Exército reformula centro de informações e tem como alvo movimentos sociais

De acordo com o portal UOL, as áreas de inteligência e contra-inteligência já começaram a ser reforçadas, e a de operações voltará a funcionar Por Redação...

916 2

De acordo com o portal UOL, as áreas de inteligência e contra-inteligência já começaram a ser reforçadas, e a de operações voltará a funcionar

Por Redação

O exército brasileiro remodelará por completo seu Centro de Informações (CIE). As áreas de inteligência e contra-inteligência já começaram a ser reforçadas, e a de operações voltará a funcionar. A reestruturação tem um alvo principal: o monitoramento de movimentos sociais. As informações são da coluna de Leandro Mazzini, do portal UOL.

De acordo com a nota, o Centro de Guerra Cibernética, localizado em Sobradinho, no Distrito Federal, também receberá investimentos em tecnologia. Oficiais de inteligência e de operações especiais, que atualmente se encontram na reserva, já estão sendo chamados para integrar a nova equipe.

Ainda segundo Mazzini, há mais de 20 anos o CIE vinha se limitando a fazer a clipagem de notícias e investigações internas do exército. Durante a ditadura militar, o departamento era responsável por perseguir os “subversivos”, e agia com total autonomia.

A assessoria do exército confirmou a reformulação, mas não forneceu detalhes sobre as novas linhas de atuação do CIE.

Foto de capa: Exército brasileiro



No artigo

2 comments

  1. Franco Responder

    Antes tarde do que nunca, vivemos em um país em guerra civil, com mais mortos que todas as guerras “imperialistas” com políticos e advogados ligados ao crime organizado que com certeza esses movimentos sociais que já possuem ligações com partidos políticos que pregam a violência abertamente também terão com os setores mais podres do Brasil.

  2. enganado Responder

    Será que está incluso nas obrigações dos CIE vasculharem as contas bancárias do pessoal da Direita, aquele pessoal que não gosta do BRASIL (Minha Pátria), por exemplo: PSDB, Aécio, FHC, çERRA, conta do Cayman, Caso Sivam, Pasta Rosa, Compra de votos – reeleição de FHC,
    Vale do Rio Doce, Privatização da Telebrás, Ex-caixa de FHC, privatização do sistema Telebrás foi marcada pela suspeição. Ricardo Sérgio de Oliveira, ex-caixa das campanhas de FHC e do senador zé çERRA, Juiz Lalau, Farra do Proer,
    desvalorização do real; de forma eleitoreira, FHC segurou a paridade entre o real e o dólar apenas para assegurar a sua reeleição em 1998, Sudam e Sudene. de 1994 a 1999, houve uma orgia de fraudes na Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), ultrapassando R$ 2 bilhões. Se o CIE for espionar Black Bloc / comunistas do LULA / PT inverterado / etc ….É melhor nem ter este centro, porque quem realmente destrói a minha Pátria estão com os bolsos cada dia mais cheio e zé povinho comunistas estão cada dia pior. o Bolsonaro já defendeu iSSrael, chega ou querem mais? Acho que mais uma vez a Direita inventa sempre algo mais para defende-la, para que não perca um centavo da grana roubada e como sempre as Forças Armadas cheias de informações se calam sempre, em nome da ameaça comunista/sindicalista/da Rússia/da mula sem cabeça/ …. Enqto isso corre um mensalão com toda mídia COMPRADA e as forças armadas assistem caladas. Quem mesmo querem proteger o BRASIL? Não estou escutando, repita por favor .. Pobre BRASIL!


x