Israel aceita cessar-fogo e retira as tropas da Faixa de Gaza

Medida foi negociada pelo governo do Egito; Unicef afirma que 392 crianças morreram no conflito

629 1

Medida foi negociada pelo governo do Egito; Unicef afirma que 392 crianças já morreram no conflito

Por Redação

O governo de Israel anunciou na madrugada desta terça-feira (5) que ordenou a retirada de toda a tropa militar da Faixa de Gaza, antes da entrada do cessar-fogo de 72h que foi mediado pelo Egito. De acordo com o tenente-coronel Peter Lerner, as tropas vão ficar em “posições defensivas” no território israelense.

Segundo declaração do governo de Israel, o objetivo militar almejado –  destruir os 32 túneis do Hamas – foi alcançado. “As Forças de Defesa de Israel serão redistribuídas em posições defensivas fora da Faixa de Gaza e vamos manter essas posições defensivas”, declarou Lerner.

Conflito em Gaza matou 392 crianças

De acordo com dados da Unicef, os bombardeios do Exército de Israel na Faixa de Gaza mataram 392 crianças e deixaram 2.502 feridas. O órgão também afirma que cerca de 370 mil jovens necessitam de ajuda psicológica por conta da investida.

Pernile Ironside, chefe da Unicef em Gaza, declarou que a “ofensiva teve um efeito catastrófico e trágico nas crianças. Se levarmos em conta o que estes números representam para a população de Gaza, é como se tivessem morrido 200 mil crianças nos Estados Unidos”.

O representante da Unicef também ponderou o fato de que a atual geração de crianças e jovens já passou por três ofensivas. “Levemos em conta que uma criança que tem sete anos já passou por três ofensivas, a de 2008-2009, a de 2012 e a de agora. Imaginem o impacto que isso pode ter tanto nas crianças menores como nas quais já entendem o que isso significa”, analisou.

Foto de capa: Reprodução



No artigo

1 comment

  1. Franco Responder

    https://www.facebook.com/photo.php?v=10204267449991209

    Vídeo forte, porque nem mesmo os árabes apoiam o HAMAS, este vídeo é de um outro grupo fundamentalista.


x