Sindicato dos professores de Minas denuncia tragédia da educação no estado

Em carta, coordenadora do Sind-UTE, Beatriz Cerqueira, diz que governo mineiro tem atuado contra os docentes

2962 11

Em carta, coordenadora do Sind-UTE, Beatriz Cerqueira, diz que governo mineiro tem atuado contra os docentes; leia abaixo

“Desde 2008, os trabalhadores em educação da rede estadual lutam pelo pagamento do Piso Salarial Profissional Nacional. Mas, a luta vai além da questão salarial. Em todas as pautas de reivindicações, demandas de acesso, permanência e qualidade da educação foram apresentadas ao governo mineiro.

Desde que o modelo do choque de gestão foi feito no estado, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) acompanhou as políticas públicas da educação (ou a sua ausência), os programas de governo e os indicadores de qualidade. Estudos feitos pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), relatórios do Tribunal de Contas do Estado, e mesmo as publicações oficiais do governo denunciam uma realidade diferente das peças publicitárias veiculadas no Estado.

Há anos, o Sindicato denuncia as precárias condições de trabalho do professor e dos educadores em Minas Gerais, a falta de estrutura física das escolas, a falta de vagas na educação básica, a destruição da profissão docente no Estado. Em 2014, o comportamento da entidade não foi diferente. Apresentou a pauta de reivindicações com demandas relacionadas à educação de qualidade, acesso e permanência na escola.

O governo estadual, a exemplo de anos anteriores, ignorou os problemas das escolas estaduais e seus educadores. Também, a exemplo de anos anteriores, o Sind-UTE/MG denunciou os problemas. Mas a denúncia da realidade, que não cita nenhum nome de candidato, incomodou a coligação encabeçada pelo PSDB que, em dois dias, já tentou impedir, por três vezes, a veiculação da campanha de informação da realidade das escolas estaduais. A tentativa de censurar os trabalhadores em educação demonstra a forma como fomos tratados nos últimos anos: a mordaça como pedagogia do medo enquanto se destrói a escola pública mineira.
Na campanha de informação, conforme divulgamos a seguir, não falamos nenhuma novidade.

Acompanhe o que o governo de Minas fez contra a educação mineira:

• Não dá autonomia para os professores avaliarem o processo de aprendizagem dos alunos, impondo a aprovação automática.
• Manipula as informações sobre qualidade da educação, divulgando apenas o Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (IDEB). Outros indicadores que apontam os problemas não são repassados à população.
• O programa Fica Vivo não diminuiu a violência. A taxa de homicídio em Minas aumentou 80% de 2001 a 2011. Nossos jovens estão morrendo!
• Os programas do Governo são apenas para propaganda, não atingem a maioria dos municípios mineiros. O Poupança Jovem, por exemplo, atende apenas nove municípios.
• Faltam 1.010.491 de vagas no Ensino Médio.
• Somente 35% das crianças mineiras conseguem vaga na Educação Infantil.
• Não tem nenhuma política preventiva sobre violência nas escolas. Professores são agredidos, alunos assassinados e nada é feito.
• Não paga o Piso Salarial Profissional Nacional aos profissionais do Magistério, conforme determinado pela Lei Federal 11.738/08 e decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).
• Efetivou, sem concurso, mais de 98 mil servidores, colocando estas pessoas numa situação de fragilidade jurídica.
• Congelou a carreira de todos os trabalhadores em educação até dezembro de 2015.
• Não cumpre acordos que assina.
• Acabou com o Fundo de Previdência dos Servidores Estaduais (Funpemg), que já tinha capitalizado mais de R$3 bilhões para aposentadoria dos servidores.

Mas parece que o que incomodou foi a possibilidade da população ser lembrada sobre os problemas da escola, durante o período eleitoral. Qual o medo? Vamos fazer o debate público sobre a realidade da educação mineira? Porque a censura é o instrumento de uma ditadura, não de um Estado democrático.

Quem quer ser gestor tem que aprender a conviver com quem pensa diferente.”

Professora Beatriz Cerqueira
Coordenadora-geral do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG)

Foto: Ensaios de Gênero



No artigo

11 comments

  1. Idelmar Responder

    queria ver se a nobre professora não é filiada ao PT ou esta a serviço deste… Os sindicatos estão desesperados com a possibilidade de perder a boquinha no governo federal, pois para a classe mesmo não fazem nada.

    1. Adriana Responder

      E se for filiada? Isso torna inverdade o que ela falou? Onde estão os números para desmentir. O Aécio se acostumou a ser o dono da capitania hereditária de Minas, onde ele mandava, desmandava e amordaçava a imprensa. Essa candidatura serviu pra abrir a caixa de Pandora desse que se alardeava uma vestal.

    2. Rodrigo Responder

      E se for, meu amigo? Filiação política invalida denúncias graves? Você trabalha como Professor do Estado? Conhece o que está acontecendo lá? Pare de dizer sandices e procure informar-se!

    3. jurema Responder

      tá a educação está ótima. ! só na sua cabeça

  2. Luiza Maria Toti Responder

    É preciso divulgar nossa triste realidade para os professores de todo o país, para que eles saibam quem é esse candidato. Minas já sofreu o choque. Se não cuidarem, será a vez de todo o país. Se quiser ver… Nós avisamos.

  3. Beatriz Cerqueira Responder

    Prezado Idelmar,
    visite uma escola estadual mineira, converse com um professor, veja o seu salário. A realidade fala por si. Visite os sites do governo mineiro para ter acesso aos indicadores de qualidade. Não verá nada diferente do que eu relatei. Desqualificar a organização sindical é a estratégia que o governo mineiro utiliza.

  4. João Vitor Responder

    O que mais revolta é o candidato tucano divulgar pelo país que Minas tem a melhor educação do Brasil. Essa é a piada mais sem graça de todos os tempos. Moro no sul de minas e a educação estadual aqui não chega nem perto da educação das propagandas do Pimenta da Veiga.
    O PSDB não tem capacidade de resolver esse problema, além de maquiar isso na campanha eleitoral, os tucanos perderam a capacidade de dialogar com os professores, isso é INADIMISSÍVEL.
    Essa é a triste realidade da educação de Minas Gerais.

  5. Daniel Rocha Responder

    O Idemar, provavelmente, é do tipo que acredita naquela propaganda feita pelo governo de Minas, com a participação da atriz Débora Falabella. Da maneira como ele se refere ao fato de alguém (professor) ser do PT, abre o pressuposto de que a verdade está com o Aécio e sua extensão de governo (Anastasia, extensão & cia)

  6. Lúcia Responder

    Sou professora há 24 anos , creio que 2015 será o ano da minha libertação dessa farsa inominável que é a EDUCAÇÃO MINEIRA. Tenho chegado à conclusão que o prefessorado mineiro compactua muito com essa lama que rola aqui, pois vejo muitos colegas falarem que vão votar no Aécio, principalmente aqueles que foram efetivados sem prestar nenhum concurso público. Há aqueles mais desavisados que ainda pensam que, se o Aécio for eleito, vai fazer uma reviravolta na lei sem vergonha desses governantes sem caráter: Aécio, Anastasia e Alberto Pinto Coelho. Não sei onde começa e onde termina tanta podridão aqui em Minas Gerais.
    Sinceramente não estou acreditando em nada e em ningéum.O sonho que tenho no momento é fechar essa página da minha vida sem olhar para trás.
    O povo brasileiro deveria conhecer melhor o caráter e a ética desses políticos,antes de premiá-los com a coroa de Reis e Rainhas de uma república sem vergonha e desonrada pela própria natureza e por seus filhos amados.

  7. marisol Responder

    Oh lucia que vc sai logo desse pesadelo ninguém merece nadar num fosso de crocodilo chamado escola de minas e …

  8. fagner rezende evencio Responder

    FREQUENTE UMA ESCOLA E VEJA A REALIDADE,AÉCIO ANASTASIA NÃO SUPORTO OUVIR VOÇÊS DIZENDO QUE MINAS TEM A MELHOR EDUCAÇÃO,VERGONHA VOÇÊS SÃO UMA VERGONHA PARA MINAS
    A EDUCAÇÃO É A BASE DE TUDO
    VALORIZE OS PROFESSORES E DEIXEM ELES ATUAREM POIS QUEM SABE DA REALIDADE E OS ALUNOS QUE TEM SÃO ELES,POIS QUEM ESTÁ EM SALA DE AULA NÃO SÃO VOÇÊS NEM A SUA CÚPULA
    GRAÇAS A DEUS EX.PROFESSOR QUE SO FALTOU DAR A VIDA PELOS MEUS ALUNOS,
    HOJE FELIZ, SEM DOR DE CABEÇA,DOR NO CORPO,EXTRESSE,A BASE DE AR PURO NÃO DE RÉMEDIO COMO VIVIA.
    POPULAÇÃO MINEIRA E BRASILEIRA PELO AMOR DE DEUS PESQUISEM EM QUEM COLOCAR O PODER NAS MÃOS,BEATRIZ CERQUEIRA,PARABENS VOÇÊ É LUTADORA ESTIVE JUNTO COM VOÇÊS LUTA
    AGORA SO ACOMPANHO


x