Em discurso, Dilma Rousseff defende “padrão Brasil”

Durante cerimônia realizada na cidade de São Paulo, a presidenta disse que a Copa do Mundo é motivo de orgulho

306 0

Durante cerimônia realizada na cidade de São Paulo, a presidenta disse que a Copa do Mundo é motivo de orgulho

Por Redação

Em evento realizado hoje (27), na cidade de São Paulo, a presidenta Dilma Rousseff declarou que a Copa do Mundo deve ser motivo de orgulho, principalmente no que diz respeito a sua organização. Numa crítica velada ao slogan “padrão Fifa”, Rousseff afirmou que o evento está sendo feito no “padrão Brasil”.

“A Copa tem que ser um orgulho para nós, porque o Brasil e o povo brasileiro estão demonstrando que somos capazes, fora do campo e dentro do campo, de fazer uma Copa como se deve fazer, no padrão Brasil”, declarou, durante cerimônia de anúncio de investimentos de mobilidade urbana para a Baixada Santista.

De acordo com a presidenta, é característica do povo brasileiro abraçar as pessoas e que a Copa do Mundo estaria se transformando na Copa da Celac (Comunidade dos Estados Latino-americanos). “Isso sem desfazer dos demais países, porque nós somos os que recebem, e os que recebem têm de receber todos com esse calor que o povo brasileiro é capaz, com essa gentileza, com essa capacidade de procurar a pessoa para ajudar em qualquer circunstância”, afirmou ela.

Durante a cerimônia, a presidenta Dilma anunciou R$ 481 milhões em investimentos para cidade de Santos, como parte integrante do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que terá como foco a melhoria do sistema metropolitano. “Olhar para esta região percebendo que são centenas, milhares de pessoas que circulam diariamente entre os municípios desta região, que disputam espaço em rodovias, porque estamos entre a Serra do Mar e o oceano, e em ruas estreitas disputam espaço com caminhões, com veículos que estão de passagem para outras regiões do país”, declarou a presidenta.

Foto: Agência Brasil



No artigo

x