Cláudio: incêndio atinge galpão da prefeitura

A cidade mineira é notícia novamente, agora por conta de incêndio em galpão da prefeitura; assessoria rejeita suspeitas de "queima de arquivos"

488 0

A cidade mineira é notícia novamente, agora por conta de incêndio em galpão da prefeitura; assessoria rejeita suspeitas de “queima de arquivos”

Por Vinicius Gomes

Um galpão anexo à prefeitura de Cláudio (MG) foi completamente destruído após um incêndio se espalhar em um lote vago na Avenida Tancredo Neves, na última segunda-feira (11). Não houve feridos, mas as chamas consumiram completamente arquivos, computadores, materiais de escritório – todos inutilizados, de acordo com o gabinete da prefeitura. O lote também era usado para abrigar veículos oficiais do município. 

A cidade de Cláudio é manchete dos principais veículos de comunicação brasileiros há cerca de um mês, devido à denúncia, divulgada em 20 de julho, sobre a suspeita de uso de verba pública para fins particulares do aeroporto municipal – localizado dentro de um terreno desapropriado do tio-avô do presidenciável tucano Aécio Neves. O candidato possui uma fazenda a 6 km do local e admitiu – depois de 10 dias se esquivando – que já usou o aeroporto “três ou quatro vezes”.

Além disso, questiona-se a real utilidade do “aeródromo” – como diz Aécio –  para o município, o custo de R$ 14 milhões para pavimentar a pista de pouso de 1 km  e o valor do desapropriação do terreno.

Segundo o jornal mineiro O Tempo, a assessoria de comunicação da Prefeitura informou que muitas pessoas, principalmente nas redes sociais, afirmam maldosamente que o incêndio teria sido uma queima de arquivos públicos. De acordo com os assessores, o cômodo não fazia parte do edifício da prefeitura, e o arquivo municipal, que fica no prédio da administração, é tratado com  todo o  respeito e segurança pelos servidores.

Foto de capa: Papiro Online



No artigo

x