PT aponta fraude no vídeo em que Lula pede votos para Marina Silva

O vídeo original havia sido gravado para a candidata Marina Sant’Anna, do PT de Goiás.

551 0

O vídeo original havia sido gravado para a candidata Marina Sant’Anna, do PT de Goiás

Por Redação

O Partido dos Trabalhadores (PT) registrou, na última quinta-feira (28), um pedido ao portal YouTube para retirar do ar o vídeo em que aparece o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em suposto apoio à candidata do PSB à presidência, Marina Silva. A montagem irritou os petistas, que têm na figura de Lula o seu maior cabo eleitoral. O presidente do partido e coordenador de campanha de Dilma Rousseff, Rui Falcão, convocou uma entrevista coletiva para dizer que a sigla irá acionar o Ministério Público Eleitoral para apurar e punir os responsáveis pela fraude.

“Eu conheço a Marina há mais de 30 anos, por isso tenho certeza de que ela é hoje a candidata mais preparada para ajudar a combater as desigualdades sociais”, disse Lula. O vídeo é verdadeiro. No entanto, foi gravado para a campanha de Marina Sant´Anna, candidata do PT ao Senado em Goiás e editado posteriormente com a intenção de favorecer a pessebista. O nome do estado aparece nas legendas, mas foi cortado na fala dele. Na imagem, também foi introduzido o logotipo da campanha do PSB.

Rui Falcão defendeu ainda que o PT “continue na mesma linha”, segundo ele, de não fraudar e adulterar conteúdos ou induzir os eleitores ao erro em razão de ações “que não sejam éticas” na internet. Em ato de campanha, a presidenta Dilma Rousseff afirmou que as eleições desse ano estão baseadas em mentiras, desinformação e derrotismo. A coligação de Marina Silva negou qualquer envolvimento com o material falso veiculado nas redes sociais e, em nota, classificou o vídeo como “tosco” e “fraudulento”.

Fotos: YouTube/Reprodução



No artigo

x