Para o banco Santander, sucesso de Dilma “deteriora economia”

Em comunicado enviado aos clientes de alta renda, o banco afirmou que uma eventual vitória de Dilma Rousseff vai "piorar a economia do Brasil"

585 0

Em comunicado enviado aos clientes de alta renda, o banco afirmou que uma eventual vitória de Dilma Rousseff vai “piorar a economia do Brasil”

Por Redação

O Banco Santander enviou aos seus clientes de alta renda um comunicado onde afirma que uma eventual reeleição da presidenta Dilma Rousseff “vai piorar a economia do Brasil”. O texto foi enviado junto com o extrato àqueles que possuem renda mensal acima de R$ 10 mil.

Um trecho da carta diz o seguinte: “Se a presidente se estabilizar ou voltar a subir nas pesquisas, um cenário de reversão pode surgir. O câmbio voltaria a se desvalorizar, juros longos retomariam alta e o índice Bovespa cairia, revertendo parte das altas recentes”.

Em nota, o Banco Santander diz que adota “critérios exclusivamente técnicos em todas as análises econômicas, que ficam restritas à discussão de variáveis que possam afetar os investimentos dos correntistas, sem qualquer viés político ou partidário”.

Terrorismo econômico não é novidade em época de eleição. Vale lembrar que nas eleições de 2002, quando o então candidato à presidência da República Luiz Inácio Lula da Silva despontava como favorito fez-se semelhante campanha, no caso, de que o candidato do PT não iria cumprir os acordos econômicos. À época, a campanha de Lula elaborou a Carta ao Povo Brasileiro, onde se comprometia a manter todos os acordos feitos anteriormente.



No artigo

x