Viúva de Amarildo está desaparecida

Segundo a família, Beth saiu de casa no dia 30 e não voltou mais; parentes afirmam que a esposa de Amarildo está em depressão e teria tido uma recaída em sua dependência alcoólica

514 2

Segundo a família, Beth saiu de casa no dia 30 e não voltou mais; parentes afirmam que a esposa de Amarildo está em depressão e teria tido uma recaída em sua dependência alcoólica

Por Redação

Elizabeth Gomes da Silva, a viúva de Amarildo, está desaparecida há 10 dias. De acordo com a família, ela apresentava um quadro de depressão nos últimos meses e teria tido uma recaída em sua dependência de drogas e álcool. Por conta dos fatos em torno da morte do pedreiro, a família preferiu não procurar a polícia, mas sim pedir ajuda aos amigos na busca por Elizabeth.

A Polícia Civil, após tomar conhecimento do caso por meio da imprensa, iniciou uma busca mesmo sem boletim de ocorrência. Os amigos e parentes também declararam que em outros momentos, quando desaparecia, ela costumava ficar pela comunidade. Eles disseram também que estão torcendo e rezando para que nada de ruim tenha acontecido à viúva de Amarildo.

No próximo dia 14, a morte de Amarildo completa um ano. O pedreiro morreu após ser torturado por policiais militares na base Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha, favela que fica na zona sul do Rio de Janeiro. Vinte e cinco PMs foram processados e denunciados por tortura seguida de morte, 17 por ocultação de cadáver, 13 por formação de quadrilha e quatro por fraude processual. O julgamento dos acusados ainda não tem data para acontecer.

Foto: Fotos públicas 



No artigo

2 comments

  1. Franco Responder

    Realmente muito triste, mas gostaria de saber o porque não existir matérias sobre pessoas mortas por bandidos e são milhares de milhares? Qual a lógica disso?


x