Ex-combatentes israelenses e palestinos se unem em prol da paz

Um movimento formado por antigos inimigos em ambos os lados no conflito Israel-Palestina busca ser uma nova e inspiradora mensagem de paz para a região mais complexa do planeta

522 0

Um movimento formado por antigos inimigos em ambos os lados no conflito Israel-Palestina busca ser uma nova e inspiradora mensagem de paz para a região mais complexa do planeta

Por Jodie Gummow, em Alternet | Tradução: Vinicius Gomes

Uma vez que a imprensa continua a bombardear a todos com imagens horríveis de violência e do ódio emanando no Oriente Médio, pode ser difícil permanecer esperançoso se algum dia uma solução será alcançada naquela região do mundo.

Ainda assim, uma improvável aliança entre ex-combatentes israelenses e palestinos se lançou a desafiar essa sensação de desespero, ao darem as mãos e iniciarem uma inspiradora campanha de paz – oferecendo uma solução alternativa para o contínuo impasse político entre Israel e Palestina.

Cansados de esperar que seus governos e representantes colocassem um fim ao ciclo de violência, o movimento binacional “Combatentes pela Paz” escolheu por largar suas armas e trabalhar cooperativamente para arrecadar fundos e construir um futuro pela paz.

Formada em 2005 por ex-soldados israelenses e combatentes palestinos – que participaram ativamente nesse ciclo de violência, o grupo espera conseguir apoio suficiente para que possa exercer pressão política em ambas as autoridades para que trabalhem em busca da reconciliação.

O objetivo primário é promover o fim da ocupação e a criação de um Estado Palestino onde as duas populações possam viver lado a lado, com paz e dignidade, educando sobre os esforços de não violência tanto em Israel, quanto na Palestina.

“O conflito no Oriente Médio pode parecer impossível de se resolver. Nós sabemos que não é”, declara a campanha. “Nossa missão é ativamente espalhar a mensagem que uma solução pacífica para o conflito é possível e nossas centenas de membros participantes são a prova disso”.

Juntos, esses membros usam da arte, teatro e outras atividades criativas para demonstrar para israelenses e palestinos que é realmente possível superar o medo e o ódio e que antigos inimigos podem se tornar parceiros na paz e juntos criarem um futuro melhor para todos.

“A mídia mostra apenas cenas de violência e o ódio crescente que nos separa ainda mais. Nós realizamos atividades que mostram uma diferente realidade. Essas são as imagens que trarão as pessoas próximas umas das outras”, dizem os participantes.

Consequentemente, com o lançamento da campanha, o movimento espera alcançar um público ainda maior para que suas vozes possam ser ouvidas na busca pela paz entre Israel e Palestina.

Aqueles interessados em ajudar podem doar para a campanha, divulgar a iniciativa em redes sociais ou simplesmente falar a respeito em igrejas, sinagogas e mesquitas.



No artigo

x