotos a respeito do passado desses policiais. Primeiro, eles podem ser policiais ruins ou podem ser policiais bons (não me refiro a serem 100%, ninguém é perfeito) que cumprem com seu papel quando solicitados em alguma emergência via rádio. Esses policiais sendo afastados para responderem a acusação do cidadão que foi conduzido, podem ser afastados do serviço de rua para expedientes administrativos, retirando-se então 2 ou 3 policiais que poderiam prestar serviço a população (não pensem que outros irão substitui-los), evitando um assalto, abordando suspeitos em motos, cumprindo sua função. E aí? Já pensou se algum futuro homícidio acontecer por conta dessa fotografia? Não gostaria de estar na pele desse cidadão que achou que aquela infração de trânsito cometido por esses policiais foi o principal fato na nossa história contempôranea, não desmerecendo a qualidade da denúncia, mas devemos pensar nas consequências indiretas delas, se vão melhorar ou piorar o serviço tão deplorável prestado pela população. Quando esses policiais entram em serviço, a determinação é a seguinte, vocês tem esse limite de combustível para rodarem (não gastem tudo) e se posicionem em determinado local para melhor atender a população ou chamado via rádio. Ser policial não é tão fácil quanto tirar uma foto, mas deveriam ter pelo menos o respeito de quem está nessa batalha para dar o mínimo de segurança a população, inclusive para esse fotografo.

    Veja como é a atuação de um brasileiro na polícia no Canadá
    http://www.youtube.com/watch?v=IT9OYtgEBHk

  11. Eu Responder

    A principal função da policia militar e achacar a população.
    Bandidos vestem farda…

  12. Rogério Responder

    Carlos e Elias. Sem comentários.
    Defender a postura desses imbecis só mostra que vocês são tão imbecis quanto esses despreparados.
    Faladores de merda.

  13. Gustavo Percebes Responder

    Aos policiais e amigos de policiais que estão comentando aí em cima: espero que vocês morram, seus filhos das putas.

  14. Alice Responder

    Nossa será que foi tudo isso mesmo, que o cidadão que foi detido esta fizendo? Dei um olhadinha no face do cidadão e acho que ele esta criando uma cituacão, pois no BO que o mesmo postou, diz que ele desobeceu a ordem do policial e resistiu por isso foi detido, e outra coisa coloca o vídeo na intergra, pra sabemos toda a verdade. Ha tem mais no próprio BO que o cidadão postou diz que a viatura estava fazendo um ocorrência de um acidente que ocorreu mo local. Então o que vcs acham do cidadão?

  15. rogger Responder

    FIZERAM ALGUM EXPOSED??


x