Dilma: “Quem não se preocupa com gestão quer ser rainha da Inglaterra”

Afirmação pode ter sido resposta a Marina Silva, que ressaltou que o País não precisa de ‘gerente’.

311 0

Afirmação pode ter sido resposta a Marina Silva, que ressaltou que o País não precisa de ‘gerente’

Por Redação

A presidenta Dilma Rousseff convocou, na última segunda-feira (25), uma entrevista coletiva no Palácio da Alvorada, em Brasília. Na ocasião, a candidata à reeleição pelo PT afirmou que um presidente da República que não se preocupa com gestão “está querendo ser rei ou rainha da Inglaterra”. Segundo ela, gerir não é uma atividade secundária neste cargo. A afirmação pode ter sido uma resposta à declaração da candidata do PSB à presidência, Marina Silva, que, em um comício em Recife no sábado (23), disse que o Brasil não precisa de um gerente, mas sim de “quem tem visão estratégica”.

Durante a coletiva, Dilma voltou a defender a reforma política proposta pelo governo no ano passado, durante as manifestações que ocorreram no País. “Mobilizar toda a sociedade para que apresente suas propostas e submeter depois. Isso é uma forma de organizá-las e discutir ou num processo de plebiscito, mas certamente com consulta popular. Porque senão ninguém terá força para aprovar uma reforma política”, afirmou a candidata.

A presidenta destacou ainda a necessidade de desburocratização do Estado e disse que todos os gastos públicos devem ser divulgados. Em momento de descontração, foi questionada por um jornalista se o costume de tirar fotos com os eleitores, conhecidas como ‘selfies’, seria uma forma de “humanizá-la”. “Eu sou humana, não marciana”, respondeu a presidenta.

Foto de capa: Elza Fiúza/ABr



No artigo

x