“Nós éramos grandes companheiros”, diz Lula sobre Eduardo Campos. Assista

Em coletiva, o ex-presidente comenta que o Brasil sofreu uma grande perda e que não é hora de falar sobre sucessão eleitoral

319 0

Em coletiva, o ex-presidente comenta que o Brasil sofreu uma grande perda e que não é hora de falar sobre sucessão eleitoral

Por Redação

O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, conversou ontem (14), no Instituto Lula, com repórteres a respeito da morte de Eduardo Campos. À imprensa, Lula declarou que no dia do acidente que vitimou o candidato à presidência da república pelo PSB não tinha condições de falar, pois, Eduardo Campos era mais que um amigo, “um companheiro”.

“A minha relação com Eduardo Campos extrapolava a política, nós éramos mais do que dois amigos políticos, nós éramos dois companheiros que eu tive o prazer de conhecer ainda muito menino, que tive o prazer de ter afinidade ideológica com o seu avô (Miguel Arraes), tive a oportunidade de conviver com a sua mãe, sua mulher e seus filhos. Nenhum ser humanos está preparado pra receber a notícia como eu recebi ontem (13)”.

Lula também declarou que o Brasil “não merecia isso”. “O Eduardo Campos era uma figura extremamente promissora… O Eduardo sabia de alguns pensamentos meus, ou seja… Eu dizia pra ele: ‘Eduardo, não há divergência política que possa arranhar a relação de amizade que nós construímos… Por mais que a gente possa ter qualquer divergência, a nossa relação está consolidada’. Eu digo sempre que nem todo irmão é um companheiro, mas todo companheiro é um grande irmão”.

Foto: Reprodução YouTube



No artigo

x