Carlos Siqueira deixa coordenação da campanha de Marina Silva

Militante histórico do PSB, afirmou que a candidata não é do PSB e quer "distância" da presidenciável

594 3

Militante histórico do PSB, afirmou que a candidata não é do PSB e quer “distância” da presidenciável

Por Redação

A campanha de Marina Silva acaba de sofrer a sua primeira baixa. Carlos Siqueira, secretário-geral do PSB, anunciou nesta quinta-feira (21) que não faz mais parte da coordenação da campanha presidencial. Ele foi contrário a indicação de Marina Silva, porém, declarou que obedece a decisão da maioria dos colegas e que vai permanecer em suas funções no partido.

Siqueira declarou que não vai dar mais detalhes de sua saída pra não criar constrangimento, mas que da “senhora Marina Silva” quer “distância”. “Eu não participo da campanha de Marina Silva. Ela não é do PSB”, disse Siqueira ao jornal o Estado de São Paulo na manhã de hoje.

Logo depois da confirmação do nome de Marina Silva enquanto candidata à presidência pelo PSB, o partido havia informado que Carlos Siqueira permaneceria na função de coordenador da campanha, mas que teria de dividir o espaço com Walter Feldman, hoje ligado a Rede.

A saída de Siqueira da coordenação da campanha de Marina Silva ainda não foi comentada pelos dirigentes do PSB, que estão reunidos em Brasília.

Foto: PSB



No artigo

3 comments

  1. CLAUDIO MACIEL Responder

    ” Nada é mais potente que uma idéia, cujo tempo chegou” Júlio Verne . O momento é da Marina e desse grupo até então liderado pelo Eduardo Campos . No fim a vitória será de todos.

  2. Socorro Carvalho Responder

    Gostei muito da material sobre a verdadeira identidade política de Marina Silva. Gostaria que vocês possam manter o artigo acima completo como estava. Bastante esclarecedor para o povo brasileiro.

  3. LAURA Responder

    Sou leiga para fazer qualquer comentário sobre a politicagem, mas sou eleitora estou ciente quanto ao que parece mas não é. Sr. Carlos Siqueira, saiu da coordenação da campanha da Srª Marina Silva, porque com certeza viu a possibilidade da Marina vencer, e ele deve fazer parte da politicagem já acordada com o PT.


x