Dilma: “Fomos o governo que mais estruturou mecanismos de combate à corrupção”

Presidenta foi a terceira entrevistada do Jornal Nacional e respondeu ainda sobre desafios na área de saúde e economia

386 0

Presidenta foi a terceira entrevistada do Jornal Nacional e respondeu ainda sobre desafios nas áreas de saúde e economia

Por Redação

A presidenta Dilma Roussef participou, na noite da última segunda-feira (18), de uma entrevista no Jornal Nacional, da TV Globo. A candidata à reeleição recebeu os apresentadores William Bonner e Patrícia Poeta no Palácio da Alvorada, em Brasília, naquela que foi a terceira entrevista realizada pelo quadro do jornal, que já havia contado com a participação de Aécio Neves e Eduardo Campos.

Questionada sobre as medidas adotadas pelo governo para coibir casos de corrupção no País, Dilma destacou a autonomia da Polícia Federal, a relação respeitosa com o Ministério Público, a criação da Controladoria-Geral da União, a Lei de Acesso à Informação e a implementação do Portal da Transparência. “Fomos aquele governo que mais estruturou os mecanismos de combate à corrupção, à irregularidade e maus feitos”, ressaltou.

A seguir, foi indagada se considerava a situação da saúde “minimamente razoável”. Ela afirmou que ainda há problemas e desafios a serem enfrentados nessa área. Porém, chamou a atenção para o programa Mais Médicos, dizendo que o governo teve uma atitude corajosa ao tentar suprir a carência de profissionais para atender adequadamente a população. Lembrou que médicos brasileiros foram convocados para contratação, mas que não foram suficientes para a demanda. “Na sequência, chamamos médicos cubanos, através da Opas [Organização Pan-americana de Saúde]. Cinquenta milhões de brasileiros não tinham atendimento médico. Hoje têm”, declarou.

Ao final da entrevista, o assunto foi economia. Ao ser perguntada sobre indicadores negativos, ela se referiu ao que chamou de “índices antecedentes”, que antecipam tendências da economia. “A quantidade de papelão que é comprada, a quantidade de energia que é consumida, a quantidade de carros que são vendidos, todos esses índices indicam uma recuperação no segundo semestre”, concluiu a presidenta.

Veja a análise feita sobre a entrevista de Dilma Rousseff no Blog do Rovai.

Foto de capa: Pragmatismo Político/Reprodução



No artigo

x