Desapropriação feita por Aécio pode ajudar seu tio em ação judicial

Terreno desapropriado para a construção do aeroporto de Cláudio (MG) estava bloqueado para a venda. Valor da indenização pode ajudar ex-prefeito a pagar reparação aos cofres públicos em caso de condenação em ação movida pelo MP

573 1

Terreno desapropriado para a construção do aeroporto de Cláudio (MG) estava bloqueado para a venda pela Justiça. Valor da indenização pode ajudar ex-prefeito a pagar reparação aos cofres públicos em caso de condenação em ação movida pelo MP

Por Redação

A construção do aeroporto de Cláudio (MG), feita a partir de 2009 pelo então governador Aécio Neves na fazenda que era de seu tio-avô, o ex-prefeito da cidade Múcio Tolentino, pode resolver uma questão judicial que se estende há treze anos, beneficiando o parente do atual senador e presidenciável.

Múcio Tolentino é réu em ação de reparação de danos ao erário, por conta da construção da pista de terra batida para pouso e decolagem de aviões que precedeu o atual aeroporto. O Ministério Público Estadual apurou que, em 1983, o então governador Tancredo Neves realizou repasses para a prefeitura, então dirigida por Múcio, e cerca de Cr$ 30 milhões foram utilizados para a obra.

Em função dessa ação movida pelo Ministério Público, a Justiça havia determinado que a área fosse bloqueada, impedindo assim a sua venda. Com a desapropriação promovida pelo então governador Aécio por meio de um decreto de 20 de fevereiro de 2008, seu tio Múcio passou a ter direito a receber do Estado a quantia de 1 milhão de reais. Caso seja condenado a devolver o dinheiro utilizado na construção da pista de terra batida para os cofres públicos, o ex-prefeito de Cláudio pode utilizar o recurso da indenização para abater o montante a ser pago.



No artigo

1 comment

  1. José Carlos Torres Responder

    Deixa ver se entendi direito: Mucio Tolentino utilizou 30 milhões do erário público para construir uma pista de terra batida? Aécio Neves usou mais 13 milhões para asfaltar a pista, totalizando 43 milhões de reais dos cofres públicos e esse malfeitor ainda tem a cara de pau de liberar mais 1 milhão, a título de desapropriação, para o outro bandido? Onde nós estamos?!!!!!!


x