Marqueteiro do PSDB é suspeito de usar sites para difamar adversários

Depois de tentar cooptar o perfil Dilma Bolada para o PSDB, Pedro Guadalupe é acusado de comandar esquema de difamação na internet, usando páginas fantasmas e posts patrocinados nas redes sociais, o que configura crime eleitoral.

1662 3

Depois de tentar cooptar o perfil Dilma Bolada para o PSDB, Pedro Guadalupe é acusado de comandar esquema de difamação na internet, usando  laranjas e posts patrocinados nas redes sociais, o que configura crime eleitoral

Por Redação

como-funciona-a-rede-suja-do-psdb-na-internet-3-638
Internautas denunciam posts patrocinados com fins eleitoreiros.

O empresário mineiro Pedro Guadalupe está no centro de mais uma confusão envolvendo campanhas políticas na internet. Depois de ser acusado de tentar cooptar Jeferson Monteiro, criador do perfil Dilma Bolada no Facebook e Twitter, para apoiar o candidato à presidência Aécio Neves, ele agora é suspeito de usar sites laranjas, com o objetivo de difamar adversários do PSDB nas eleições.

Nos últimos dias, diversos posts patrocinados surgiram nas redes sociais, com ataques ao candidato ao governo de Minas Gerais Fernando Pimentel (PT), que lidera as pesquisas de intenções de voto na região. Sites e fan pages, supostamente com conteúdo jornalístico, seriam na verdade páginas de aluguel que têm como intenção enaltecer a candidatura de Aécio e também de Pimenta da Veiga, que disputa o governo de Minas pelo PSDB.

como-funciona-a-rede-suja-do-psdb-na-internet-4-638
Destaque para o site Minha Minas Gerais, usado para difamação de adversários políticos do PSDB.

Alguns usuários, indignados por receberem os posts patrocinados em suas páginas, denunciaram a ação, que pode ser configurada como crime eleitoral. O site Bhaz, patrocinador das publicações, é de propriedade da empresa Satis Marketing Digital, cujo dono é Pedro Guadalupe, responsável pela campanha do partido tucano na internet. Outro site apontado como parte do esquema é o Minha Minas Gerais, que estaria sendo usado com a mesma finalidade.

Conforme prestação de contas oficial feita ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a empresa Satis recebeu, até agora, R$ 193 mil da campanha de Pimenta da Veiga. A informação seria mais uma prova de que o PSDB tem promovido, sob coordenação do marqueteiro, uma rede de boatos e difamação de adversários, com a intenção de obter vantagens na disputa eleitoral.

E a relação de Guadalupe com os tucanos não é recente. Segundo apurado pela imprensa, ele recebeu cerca de R$ 2,3 milhões do governo de Minas Gerais para projetos de teatro e ilusionismo. Só os dois últimos repasses, em 2013, pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, custaram R$ 669 mil. Em 2012, o valor liberado foi de R$ 750 mil.

A campanha do candidato petista ao governo de Minas pediu na Justiça Eleitoral a proibição de posts patrocinados do sites Bhaz e Minha Minas Gerais no Facebook. Segundo pesquisa Vox Populi/Rede Record divulgada ontem (9), Pimentel tem 38% das intenções de voto, ante 19% do segundo colocado, Pimenta da Veiga (PSDB).

 



No artigo

3 comments

  1. Beth Responder

    Rapaz esse nome, Pedro Guadalupe, parece nome de biba, isso é nome de nerd punheteiro, rsrsrsrsrs. Quem der ouvido a uma miséria dessa deve estar louco. Esses caras não tem nenhuma representatividade política, aliás, não sabem nem o que é política.

  2. enganado Responder

    E aí Pedrinho, o cargo prometido no governo do Aético foi pro espaço, evaporou, escafedeu-se. Que pena né! Mas não de ser nada, só com o juros da grana surrupiada do Fórum de SP., Telefônicas, SIVAN, SUDENE-SUDAN, PROER, TRENSALÃO-Metrô de SP, REELEIÇÃO, … (o espaço é pouco). Corre atrás Pedrinho, tem muita grana pra você! Vamos lá garotão!

  3. Fábio de Oliveira Ribeiro Responder

    Modo Aécio Neves de fazer política: cooptação, suborno, intimidação e ofensas. Tucano é o pó-da-rabiola da Democracia… as vezes é apenas pó que ficou da Ditadura. Ha, ha, ha…


x