ABGLT lança plataforma participativa às eleições 2014

Objetivo da entidade é levantar as principais demandas da população LGBT

460 2

Objetivo da entidade é levantar as principais demandas da população LGBT

Por Marcelo Hailer

A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Travestis (ABGLT) acaba de lançar a Plataforma pela Cidadania LGBT para as eleições 2014. A partir de propostas que foram levantadas nas duas últimas Conferência Nacionais do setor, os cidadãos poderão votar e sugerir quais são os pontos mais importantes  para a população LGBT e que devem estar entre as propostas dos candidatos na eleição deste ano.

Vinicius Alves, da executiva da ABGLT, disse à Fórum que a ideia é mobilizar as pessoas a participarem do processo e que, a partir disso, ver se surgem “pautas espontâneas” que não estão lá. Alves também declarou que a plataforma fica no ar até o fim de julho. “Os resultados serão sistematizados, e a partir do resultado será construído um termo de compromisso que será apresentado aos candidatos ao Executivo e ao Legislativo”, explica o ativista.

De acordo com Alves, neste ano o termo deve ser mais enxuto para angariar mais apoio à pauta. “Em outros anos, muitos candidatos reclamaram que concordavam com um ponto e discordavam de outro, então, neste ano, estamos estudando em apresentar um termo mais enxuto e deixar para o candidato escolher qual agenda apoiar, assim esperamos alcançar o maior número possível de apoiadores”, avalia.

O membro da ABGLT também comenta que a ideia  é incluir outros temas como reforma política e regulamentação dos meios de comunicação que, como explica Alves, “foram debatidos em nosso último Congresso”. O ativista revela que neste momento eles articulam uma conjunção de agendas com grupos ligados à democratização dos meios de comunicado e com os coletivos em torno do plebiscito por uma Constituinte exclusiva da reforma política, pois, afirma que a agenda LGBT “é transversal” e também passa por esses temas.

Para participar da plataforma colaborativa da ABGLT, clique aqui.

Foto: Marcelo Hailer 



No artigo


x